minha namorada evangelica que nao resistiu a carne



Sou evangélico e ela tb.


Vou usar nomes ficticios pra ilustrar a historia.
Sou o marcos tenho 30 anos e namoro mara que tem 23.
Ela tem 1.67, 60 kilos bem destribuidos , pele morena e um corpo nota 10
Vou dar uma introdução pra que possam entender a historia e de onde partiu ela.
Ela mora uns 8 kms de minha casa, durante a semana ela fica nessa casa , num bairro afastado porque trabalha em uma confecção , e nos fins de semana ela vai pra uma chácara onde mora seus avós, que trabalham nessa chácara.
Bem, em vou nos sábados depois do almoço e vou com ela pra roça, como de costume cheguei na casa dela nesse bairro, e fiquei um pouco. Na hora de ira pra roça ela disse que ia com a bicicleta da tia dela , pois a mesma estava lá e queria a bicicleta pra poder vir embora mais tarde . então eu entrei no carro e fui na frente. Cheguei lá e os seus avós não estavam la , não tinha ninguém na casa, então fui pra sala ver tv. Passou se algum tempo eu acabei dormindo e acordei algum tempo depois, só que a mara ainda não tinha chegado e achei estranho, já era pra ela ter chegado. Com isso resolvi voltar de carro pra ver se eu a achava. Voltei devagar pois ela podia ter entrado em alguma casa na beira da estrada já que conhecia aqueles pessoal que morava por ali
Andei uns 5 minutos e numa encruzilhada eu parei , pensei que ela talvez tivesse ido a alguma casa por ali, e entrei naquela estrada de terra. Logo na frente tinha uma porteira e tive que deixar o carro e prosseguir a pé. Nessa hora eu já estava ficando ate preocupado com a demora dela, e fui ate uma casa que tinha depois da porteira e bati palma, atendeu uma senhora e a perguntei se ela não tinha visto a mara por ali e se ela a conhecia. Ela disse que a viu e que ela tinha saído com os netos dela pra ver uma vaca que tinha parido no pasto e que tinham ido de bicicleta.
Perguntei pra que lado ficava ela me disse e fui pra lá.
Andei uns 15 minutos e cheguei numa cachoeirinha e vi as bicicletas encostadas na pedra. Prossegui enfrente pelo meio das pedras e qdo eu estava chegando perto de uma queda d´agua percebi um ruído estranho , tipo de prazer.andei mais um pouco e vi numa pedra , dois caras, parecia ser novos, tipo uns 17 por ai. Vi eles deitados na pedra com os shortes abaixados ate o joelho e pra meu espanto , a mara estava pagando bokete pros dois ao mesmo tempo,.levei um susto e quase gritei, mais não o fiz, porque já não adiantava mais, o fato já estava acontecendo.
Ela parecia esta gostando, e os caras não precisa falar, eu fiquei assustado pois ela e crente igual a mim, e por esse motivo nos não transávamos mais pq acreditamos ser pecado.
Fiquei assistindo a cena, e ouvi um deles dizer, você gosta de chupar em? ela disse que estava com saudades e nem sabia mais como era bom;.o outro disse : vamos ali pra baixo, aqui as pedras estão machucando as costas,, então eles desceram pra uma tipo de prainha, onde tinha areia firme. Ela trajava uma saia no joelho e uma camisa normal. Assim que foram pra baixo , um deles já sentou e se curvou pra traz pra ela abocanhar o pau dele e assim ela fez. E como ela fazia com gosto,, ele chegava a segurar na cabeça dela e ficar tipo comendo a boca dela e enquanto isso o outro tava olhando. O que estava observando sentou se atraz dela e começou a enfiar a mão por baixo da saia dela em que prontamente proibido por ela. Ela disse , isso não vou deixar. Pois e pecado e não quero comete lo tb. Mais o cara continou a insistir e ela que não estava deixando ele enfiar a mão , já estava deixando ele ficar com a mão por baixo da saia dela. Ele parece que começou a tocar não xana dela com a mão pq ela começou a dar gemidos. Vi o cara que estava sendo chupado fazer um gesto pro amigo dele tentar tirar a saia. Ele assim o fez e ela não oferecia mais resistência, e ele a deitou de bruços e puxou a saia dela toda ate a deixar so de calcinha. Imediatamente ele começou a beijar a bunda dela e dizer que ela era muito gostosa e que ia estourar as pregas dela, so coisas vulgares ele falava .o cara da frente disse pra ela chupar o amigo dele tb e ela se virou pro outro e começou a chupa-lo .o rapaz que tinha acabado de ser chupado colocou ela de bruços e puxou a calcinha dela pra baixo e ela não deixou, ele abaixava e ela puxava de volta, dizendo , ai não vou , ai não vou deixar.
Mais não dava mais pra segurar os caras, ele acabou de tirar o short e abaixou ate a bunda dela e arredou a calcinha dela pro lado e ela não percebendo que ia enfiar nela, devia ter pensado que ia bulina-la, e com isso ele foi levando o pau dele ate a porta da bunda dela e qdo estava + ou – na mira ele deitou sobre ela e   enfiou o pau nela. Ela deu um grito e começou a espernear , daí o cara da frente segurou ela e disse pra ficar quieta. Ela foi relaxando e ele começou a come-la num vai e vem bem devagar . pois a posição era difícil a penetração, e ela começou a ficar quieta e nisso ela pegou no pau do outro cara e voltou a chupa-lo.percebendo que ela passou a gostar eles a levantaram, e quase me viram, abaixei rápido e quase fui descoberto ou vice e versa ne. Então um sentou na pedra de colocou ela pra chupar e o outro pegou ela por traz e começou a comer ela . e fazia força pra traz pra talvez encontrar mais pau , devia ser pequeno, e começou a gemer e dizer ,: me come, me come toda, acaba comigo. E eu já via minha ex namorada. O cara que tava comendo trocou de posição com o amigo, e o outro falou pra ela se abaixar um pouco e arrebitar a bunda pois queria ver ela todinha, ela foi e abaixou e arrebitou a bunda , a acabou ajoelhando na areia, ,mais ficou arrebitada a bunda dela, ele se posicionou atraz dela e colocou no anus dela , porque ele gritou , que cuzão. E foi forçando a entrada e ela   começou a dar gritinhos de para , ta doendo, e ele forçando ainda mais ate que ele começou a comer o cu dela rápido e com força, ela parecia estar gostando pois não dava mais gritos, e ficou nisso mó tempão, ate que o cara que tava sendo chupado gozou na boca dela, e ela fez cara de nojo. Sujou ela toda, e o cara que tava comendo, dizia: vou acabar com seu cu, vou regaça-lo , sua puta, e ate que gritou e gozou com o pau dentro do cu dela, ele ficou agarrado com ela , querendo parecia não deixar escapar nada e pensei que com isso tipo acabado e fui embora. Ela chegou anoitecendo e disse um monte de mentiras que não vale a pena dizer,. O pior que não consegui dizer pra ela que vi tudo, e estou com ela ate hoje mais estou vigiando ela , e tenho certeza que não fez de nvo , se ela fizer eu relato aqui.
se quiser entrar em contato comigo , me manda email e me mande historia real como a minha, ate +

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Twitter Facebook



Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico rela196966

Nome do conto:
minha namorada evangelica que nao resistiu a carne

Codigo do conto:
5921

Categoria:
Traição/Corno

Data da Publicação:
16/09/2005

Quant.de Votos:
1

Quant.de Fotos:
0