COMO ME TORNEI UM CORNO MANSO (Real)



Sou um homem que quando namorava minha atual esposa Ana Paula, morria de ciumes, dela, se ao menos ela olhasse para outro, pois e uma mulher linda, loirinha natural, de pele bem branquinha, olhos verdes, cabelos longos, pernas grossas, um pitel uma cerejinha de mulher, casamos, e depois de certo tempo, comecei a ver porra de filmes, onde os caras entregavam suas esposas para levar pica, e elas gemiam, e gozavam como putas, diferentemente como quando fodem com os maridos, e isso me deixava excitado, comecei a comer esposas de cornos, e via de perto a satisfação do casal, ambos apaixonados se beijavam , se lambuzavam em minha porra, e eu ficava de lado. via que o amor deles so aumentava, e cada vez elas, esposas de cornos, se tornavam mais e mais deliciosas e safadas, gostosas, arrombadas, putas e os cornos mais felizes e apaixonados.. Então decidi experimentar o outro lado da moeda.   
Entrei na internet, e criei um perfil, com fotos dela, mostrei a minha esposa, quantos homens a desejavam, ela relutante, dizia que não aceitava , isso , que era contra seus princípios religiosos, poi é evangélica, e que eu não a amava mais, brigava comigo, mas.. gozava feito uma cadelinha quando estávamos transando e eu falava que era para ela imaginar um outro macho, gato, jovem , sarado, de pica bem grossa alargando a bucetinha crente dela.. Ana Paula, gritava de tanto gozar, mas depois ficava chateada comigo, por te-la feito pecar.. assim passaram-se alguns meses até que um dia, ela me disse que quando fui trabalhar ela foi olhar na internet o nosso sexlog, e viu que um jovem de são Paulo, estaria vindo para Belém, fazer um congresso e queria recebe-la no aparte-hotel que havia locado, e que ela adorou as fotos dele e ate conversou com ele no MSN, me mostrou a conversa, e eu fiquei de pau duro vendo como minha crentezinha havia se comportado.. apesar de uma certa timidez, ela estava bem putinha e disse que iria adorar dar a virgindade do cuzinho dela para ele, coisa que sempre me negou. Quando eu li isso, não aguentei, acreditem esporrei n cueca sem nem ela me tocar, so de ler e ouvir ela dizendo o seguinte: "Mesmo, que eu chore amor, que grite muito alto, que rasgue os lençóis de dor, vou aguentar este caralho enorme no meu cuzinho virgem na sua frente, para você aprender a ser um corno de verdade"
Amigos, o fato foi que o rapaz chegou, e ela ligou para ele, neste dia se arrumou, como uma safada, vestidinho curto, calcinha atoladinha e sapatos altos, cabelos soltos, e batom vermelho nos lábios, a safada queria enlouquecer o garotão, chegamos, la, ela estava suando de tão nervosa, e pensou em desistir, no carro ainda, mas ai fui eu quem disse, agora que esta na chuva benzinho vai ter que se molhar, subimos, o rapaz ja nos recebeu de shorts apertado branco com aquele desenho de pit boy na bunda dura e empinada, e um caralho que não tinha como se esconder naquele shortinho. desgraçado,tinha 22 cm de pica, grossa e veiuda, assim que ela entrou, ele não disse, nada, apenas puxou-a ao encontro de seu corpo sem camisa e beijou minha esposa de língua , eu fiquei sem jeito, atônito, mais corno do que jamais pensei um dia poder ser. ela retribuiu e ficaram se beijando por quase 20 minutos, tranquei a porta e me sentei no sofá, e fiquei me masturbando calado, ela então olhou para ele, ambos calados porém ofegantes, e se abaixou lambendo desde o pescoço ate a cueca do animal tarado, e abaixou-a, caralhoooooooooo, vi quando saltou uma sucuri, de cabeça vermelha melada, e uma pica descomunal, que fez meu pau se sentir um pitinho de criança, minha esposa, acariciou-lhe o mastro e esfregou em seu rostinho lindo , me olhou segurando a veiuda com a mão da aliancinha e toda dengosinha me disse: "Posso amor? quero colocar ele na minha boquinha, você deixa?" Apenas acenei um sim, de corno, e ela abriu a boquinha bem lentamente e colocou a veiuda dentro e mamou feito uma puta, não imaginei que ela chupava pica daquele jeito, acho que já era corno e não sabia, pois parecia uma profissional do sexo, ele gemia e segurava a cabeça dela , fodendo a boquinha indo ate a garganta e tirando, ela as vezes se engasgava , mas chupou muito, depois foi a vez dele, carregou-a no colo e levou minha esposa para a sua cama, ela abriu as pernas e ele puxou a calcinha para o ladinho, expondo a vulva rosa de pelos dourados, que nunca antes outro macho havia visto e tocado,, caiu de boca fazendo meu amorzinho gritar e gemer dizendo, chupa, chupa esta buceta que vai ser todinha tua seu puto , safado, em seguida ele falou, vem , me come, me arromba, quero mostrar ao meu corno, como um macho deve comer uma mulher, soca sem dó, pois sempre quis me sentir estuprada e este merda só me comia como princesa, mas tinha vergonha de dizer a ele que queria ser violentada. soca sem do, meu macho, me estupra na frente do meu corno...
O Garotão a colocou de 4, esfregou-lhe a veiuda no mel da buceta loirinha de minha esposa, e sem mais nem menos SOCOU-LHE DE UMA SÓ VEZ. Ana Paula deu um hurro de dor, e gozou instantaneamente, naquele pau que entrava sem do, violentamente naquela buceta que antes era so minha, enquanto ela gritava e falava palavrões ele suado entrava e saia de dentro de minha esposinha que empinava mais e mais para bater em seu útero a imensa pica. enfim minha esposa deu.. eu vi, meu pau ficou durissimo olhando meu amor chorando na pica do garotão que sem pensar, tirou da buceta e enfiou-lhe no cuzinho virgem, minha mulher quase desmaiou de tanta dor, pois não esperava por isso, e confesso, nem eu, mas não havia como impedir, eles estavam em estado de extase num sexo animalesco, suados, e violentos na estocada... aquela monstra estava na minha frente alargando-lhe o cuzinho.... minha esposa cravou as unhas no lençol querendo suportar as estocadas que iam e vinham puxando as preguinhas virgens de seu cuzinho para fora e pondo de novo para dentro, eu via tudo de palmo em cima, enquanto socava a punheta freneticamente.. haaaaaaaaaa......caralho.. o rapaz gritava empurrando ate o talo , fazendo seus culhões encostarem na bunda rosada de minha mulher que ja estava com os seios deitados na cama e o rosto colado no travesseiro que ela mordia com força travando os dentes, era o garanhão esporrando dentro do cu de minha mulher literalmente, pois quando ele puxou a pica estava a camisinha estourada e recolhida , a gala inundou-lhe o anus, e na pica veio fezes e um pouco de sangue até.. sei que a cena parece ser nojenta, mas, para um corno, é o Ápice ver sua esposa assim literalmente estuprada , deflorada, arrombada, e deitada na cama, totalmente entregue a outro macho que a dominou , possuiu, e gozou dentro. Este relato é absolutamente real, me tornei CORNO MANSO E ADORO!
Procuramos Homens que gostam de bancar uma esposa de corno, ela adora presentes e ser paga como puta.
Somos de Belém-PA, escrevam interessados com fotos e propostas.

                                

Foto 1 do Conto erotico: COMO ME TORNEI UM CORNO MANSO (Real)

Foto 2 do Conto erotico: COMO ME TORNEI UM CORNO MANSO (Real)

Foto 3 do Conto erotico: COMO ME TORNEI UM CORNO MANSO (Real)

Foto 4 do Conto erotico: COMO ME TORNEI UM CORNO MANSO (Real)


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Twitter Facebook

Comentários


apeduardo Comentou em 14/04/2013

com permissão não tem traição, delicia de conto e de fotos, parabéns

h41agudos Comentou em 07/02/2013

Manda foto dela com a boca cheia de porra.....

dantegostoso Comentou em 02/02/2013

Meu pau tá todo babado pensando nas possibilidades. Ou ser o comedor safado ou ser o namorado corninho manso...Acho que vou gozar muito nas duas situações. rsrsrs

jacksongalves Comentou em 01/02/2013

nao verjo a hora de ir a belem pra conhecer sua esposa bjsss adororei o conto...

saulo_es Comentou em 01/02/2013

Maravilhoso, sua esposa é linda, parabéns.

terranova Comentou em 31/01/2013

Não há quem não se excite lendo este quentissimo conto de tirar o fôlego!Abçs!

exdetento Comentou em 31/01/2013

Que delicia de conto bati 2 punhetas e na segunda minha vizinha ficou olhando eu gozar mais quis vim xupar porq o corno dela ta em casa...leian meus contos e votem se quiserem trocar fotos me avisem

linsar Comentou em 31/01/2013

Muito bom adorei e as fotos estão ótimas. muito gostosa sua esposa.

srº das ninfeta Comentou em 31/01/2013

Muito bom o seu conto, temos uma hist´ria parecida e também temos perfil no , fizemos varios amigos la e também conhecemos algumas porcarias la, mas valeu a pena, temos varias fantasias realizadas através do .

billfish Comentou em 31/01/2013

Adorei, estou até pensando em ir a Belem, comer sua esposa tambem......

fly34 Comentou em 31/01/2013

Caralho, que tesão! Pena que estou longe de Belém...




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


Ficha Do conto

Foto Perfil corno paraense cornoparaense

Nome do conto:
COMO ME TORNEI UM CORNO MANSO (Real)

Codigo do conto:
25314

Categoria:
Traição/Corno

Data da Publicação:
30/01/2013

Quant.de Votos:
32

Quant.de Fotos:
4