Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web
   Videos Porno
   Porno Tube

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





Eu, meu primo e sua mulher


Gostaria de agradecer mais uma vez os muitos contatos e as deliciosas brincadeiras pela cam que venho desfrutando com minhas novas amigas e dois casais.
Cheguei em casa com a Aline (pra entenderem melhor leiam a série, mas se não leu não se preocupe pois você vai gostar), Valdo já nos esperava, ela logo correu para os seus braços e deu-lhe um beijo fenomenal, acredito que ela estivesse arrependida do que fez mas não tinha mais jeito, ela seria minha ate eu ir embora. O Valdo muito safado logo pediu pra ver a marca do biquine, ela chamou ele pro quarto dizendo que la mostraria ele muito safado disse que queria ver ali mesmo que eu já tinha visto na praia então que mal teria ver ali na sala, so que o Valdo ainda não sabia que ela tinha ido com um biquine tão pequeno, quando ela tirou a canga o cara quase se engasga kkkkkk, pqp Aline tu foi pelada pra porra da praia e começou a xingar ela de tudo que é nome... ela já tava quase chorando quando eu falei que ele não se preocupasse que a praia que nos tínhamos ido estava muito deserta e que eu tinha cuidado dela muito bem.
Então Valdo se conformou e passou a elogia-la chamando-a de coisas tipo gostosa, bucetuda, rabuda... essas coisas assim, e eu lá ouvindo tudo, foi quando ele novamente ficou irritado e disse que ela estava quase nua, eu mais uma vez intervi e disse que não dava pra ver nada demais que ele se acalmasse, ele ficou mais puto e mandou ela se baixar sem dobrar os joelhos ela fez e ele balançando a cabeça olhou pra mim e disse: num da pra ver nada é! Eu to vendo ate o cu dela. Ela so ficava calada, eu disse pra ele deixar de mentira (já tava percebendo que ele queria era sacanagem) ele disseque não era mentira e me chamou pra ver, ela logo cobriu a bunda com a mão, e ele falou que ela tinha saído vestida como puta e agora queria dar uma de santinha, fez ela tirar a mão e logo apontou em direção ao cuzinho dela, caralho dava pra ver mesmo, mas dise pra ele deixar de bobagem que não dava pra ver nada não, ele olhou pra mim e perguntou se eu era cego, eu respondi que não, que eu não tava vendo pois não dava pra ver, foi ai que ele se descontrolou (acho que ele tava com muito tesão) e pegou minha cabeça e quase esfregou na bunda dela, tava tão perto que dava pra sentir o cheiro dela, mesmo assim eu disse que não dava pra ver não então ele literalmente esfregou minha cara no cu dela e manteve pressionado por alguns segundos, claro que eu aproveitei e dei uma lambida e imediatamente o cuzinho dela começou a piscar, acho que ele percebeu pois a bundinha dela ficou molhada de saliva, o tesão já contaminava a todos que ali estavam, foi quando ele chamou ela pro quarto e logo em seguida me chamou também, mandou ela deitar de barriga pra cima e ficar na posição ginecológica, e mais uma vez bravejou dizendo que ela estava com a boceta toda de fora, falou isso colocando a mao na boceta dela e percebi que ele deu uma puxada no biquine socando ele dentro da boceta, enlouquece pois os grandes lábios ficaram todos de fora, mas obviamente disse que ele estava exagerando e que não dava pra ver nada não e ele mais uma vez pegou minha cabeça e dessa vez forçou logo contra a boceta da sua amada e cessa vez ele demorou bem mais a tirar quase dois minutos, tempo esse que aproveitei bem chupando Aline que estava ensopada mesmo antes de eu começar, foi um oral completo, meti muito a língua bem fundo nela, e ela gemeu baixinho, ficou muito obvio que eu estava chupando ela tanto pelos gemidos dela como pelo estado que ficou sua boceta, quando eu pensei que tinha terminado me surpreendi, ele foi logo dizendo assim: agora você vai ver como gente seria se comporta e me mandou ficar so de sunga eu disse que talvez não fosse uma boa ideia, mas ele logo disse que eu não me preocupasse que ele queria dar uma lição nela, então fiquei so de sunga e eu mesmo me surpreendi com o estado eu que meu pau estava mmmmmmmmmuuuuuuuuuiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiittttttttttttttttttooooooooooooo duro, duríssimo eu diria e a sunga toda melada, foi quando meus pensamentos foram interrompidos pelo eita que Aline falou como se assuntando quando olhou para meu pau. Valdo disse pra ela: ta vendo sua puta é assim que as pessoas seria se vestem, pegou ela pelos cabelos e passou a cara dela no meu pau dizendo: olha bem de perto pra não esquecer sua vadia, ele ficava movimentando a cabeça dela de modo que meu pau saiu da sunga e Aline não se fez de rogada e começou a chupar, não precisou de muito tempo e logo eu estava enchendo a boca dela de porra, enquanto gozava cheguei a segurar sua cabeça com minhas mãos e o Valdo ainda disse: isso primo mostra a essa puta como ela deve se comportar, claro que ele percebeu que eu estava gozando, ate porque não tentei disfarçar, quando ela tirou a boca ele logo levantou ela e perguntou se ela tinha aprendido, ela balançou a cabeça dizendo que sim então ele lhe beijou de maneira quente, dava pra ver sua língua entrando na boca dela, guardei meu pau e fui tomar banho. Quando a noite chegou que eu já ia pegar minha rede pra armar ele foi logo perguntando se dava pra deixar a Aline dormir na rede pois ele tava afim de assistir uns filmes e iria colocar o colchão na sala para que nos pudéssemos assistir, concordei, ele colocou um filme muito chato e dormir (pelo menos tente), mas foi so eu fechar os olha que o puto já veio com a mao por cima do meu pau e brincou um tempo com ele, mas logo me chamou e disse que ia mudar de filme e iria colocar um porno, a primeira cena foi normal mas a segunda cena foram dois cara e uma mulher, so que o cara ficava chupando o outro ai o Valdo já tirou o short que tava e começou a bater uma olhando o cara chupando o outro, perguntei se ele curtia chupar pau também e ele ficou calado depois ele me perguntou se eu não ia bater também eu disse que não ai ela falou que eu so não ia bater pois meu pau devia ser pequeno e devia ta mole e ficou zuando e rindo de mim (o viado tava doido par ver e arranjando desculpas), foi ai que eu falei pra ele que se eu botasse pra fora ela teria que me chupar ele ficou calado ai eu perguntei se ele ia arregar, ele disse que eu não teria coragem eu disse que ele é quem não tinha, então ele topou, tirei meu pau ele olho e viu que tava meia bomba ai ele pegou chupou e eu me esforcei pra não deixar meu pau subir, porra tive que pensar em cada coisa,mandei ele parar e disse que ele chupa bem, mas que meu pau so ia subir se eu estivesse pegando em boceta e como ele não tinha disse que ele parasse ou que arranjasse uma boceta para que ele pudesse chupar meu pau bem duro o viado nem pensou e me perguntou se eu sabia guardar segredo, disse que sim, ele falou que a Aline tava dormindo nua e que podíamos ir La, perguntei se ela não acordaria e ele respondeu que não pois ela tinha tomado um remédio pra dormir(mas eu sabia que era mentira, pois vi quando ela disse pra ele que os comprimidos tinham acabado e ele disse que so conseguiria comprar no outro dia), então mandei ele trazer ela pro colchão, ele trouxe ela os braços completamente nua, quando ele deitou ela fui logo mamando e ele disse que não podia pois eu tinha falado so olhar, olhei pra ele e falei que sabia que todo dia ele me chupava e que deixasse de frescura que eu ia fuder a mulher dele, ele se calou e logo foi me chupar descaradamente, fiz de tudo com a Aline e quando lhe beijei a boca vi ela retribuiu abri os olhos e vi que ela tava acordada, foi ai que falei pra ela que o marido dela tava chupando meu pau,pra minha surpresa ela disse que sabia, ai acabou o teatro e fomos fuder abertamente, foi uma loucura, fudi os dois de tudo que é jeito e nem precisa dizer que ate acabarem minhas férias forçadas eu fudia os dois abertamente, claro que ela mais que ele, coloquei ele ate pra dormir na sala e passei a dormir no quarto com ela,o que mais eu gostava de fazer era fuder ela e gozar na sua boquinha (dizia pra ela não engolir) e mandava ela ir La no seu maridinho e passar minha porra pra boca dele era lindo de ver.
Depois conto mais algumas aventura e como foi o meu retorno.
Mulheres, não esqueçam, eu adoro brincar na cam, me add e vamos nos divertir.

                                



Ficha do Conto

Escritor:
neliolimao

Nome do conto:
Eu, meu primo e sua mulher

Codigo do conto:
12280

Categoria:
Traição/Corno

Data do Envio:
20/04/2011

Quant.de Votos:
5

Quant.de Fotos:
5

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us
Foto 1 do Conto erotico: Eu, meu primo e sua mulher

Foto 2 do Conto erotico: Eu, meu primo e sua mulher

Foto 3 do Conto erotico: Eu, meu primo e sua mulher

Foto 4 do Conto erotico: Eu, meu primo e sua mulher

Foto 5 do Conto erotico: Eu, meu primo e sua mulher




Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Ultimos Comentários
Comentado por: bi-gordinho em: 29/06/2012
que conto hemm adorei essa triologia
Comentado por: LuannaSafadinha em: 26/05/2012
nossa, morri de tesão
Comentado por: linguado69 em: 12/06/2011
delicia de conto deu maior tesão continuem neste cabaré de cego e pode ir fundo ela gosta de ser escrava ele também e desperte este lado neles ok
Comentado por: NUNESS em: 27/04/2011
gostei e tens o meu voto

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
11532 O inicio Heterosexual 2
11534 Um dia depois. Com minha vizinha. Heterosexual 2
11543 Minha visita à casa do meu primo e sua esposa (I) Exibicionismo 4
11544 Minha visita à casa do meu primo e sua esposa (II) Fantasias 5
11860 Na praia com a mulher do meu primo (III) Exibicionismo 5
12407 O retorno Exibicionismo 4
16999 Ela precisa é de rola Exibicionismo 4
17010 Ela precisa é de rola II Traição/Corno 2
18000 Minha irmã Traição/Corno 4
18003 Ela precisa é de rola III Traição/Corno 2
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA