No celim da bicicleta



Meu nome é Fabiana. Tenho 13 anos, sou baixa, pele branquinha; cabelos lisos, longos e negros. Meus peitos são pequenos ainda mas todo mundo gosta do meu bumbum que é bem empinado e das minhas pernas.
Eu adoro andar de bicicleta. Todos os finais de semana eu e minhas amigas saímos para passear de bick. Todas as minhas amigas são muito bonitas. Todas no estilo patricinhas como eu e somos as garotas mais populares do bairro.
Semana passada, nós paramos em uma lanchonete para beber água. 4 das meninas entraram e eu e Larissa ficamos lá fora para vigiar as bicks. Me sentei em uma mesinha e La ficou na sua bicicleta mesmo.
Larissa usava um shortinho de conton-likra branco, bem curto e justo. E fiquei olhando pra ela e ela estava maior distraída olhando para a lagoa. Ela ficou meio que de pé, escorando no celim de sua bick que é bem levantado na ponta. Com o corpo meio inclinado pra frente, as pernas abertas e a bunda arrebitada, ela ficava com a ponta dele bem no meio da xana. E não é só isso. Fazia movimentos pra trás e pra frente, bem empolgantes. Sua fisionomia mostrava que não eram nada inocentes seus movimentos e que ela estava gostando. Como se não bastasse, seus faróis começaram a acender. Seus biquinhos em pouco tempo estavam super salientes na camiseta de malha.
Ela nem percebeu que eu estava olhando e aquilo de certa forma me deixou excitada. Não exatamente com ela – mas se eu disser que nunca me excitei com uma garota estarei mentindo – mas a situação. Me imaginava no lugar dela.
Quando as meninas saíram, no que a Julia falou: “Vamos?”, nós duas chegamos a nos assustar como se estivéssemos sonhando acordadas. Montamos nas bicks, as duas com biquinhos em pé e fomos embora.
De noite, eu fiquei deitada na cama pensando na cena e ficando excitada novamente. Então decidi, tirei minha calcinha, fiquei só de shortinho e fui até a varanda, onde estava minha bicicleta. Olhei em volta pra ver se ninguém apareceria, levantei um pouco o celim dela e comecei a me masturbar com o objeto. No começo foi tímido e lento mas com o tempo comecei a gostar e me soltar mais. No final estava usando até meu cuzinho.
No domingo nós saímos de novo mas desta vez quis ir sem calcinha. Foi o melhor passeio de bicicleta da minha vida. Só de ter o celim tremendo em baixo de vc, pegando direto na sua calcinha enquanto vc anda tranquilamente já é uma maravilha. Eu recomendo. Minhas amigas nem imaginava pq eu estava tão sorridente naquele dia.
Novamente, a noite, não agüentei e tive que ir até a varanda de novo repetir a dose mas desta vez fui mais ousada. Depois de fechar a porta, tirei não só a calcinha mas também o shorte. Levantei mais ainda o celim, abri minhas pernas, arreganhei bem a buceta e deixei penetrar. Pulei, dancei, sorri... me senti muito bem. Foi uma sensação maravilhosa.
Depois sentei no quadro e fiquei esfregando de trás pra frente, deixando meu grelinho bem espremido contra o metal.
Eu imaginei que ninguém tivesse visto mas no outro dia um fato me deixou em dúvida. Peguei meu irmão mais velho Marcelo cheirando minha bicicleta e sorrindo.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Twitter Facebook



Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico fabinha

Nome do conto:
No celim da bicicleta

Codigo do conto:
4978

Categoria:
Masturbação

Data da Publicação:
06/06/2005

Quant.de Votos:
7

Quant.de Fotos:
0