Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





Priminho gostoso


Tenho 18 anos e tenho um primo chamado André que costuma vir muito em minha casa. Ele é loiro, alto, corpo esbelto, peludo e meio "ingênuo" em relação ao sexo. De um certo tempo para cá comecei a sentir algo estranho sempre que via ele e me dava muito tesão. Certo dia fiquei sozinho e liguei para ele vir até minha casa mas antes me vesti com uma camisa e um short bem curto sem cueca. Ele chegou e fomos ver televisão. Ele sentou no sofá e eu sentei em frente à ele com as pernas abertas para que meu pau aparecesse. Notei que ele olhava de vez em quando e ficou meio sem graça. Até sorria de vez em quando mas meu pau logo endureceu e não quis que ele percebesse então fechei as pernas até amolecer. Acabei tendo outra idéia. Chamei ele até o meu quarto e ficamos conversando um pouco com ele sempre dando uma olhada para baixo para ver meu pau que ficava fora do short. De repente tirei a blusa e o short e fiquei pelado na frente dele, só que de costas e sai andando para o banheiro dizendo que iria tomar um banho e chamei ele. Deixei a porta do box aberta para ele me observar e notei que ele ficava olhando meu pau toda hora porque ele estava com um tamanho que não costumava estar pois tinha acabado de amolecer. Eu comecei a esfregar meu pau na frente dele até que endureceu de novo então eu virei de costas e comecei a tocar uma punheta ali mesmo mas ele não percebeu nada porque eu gozei rápido. Peguei a toalha e comecei a me secar sempre arregaçando meu pinto. Logo depois fomos para a rua e só voltamos mais tarde quando fiquei sabendo que meus pais voltariam só no outro dia, então disse para ele dormir em minha casa e ele aceitou. Um pouco mais tarde eu peguei um vídeo pornô que estava em minha casa e coloquei para nós vermos. Ele ficou um pouco sem graça mais logo vi que o pau dele tinha endurecido só de saber da idéia. Após o filme vi que ele estava muito excitado e ficava rindo à toa até que eu perguntei se ele não queria tomar um banho e ele respondeu que sim. Ele entrou no banheiro e começou a tomar banho, então eu tirei minha roupa e entrei no banheiro dizendo que ia tomar junto com ele. Entrei dentro do box e fechei a porta. O pau dele (mole) era imenso, mais ou menos 15cm, e era bastante peludo. Suas bolas eram impressionates de tão grandes e peludas. Tinha uma bundinha bem gostosa e peludinha. Como o box era pequeno toda hora dava um jeito de relar meu pau nele e passar minha bundinha no caralho dele que já estava ficando um pouco maior. Eu fiquei de costas me esfregando e pela primeira vez senti ele relar o pau dele, mais duro, na minha bunda. Aí ele começou a me relar toda hora pensando que estava se aproveitando de mim até que eu pedi para ele esfregar minhas costas e ele fez mas foi descendo até começar a esfregar minha bunda também mas discretamente porque ele ainda estava com vergonha. Após o banho só pus uma cueca e ele colocou somente um shorts e fomos para a sala. Daí ele me pediu para ver o vídeo pornô de novo. Eu coloquei e dessa vez estávamos mais excitados. O volume da minha cueca aumentou e o do short dele também. No momento em que o ator foi colocar a camisinha, perguntei se ele já havia colocado uma e ele respondeu que não então e sugeri que ele experimentasse. Ele ficou sem graça mas aceitou a proposta. Peguei uma e dei para ele que com muita vergonha tirou o short e eu vi o pau dele que já estava duro por causa do filme e era enorme e sem mentira, media uns 25 cm. Fiquei impressionado mas ele não sabia como colocá-la, então disse que iria ajudá-lo. Peguei-a e fui desenrolando pelo pau imenso, apertando bastante. Ele riu e acho que ele quase gozou por causa daquilo. Ele disse para eu também colocar mas eu só tinha aquela, então ele tirou a dele e disse para eu tirar minha cueca. Meu pau, que também não é pequeno, (19cm) também estava duro e coloquei a camisinha e comecei a tocar punheta na frente dele! Quando gozei, tirei a camisinha e joguei fora. Ambos ficamos com muito tesão. Na hora de dormir, estiquei um colchonete na sala e nos deitamos mas antes disse à ele para me acordar mais cedo no dia seguinte porque tinha o sono muito pesado e não acordaria por nada e ele disse que tudo bem. Ficamos vendo televisão até que ele me pegou pelo braço e me sacudiu. Eu fingi que estava dormindo e ele continuou a me sacudir e me chamar para ver se eu acordava mas continuei fingindo. Então ele pôs a mão na minha bunda e começou a me acariciar até avançar um pouco mais colocando a mão dentro da minha cueca. Ele foi esfregando a mão e puxando os pelinhos da minha bunda. Desceu um pouco mais e alcançou o meu saco puxando os cabelos até que que enfiou o dedo no meu rego até atingir o meu cuzinho. Ficou tentando enfiar o dedo mas não conseguiu então levou-o à boca, lubrificando-o e aí sim conseguiu enfiar. Enfiou aos poucos e doeu um pouco mas estava gostando daquela brincadeira. Ele foi enfiando todos os dedos de sua mão, um por um, até que enfiou dois e alargou de vez meu cuzinho. Ele levantou e certificou-se de que eu estava mesmo dormindo. Então tirou minha cueca e como estava de bruços não viu o meu pau que estava latejando de tanto tesão. Começou a acariciar minha bunda, abrindo-a, até que senti sua língua lambendo meu cú. Cheguei a empinar minha bunda de tão gostoso que estava. Então senti que seu pau já estava perto de foder quando senti aquele instrumento enorme na minha bunda. Como ele já havia lambido, conseguiu enfiar a cabeça facilmente mas começou a ter dificuldades para enfiar o resto. Começou a doer muito e para não gritar mordi o travesseiro. Ele tirou a pica do meu cú e foi até o banheiro voltando com o óleo de amêndoas. Ele lambusou toda a minha bunda e o pau dele. Ele foi enfiando com mais facilidade, mas mesmo assim doeu muito pois seu pau era muito grande e grosso. Ele queria enfiar até o talo mas teve que se contentar com metade do pau. Só parou de me foder quando despejou a porra quente no meu cú. Senti um alívio mas ele me virou e acabou vendo meu pau duraço. Foi quando ele sentou no meu peito e começou a forçar aquela pica gigante na minha boca. Eu resisti no começo mas estava com vontade de chupar aquele pau desde que o vi no banheiro. Então abri a boca e ele começou a fodê-la. Só não lambi para ele não perceber. Ele levantou-se e acho que não resistiu ao meu pau duraço e começou a chupá-lo bem gostoso. Quase urrei de tanto prazer, agora só me faltava comer aquele cuzinho apertado mas não tive que me dar ao trabalho. Ele mesmo sentou-se devagar na minha pica latejante. Ele segurava meu pau para não dobrar e ia agachando cada vez mais até que comecei a gemer de olhos fechados e acho que ele ainda estava pensando que eu estava dormindo. De repente ele sentou de uma vez e meu pau foi lá no fundo. Acho que doeu demais nele. Foi quando ele agarrou meu peito e começou a lamber ele todo ainda cavalgando na minha pica. Ainda sem levantar começou a lamber minha boca tentando puxar minha lingua e chupou meu pescoço como se eu fosse uma putinha e na verdade estava sendo. Quando ele sentiu que eu ia gozar no cú dele, ele levantou e segurou minha pica e minha porra caiu no meu peito e na minha barriga misturando-se aos fartos pelos que tenho. Ele pôs-se a lamber tudo arrancando os meus pelos com os dentes e mordendo meus mamilos de leve. Foi descendo e começou a chupar meu saco peludo mordendo seus pelos também. Ele ainda estava excitado mas meu pau já havia amolecido. Então ele colocou minha cueca, cobriu-me e foi até a cozinha. Quando chegou, deitou-se ao meu lado e o safado começou a enfiar um pepino enorme no cu dele. Ele ficou se fodendo a noite inteira e nessa eu bati mais três punhetas sem ele perceber. No outro dia acordei mais cedo que ele e meu peito estava cheio da minha porra seca além de estar com o cú muito doido. Fui tomar um banho e quando menos espero meu primo abre a porta do banheiro pelado e entra no box comigo. Ele perguntou se podia me esfregar e eu disse que sim e ele passou sabão em todo o meu corpo, inclusive no meu cú e de repente senti o pau dele duro como nunca relando na minha bunda e foi ali que trepamos de verdade. Fodemos um ao outro até cansar, mas desta vez ele tinha certeza de que eu estava acordado... Esta história, por incrível que pareça, é real e outras também aconteceram com este mesmo primo e até com seu coleguinhas mas esta história contarei depois, se me for solicitado por alguém no meu e-mail:
                                


Ficha do Conto

Escritor:
carlos t.

Nome do conto:
Priminho gostoso

Codigo do conto:
122

Categoria:
Gays

Data do Envio:
11/12/2009

Quant.de Votos:
18

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking


© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA