Desde novinha, ja putinha 2



Como meu padastro havia dito, ele retornaria. Era uma enorme mistura de desejo, nojo, vergonha, medo.. De certo, eu não sabia que horas ele viria. Fui para o curso, sem conseguir tirar minha mente do dia passado. A sensação de ter virado uma puta de verdade me dominava. O que eu queria mesmo, era dar pra todos que eu via na frente, mas eu tinha que me controlar. Me fingir de santa, como eu sempre fazia.
Ao chegar em casa,troquei de roupa rapidamente. Vesti um short solto e curto e um top, sem calcinha. Já esperando meu padastro chegar quando minha mãe saísse. Deitei na cama, na espera.. Mas logo fui tomada pelo cansaço, e dormi sem ao menos perceber. (...)
Meu bumbum ardeu e de imediato acordei, havia levado um tapa dos fortes e assustada, perdida no tempo, comecei a fazer várias perguntas... "O que houve? Que horas são? Cadê minha mãe?" como resposta tive outro tapa no bumbum, dessa vez ainda mais forte. Queria chorar, estava realmente doendo! E como uma menina mimada, levantei da cama para deixar uma certa bronca em meu padastro, mas logo fui interrompida com um puxão no braço. "Quem você pensa que é?" ouvia seu tom grosseiro. "Meu braço esta doendo" repetia isso em tom de choro, mas ele apenas me tacou na cama, onde cai deitada de bruços.
"Esqueceu que eu viria te visitar?" Ele ja vinha por cima, massageando meu bumbum ao mesmo tempo que descia meu short. "Humm.. a mocinha esta sem calcinha é.." Ouvia enquanto ele abria meu bumbum com suas mãos grossas. Meu corpo se arrepiava. Realmente sou uma puta, era o que eu pensava. Ele parou alguns minutos e olhei para trás, verificando, ele estava retirando o short. "O que esta olhando? Vire pra frente, cadela. Ninguem chamou voce. Ta curiosa é? Vai ver o que lhe espera!" Eu temia, mas ao mesmo tempo desejava! Não demorou muito para sentir o cacete dele entre meu bumbum. Ele esfregava, esfregava e eu o sentia durinho. "Vire de barriga pra cima cadela, meu pau quer sentir um pouco da sua bucetinha" Tremi, o medo agora falara alto! Mas obedeci. Meu corpo ainda totalmente arrepiado estava a disposição de meu padastro. Sem delongas, ele chegou com seu cacete em minha pepeca.. Ele esfregava, fingia que ia enfiar, mas voltava.. Meu tesão aumentava.. Até a hora que nao aguentei e pedi pra enfiar logo de uma vez! Me arrependi, foi o que ele fez. Enfiou tudo de uma vez, sem dó alguma, na minha pepeca! Senti como se estivessem me rasgando por dentro. O meu grito tomou o silencio. Apenas parei de reclamar quando o mesmo tampou minha boca e riu. "A putinha não havia pedido??" Aquela situação me deixava dolorida, mas mesmo assim muito excitada. Com seu vai e vem, eu ficava enlouquecida, pedindo por mais, mais forte. Pedia tapas, que eram bem recebidos em meu rosto e bumbum. Os chingamentos vinham cada vez mais alto e piores. Adorava me sentir como uma puta. Só me assustei quando o mesmo pediu para eu ficar de quatro. Não o fiz, já imaginando o que seria do meu bumbum. Mas após 3 tapas doloridos em meu bumbum, obedeci. Fiquei na posição que ele mandara. Não demorou para me dominar que nem uma cadela. Subiu em minhas costas, segurou meus ombros e disse "Relaxa, putinha... Eu gosto assim, seco e forte." E riu. Minhas lagrimas vinham a tona. Eu estava excitada, mas ao mesmo tempo com medo. Que tipo de putinha eu era? Respirei fundo quando ele mandou e logo em seguida senti seu pau grosso e seco tentando entrar no meu bumbum. A dor era imensa. Eu queria gritar, mas ele logo tampou minha boca. Ele forçava cada vez mais e eu não iria aguentar muito tempo naquela posição. Meu corpo tremendo, já falhava. Mas ele dizia "aguenta que ja esta quase lá" os chingamentos não paravam. E quando finalmente entrou inteiro, respirei. Como era gostoso sentir seu pau na minha bunda. Tapas fortes eram depositados nela e tambem nas minhas costas e barriga. Meus peitos eram apertados com força sobre meu top que ele não fez questão de tirar. E após me deixar respirar, voltou a mexer seu pau dentro de mim em um ritmo acelerado de vai e vem. Comecei a me acostumar com o volume e com a dor, e se tornou inevitável não rebolar. Pedia com mais força enquanto ele enfiava seus dedos na minha pepeca. Ate que ele anunciou "Fique de pé, vou gozar" retirou seu pau dentro de mim e então fiquei de pé, ali na cama. Ele me observava e ria. Meu bumbum estava dolorido, fiquei com as pernas abertas por conta da dor. Logo, ele ficou de pe tambem, atrás de mim, e me empurrou o que me fez cair deitada na cama.. Começou a gozar, ao mesmo tempo que ele proprio se masturbava... Gozou no meu rosto, no meu peito e na minha barriga... O mesmo ja estava ficando mole. Achei que havia acabado, mas ele disse enquanto se sentava na cama "Chupe" olhei para seu rosto, sem acreditar.. Estava cansada, o meu corpo doia.. E ele retornou a dizer "Chupe, vadia!" Fiquei com nojo depois de tudo que ele enfiara em seu pau, mas tive que fazer. CHupei seu pau ate ele querer gozar novamente. Minha boca tambem doia. Ele mandou eu deitar de barriga pra baixo, e comigo assim gozou no meu bumbum, costas e coxa.. Não demorou muito.. Esperei um beijo ou alguma palavra, mas ele apenas saiu do quarto, me deixando largada novamente. Com mais um recado "Quando menos esperar, virei com novidades" e bateu a porta. Meu corpo estremeceu. Sorri, estava mesmo virando uma puta. Me senti como um objeto este dia.. Mas valeu a pena.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Twitter Facebook

Comentários


foto perfil usuario sergio militar

sergio militar Comentou em 24/08/2013

votado e depois me contate no inbox

foto perfil usuario

Comentou em 15/06/2013

recebe meu voto

foto perfil usuario loironick

loironick Comentou em 15/06/2013

adorei e fiquei excitado

foto perfil usuario apeduardo

apeduardo Comentou em 13/06/2013

voce não passa de uma garota levada.

foto perfil usuario bianor

bianor Comentou em 06/06/2013

Otimo continua publicando bjus na piriquitá

foto perfil usuario terranova

terranova Comentou em 05/06/2013

Puxa!!! Este conto realmente nos remete a cena, como se estívessemos assistindo tudo ao lado

foto perfil usuario delicia19

delicia19 Comentou em 05/06/2013

e vc nem Gosou? o sexo não é prazer somente para um,e sim para os dois...tente ao menos gosar ja que sente prazer em ser putinha dele...Xupadinhas na Xaninha linda!

foto perfil usuario gatoreno

gatoreno Comentou em 05/06/2013

delícia de conto vc realmente é uma putinha e parece bem gostosa adorei bjs em vc todinha

foto perfil usuario contista59

contista59 Comentou em 05/06/2013

Como eu queria vc como minha filha... Muito boa história...Bjss putinha

foto perfil usuario

Comentou em 05/06/2013

menina não sei qual tua idade ou que idade aconteceu isso,sei que me deu um tesão da porra me imaginando não com tanta violencia assim,não gosto de violencia,mais com seu conto que e maravilhoso me fez eu sentir que estava no lugar dele,gozei me masturbando pensando em vc,eu ja faria diferente,te chuparia todinha iria fazer vc gozar tento pela pepeca como diz vc, assim no seu bumbum tambem,bjsssss

foto perfil usuario

Comentou em 04/06/2013

Delícia de conto... vc realmente é uma putinha... se quiser gozar bem gostoso me chame... bjs e mais um voto pra ti!!!

foto perfil usuario orlandjr

orlandjr Comentou em 04/06/2013

Perfeito... estou muito excitado e extremamente felis com essa nova historia aguardo ancioso pelas outras... GATINHA VC É FANTASTICA...




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


29726 - Desde novinha, ja putinha - Categoria: Incesto - Votos: 39
30360 - Usada no bar! - Categoria: Exibicionismo - Votos: 16
34298 - Vez do pai do meu padrasto - Categoria: Coroas - Votos: 14

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico aninhaputinha

Nome do conto:
Desde novinha, ja putinha 2

Codigo do conto:
30086

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
03/06/2013

Quant.de Votos:
33

Quant.de Fotos:
0