Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web
   Videos Porno
   Porno Tube

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





brincadeira de criança


Bom dia.
Oque vou contar aqui aconteceu a mais de vinte anos e me lembro como se fosse ontem.
Quando eu era moleque tinha uma amiguinha de mais ou menos 14 anos que eu tratava como uma igual a mim sem malicia,até que um dia estavamos brincando em um terreno baldio com arvores altas onde podiamos ficar escondidos sem que os adultos nos incomodassem.

Bem um dia estavamos nesse esconderijo quando apareceu um cachorro e ela perguntou se era meu bem não era.
o cão ficou por ali e era um cão bem bonitinho.

a minha amiga no cumulo da inocencia perguntou;Sera que ele nasceu aqui?respondi que os cães nao nascem assim,tipo geração espontanea,eles precisam transar.

ela quis saber como,entao peguei o penis do cachorro e comecei a explicar para ela oque é onde coloca e ela curiosissima acompanhava tudo.

Em dadfo momento o pinto do cachorro comessou a ficar duro
e eu cheio de orgulho ia explicando.
Falei para ela massagear o pau do cachorro e ela fez,com muita pratica até.
O nó do pinto do cachorro começou a saltar pra fora,a safada ficou ainda mais animada,de repente o cão se espichou todo ejaculando na mao dela,eu ja estava de pau duro e punhetava debaixo do calção,de repente ouvimos um chamado era a mãe dela,estava na hora do almoço,ela teve que ir.

pensando em tudo aquilo tirei o meu pinto para fora e bati a melhor das punhetas,ejaculei em cima de algumas folhas o cachorro veio e lambeu tudo fui para casa também almoçar.

Éra por volta das 14 horas ela aparece la em casa e discretamete falou vamos la ver o cachorrinho respondi que
sim e la fomos nós,mas nada de achar o danado e eu ja tava até nervoso pois queria repetir a experiência,pois apesar de metido a sabixão na verdade não sabia quase nada se sexo.
ela olhou para mim desanimada e disse que gostou de pegar no pinto do cachorro só que agora ele não estava mais la e estragou a brincadeira.
Perguntou se o meu pinto era igual respondi que era diferente,a safada pediu para ver.

Fiquei envergonhado paca mas queria mostrar,e ao memo tempo não queria,ai que dilema,lembrei do meu pinto duro horas antes e no momento o safado tava mais mole que um pé de meia,que coisa pensei,agora não quer crecer para eu mostrar a ela.

Acho que ela viu a minha insegurança chegou perto e colocou a mao em cima do meu calção começando a esfregar.

Ai fiquei orgulhoso o bicho começou a crecer e ficar duro,ela não se aguentou e pediu para eu mostrar,claro mostrei opintão com orgulho pois sabia que ela não tinha um igual.
Ela começou a me punhetar,devagarinho,com brilho de curiosidade nos olhos,sorrindo viu minha ejaculão.
Todos os dias iamos no matinho e ela me masturbava,que delicia de mãozinha hhhum,vai,isso assim geme,mais rapido,mais rapido,aiiii,vou gozar,vou gozr,ela falava vai goze isso vai,fazia uma que espécie de torcida,ela adorava ver meus jatos de porra espirrando pela sua mão e braço.

Um dia eu pedi para ver a piriquita dela,me mostrou imediatamente,parece que estava só esperando eu pedir,uma bucetinha começando a nascer pelinhos,branquinha,com um cheiro que nunca tinha sentido antes mas me pareceu muito bom.
Comecei a cheirar a chochota dela como via os cães fazendo,
lanbi devagarinho no começo ela falava isso ta gostoso,continue,fui firme,mais forte lambia,chupava,enfiava a lingua dentro da virginal buceta,

Ela sentada no chão com as pernas aberta,eu meio de cocoras,meio deitado lambendo chupandoe fungando dentro das cochas da virgem que segurava minha cabeça forçando contra a vagina como se quisesse me enfiar detro dela,tremores,gemidos,contrações,espamos,isso,vai,mais,soca a lingua dentro,lambe vai lambe com força.hum qué isso qué isso,qué issooo,ai,que coisa boa,vai vai haa,haaa.haa.uffffa
Deixei ela no memo lugar e corri para casa nervoso achei que tinha machucado ela,que boão,tinha mostrado o lado bom, assim como ela tinha me mostrado coisas gostosas.

HOJE ELA É MINHA ESPOSA ,LEMBRAMOS DO PASSADO E RIMOS MUITO
COMPRAMOS ATÉ UM CACHORRO E COINCIDENCIA OU NÃO É PARECIDO COM AQUELE DO NOSSO ESCONDERIJO.


                                



Ficha do Conto

Escritor:
gostariadetrocarexperiencia

Nome do conto:
brincadeira de criança

Codigo do conto:
10471

Categoria:
Virgens

Data do Envio:
01/10/2010

Quant.de Votos:
1

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Ultimos Comentários
Comentado por: Elecktra em: 10/10/2010
A delicia das descobertas. Que tesão.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
10465 TRANSA NO HONIBUS VAZIU Coroas 0
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA