O que eu fiz para comer minha irmã



O que eu fiz para comer minha irmã ( Verídico )

Muita gente pode até achar errado o que eu fiz,ou que eu não tenho nenhum
   escrupulo mas com desejo e tesão   não se brinca não.Meu nome é Roberto
   ( Fícticio )tenho 20 anos e moro em BH,tenho uma irmã de 18 anos ela se
   Renata ( Renatinha para mim )uma gostozinha loirinha,seios de médio a
   grande,coxas bem grossas e uma bunda de parar o transito a bucetinha é
   bem aparadinha gordinha uma delicia só de ollhar.Sempre tive o maior tesão
   por ela mas,como nunca fui muito atrevido eu ficava só olhando ela desfilar
   pela nossa casa com aqueles shortinhos colados,aquelas mini-saias que as
   vezes deixavam parte da calcinha á amostra aquelas mini-blusas que não
   escodiam seus peitinhos deliciosos que só de lembrar fico com aguá na boca.
   Eu adoro ir na piscina com ela,pois é a unica oportunidade que eu tenho de tirar
   algumas caquinhas nela,finjo ensinar ela a nadar e passo a mão nos peitinhos e
   na sua bucetinha,fico atrás dela roçando meu pau na sua bunda e eu acho que
   ela não percebe nada ou finje muito bem que não percebe.Um dia resolvi espiar
   ela tomando banho,quase morri de tanto bater punheta,porque neste dia vi ela
   se masturbando no banheiro com dois dedos enfiados na buceta e com á outra mão
   ela apertava os seios e gemia como uma gata no cio.Quando ela saiu do banheiro eu
   fui correndo lá para o banheiro peguei sua calcinha e cheirei o cheiro era delicioso
   enfiei sua calcinha na minha boca e comecei a chupar,á cara era muito gostoso seu
   suco vaginal quase tive um ataque do coraçao com o gosto da sua buceta.
   Foi neste mesmo dia que comecei a pensar e a bolar um plano para come-la precisava
   sentir meu pau na sua buceta,no meio das suas coxas,no meio dos seus seios,na sua
   bunda,enfim presisava comer ela de qualquer jeito.Então me lembrei que dia 23/04/2005
   nossos pais iriam viajar para SÃO PAULO,pois um tio meu estava muito mau de sáude
   e eles iriam visita-lo e ficariam lá dois dias.Era á minha chanse de comer minha irmã
   sem muita pressa e sem o medo dos nossos pais fraglarem.Tudo bem era uma sexta
   feira a noite quando nossos pais se foram,não queria perder tempo pois estava com
   muito tesão,ficamos eu e minha irmãzinha na sala conversando e vendo televisão até
   umas 21:00 horas,me lembro que ela estava com uma camizolinha deitada num sofá
   e eu estava deitado no outro de onde eu estava dava para ver direitinho as popinhas
   da sua bunda e o fundinho da sua calcinha que era bem transparente,meu pau quase
   rasgava meu shorte de tão duro que estava e doia de tesão.Então como disse era
   21:00 Horas quando minha irmã falou que estava morrendo de sono e ia dormir
   como sou muito carinhoso com ela falei pode ir que eu vou te levar um copo de leite
   (temos desde pequenos o habito de tomar leite antes de dormir)mas coitada mal sabia
   ela quais eram realmente as minhas intensões,me lembrei que mamãe tomava calmantes
   para dormir e que eram bem fortes do tipo sossega-leão peguei duas capisolas do
   calmante e dilui no leite da minha gostoza irmãzinha e pensei na hora o quanto seria
   gostoso poder fazer o que eu quizesse com aquela ninfetinha que eu tanto desejava.
   Levei o leite até seu quarto ela já estava deitadinha só esperando tomou,achou o leite
   com um gosto ruim,mas tomou tudo ai eu sai do seu quarto e voltei para a cozinha.
   Depois de meia hora eu voltei para o quarto dela,ela estava deitada de brusos com
   a bunda para cima totalmente descoberta e dormindo como uma pedra.Para me certificar
   que ela esta mesmo dormindo chamei seu nome umas treis vezes e ela nem se mexeu
   então eu tirei meu shorte com a cueca e fiquei peladinho batendo punheta e olhando
   sua deliciosa bunda ai eu montei encima dela e comecei a enfiar meu pau entre suas
   coxas por cima da calcinha mesmo,moço que delicia só de lembrar quase gozo que
   tortura de quentinha suas coxas e bucetinha ai eu sai de cima e enfiei minha cara no
   cuzinho dela que cheiro maravilhozo passei minha lingua umas treis vezes naquele cú.
   Tirei sua calcinha com o dente,virei ela de frente e fiquei uma meia hora adimirando
   sua bucetinha bem aparadinha passando a mão e batendo a maior punheta,ai eu montei
   denovo em cima dela,ela com as pernas fechadinhas e eu com a pica no meio de suas
   coxas e buceta seus pelinhos ficaram todos molhados com a porra que saia do meu pau,
   ai eu ergui sua camizola até o pescosso e passei também a mamar seus peitos,não resisti
   e beijei sua linda boquinha passando minha lingua naqueles lábios.Há que tesão de
   menina toda nua e toda minha beijei seus seios rosadinhos e fui descendo,descendo
   enfiei minha lingua no seu unbiguinho,abri suas pernas e enfiei minha cara na sua buceta
   lambi,lambi deixei ela toda molhada,vi que ela não era mais virgem e fiquei puto pois
   eu achava que era e fiquei pensando em quem tinha sido o filho da puta,já que nossos
   Pais não davam a miníma liberdade para ela e que eu soubesse ela nunca tinha ficado
   sozinha com um cara por muito tempo (Depois eu acabei descobrindo quem foi mas isso
   é outra estória depois eu conto como descobri.)Fiquei adimirando sua buceta e enfiando
   os dedos nela,no grelo nos grandes e pequenos lábios de sua vagina,entrei no meio da suas
   coxas e fiquei esfregando meu pau naquela bucetinha que eu tanto desejava,acabei
   gozando melando ainda mais sua buceta enfiei meu pau ainda duro todinho nela quaze
   desmaiei ao sentir toda minha pica dentro da minha irmã e ela ali sem nenhuma reação.
Depois fui ao banheiro tomar um banho,mas deixei ela ali como estava melecada de porra
   e quaze nua,enquanto tomava banho comecei a pensar na sua bunda e o desejo ascendeu
   novamente,voltei ao seu quarto e ela estava na mesma posição que eu a tinha deixado
   limpei ela todinha e voltei a vira-la de bunda prá cima pequei aquelas duas bochexas
   da sua bunda e novamente enfiei minha cara naquele cú com o pau duro igual uma pedra,
   ai eu pensei como comer seu cú sem machuca-lá e sem que ela peceba nada no outro dia.
   Fui ao quarto de nossos pais e comecei a procurar vasilina eu sabia que meu pai enrrabava
   minha mãe,como todo bom brasileiro gosta de uma boa bunda,meu pai não poderia fugir á
   regra e acabei achando que sorte;voltei para o quarto da minha irmã e ela esta com a
   bundinha prá cima untei meu pau que é muito grosso e muito grande(pelo menos é o que
   as meninas dizem)com bastante vasilina e fiz o mesmo no cuzinho da minha irmã,trepei
   em cima dela e fui enfiando bem devagar,ai ela parece que deu um gemidinho fiquei
   esperto,pensei o efeito do rémedio deve estar acabando mas percebi que ela estava
   sonhando talvez que estava realmente sendo enrrabada.Que quentinho seu cuzinho
   dei uma,duas,treis bombadas com bastante vigor e novamente gozei como um tarado
   no cuzinho bem apertado da minha irmãzinha.Fiquei uns quinze minutos em cima dela
   esfregando meu pau na sua bunda,sabia que dificilmente teria outra oportunidade,
   queria guardar aqueles momentos para sempre,ai me lembrei da minha camara digital
   fui ao meu quarto pequei a camara e comecei a bater fotos dela peladinha em todas
   as posições que delicia agora tenho fotos daquela gostozinha para morrer de bater
   punheta(bato pelo menos déz todos os dias)só olhando as fotos.Bom voltamos ao conto
   depois que bati as fotos,já eram umas quatro horas da madrugada limpei ela denovo
   vesti sua calcinha novamente ajeitei ela na cama beijei sua boquinha novamente
   e fui dormir;acordei eram dez horas da manhã de sábado fui novamente ao quarto
   da minha irmã ver se ela estava bem pois talvez eu tenha exagerado na dose de rémedio
   ela ainda dormia profundamente senti sua respiração estava normal o pulso também.
   Então o tesão voltou novamente tirei o lençol que a cobria olhei suas pernas e coxas
   ergui sua camizola e vi o triângulo no meio de suas grossas coxas escondidos pela
   transparente calcinha sua barriga sex e fiquei um bom tempo passando a mão a boca
   e me mansturbando como um louco,até gozar.Bom ela acordou era quase treis horas da
   tarde assustada dizendo que nunca tinha dormido tanto e brava porque eu não tinha
   chamado ela para fazer o almoço,eu disse que já tinha ido buscar dois marmitex;ela
   parece que não percebeu nada ou se percebeu não disse nada.No sábado ela foi dormir
   era umas 23:00 horas e me pediu novamente para levar leite para ela...Mas isso é
   outra estória...Quem tiver fotos e contos sobre incesto,ou quizer dar uma opnião sobre
   este meu conto me escreva.Mas só vale contos verdadeiros e queira compartilhar comigo
   terei o maior prazer em trocar( mas só troco foto por foto).

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Twitter Facebook



Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


5473 - No Motel Com Papai - Categoria: Incesto - Votos: 1
5611 - Comi Meu Irmão - Categoria: Incesto - Votos: 4
5635 - Depois Do Motel - Categoria: Incesto - Votos: 1
6135 - Foi no carnaval - Categoria: Incesto - Votos: 1
6137 - Meu adoravél irmãozinho - Categoria: Incesto - Votos: 2

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico flávia ninfa

Nome do conto:
O que eu fiz para comer minha irmã

Codigo do conto:
5407

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
23/07/2005

Quant.de Votos:
2

Quant.de Fotos:
0