Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web
   Videos Porno
   Porno Tube

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





Acordei com um velho tocando minha xana


Sou uma morena e na época tinha 53kg distribuidos em 1,72m. Cabelos longos e um belo corpo.
O que vou relatar abaixo é verídico.
Quando tinha 19 anos viajei para o nordeste a fim de visitar minha irmã e sobrinhos que não via há algum tempo.
No outro dia, após minha chegada, minha irmã muda de cidade indo morar com os sogros no interior.
Assim que chegamos percebi que o sogro, seu Bento (nome ficticio) ficou um pouco pasmo e atrapalhado com minha presença, pois ainda não me conhecia.
Era um senhor de quase 70 anos, magro e alto.
Logo me deram um quarto mais ao fundo que ficava ao lado de uma.
Um cantinho agradável, apesar de ter sempre o sono interrompido por alguém que levantava para fazer algo na cozinha.
Os dias foram se passando e o ambiente tornou-se familiar apesar das diferenças de costumes.
Certa madrugada acordo com uma pessoa deitada ao meu lado com o braço por cima da minha cintura tentando alcançar minha xaninha.
Abri os olhos e, ainda de costas pra essa pessoa, tentei descobrir quem poderia estar ali àquela hora.
Não tive muito tempo para pensar e logo ouço a voz do seu Bento dizendo que me queria por completo.
Tomei um susto, pois, até o momento, era o seu Bento, um senhor de muito respeito sem contar que era o sogro da minha irmã.
Fiquei paralisada por instantes e caí na real: era mesmo o velho que estava ali.
Tremia muito e insistentemente me tocava a xana por cima da calcinha.
De repente ele me vira de barriga pra cima, abre minhas pernas e mete a boca no meu grelo.
Era uma chupada com vontade, esfomeada, mas ao mesmo tempo carinhosa. Apertava ainda mais a cabeça dele contra minha buceta que, a essa altura, estava toda molhada.
Fazia aquele barulhinho como se estivesse lambendo água.
Contorcia-me toda de tanto tesão. Não aguentei muito tempo e gozei. O velhinho vendo-me gozar enloqueceu.
Meteu a mão na cueca tirando um cacetão pra fora. Rapidamente fechei as pernas, pois não tinha certeza se aguentaria tudo aquilo dentro de mim.
Ele, ainda enloquecido, arreganha minhas pernas e se joga em cima de mim.
Não tinha como fechar as pernas com ele ali no meio e em cima.
O jeito foi relaxar e deixar ser dominada.
O velho mirou minha buceta e foi empurrando aquele pau gigante. Não queria entrar, mas ele nem queria saber, empurrava, empurrava.
De tanto forçar o cacetão foi entrando, rasganto toda minha bucetinha apertada e quase virgem.
Dei um gritinho, mas estava adorando... Estava atolada por uma rola divina.
Levantava meu quadril enquanto ele socava forte na minha buceta e lambia meus seios.
O velho estava em transe. Fora de si. Até que, larga o corpo trêmulo sobre o meu, urrando de prazer. Tinha gozado. Sentia um latejar forte na minha buceta. Jatos fortes de esperma foram depositados ali.
Pensando que o velho fosse se levantar e sair do quarto, pra mim surpresa ele volta a chupar minha buceta e, ao mesmo tempo, introduzir um dedo no meu cuzinho. Não era um dedo e sim, dedão. Os anos tinha feito daquele homem um habilidoso em sexo.
Aos poucos foi introduzinho mais um dedo e mais outro... Meu cu estava se rasgando com aqueles dedos grossos e ásperos me invadindo.
Não aguentava de prazer. Queria gozar mais e foi quando ele se levanta, vai até a cozinha e volta com algo na mão, um pepino que enfia na minha buceta enquanto os dedos da outra mão rasgam meu cuzinho.
Não tinha mais o que fazer a não ser implorar pra ser comida com vontade.
O que sabia dizer era: me come gostoso! Me fode, velho safado! Come meu cuzinho, velho!
Foi assim por alguns minutos até que gozei loucamente. Meu corpo tremia, minha buceta pulsava, meu ânus se comprimia e soltava... Um gozo quase que divino. Seria divino se fosse com o cacetão do velho, mas, coitado, não aguentou duas.
Terminado isso ele se levantou e foi tomar um banho.
Fiquei ali, arreganhada e estasiada com tudo que havia acontecido.


Ficha do Conto

Escritor:
karinab

Nome do conto:
Acordei com um velho tocando minha xana

Codigo do conto:
10823

Categoria:
Fantasias

Data do Envio:
23/11/2010

Quant.de Votos:
3

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA