Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





A amiga da minha esposa (verídico)


Meu nome é Fred, tenho 38 anos, 1.81m, 72 kg, moreno claro, Karla, minha esposa, tem 28 anos, 1.68m, 52 kg, morena clara, sua amiga Cris, tem 29 anos, 1.60m, 48 kg, morena clara, somos de Juiz de Fora / MG. Quase todos os anos passamos o Natal e Réveillon em Cabo Frio, este ano não foi diferente (1999/2000) pois temos casa lá, as duas, Karla e Cris, são muito amigas e sempre viajam juntas, numa dessas viagens a Cabo Frio, sugeri a ida à praia de nudismo em Búzios, a Olho de Boi, as duas me olharam meio desconfiadas e deram um sorriso. Chegando lá fomos à nossa casa e descarregamos as “tralhas” do carro, a tarde fomos à rua dos biquínis, para “elas” verem alguns modelos, depois de algum tempo, já na saída da rua dos biquínis, sugeri uma chegada a um barzinho no canal. Depois de algum tempo e algumas caipirinhas, o clima já estava meio alegre, fomos para casa tomar banho pois estava um dia quente e a noite prometia. Já em casa, notei que a Cris me olhava de um modo meio sacana e isso me deixou com alguma esperança de transa... é claro que a Karla não podia nem sonhar. Fomos tomar banho, eu e Karla, quando derepente, Cris aparece só de toalha perguntando se ela não podia tomar banho também.... fiquei sem jeito, mas Karla disse: só se for nós duas. Eu achei aquilo excitante, e lá foram, fiquei na sala vendo TV e ouvindo risadas, depois de “algumas horas”, as duas aparecem de camiseta e calcinha e disseram para mim: agora é a sua vez. Fui tomar banho crente que as duas estariam comigo, mas que nada, foram para o quarto deitar. Depois do banho fui para o quarto e encontrei Karla nua, aquilo me deixou num tesão que cheguei tirando o short e deitando sobre ela, ela deu um gemido mas concordou com a minha atitude, fui beijando devagar seu pescoço, descendo pelas suas costas, indo pelo rego, até chegar naquele cuzinho cheiroso, dei uma lambida que ela se contorceu toda, abri as suas pernas e lambi aquela xoxota rosada, até sair aquele mel gostoso, virei-a de frente e lambi seus seios, ela segurou minha cabeça e colocou-a entre suas pernas, cada vez que lambia ela gemia, depois de deixá-la toda molhada ela virou-se e chupou meu pau, colocou todo em sua boca e puxava com uma força que parecia que ele ia arrancar, fizemos um 69... depois coloquei meu pau na sua xoxota e empurrei devagarinho... fui fazendo um vai-e-vem devagar, mas ela pedia mais rápido e atendi, quase na hora de gozar ela tirou meu pau e colocou-o na sua boca e pude ver aquela porra toda jorrando no rosto dela, e cada vez mais que eu gozava ela delirava chupando. Ficamos deitado por um tempo e ela perguntou se aquela proposta de Búzios estava de pé, eu disse que sim. Na manhã seguinte, no café o papo de Búzios rolou, Karla estava excitada com a proposta, Cris estava meio desconfiada, depois do café fomos escolher a praia. Cris vestia um biquíni minúsculo e Karla não deixava por menos, também estava maravilhosa com outro minúsculo biquíni, e eu já estava ficando de pau duro. Já no carro fomos até a praia das Conchas, estava um pouco cheia e Karla sugeriu irmos até o Peró, mas para nossa surpresa Cris disse: Que tal Búzios ?? Era isso que faltava.... fomos até Búzios, ficamos em Geribá, depois fomos almoçar na Rua das Pedras, a tarde fomos visitar outras praias. A noite fomos comer uns crepes e jogar conversa fora, nessa conversa Cris disse que ouviu os gemidos de Karla e ficou com “inveja”, eu, como não poderia deixar passar essa, disse: Porque você não foi lá para participar ?? Ela sorriu e disse: Da próxima vez eu vou. Karla deu uma risada gostosa e apertou a minha perna, pensei: falei merda. Lá pelas altas horas, fomos dançar num lugar chamado COCO DOIDO, na praia, estava lotado, mas valeu pela música e pela companhia. Na manhã seguinte no café, veio aquela pergunta de Karla: Em que praia que nós vamos ?? Cris sugeriu: Olho de Boi !!!! Eu achei ótimo, indo para lá Cris nos contou que tinha curiosidade de ir numa praia dessas, pois sempre Karla falava de nossas aventuras por essa praia. Depois de subir e descer aquele morro, chegamos ao “paraíso”, todo mundo nu, Cris ficou meio sem jeito, mas Karla tentou de ambienta-la tirando logo a parte de cima do