Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Entrar em contato   Bate Papo
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato

SITES PARCEIROS
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web
   Videos Porno
   Porno Tube

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





calcinha da afilhada



Sou o segundo marido da minha mulher, com quem casei há doze anos. Ela já tinha uma filha de 13 aninhos, a qual criei como se fosse minha filha legítima, já que o verdadeiro pai tinha ido morar na Europa e sequer dava notícias, pois constituiu nova família.

Minha enteada cresceu linda e cercada de muito amor que eu e sua mãe lhe dávamos. Ela é morena, falsa magra, com um corpinho maravilhoso e curvas perfeitas, além de um par de seios que não chegam a ser demasiadamente grandes, mas do tamanho ideal. Mas o forte mesmo é seu bumbum farto e empinado que deixa qualquer um babando.

Apesar de toda essa gostosura do meu lado, eu jamais tive qualquer pensamento desviado em relação a ela pois, como eu disse, criei-a como uma filha.

No nosso dia-a-dia não tínhamos muitas frescuras e estávamos sempre aos beijos e abraços, porém respeitada a paternidade que nos unia. Até que um dia entrei no banheiro logo após minha filha sair do banho. Notei que ela deixou a calcinha usada jogada no chão do banheiro e cuidei de pegá-la para jogar no cesto de roupas sujas. Ao tocá-la, senti-a meio úmida, o que me fez verificar o que era. Bem, a calcinha dela estava úmida de seus próprios líquidos, ou seja, ela tinha estado excitada. Quase que instintivamente, levei a calcinha até o nariz e foi aí que tudo mudou, meus amigos. Isto porque o perfume inebriante que exalava a calcinha me deixou completamente alucinado de tesão.

Daquele dia em diante, passei a controlar os horários em que ela ia ao banheiro. Suas calcinhas estavam sempre cheirosas, mas não era sempre que estavam molhadinhas de tesão dela. Passei, então, a notar que, quando ela saia com os amigos, voltava mais molhada, até que um dia tive a nítida impressão de que cheirava a porra masculina.

Putz! Aí foi uma loucura, porque se ela estava transando sem camisinha, cumpria a mim, seu pai, adverti-la. E não deu outra. Em um momento em que estávamos a sós em casa, perguntei se ela já estava namorando e ela disse que, de vez em quando, “ficava” com alguém, mas nada muito sério. E, aproveitando o embalo, perguntei-lhe sobre sexo e ela ficou meio encabulada, mas, de tanto eu insistir, falou que já tivera uma experiência e eu perguntei se ela tinha usado camisinha, ao que ela respondeu que não, pois foi meio de surpresa e quando ela se deu conta já estavam transando e que foi uma coisa muito rápida.

Perguntei-lhe quando tinha sido isso e, pela data que ela falou, bateu com aquele dia em que eu senti cheiro de porra na sua calcinha.

Eu fiz as advertências de praxe e disse para ela que estava preocupado, mas muito feliz por ela não ter mentido pra mim, pois eu sabia que ela já transava. Nem me dei conta do que acabei deixando escapar. Ela me perguntou como eu sabia e eu tentei enrolar, o que foi percebido por ela. Bem, depois de muito papo e até de uma chantagem emocional, pois ela argumentou que tinha sido sincera comigo e que eu a estava enganando, acabei por confessar que senti o cheiro de porra em sua calcinha. Ela, mais do que depressa, perguntou se eu cheirava sempre suas calcinha e eu, constrangido, confirmei.

Ela me surpreendeu, dizendo: - Então, hoje você vai se esbaldar, porque esse papo me deixou totalmente molhadinha. Eu duvidei, dizendo que estávamos apenas conversando e ela, então, tirou a calcinha na minha frente (ela estava de saia) e me mostrou. Cheirei e quase tive um colapso. Minha reação foi a de abraçá-la incontinenti. Mas abraçá-la sabendo-a sem calcinha me deixou mais ousado, de tal sorte que, em seu ouvido, sussurrei que ela tinha um cheiro maravilhoso. Ela se arrepiou e eu levei minha mão até sua xana, a qual estava muito molhada.

Eu, para provocar, perguntei: - Será que é tão saborosa quando é cheirosa? E ela disse que não sabia. Perguntei-lhe se podia conferir e ela ficou meio sem jeito, mas não dei tempo dela reagir e me abaixei, dando-lhe uns beijinhos na xana e uma três ou quatro lambidas. Foi quando notei um suspiro gostoso, ao que eu perguntei se estava gostoso. Ela nada disse, apenas se recompôs e foi em direção ao seu quarto. Preocupado, corri até ela e perguntei se ela estava chateada com o que eu fizera com ela. Ela disse que não, que estava apenas assustada, mas que ela gostou. Já foi logo me tranqüilizando, pedindo para que ninguém ficasse sabendo daquilo e era exatamente isso o que eu queria. Para minha surpresa, logo após eu ter prometido que aquilo seria um segredo só nosso, ela disse de sopetão: - Então, pai, termina o que começou, vai! Eu não agüento mais de tesão.
Eu já parti pra cima dela, beijei-a e, aos poucos, fui tirando sua roupa e revelando para mim aquele corpo maravilhoso que, até então, eu jamais vira como sendo de uma mulher.
Aos catorze anos, ela estava esplêndida e sedutora. Logo eu estava de boca em sua xoxota, lambendo e bebendo seu néctar. Transamos como loucos, naquele dia, mas foi tudo muito rápido. De lá para cá, de vez em quando, conseguimos repetir a dose, mas o costume de cheirar suas calcinhas continuou e ela, às vezes, para provocar, sai do banheiro e diz pra mim: aproveita que hoje está com gosto de xota bem gostosa. E como é gostosa...

Foto Perfil brucutu

Ficha do Conto

Escritor:
gui

Nome do conto:
calcinha da afilhada

Codigo do conto:
11155

Categoria:
Fetiches

Data do Envio:
07/01/2011

Quant.de Votos:
4

Quant.de Fotos:
3

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us
Foto 1 do Conto erotico:  calcinha da afilhada

Foto 2 do Conto erotico:  calcinha da afilhada

Foto 3 do Conto erotico:  calcinha da afilhada




Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Ultimos Comentários
Foto Perfil notório Comentado por: notório em: 02/02/2014
Comentario: Eu tenho 2 afilhadas ninfetimhas e pra mim é como se fossem minhas filhinhas !!!
Foto Perfil notório Comentado por: notório em: 02/02/2014
Comentario: Parabéns pelo seu conto, delicioso cheirar uma calcinha de ninfetinha, ainda mais sendo da própria filha, super excitante e de um prazer enorme. Votado !!!!
Foto Perfil Marcia Fernan Comentado por: Marcia Fernan em: 10/03/2013
Comentario: vai com jeito, com ela, ein...
Comentado por: R12 em: 31/01/2013
Comentario: Ótimo conto . Aí to cheirando as calcinhas da filha de minha patroa ela deixa lá pra mim cheirar de propósito vou acabar comendo ela
Foto Perfil milton 2012 Comentado por: milton 2012 em: 08/04/2012
Comentario: nossa em mari vc é uma delicia gostaria muito de sentir o cheiro de sua xaninha. mande alguma fotos sua para meu e-mail beijos
Comentado por: FRED2575 em: 07/01/2011
Comentario: ADOREI SEU CONTO,POIS VIVO UMA SITUAÇÃO PARECIDA,PORÉM COMIGO É UMA SOBRINHA,ADORO CHEIRAR AS CALCINHAS DELA E ATÉ LAMBER O MELADINHO QUE FICA NA CALCINHA DELA,FICO LOUCO,INFELIZMENTE NUNCA TRANSAMOS,MAS QUEM SABE UM DIA.UM ABRAÇO

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
9519 esposa sem calcinha Fetiches 7
9523 A filha de minha esposa Incesto 9
9539 filha de minha esposa II Fetiches 9
9552 Poderia ser comigo..Enteada Incesto 5
9639 calcinha+sapato de minha mulher Fetiches 2
9642 Calcinha e Sapato de minha mulher Fetiches 5
9685 chuva dourada Fetiches 5
9693 A Massagem em minha mulher Fantasias 6
9707 Cheiro de Tesão Fetiches 3
9711 Menage Tesão Fantasias 4
9722 Esposa com Amigo Fantasias 7
9732 Xixi Gostoso Fetiches 8
10302 outra vez a filha de minha mulher Fantasias 5
10303 cheirando calcinha Fetiches 4
10304 Me excita uma calcinha Fetiches 4
11043 calcinha e xixi Fetiches 7
11873 Eu, minha esposa e nosso "amiguinho" Fantasias 3
12634 mamãe e u engessado Fetiches 10
13125 esposa Fantasias 4
13126 esposa safadinha Traição/Corno 6
13959 Conto que uma amiga me enviou Incesto 3
18520 minha mulher Fantasias 2
18522 muita tesãoo Fantasias 2
22550 menáge com a corretora Fetiches 5
26736 esposa na camera oculta Fetiches 6
26908 cunhadinha gostosa Incesto 2
27055 No carro Heterosexual 3
30293 Minha Mulher me traindo ParteI Traição/Corno 9
30295 Minha Mulher me traindo ParteII Traição/Corno 12
30359 Pezinho e Tesão Fantasias 2
30491 Um conto que me enviaram Incesto 4
31520 Traição Traição/Corno 4
33367 tesão demaisss Grupal e Orgias 2
33369 conto de uma amiga Fantasias 2
35290 Menage Fantasias 2
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA