Humilhada pela empregada II



Este conto já foi publicado, não por mim, mas por outra pessoa, ela o deixou, sem o final.
Bem eu consegui recupera-las em outro site, fiz algumas correcções e alterações. Como este conto não teve final, estou providenciando a continuação, tentando ser a mais fiel possível a historia inicial, espero que gostem.

Continuando aqui o meu drama de quando a minha empregada passou a me humilhar irei narrar as partes mais desmoralizantes que vivi e como disse, ainda vivo.
Bom, estava eu lá lavando a louça e Dora sentada rindo e falando varias coisas quando me desesperei e falei em prantos para ela Você quer dinheiro, quer uma joia minha, o que quer de mim? ... falei e me veio mais choro e ela sentada fria olhou e me disse.....Hum... isso não é má ideia putinha mas quero é de educar e te colocar no seu lugar assim como uma putinha que você é....vocês são todas metidas e não perderei essa oportunidade de te adestrar cadelinha branquela.... e ria de cada palavra que falava e eu voltei a lavar sabendo que estava perdida. Ela sabia exatamente o que falar para meu desespero tipo.....Pois é Amandinha, imagina só a Ana, Claudia, Sonia e Cristina que não saem daqui da casa verem essas fotos heim?.... imagina só?....ou você será humilhada por mim ou por elas o que acha?...eu muda e cada palavra enfiando em mim como faca...imagina o que elas vão dizer heim putinha?...... ela levantou me deu um tapa na bunda forte e gritou....Estou falando com você cadelinha.....eu falei...chorando estou escutando Dora.....ela me bateu de novo.....e eu gritei...minha bundinha ardia como fogo....É Sra. Dora escutou?....nossa eu queria morrer....humilhada assim....engoli a seco e falei com voz baixa....sim senhora Dora.....outro tapa e falou...Mais alto......Sim Senhora Dora, falei chorando.....ela riu e disse...Hum...esta aprendendo.
Passei aquele dia trabalhando que nem louca, minha família claro não falei estavam viajando e ela dormia em casa dia de semana, como era sexta ela riu e falou que passaria o fim de semana em casa para meu desespero. Depois de trabalhar muito ela sentada sem fazer nada vendo TV me chamou... aos gritos....Cadela.... vem aqui.......eu estava desesperada pois eram umas 6 da tarde e logo como sempre minhas amigas as vezes amigos chegariam para marcar o que fazer fim de semana e sabia que qualquer momento a campainha ou batendo na porta já que é condomínio e porta fica na garagem da casa sem portões ou seja qualquer um chega e bate na porta......eu estava nervosa para aquilo acabar e ela ir embora para casa dela mas ela falou que ficaria. Nossa sala é grande e tem dois sofás branco com tapete supere fofo na frente deles onde é uma sala de estar ela sentada como madame e eu chegando nervosa pela hora e ela fala...limpou tudo cadelinha?... eu falei...sim.....ela disse berrando...sim o que vaquinha?.....engoli a seco novamente e humilhada falei...Sim senhora......muito bem vem aqui perto.....fui toda nervosa e em pé ela sentada falou....bom vamos dar um pouquinho de educação e quero a mocinha ou melhor a putinha colaborando...nossa como odiava isso e eu sem poder falar nada......ela falou deita aqui no meu colo....eu desesperei e falei...O que?..como assim?...o que quer que eu faça?...ela me deu um tapa nas pernas e gritou deita aqui agora pois te darei umas palmadaseu nervosa com tamanho absurdo ser tratada como criancinha assim e por ela seria humilhação demais.....me saiu como dominada um por favor não......ela riu...era o que queria escutar eu agora pedindo por favor...e ela falou.......deita secamente e com cara muito séria.......humilhada sem força e tremendo toda acabei deitando no colo dela nossa que sensação horrível....humilhante e que vergonha.......eu sabia o que ela iria fazer e eu sem como sair dessa situação pois era chantageada pelas fotos que ela me roubou....minha empregada com ar de superior falou...Hum.....você não foi boa menina.....ela começou a falar e na hora me veio na mente....estou de vestido levinho e sem nada por baixo...quis me levantar e ela bateu na minha bunda sobre o vestido leve e falou....nada disso mocinha..quietinha.....e bateu mais..e eu gritei ai..ai....tentei colocar as mãos atrás mas ela segurou e começou...nossa sem calcinha e quase exposta assim e a hora minhas amigas para chegarem tudo vergonhoso para mim ao mesmo tempo...e ela batendo quando o pior veio ela nem precisou de trabalho pois como era leve ela levantou meu vestido até a cintura e minha bunda toda a mostra e já vermelha ela ria e eu sem saber onde enfiar minha cara querendo acordar daquele pesadelo humilhante...tentei falar , tentei abaixar mas nada, ela ria disso da minha vergonha..e falava.....Tá com vergonha da bundinha a mostra putinha e ria...tá com medo das amiguinhas que podem chegar é?...eu sei que esta pensando nisso.....e ria.
Eu me debatia sem conseguir fazer nada....ela abriu minha bunda e rindo falou olha sá.....hahahaha...o cuzinho da piscando...e o pior que estava mesmo eu sentia mesmo sem comando meu cuzinho abria e fechava, sem ver claro mas imaginando a situação humilhante que passava com a cara colada no sofá e já molhado pelo meu choro de tamanha vergonha.
De repente o pior acontece também...escuto vozes e carro parando....e ela diz....as amiguinhas chegaram...há a porta esta destranca Amanda...me debato querendo me livrar e ela me segura e tira meu vestido pois cai no chão escorregando entre as pernas dela..e ela rindo eu saio correndo pela segunda vez pelada pela casa até as escadas..ela rindo e as meninas gritando meu nome e abrindo a porta...nossa quando escuto a porta abrindo estava quase exposta em direção da porta subindo as escadas que nem um foguete.....entro e pego uma roupa qualquer....e me toco...Dora!!!!...ela esta lá sentada no sofá e com meu vestido....e agora?....volto nervosa e tensa..e lá em baixo 3 amigas e um amigo...nossa que vergonha...será que notaram algo?....desço rindo de nervosa para eles..e Dora falando com eles papo furado e segurando meu vestido....e ela fala...bom crianças vou lá....Amanda deixa que eu arrumo seu vestidinho que você tanto adora.....nossa morta de vergonha falei..obrigada...todos sentados falando um bocado notam que estou nervosa perguntam o que aconteceu e eu nada...sempre falando que nada...e eles desconfiados...não viram nada mas estava no ar que tinha acontecido algo..e eu morta de vergonha da Dora, com medo dela falar algo....do que ela me fez, que vergonha pensei..e todos na sala falando o que aconteceu e eu sem saber onde enfiar a cara até que mudaram de assunto.
Eu sabia...foi por pouco ela não tinha limites..e se me pegam assim de bunda de fora no colo dela ?..e se me pegam nua correndo pelas escadas?....pensei...ela pode tudo.....eu queria era chorar mas tive que fazer sala e eles nada de irem embora. Depois de uma hora foram embora eu falei que não estava legal para sair essas coisas e foram embora com ar de que aconteceu algo e isso era mais vergonha na minha cabeça.
Ela veio no meu quarto me dando broncas, rindo, falando regras um bando de coisas e me peguei calada e aceitando as coisas e sem como sair dessa assim... pensei.... quanto tempo irá durar isso?...mas sabia..ela era ruim e vingativa eu estava perdida mesmo..minha imagem e moral e tudo por um fio nas mãos dela. Tive que humilhada dormir no quarto dela de empregada que cheirava a perfume barato e ela na minha cama de casal do meu lindo quarto, ela falou que seria assim enquanto estivesse somente eu e ela... com meus pais de volta das varias viagens que faziam sempre seria como antes mas com regras também.
No dia seguinte eu novamente só de vestidinho, o mesmo... acordei com berro dela.. sábado que adoro acordar tarde fui acordada as 7:30...ela berrando para eu fazer o café dela e levar na cama com tudo que tem direito.....e o pior...fiz...com bandeja e tudo. Ela colocou roupas caras que tenho e ficava em casa me dando ordem, quando falou e me desesperei...Cadelinha... e eu como tonta me virava aceitando esse nome......você irá ser mais adestrada e ter mais educação...por isso tira o vestido, vai trabalhar peladinha...e ria..e ria... eu tentei falar que isso não...e levei um tapa na cara... obrigada a tirar e morta de vergonha, vergonha de onde não saber onde enfiar a cara....em casa fora do meu quarto pelada..nossa que coisa humilhante...e fiquei assim tentando esconder minha bucetinha e seios e nada...pois tinha que limpar a casa assim....ela na sala falando com uma amiga empregada por tel. E eu lá pelada limpando a casa que vergonha, que vergonha.
Os risos dela me deixavam sempre de cara vermelha e dominada… as coisas iam ficando mais e mais fortes e sem controles....fazem massagem nos pés dela......levar coisas para ela....limpar a casa toda......passar roupas...e tudo isso nua....sem nada para tapar minha vergonha e eu que sou super envergonhada com tudo...e sempre ela me batia na bunda e me colocava no colo dela no domingo foi pior...no gramado dos fundo onde tem a piscina ela tomava banho com eu bikine e eu lá nua pronta para servir ela com suquinho.......depois ela veio e já arrumada me colocou uma gravata e tive que ficar de 4 como cadela e ela me adestrando....nossa que vontade de mandar ela para aquele lugar e acabar tudo..mas eram sá lagrimas nos meus olhos azuis e vergonha...nunca parava..sempre me dava mais e mais vergonha e ela sabia disso.
E os dias passavam sempre assim...com humilhações assim....era terrível e o pior sem ter ninguém para pedir ajuda pois estaria exposta com as fotos.
Até esse momento eu nunca tinha visto ela nua e claro nem queria mas sabia que ela não tinha limites e poderia querer algo mais humilhante para mim, ela me fez uma vez chupar os dedos dela...eu sabia que era não era lésbica.....mas foi nojento fazer isso nela..lamber o pé de outra mulher e tive que fazer.
Uma vez na cozinha veio o pior... eu lavando pelada e ela chega por trás e diz... olha ela aqui...nossa gelei toda...me virei e era Tulia, outra empregada da vizinha, outra negra que é gorda e outra que se achava também desprezada pelos moradores por ser empregada......nossa fiquei paralisada sem me mexer e sem me tapar pelo susto, quando caio em mim e me tapo tinha um silencio e depois risos...agora de duas....e eu sem saber o que fazer tentei correr e me seguraram....nada disso mocinha, que foi ta com vergonha?...eu chorando desesperada ...me larguem, me larguem...nada disso putinha e riam de mim.
Humilhada em PE e elas rindo da minha vergonha fui levada na sala peladinha mesmo e Dora, me deu tapas e palmadas no colo dela e Tulia vendo rindo e falando bate mais nessa putinha… e rindo as duas falando....ela ta morta de vergonha....e risos.
Ela mostrou meu cuzinho e eu me debatendo no colo dela... depois foi no colo da Tulia, nossa queria um buraco e sumir.
A Dora, falou das minhas amigas e tudo mais, mostrou as fotos dia antes e comentavam isso agora me via na mão de duas para ficar maior meu desespero.....lambi os pés das duas e me fizeram coisas como enfiar banana no meu cuzinho que amassava toda e eu suja e melada......depois ovos na cadela e farinha e eu paradinha na cozinha nessa hora e elas rindo me humilhando.......obrigada a limpar a cozinha e só depois me limpar.
Chorei todo o dia depois no meu novo quarto enquanto estivesse só eu e ela em casa...o quarto da empregada.
Se passaram uns dias...e fui me acostumando a ser isso...o brinquedinho dela ou delas... e nunca falei disso para ninguém....ela sabia que eu aceitava e ela falava depois da minha aula quando chegava meio dia... tira a roupa e limpa a casa...e eu fazia na frente dela sem falar nada e sempre de cabeça baixa......era assim que as coisas iam.
Me lembro que as vezes ela me trancava do lado de fora nuazinha e eu escondida na frente de um dos carros da família na garagem.... e sem portão minha casa do condomínio quer dizer com mais cuidado olhando me pegavam pelada fora de casa eu sem como ter para onde correr presa do lado de fora se ela chamasse minhas amigas e amigos se chegassem me pegavam assim.
Quando minha família estava em casa tudo era normal, mas a droga é que não paravam em casa sempre viajando e eu como estava em provas do colégio não podia ir, queria escapar dela sem conseguir. Tive uma tarde que lamber os pés dela quando para minha surpresa ela tirou a calcinha e levantou a saia e disse....lambe!...eu não...por favor....me bateu e fui obrigada a lamber a buceta negra dela...nossa que horrível meu rosto chegando perto da buceta dela e o cheiro e minha língua tocando...queria vomitar mas fui obrigada a lamber ela e ela rindo falava ...gostando putinha?!...eu gemia de nojo e lambia e ficava babada.......depois disso tinha que chupar quase 4 vezes ao dia.
Eu estava dominada mesmo e obrigada a fazer isso nela e na outra empregada da vizinha.
Ela quis ganhar dinheiro sobre minha humilhação...eu passei a ir na casa dela que é na periferia, íamos de ônibus isso claro quando minha família estava de volta e eu falava que ia no shopping com amigas.....na casa dela eu era obrigada a chupar o pau de uns garotos.....que pagavam..ele deliravam, uma menina como eu rica e bonita e loirinha fazendo isso...era sá sexo oral...eles gozam na minha boca e eu obrigada a engolir, tudo em um quartinho dos fundos sujo já eu e os meninos que pagavam para ela, eu tinha que estar nua o que me humilhava mais e fazer era nojento, foram uns 8 meninos de 17 até 25 anos que faziam fila as vezes na porta para depois eu fazer em cada engolia tudo pois eles pagavam para isso...uns queriam me comer mas ela não deixava pois dizia que seria mais caro... e eles não tinham para isso mas um dia aconteceu… e obrigada a dar para um senhor de uns 60 anos que nossa que nojo... me comeu e eu não podia fazer nada...chorava e eles nem ai para mim....ela me batia se alguém reclamava.
Fiz coisas que nem em sonho achei que faria um dia na vida.....e ainda obrigada a fazer.


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Twitter Facebook



Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


102153 - Humilhada pela empregada - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 7
102161 - Humilhada pela empregada IV - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 3
102176 - Humilhada pela empregada III - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 4
102198 - Humilhada pela empregada V - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 4

Ficha do conto

Foto Perfil jpaullos
PAULLOS

Nome do conto:
Humilhada pela empregada II

Codigo do conto:
102154

Categoria:
Sadomasoquismo

Data da Publicação:
18/06/2017

Quant.de Votos:
5

Quant.de Fotos:
0