biquíni, eu tirei a sunga e fomos arrumar um local para “armar” a barraca, Cris tirou a parte de cima e ficou sentada na kanga, já Karla estava nua, linda, gostosa, eu estava começando a ficar de pau duro e fui até a água, para aliviar o MICO, quando voltei Cris estava nua e de costas, nossa que visão, aquela xoxota rosinha fechadinha, aquela bunda maravilhosa... Karla sacou o meu interesse e me chamou para passar bronzeador nela, ela também estava de costas e comecei a passar nas costas e fui descendo até a sua linda bunda... passei o bronzeador entre as pernas e de quebra massageei discretamente sua xoxota, ela ficou um pouco excitada, quando acabei, Cris pediu para Karla passar bronzeador em suas costas, Karla disse que podia pedir para eu passar, Cris me olhou e disse: Você quer ?? Na mesma hora comecei a passar, devagarinho, descendo até chegar em seu rego, e que rego, com aquela penugem loura, sua bunda dava vontade de morder... sua xoxota...que xoxota.... passei devagar quase encostando em sua xoxota, cada vez que passava seu cuzinho se retraia e meu pau já começava a dar sinal de ereção, quando acabei de passar bronzeador nela, eu estava de pau duro, fiquei sentado até acalmar a situação, ela deu uma olhada e sorriu, levantei depois e fui a água, quando estou saindo da água a Cris vem ao meu encontro e pede para voltar, aí pude ver seus lindos seios, pareciam dois pêssegos, lindos durinhos....não havia uma pessoa que não olhasse.... ficamos um pouco na água, foi quando Karla veio e sugeriu darmos uma volta pelo morro, topei na hora, Cris também, pegamos nossas coisas e fomos subir o morro em direção ao outro lado, as duas foram na frente e a minha visão era de cinema, duas xoxotas andando na minha frente.... que imagem.... chegamos no alto e vimos aquele mar lindo, quase parado, contracenando com o sol maravilhoso e o céu azul...Karla pegou a kanga e colocou-a no chão para sentarmos e ficamos ali por algum tempo vendo as pessoas lá em baixo e aquele visual, quando olhei para o lado Karla estava deitada e me pediu um beijo, deitei-me sobre ela e dei um longo beijo, foi quando senti uma mão que não era de Karla em minhas costas, era Cris dizendo: posso participar ???? Dei-lhe um beijo nos lábios e ela deitou-se ao lado de Karla, ora beijava Cris, ora Karla, fui lambendo a Cris devagar, seus seios eram tão deliciosos que não dava vontade de parar, Karla massageava meu pau e eu massageava sua xoxota.... isso durou alguns minutos.... resolvemos ir para casa. Chegando em casa, fomos tomar banho os três.... que banho, as línguas rolavam de cima para baixo de baixo para cima, ninguém tinha dono.... fomos para cama, lambi Cris todinha, Karla pagava um boquete muito gostoso para mim, depois de lamber a Cris, fui lamber a Karla, para não ter briga, foi quando a Cris deu-lhe um beijo e começou a chupar seus seios, deixei as duas a sós, fiquei observando aquela cena de duas mulheres se amando, depois de um tempo elas me chamaram e disseram: agora é a sua vez, nunca fui tão chupado e beijado como aquele dia....Cris queria que eu comesse seu cuzinho..... Cris ficou de quatro, enquanto Karla estava debaixo dela chupando seus seios, fui enfiando um dedo...depois o outro... e ela pediu para enfiar o pau, enfiei devagar e comecei um vai-e-vem gotoso e lento, quanto mais eu vazia o movimento devagar ela gemia, Karla lambia sua xoxota e meu saco, eu estava com tanto tesão que parecia que ia explodir.... comecei a ir mais rápido e ela a gritar mais.....ela pediu para não gozar dentro pois queria minha porra no seu corpo todo, quando eu estava quase para gozar, tirei o meu pau e segurei-o para não gozar, Cris e Karla ficaram deitadas uma ao lado da outra e gozei sobre as duas, foi porra para tudo que é lado.... as duas riam, lambiam meu pau, passavam porra em seus rostos, entre as pernas, nos braços....depois fomos para outro banho e outra sessão de lambidas.... Nunca vou esquecer este verão de 2000, devemos ir no carnaval a Cabo Frio, espero que seja tão bom, quanto a passagem do ano.


Ficha do Conto

Escritor:
Fred

Nome do conto:
A amiga da minha esposa (verídico)

Codigo do conto:
106

Categoria:
Heterosexual

Data do Envio:
11/12/2009

Quant.de Votos:
4

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA