FLAGREI A MINHA ESPOSA ENGATADA COM MEU CACHORRO



FLAGREI A MINHA ESPOSA ENGATADA ANAL COM MEU CACHORRO


Muitos nos conhecem de meus relatos e também por causa de meus blogs, outros ainda tenho uma amizade estreita e sobre amizades de verdade são poucas. Antes de eu contar como eu peguei a Belinha engatada com um de meus cães quero comentar sobre algo. Tenho muitas amigas que praticam zoofilia, em todos os estados do Brasil. Muitas dessas amigas cobram de seus maridos amor, carinho e respeito, entretanto tenho um pensamento que é o seguinte: SE VOCÊ DESEJA ALGO, PRIMEIRO DÊ. Em uma relação o que importa não é só o Sexo. Se a pessoa deseja encontrar e ser feliz apenas embasado no Sexo em uma relação está fadado ao fracasso, é por essa razão que na época em que vivemos existe uma grande gama de casais separados e desajustados. A coluna de uma relação está firme quando existe o amor real e verdadeiro... E que bicho é esse? O amor real é autentico, não se prova ele apenas falando: EU TI AMO, e sim se prova através dos pequenos atos, eu disse pequenos atos.. Os grandes atos todos podem fazer os pequenos são os que valem mais e os que ficam em nossas lembranças. Os grandes atos em um casamento é obrigação, por exemplo, levar o sustento para casa, participar da educação dos filhos, e assim por diante. Mais os pequenos sim são, é, por exemplo, levar café na cama para a esposa, é lhe dar um vaso de flores sem que seja uma data especifica, é lhe dar um presente, é lhe buscar o trabalho. Sim este é o amor real posto em pratica no dia a dia.
Muitas são as mulheres que também não sabem dar base ao casamento com relação ao marido. Ela fica o dia inteiro nos afazeres domésticos, de noite quando o marido chega ela ainda está com a boca ainda cheirando a cebola, as mãos cheia de cera, pernas que dá pra fazer tranças nos pelos e unhas que dá inveja ao conde Drácula, e a boceta parece uma floresta, que o coitado tem que desbravar a FERRO e fogo.
Ela se cuida mais pra ir ao mercado e na feira, do que pra receber o marido. Pra ir ao mercado da esquina ela se penteia pinta as unhas fazem depilação na boceta põe meia calça, faz chapinha no cabelo, ou seja, ela se produz como uma dama para os outros verem. Mais não faz isso pra receber o marido depois de uma luta árdua de trabalho, não o conquista pelo estomago, não faz uma comida que ele gosta...
Ela elogia mais o idiota de uma novela do que o marido vê mais qualidades no bombado de um filme do que no companheiro que ela jurou amar e ter uma família por uma vida inteira.
O marido chega cheio de tesão em casa e vai dizendo assim:

-- AMOR CHEGUEI, vamos ter festinha?
-- PRONTO, JÁ ACABOU A MINHA PAZ. TAVA BOM ATÉ AGORA.
-- O QUE VC FEZ DE BOM?
-- OVO ENSOPADO SE QUIZER E MIOJO.

Gente do céu... Isto é conquistar o marido? É assim que vc quer ter uma noite maravilhosa? Ter uma noite com o seu TOM CRUISE? De maneira nenhuma vc vai ter um orgasmo assim.
Na cama, o máximo será o FEIJÃO COM ARROZ de sempre, e olhe lá.
-- Mais Franco como eu devo fazer então?
Amigas eis a solução de vc ter uma noite deliciosa com o seu marido, o seu macho o seu Gianequini da vida.
Faça aquela comida que ele mais gosta. SABE... ESSE É O SEGREDO DE SE CONQUISTAR UM HOMEM É PELO ESTOMAGO, e saiba que o estomago é o caminho mais perto de se chegar ao coração. Coloque aquela musica suave. Mais pelo amor de Deus nada de Tiririca ou sertanojos da vida. Se produza pra ele, lembre-se que vc tem roupas lindas e langery que é para ele ver e não os da rua, ele seu marido é o seu Fã principal... Saiba querida ele faz parte do seu SHOW, o show do amor o show de sua vida. Coloque aquela calcinha que ele mais gosta aquela blusinha de puta que ele adora, se produza, faça chapinha pra ele, faça tranças mesmo que seja, nos pelos da boceta pra ele, coloque aquele perfume sedutor e vá à luta. Se entregue de corpo e alma a paixão, jogue seus preconceitos no lixo, eles não valem nada, Faça do seu marido o seu pittbull a fim de trepar com vc, uma cadela no cio.
Depois disso?
Oras querida precisa dizer?
Isso sim é o amor real e verdadeiro colocado em pratica na sua essência.
Mais vamos ao meu relato.......
Como eu moro em meu sitio aqui no Paraná, sempre tenho que ir numa cidade próxima comprar alguma coisa tipo rações para os nossos cães, sementes, ou mesmo fazer compras de emergência.
Nesse dia eu tinha que ir com urgência em uma cidade chamada Cruzeiro do Oeste, fui solucionar um problema no fórum com relação a uns documentos, e em meus planos eu só voltaria à noite. Mais foi tão rápido que voltei mais cedo do que o previsto.
Quando entrei em casa fui chamando a Belinha e só escutei um gemido, joguei a minha pasta de documentos em cima da mesa e fui no meu jardim de inverno, a cena que eu vi me deu o maior tesão.
A Belinha estava engatada com um de nossos cães o Sheik, e bunda com bunda meus amigos que delicia de se ver. Eu fiquei de pau duro só de ver ela assim... O Sheik estava resfolegando e só olhou pra mim o seu nó estava preso dentro do seu cuzinho.
-- Amor, vc nem esperou por mim é?
-- Querido eu estava com muito tesão. Ummmmm, que delicia o pau dele amor... É uma delicia... Uiii ele está me enchendo de porra
Eu fiquei de pau duríssimo só de ver ela daquela maneira, tirei minha calça ficando nu e de pau duro, pra começar eu dei o meu pau pra ela lamber, no começo ela começou só a passar a língua, depois enfiou ele na boca, A belinha tem uma língua quente e me deixa doidinho de tesão quando ela chupa o meu pau.
-- Amor, eu quero lamber a sua boceta.
-- Sim meu querido, vem cá.
Eu fui por baixo dela e comecei a lamber a boceta da Belinha que estava ensopada, o nó em seu cuzinho estava pra fora só a tora do pau do meu pastor alemão, e todo o nó enterrado nela.
-- Aiii... A sua língua em mim... Aiii assim eu vou gozar de novo eu vou... Aiiii gozar.
Quando o nó saiu meus amigos, foi como se uma represa jorrasse de dentro dela um rio de porra, e caiu uma boa parte em minha cara e na minha boca, quando o pau dele saiu de dentro dela chegou a bater em meu rosto, pois ainda estava duro.
-- Umm que delicia é o seu cuzinho meu amor.

Ela deu a volta e me beijou, secando a minha cara de porra do meu pastor alemão, o meu pau estava duríssimo, e me contive pra não gozar. Coloquei ela de quatro e fui enfiando o meu pau em seu cuzinho que alem de aberto estava lubrificado devido a ter ainda muita porra do Sheik. Fui enfiando o meu pau e tirando, até que eu não agüentei mais e enchi o cuzinho dela de minha porra, eu gemi alto enquanto dava golfadas de porra dentro dela.
-- Agora vc vai me secar todinha.
E dizendo isso meus amigos a Belinha ficou de cócoras em minha cara e forçou o seu cuzinho, escorrendo a minha porra misturada com a porra do meu cachorro tudo pra dentro de minha boca, no auge de tanto tesão eu não tive como não engolir um monte, já que ela veio com a sua boca ávida e me beijou lambendo o que sobrou em meu rosto que tinha escorrido pelo meus lábios.
A Belinha se levantou meio trôpega e foi na cozinha fazer um lanche pra gente, enquanto que eu fui levar o Sheik de volta pro canil.
Quando voltei a Belinha estava na cozinha fazendo um lanche pra gente, depois fomos à sala comer e assistir TV e eu contar como foi a minha viagem... A sala ainda cheirava a sexo e a muita porra canina e aquilo foi me acendendo cada vez mais. A Belinha estava sentada no sofá só com uma toalha na cintura e eu como sempre gosto de andar quando estou em casa nu.
Eu fui até onde a Belinha estava, tirei a toalha devagar e ela riu, sabia que eu estava ainda com muito tesão....
-- Espera. Fui à prateleira da cozinha e peguei uma barra de chocolate meio amargo, tirei um pedaço e voltei pra sala.
-- O que vc vai me aprontar Papaizinho?... (É assim que ela sempre me chama desde que nos conhecemos).
-- Você vai ver... Vai abre as pernas minha delicia.
Ela foi abrindo devagar, como um ritual, eu coloquei uma das pernas dela em meus ombros. E fui passando o chocolate de leve no meio de suas coxas, ia ficando marrom, o que mais me excitava, ela estava com os olhos fechados, e em cada passada de chocolate eu ia beijando as coxas.
Eu a ouvia ela dar gemidinhos, com os meus carinhos, fui passando chocolate em seus dedinhos e lambendo um a um, suave como uma pluma e sem pressa, fui descendo pelas suas pernas e lambendo sempre de leve e passando o chocolate. Até que eu cheguei a sua boceta, a fonte de prazer, eu peguei a outra barrinha de chocolate e comecei a dar pequenas voltas em seu clitóris, em cada passada que ia derretendo ela gemia alto, e quando eu passava a minha língua sentia o seu corpo tremer em meus lábios , os seus músculos se retesando em meus lábios, então meus amigos eu abri os grandes lábios da boceta da Belinha, e enfiei o pedacinho de chocolate dentro dela ia lambendo ela delicadamente, e derretendo devido ao calor da sua boceta deixava a sua boceta linda e deliciosa. Como a Belinha é daquelas que tem muito suco vaginal quando está excitada que chega a escorre, eu sorvia tudo, o suco vaginal dela junto com o chocolate.
-- Amor, que gostoso, vc sabe dar... Ummm, prazer a uma mulher.
-- Querida, quero ver vc engatada... Que tal?
-- Como vc desejar papaizinho, eu quero sim... Quero um nó na minha boceta, vai chama o Toby... Quero ele... Aiii, ummmm, dentro de mim.
A Belinha gemeu quando eu coloquei o clitóris dela em minha boca e dei voltas com a minha língua nele.
Fui no canil e peguei o meu labrador, ele é voraz e basta a gente excitar ele ou ele ver a Belinha nua que quer partir pra cima, e a gente tem que conter-lo.
O Cachorro entrou na sala correndo no meio das pernas dela, e a Belinha abriu pra ele lhe lamber toda...
-- Ummmm. Essa língua é muito boa papaizinho, que delicia. Vocês dois empatam em lamber uma... Uiii, boceta.
Amigos, eu estava de pau duro como pedra, a Belinha estava com as duas pernas bem levantada, só deixando a boceta arreganhada, e o nosso cachorro a lambia, ainda mais por causa do chocolate que eu estava passando, imaginem o tesão?
Eu pequei um almofadão e ela ficou ajoelhada e ele foi atrás dela, subiu em suas costas e começando a dar estocadas, no começo devagar e depois foi aumentando de velocidade de vai e vem.
Até que acertou a boceta da Belinha, enfiando com tudo dentro.
--- Aiiii, amor que delicia, que deliciaaaaa... ummm ele está todo dentro de mim... Eu amo isso... Que pau que... Aiiii, eu vou... Ummmmm gozar assim.
-- Está gostando querida? Quero ele enchendo vc de muita porra, sebois vou secar vc todinha.
-- Você quer me secar a boceta dele né... Seu gostoso... Ummmm... Aiiii amor o nó está bem no fundo... Ai ai ai... Que gostosoooo.
Então meus amigos, o Toby ficou parado nas costas dela, eu coloquei uma mão por baixo e notei que o nó estava todo dentro dela, e estava pulsando, eu sabia que quando isso ocorre, ele está espirrando porra dentro. Ele ia encher e muito a boceta dela, fazia umas três semanas que não metíamos com eles, é por isso que estavam com muito tesão.
Com cuidado eu fui virando ele pra não sair de dentro, ela segurando as pernas por baixo pra o nó não sair de dentro devido ao nó está no auge lhe machucar, e ficaram bunda com bunda, um de costas pro outro. Que visão deliciosa meus amigos! Não tem experiência mais deliciosa do que ver uma mulher engatada com um cachorro, e bunda com bunda é melhor ainda.
Fui na sua frente e dei meu pau pra ela lamber, quase gozei na sua boca, mais eu queria fazer algo diferente.
Minutos depois o Toby saiu de dentro dela, levantei a sua bunda pra não escorrer nenhuma gota de dentro dela, mesmo com a sucção. E fui enviando o meu pau na sua boceta inundada de porra , escorreu um pouco pelo meu pau, e fui socando devagar só na porta da boceta da Belinha, a porra quente que o meu cachorro tinha deixado na boceta dela era demais, muito tesão com isso, não agüentei mais, e enchi de meu gozo que tremi todo o meu corpo.
-- Aiii, amor, que delicia, eu estou lotada, estou inundada da porra de vocês dois. Vai meu amor, me lamba a boceta, quero gozar na sua boca de novo.
Então fiquei deitado no tapete, e ela veio de cócoras em minha boca, com uma das mãos ela tampava a boceta pra não escorrer de dentro pelas suas pernas, e a Belinha ficou de cócoras em minha boca e abriu a boceta, escorreu como uma cachoeira de porra minha, misturada com a do meu cachorro, me lambuzando boca, rosto e pescoço, os grandes lábios dela estavam em minha boca e eu sentia o gosto acre doce do esperma do meu cachorro em minha boca misturada com a minha. Depois ela foi descendo e colocou o meu pau em sua boceta alargada e alagada de porra, eu sentei no tapete, e ela cruzou as pernas em minhas costas e ficou subindo e descendo com o meu pau dentro dela, eu não consegui me segurar, quando o corpo da Belina estremeceu em minhas mãos em um orgasmo avassalador, o seu corpo tremeu todo e eu fui seguindo junto e tivemos um orgasmo duplo, eu e ela ao mesmo tempo.
Depois de uns minutos, ela ainda continuava assim abraçada comigo, eu também não queria sair dessa posição, onde o meu corpo e o dela nos tornaram um.
Ela se afastou um pouco e disse:
-- Papaizinho... Eu ti amo, ti amo muito.
-- Linda... (É assim que eu sempre chamei a Belinha carinhosamente). O meu amor por vc não tem fim, é por isso que eu quero ti amar mais do que vc a mim.
E voltamos a nos abraçar.
Como Eu Sou Feliz!

Estes fatos me ocorreram há uns 15 dias, e eu me lembrando desses detalhes vcs não imaginam como eu estou aqui de pau duro ao chegar nessas ultimas linhas desse relato.
Só quem teve o privilégio de ver e participar de uma transa com cães sabem, como é maravilhoso ver uma mulher engatada, e sendo a sua companheira de jornada... Melhor ainda.
Abraços a todos.


“Para se amar de verdade é necessário que um esteja no coração do outro, pois quando se é jovem a realidade dos sonhos se acabam com o tempo”

                                


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Twitter Facebook



Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


13422 - UMA GRÁVIDA ME INICIOU EM ZOOFILIA - Categoria: Zoofilia - Votos: 6
13450 - BELINHA, COMO PERDI A MINHA VIRGINDADE COM UM CÃO - Categoria: Zoofilia - Votos: 9
13463 - EU VOLTEI A FAZER SEXO ANAL COM MEU CACHORRO - Categoria: Zoofilia - Votos: 8
13582 - UM CAVALO PARA DUAS GAROTAS = PARTE I - Categoria: Zoofilia - Votos: 6
13583 - UM CAVALO GOZOU NA MINHA CUNHADA - PARTE II - Categoria: Zoofilia - Votos: 5
13628 - A MINHA INICIAÇÃO NO ANAL COM MEU CÃO APOLO - Categoria: Zoofilia - Votos: 9
13764 - EU E MINHA IRMÃ,PERDI A VIRGINDADE COM NOSSO CÃO - Categoria: Zoofilia - Votos: 19
13844 - COMO MINHA IRMÃ PERDEU A VIRGINDADE COM NOSSO CÃO - Categoria: Zoofilia - Votos: 5
13880 - QUATRO DIAS,NOVE GAROTAS PARA CINCO CÃES. - Categoria: Zoofilia - Votos: 8
13917 - QUATRO DIAS,NOVE GAROTAS, 5 CÃES. - DIA 1º - Categoria: Zoofilia - Votos: 8
13977 - QUATRO DIAS,NOVE GAROTAS E CINCO CÃES , 1ª noite - Categoria: Zoofilia - Votos: 3
14018 - A MINHA INICIAÇÃO COM O MEU LABRADOR - Categoria: Zoofilia - Votos: 10
14084 - FIQUEI ENGATADA COM UM HOTWEILLER DE UMA AMIGA - Categoria: Zoofilia - Votos: 10
14111 - O HOTTWEILER ENGATOU EM MIM E ME ENCHEU DE PORRA - Categoria: Zoofilia - Votos: 6
14396 - CONTO ESPECIAL=UMA JAPONESA NUM ANAL COM NOSSO CÃO - Categoria: Zoofilia - Votos: 14
14397 - A MINHA INICIAÇÃO COM MEU CACHORRO APOLO - Categoria: Zoofilia - Votos: 7
14398 - EU E A MINHA MÃE TRANSAMOS COM NOSSO CACHORRO - Categoria: Zoofilia - Votos: 10
14497 - O MEU PRIMEIRO ORGASMO FOI COM MEU CÃO - Categoria: Zoofilia - Votos: 7
14762 - INICIEI A UMA ALUNA DE 18 ANOS COM O MEU CÃO - I - Categoria: Zoofilia - Votos: 8
14763 - EU INICIEI MINHA ALUNA COM MEU CÃO = FINAL - Categoria: Zoofilia - Votos: 8
15269 - A MINHA PRIMEIRA VEZ FOI COM UM CACHORRO - PARTE I - Categoria: Zoofilia - Votos: 6
15354 - A PRIMEIRA VEZ COM UM CACHORRO DE UMA AMIGA- FINAL - Categoria: Zoofilia - Votos: 4
15549 - COMO UM CACHORRO TIROU A MINHA VIRGINDADE - Categoria: Zoofilia - Votos: 2
15655 - DANIA,APENAS 19 ANOS E INICIADA PELOS NOSSOS CÃES - Categoria: Zoofilia - Votos: 6
15735 - POR CAUSA DE UM FILME EU FUI INICIADA EM ZOOFILIA - Categoria: Zoofilia - Votos: 4
16313 - EU TRANSEI COM O CACHORRO DE MINHA NOIVA - Categoria: Zoofilia - Votos: 7
16643 - A MINHA NOIVA FOI INICIADA COM UM CACHORRO - Categoria: Zoofilia - Votos: 14
16990 - DUAS IRMÃS UMA INICIADA, TRAÇADAS POR UM CACHORRO - Categoria: Zoofilia - Votos: 10
18250 - EU DEI PRA UM CACHORRO POR CAUSA DE UMA M - Categoria: Zoofilia - Votos: 5
20004 - FLAGREI A MINHA PATROA ENGATADA COM UM DOG - Categoria: Zoofilia - Votos: 31
21338 - UM CAVALO ENCHEU A MINHA ESPOSA DE PORRA - Categoria: Zoofilia - Votos: 26
22340 - O CAVALO ENCHEU A BOCETA DE MINHA CUNHADA DE PORRA - Categoria: Zoofilia - Votos: 18
22870 - A MINHA ESPOSA E MINHA CUNHADA INICIADA COM UM CÃO - Categoria: Zoofilia - Votos: 27

Ficha do conto

Foto Perfil francoebelinha
francoebelinhafranco

Nome do conto:
FLAGREI A MINHA ESPOSA ENGATADA COM MEU CACHORRO

Codigo do conto:
19234

Categoria:
Zoofilia

Data da Publicação:
18/08/2012

Quant.de Votos:
4

Quant.de Fotos:
0