Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





Na hora eu tive medo, + meu padastro forçou


Eu sempre fui muito curiosa.
Em uma noite de madrugada no sábado ( quando estava assistindo cine prive ) eu escutei uns gemidos ( que vinha da minha mãe e meu padastro ).
Eu que já estava vendo filme erótico, abaixei a TV e fiquei ouvindo.
Fui olhar do buraco da fechadura, e quando cheguei perto vi que minha mãe estava deitada na cama de bruços e meu padastro montado em cima dela. Minha mãe segurando a grade da cama tentando se segurar e o meu padastro socando e forçando que quase levantava minha mãe da cama.
Eu senti tanto tesão que voltei para minha cama e me masturbei pensando naquilo.
Depois desse dia, sempre que passava pelo meu padastro ficava me imaginando no lugar da minha mãe.
Eu nunca fui de muito papo com meu padastro, nem de brincadeiras.
(ele também não parecia ter muita simpatia por mim)
Minha mãe trabalhava de professoa na terça e na quinta. Costumava sair entre 06:30 e chegar pelas 14:30 a 15:00 h.
E como meu padastro era segurança e trabalhava 12 por 16, em vários dias ficavamos em casa sozinhos na parte da manhã ( que eu estudava de tarde)
Em um dia ( depois que minha mãe saiu ) fui da uma olhada da porta como ele dormia e vi que ele estava vendo filme porno e se masturbando.
Eu fiquei parada da porta olhando, ele olhou pra porta e me viu olhando
Eu sai correndo e me tranquei no banheiro e fui toma banho.
Do nada ele me gritou, eu disse que estava no banho e ele me mandando andar logo.
Quando sai fui ver o que ele queria toda sem graça, quando ele me pergunto por que eu fiquei na porta olhando ele sozinho no quarto.
Muito sem graça disse que só estava passando e olhei.
Ele disse que iria contar p´ra minha mãe a minha safadeza
Fui para sala sem graça e com medo
Fui ao colégio e quando voltei (morrendo de medo) notei que minha mãe não falou nada comigo, então imaginei que ele não tinha contado nada.
Passou um tempo...
Ele e minha mãe tiveram uma briga feia ( por que ele não queria que minha vó ficasse na nossa casa e nem que minha mãe fosse pra casa dela ) mas, a minha vó não estava legal.
Então minha mãe disse que iria no sábado ver minha vó e voltaria no domingo.
Os dois ficaram des de terça até sábado sem se falar direito.
No sábado quando minha mãe foi, me mandou ficar em casa e fazer comida, e limpar a casa para ele não reclamar mais o que já havia.
Ele era um homem meio ignorante e alto, minha mãe não dizia nada, mais eu sei que ela tinha medo dele ( e eu também ).
Fiquei quieta na minha o sábado todo
De noite quando terminei de faze a janta fui toma banho e do nada ele me gritou
Terminei e fui correndo
Eu fiquei parada olhando sem graça ( por que ele tava de pé com a mão dentro da bermuda)
Do nada ele botou o pau para fora e disse:
“ Por que você ficou me olhando mexe na pica aquele dia? “
Ai eu disse:
“ Por aque eu escutei você e minha mãe, e fiquei com vontade de ver “
Ai, ele me pergunto se eu já tinha metido com alguém ou se eu já tinha mamado em uma pica. Eu disse que não
Ele disse:
“Já que a sua mãe ficou de palhaçada a semana toda sem querer mete , eu vo mete com a filha dela”
Eu fiquei sem graça mas gostei de ouvir aquilo
Ele me mando ajoelha e mexe no pau dele, eu mexeia e mexeia. Ele disse que era pra mim por na boca. Eu passava a língua e mexia, ele pegou pelo meu cabelo e enfiou na minha boca me mandando chupa com voltade ( sem nojo ).
Ele começo a soca na minha boca igual quando ele estava socando na minha mãe naquele dia. Eu quase engasguei
Ele disse que ia querer me comer, e como eu nunca tinha feito nada fiquei com medo.
Ele me tirou a bermudinha e me deito no chão
Sem nem fala nada e nem olhar pra minha cara, ele meteu de uma vez só em mim.
Eu dei um grito, ( ele nem ligou ) e começou a bombar na minha bucetinha. Eu nem gemia, eu gritava.
E ele socava sem nem oilha pra minha cara
de repente ele parou, olhou para mim e me perguntou:
“Você já é moça?”
E eu respondi:
“Já”
Ele ficou puto comigo e começou a gritar reclamando:
“Porra garota e você não falou, eu ia gozar dentro! Vira logo porra!”
Me pegou pelo braço, me botou debruçada na parede e mandou abrir a perna.
Eu disse que estava comedo pro que estava doendo e queria parar
Ele me empurrou contra a parede e começou a força contra o meu cuzinho
eu comecei a gritar tão alto que ele tapou a minha boca e começou a fala perto do meu ouvido:
“ Cala a boca porra, tá querendo que alguém te escute? Fica quieta vagabunda. Você e sua mãe gostam de vara mas não aguentam tudo dentro. Fica quieta que eu já to acabando”
E eu já estava chrando, e ele ficava falando:
Isso putinha, toma, toma no cu, toma safada, chora na vara, vai chora... Eu sempre quiz fuder seu cuzinho mulatinha, fica de sainha curta com esse bundão passando na minha frante. Era pica que você queria né? Toma!”
Ele gozou tudinho dentro
Eu fiquei toda ardida e fui toma banho
Na hora de ir dormir eu lembrei daquilo tudo, e como era madrugada de sábado eu estava vendo filme porno de novo.
Comecei a sentir vontade de novo, e notei que tinha gostado de tudo que tinha acontecido.
Fui no quarto dele , e ele tava vendo televisão
Eu falei:
“Tá passando um filme muito bom no 7 e queria te chama para ver comigo. “
Estava passando EMANUELE
Ele vorou pra mim e disse:
”Você é puta mesmo em. Soquei com vontade até você chora e você que mais.”
Ai eu subei em cima dele que nem a mulher estava no filme, e comecei a rebolar na piroca dele
Gozei muito gostoso.
Foto Perfil Mulatinha Safad

Ficha do Conto

Escritor:
Mulatinha Safad

Nome do conto:
Na hora eu tive medo, + meu padastro forçou

Codigo do conto:
11945

Categoria:
Incesto

Data do Envio:
21/03/2011

Quant.de Votos:
4

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA