Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





a amiga de minha filha...



Me chamo Velasco, tenho 47 anos, 1,68, 55kls, e sou casado a mais de 20 anos.   Num certo final de semana em que minha esposa tinha ido viajar para a casa dos pais dela e eu fiquei sozinho em casa com instruções rígidas para minha filha.

Minha filha de 24 anos chamada j... e uma amiga, haviam saido para uma balada e eu tinha instruções para espera-las.

Assim o fiz, as 2:00 da madrugada as duas chegaram.

Minha filha me apresentou a amiga Ana paula, um pedaço de mal caminho, 23 aninhos, cabelos encaracolados, olhos claros, uns 55kls, 1,60 pele branquinha, peitinhos empinadinhos, uma bundinha redonda, cinturinha de pilão, umas coxas grossas, panturilhas bem definidas.

Estava com um top rosa, uma mini saia vermelha e uma sandalia de salto rosa.

Como eu ja estava pronto para ir dormir estava apenas de camiseta e uma cueca samba canção que serve de pijama para mim.

Dei dois beijinhos naquelas buchechas macias e lisinhas e senti seu cheiro inebriante, na hora minha pica se aguçou.

Ofereci algo para elas beberem ou comerem, mas minha filha notou meu interesse e pegando na mão de Ana paula a arrastou pela escada acima.

“NÃO PAI ESTAMOS CANSADAS E VAMOS DORMIR!!!!” disse minha filha.

Segui aquela perdição como os olhos, pela escada e pude apreciar aquelas belas pernas.

Disse a j.... (minha filha) que o quarto de hospede já estava pronto e que a mãe havia deixado tudo arrumado, que havia deixado a mochila da Ana Paula sobre a cama.

Esperei alguns minutos, desliguei a televisão, as luzes e subi.

Notei todas as portas fechadas e a curiosidade me matou!

Fui até a porta do quarto de hospede e olhei pelo buraco da fechadura.

A Ana estava de costas abrindo a mochila e pegou uma série de bolsinhas.

Ela mexia muito no cabelo e se abanava demostrando estar com muito calor.

Pude ver ela tirar o top e fiquei doido, mas não vi os peitinhos, pois estava de costas.

Quando ela tirou a mini, minha vara estava explodindo, ver aquela calcinha minúscula enterrada naquele bundão me deixou doido, ajoelhei na porta para ficar mais confortavel.

Quando ela tirou a calcinha e ficou com a bunda arrebitada quase gozei de tanto desejo…

Ela pegou um shorts larginho e vestiu, depois uma camiseta branca larga.

Pegou uma bolsinha grande se virou, veio em direção da porta.

Quase não tive tempo de me levantar e esconder. Fiquei entre um aparador e a parede do lado oposto ao banheiro.

Minha sorte é que ela tinha trancado a porta e isso fez com que demorasse um pouco mais para abrir a porta, a Ana foi até o banheiro e entrou.

Voltei até a porta do quarto e fiquei olhando.

Sei como uma mulher demora no banheiro (tirar a maquiagem, limpar, hidratar, pentear os cabelos, escovar os dentes etc)

Entrei no quarto, sem pensar peguei a calcinha que estava sobre a poltrona e passeia cheira-la.

Estava úmida e cheirava a desejo, imaginei que a balada devia ter sido muito estimulante e que a Ana devia ter sido desejada, talvez até tivesse feito mais.

Quando estava cheirando aquela calcinha deliciosa ouvi a porta do banheiro abrir.

Não tinha para onde correr. Rapidamente me escondi entre a cortina e a estante de livros.

Através da cortina marrom escura podia ve-la, mas ela não.

Ela entrou e novamente trancou a porta.

Sentou-se na cama e começou arrumar as coisas na mochila.

Parou por alguns minutos e ficou olhando para a poltrona.

Com um movimento lento, esquadrejou todo o quarto e olhou cada cm.

Discretamente ela varreu o quarto todo parando por vários minutos na porta.

Meu corpo gelou.. Na hora pensei: “ela sabe que estou aqui, ela deve ter me visto, mas por que não sai correndo ?”.

Quando me dei conta, estava com a calcinha dela na minha mão ainda.

Na hora entendi o que se passava, ela havia sentido falta do lingerie e estava imaginando o que se passará: será que ela imagina que eu havia pego a calcinha e saido?, ou talvez ainda estivesse no quarto?, ou ela havia esquecido no banheiro?.

Mas, ela se virou de lado acendeu o abajur e foi até o interruptor, apagou a luz e voltou a sentar na cama, a luz fraca fazia o contorno de seu corpo ficar mais definido e a cena lembrava os filme sensuais que tanto gosto.

Ela sentada na cama, tirou a camiseta, começou a acariciar os seios, pude notar que ela queria um momento de prazer.

Ela se deitou e começou a passar sua mão pelo corpo.

Lentamente seus movimentos foram ficando mais frenéticos e rápidos.

Agora enfiava a mão por baixo do short e se acariciava.

Vendo-a so de perfil, podia ver ela se debater, se contorcer na cama, podia ouvir sua respiração ofegante e seus gemidos baixinhos sendo suprimidos com força.

Até que teve um espasmo e se acalmou na cama se virando de lado e ficando de costas para onde eu estava.

Fiquei ali uns 20 minutos até conseguir recuperar meu folego e o controle, minhas bolas doiam.

Quando sai do meu esconderijo não suportei ver aquelas costas desnudas.

Aqueles cabelos jogados a revelia sobre o lençol alvo me deixou louco e me aproximei.

Sem toca-la senti seu aroma que era mais delicioso agora, senti seu calor, podia ver seu corpo inflar e voltar ao normal com a respiração agora normalizada.

Num ato de total loucura e tesão passei a afagar os cabelos cacheados.

Nunca tinha sentindo um cabelo tão sedoso e cheiroso.

Coloquei minha face a mm dos seus cabelos e pude sentir toda a força de seu cheiro, o que me deixou embriagado de tesão e desejo.

Sem pensar nas conseqüências afagei seus cabelos com mais vigor, acariciei suas costas com as pontas dos dedos delicadamente.

Ela se mexeu um pouco virando sua face mais para o lado afastando um pouco do travesseiro.

Meu corpo congelou, não me mexi, e em minutos tudo ficou quieto novamente.

Voltei a tocar suas costas agora com a palma da mão, sentia seu calor, a suavidade daquela pele macia e alva.

Minha mão lentamente ajeitou seus cabelos fazendo seu pescoço ficar visivel.

Minha boca se aproximou ao máximo, mas sem tocar e pude sentir o cheiro de sua pele.

Podia sentir nos meus lábios o calor aquele pescoço,meus lábios ardiam por tê-lo, por chupa-lo, por beija-lo.

E no calor do momento cedi, fui mais fraco que meu tesão, não suportei meu desejo e a beijei delicadamente no pescoço.

Na hora senti seu corpo se arrepiar todo e tremer, senti seus movimentos se avivarem e sabia que tinha feito a maior burriçe da minha vida.

Sem pensar passei minha mão em volta da Ana e segurei sua boca , e novamente, so nessa hora que me toquei que ainda estava com sua calcinha entre meus dedos e que com a mão e a calcinha, estava segurando sua boca com medo que ela gritasse.

Susurrei na sua orelhinha,:

“POR FAVOR NÃO GRITE! NÃO VOU FAZER NADA!!! PROMETO!!!! POSSO CONFIAR EM VC ?” susurrei.

Senti sua cabeça assentir que sim.

Soltei sua cabeça deslizando minha mão por seu queixo, pescoço parando no colo.

“A j.... ME DISSE QUE O SENHOR ERA SAFADO E QUE ERA PARA EU MANTER A PORTA TRANCADA, MAS EU NÃO IMAGINAVA QUE O SENHOR ERA TÃO LOUCO ASSIM” ela disse num susurro provocante.

“ME PERDOE Ana Paula, ISSO É SO UM MAL ENTENDIDO” susurrei, mas não recuei um cm.

Eu queria aquela mulher, depois de ve-la, eu a queria.

“SEU VELASCO, SEMPRE QUIZ SABER COMO UM HOMEM MAIS EXPERIENTE CONQUISTA UMA MULHER, MAS, ACHO QUE ISSO NÃO É O MELHOR JEITO.” Ela susurrou com a respiração já mais ofegante.

Dei sua chupada forte no seu pescoço deslizando para a nuca.

“AI SEU VELASCO… HUMMMMMM…….”

A outra mão deslizou por seu colo e tocou seus seios, que estavam acensos.

“ADORO HOMENS SAFADOS SEU VELASCO!!”

Podia sentir seus bicos duros na minha mão, passei a calcinha de renda várias vezes nos mamilos fazendo-os ficarem mais excitados.

“QUE LOUCURA !!”

Começei a levantar pois sabia que tinha que parar, tinha que sair e que ja tinha ido longe demais.

“ANA PAULA, VOCE É MARAVILHOSA, DARIA TUDO POR TE-LA TODINHA……..” susurrei.

“AI SEU VELASCO……. A J.... TINHA ME DITO QUE O SENHOR ERA SAFADO E QUE FICAVA SECANDO AS AMIGAS……” ela susurrou com a respiração descontrolada.

“ELA DISSE ISSO?“ perguntei.

“SIM ELA SEMPRE FALA QUE TEM MEDO DE TRAZER AS AMIGAS AQUI, MAS EU NÃO VIA A HORA DE CONHECE-LO, SABE QUE EU ADORO HOMENS MAIS VELHOS…….” ao ouvir isso fui a loucura, era um sinal verde que eu jamais imaginara….

Lentamente segurei seu braço e a vire de bruço.

Agora podia ver o perfil de seus seios, os bicos estavam entumecidos e destacados.

Sem nada falar aproximei minha boca daqueles biquinhos.

Fiz ela sentir o calor da minha respiração e lentamente passei a lamber os bicos com a ponta da lingua. Passei a mordelsicar com os lábios e logo estava sugando aqueles mamilos delicosamente.

“HUMMMMMMMMMMMM………………” ela gemia.

Sugei com força e vigor aqueles peitinhos, intercalava com mordeliscadas agora com os dentes, arranhava os bicos com os dentes e lentamente passava minhas bochechas com a barba por fazer, isso fazia os pêlos arranharem um pouco….

“AIIIIIIIII……….” ela susurrava.

Podia ouvir os gemidos e urros cada vez mais altos e intensos, quando Ana Paula começou a afagar meus cabelos.

“AI SEU VELASCO….. HUMMMMMM QUE DELICIA…….. AIII….. HUM……. SNIIIIIIIIII”

Minha boca passou a desçer pela barriguinha, arranhando-a com minha barba.

Chupei e suguei o umbiguinho com força.

“HUMMMMMMM….. AHMMMMMMMMM….”.

Continuei a desçer, passei pela virilha, sobre o shortinho e acariciei com a boca suas coxas, joelhos, panturilhas, canelas, pés, dedos.

“AI… DELICIA….. QUE BOCA O SENHOR TEM…..”

Depois de chupar cada dedinho, voltei a subir agora mordeliscando com mais força, mordi com força o calcanhar.

“AHMMMMM…….. É DISSO QUE GOSTO……. DO DIFERENTE SEU VELASCO……..”

Lambi as panturilhas e subi para as coxas.

“AHHHHH NÃO TO AGUENTANDO SEU ”

Peguei o shortinho pelas laterais e puxei para baixo, com a luz fraca pude ver que a xaninha tinha os pêlinhos bem aparados, não era lisinha, mas era bem cuidada.

Olhando-a pude ve-la de olhos fechados, suas mãos seguravam o lençol e os puxava contra o corpo.

Lentamente minha boca começa a beijar aquela buceta, beijei, chupei, lambi, até sentir minha lingua invadir os grandes lábios, passei a sugar os grandes lábios com força.

“SNIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII…….. AIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII…… QUE BOCA O SENHOR TEM ………”

Passei a subir e desçer com a língua, lentamente inicialmente.

“AIIIIIII NÃO TO AGUENTANDO……. AIIIIIIII”

Sem pudor ela passa a abrir mais as pernas deixando aquela gruta mais acessivel.

“VEM SEU VELASCO….. ME POSSUI…….. NÃO TO AGUENTANDO…….”

Minha lingua invade com vigor aquela xana. Fico num entra e sai com a lingua, sem parar, tremo a língua, procurando seu grelo, para faze-la mais mulher.

“AIIIIIII… HUMMMMMM…. AIIIIIIIIIIIIII……. QUE DELICIA………..”

Ouvindo seus gemidos e desejos não aguento e enterro minha boca naquela xana.

Sugo com todas as minhas forças, começo a me sentir tonto e percebo que estou tão alucinado que não estou conseguindo respirar.

Me afasto um pouco e a vejo toda descabelada e descontrolada.

Ela segura minha cabeça pelos cabelos e com força volta-a para a buceta dela.

“NÃO PARA…… NÃO PARA……. HUMMMMMM…..”

Volto a sugar com todas as minhas forças aquela buceta melada.

“AHMMMMMMM QUE SENSAÇÃO SEU …… AHMMMMMMM….”

Sinto todo o seu corpo tremer sua buceta se afasta um pouco e eu volto a enterrar minha lingua.

“TO GOZANDO…….. AIIIIIIII TO GOZANDO NA SUA BOCA MEU MACHO……….AI……. ME COME…”

Afasto minha boca e fico beijando sua bucetinha…… subindo pela barriguinha……. seios….. colo, logo seu corpo se acalma e sua respiração volta ao normal.

Eu a olho nos olhos e susurro: “ESPERO PODER CONTAR COM SUA DESCRIÇÃO E SEGREDO”

“SABE SEU VELASCO, HÁ MUITO TEMPO TENHO SONHADO COM O SENHOR….. A J.. SEMPRE ME DIZ QUE O SENHOR É MUITO SAFADO, MAS EU NUNCA IMAGINEI QUE ALÉM DE SAFADO O SENHOR FOSSE TÃO GOSTOSO…”

“OBRIGADO ANA PAULA, ESPERO QUE VOCÊ TENHA GOSTADO E ESTEJA DISPOSTA A RETRIBUIR..”

Olhando-me com uma carinha sapeca e com um sorriso maroto ela pergunta: “RETRIBUIR ??? COMO?? “

“VOCÊ NÃO IMAGINA????”susurro.

Ela se vira pega sua bolsa que está no criado-mudo, mexe e depois me entrega uma camisinha…..

Sem dizier nada começa a se virar.

Eu a seguro pelas laterais e susurro.

“QUERO QUE VOCÊ ME CHUPE ANTES… E DEPOIS, VOCÊ MESMO PODE VESTIR-ME COM ISSO….”e lhe entrego a camisinha.

Eu me levanto e me sento na cama.

Ela lentamente se levanta e fica de joelhos na minha frente.

Seguro sua face e guio-a até a minha face, beijo-a demoradamente.

Começo sugando seus lábios, mordeliscando e chupando os lábios superiores.

Minha mão afaga seus cabelos encaracolados controlando os movimentos da cabeça.

A outra mão massageia suas costas, arranhando-a, acariciando hora com os dedos, hora com as unhas, subindo até a nuca e desçendo até o coxis.

Quando enterro minha língua com força e vigor na sua boca ela começa a tocar minha vara.

Mordelisco sua língua com vontade e ela retribui segurando minha vara com força e começa a me punhetar…..

Segurando-a pelos cabelos faço que gire seu rosto para cima ficando olhando para o teto enquanto eu chupo e mordelsico o seu queixo.

“HUMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM…………………….”ela geme.

Sinto seu corpo todo estremecer e se contorcer……

“GOSTA ANINHA??? GOSTA DISSO ????” pergunto susurrando.

“ADORO SEU VELASCO… O SENHOR É DELICIOSO…. SABIA QUE NÃO ME ARREPENDERIA DE ME ENTREGAR A UM HOMEM MAIS VELHO….. E ACHO QUE PEGUEI O MELHOR…….”

Segurando-a pelos cabelos começo a guiar seu rosto por meu corpo.

Ela começa a beijar meu pescoço, me afasto um pouco e tiro a camiseta.

Seguro-a com força e passo sua face no meu peito, faço com que passe sua boca várias vezes no meu peito, mas ela nada faz.

“ME CHUPE ANINHA……. MORDA-ME………”susurro.

Ela sem demora começa a chupar meus peitos e morder…. vou guiando sua face por minha barriga, umbigo.

Me levanto fazendo meu corpo ficar mais próximo do seu corpo.

“VEM ANINHA…… TIRA O QUE TE ATRAPALHA… GOSTOSA……..”susurro.

Ela obedeçe com prontidão, quando puxa minha cueca, meu membro bate em sua face, ela não se faz de desentendida e cai de boca.

“ELA SABE CHUPAR !!!!”penso.

Começa dando beijos na cabeça tocando apenas os lábios e deslizando por volta da cabecinha.

Ela segura minhas coxas com força e começa a passar a ponta da língua na cabeçinha.

Passa a língua bem na pontinha e enterra as unhas na lateral da minha cintura.

Minhas pernas começam a tremer e sem resistir me sento na cama.

Ela passa a beijar minha virilha e massageia minha coxa com uma mão, com a outra minha barriga.

Me ajeito na cama e deito deixando apenas as pernas para fora.

Ela passa sua boquinha por minhas coxas……

Segura meus pés e faz com que eu me deite na cama ficando de barriga para cima.

Sua mão punheta meu membro enquanto sua boca beija minhas pernas, subindo.

Sua boca suga, mordelisca e lambe os dois joelhos, depois volta a subir pela parte de dentro da coxa.

Quando sinto sua língua tocar minhas bolas vou ao delírio…..

“AHHHHHHHHHHHHHHHHHH ANA…….. VOCE É MUITO GOSTOSA……….SABE CHUPAR MUITO BEM……. MINHA DELICIA…….” susurro.

“SEU VELASCO…… ME CHAMA DE CACHORRA????? EU ADORO !!!!!” ouço isso, num susurro baixinho e aparentemente envergonhado.

“VEM MINHA CADELINHA……. VEM CHUPAR SEU MACHO……. SEU HOMEM……” digo em voz forte e clara.

Sinto ela se excitar com o tom de voz e fico mais alucinado.

“ANINHA….. VOCÊ É UMA PUTINHA DELICIOSA…….. TEM UM ROSTINHO DE MENININHA, MAS É UMA PUTA CACHORRA…….” digo.

Quando ela ouvi isso, abocanha de uma so vez minhas bolas chupando com um vigor impressionante.

“AIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII SAFADA……. ISSO……. FAZ SEU MACHO GOZAR………FAZ O QUE MINHA PUTINHA NUNCA OUSOU FAZER COM OS RAPAZES…….”

Lentamente ela abandona minha bolas e começa a passar a ponta da língua na base do meu pau.

Vai lambendo lentamente até chegar na cabecinha, lá passa a língua provocativamente.

“COMO VOCÊ É BOA NISSO ANINHA….. MINHA CADELINHA……… VOCÊ É NOVINHA MAS TEM A EXPERIÊNCIA DE UMA PIRANHA DE RUA……….”

“AI SEU VELASCO….. É ASSIM QUE EU GOSTO….. …” ela susurra e começa a sugar com vigor a cabeça.

Eu não suporto o tesão e passo a segurar seus cabelos e força-la contra minha pica.

Ela cede com gosto e chupa com vigor.

Meus gemidos ficam cada vez mais fortes e alucinados…….

Ela sobe na cama e monta sobre minhas pernas sem tirar a boquinha da minha vara.

Ela tenta tirar a boca mas eu a seguro com força, nisso ela enterra as unhas nas minhas coxas com força fazendo-me sentir uma dor incrivel.

Solto seus cabelos e ela rapidamente tira sua boquinha……

“METE NA MINHA BUCETINHA VELASCO…… ME ARREGANHA MEU GARANHAO…….. MEU HOMEM.” ela susurra.

Nisso sinto suas unhas arranharem minha vara subindo e descendo por ela toda, indo da cabeça que está latejando até a base……..

Sinto seus dedos ajeis colocarem a camisinha, sinto suas coxas se esfregarem nas minha vindo em minha direção.

“AHHMMMMMMMM PIRANINHA…….. VOCÊ GOSTA DE CAVALGAR?????” susurro.

Ela enterra as unhas no meu peito e começa a passar a xana na ponta da minha pica.

“VOCE ME TIROU O CONTROLE… QUERO FAZER COM VOCÊ, MEU MACHO, O QUE NUNCA FIZ COM NENHUM HOMEM…” ela diz olhando-me nos olhos.

E começa a cavalgar gostoso.

Logo sinto minha vara penetrar naquela xana melado e macia.

O penetração começa lentemente, ela rebola e passa a xaninha num lento sobe e desçe.

Minhas mãos começam a massagear suas coxas com força.

“AHMMMMM DELICIA ….. QUE PAU …….. AI .... ESTA GROSSO DEMAIS………..” ela susurra.

“ISSO MINHA CADELINHA…… DEIXA EU ARROMBAR SUA BUCETINHA…….” digo em voz alta.

“AI……. VoCÊ É MEU PUTINHO AGORA…….. QUERO TE-LO SEMPRE …….” ela confessa

Minha mão começa a deslizar por seu corpo, barriguinha…… entre seios……. colo…. pescoço, sempre acariciando com a ponta dos dedos ou unhas…..

“VOCE SABE DOMINAR UMA MULHER VELASCO ………..” ela susurra.

“É ANINHA……. MAS VOCE TAMBÉM É MUITO FOGOSA….. MUITO VADIA…… SAFADA……. E EU ADORO ISSO NUMA FEMEA…….” respondo.

Nisso ela desçe uma pouco mais o corpo fazendo minha pica entrar mais.

“AIIIIII SEU VELASCO……. ASSIM……. ME DOMINA….. ME FAZ SER SUA……..” ela susurra.

Minha mão segura-a pelo pescoço e num movimento forte e bruto a puxa para baixo fazendo ela sentar em mim e conseqüentemente fazendo minha vara invadir toda sua gruta.

“AIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII” ela geme mais alto.

“CALA A BOCA CADELA……. QUER ACORDAR SUA AMIGA???” digo em voz alta

“DESCULPA……. AIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII” ela responde.

Enterro minha outra mão na sua boca e controlando sua cabeça com as duas mãos faço seu corpo subir e descer violentamente.

Ela continua subir e desçer com força enterrando minha pica cada vez mais fundo e mais rápido.

Sua pele quente começa a brilhar com as goticulas de suor, suas mãos no meu peito intercalam entre carinhos e arranhões.

“NÃO GRITA MINHA PUTINHA VADIA”susurro soltando sua cabeça e passando a controlar os seus movimentos segurando-a pela cintura.

“AHMMMMM HUMMMMMMMM SIFFFFFFFFFF” ela geme baixinho, balançando sua cabeça freneticamente,

Seus cabelos desarumados e esvoaçando sobre mim me deixam mais excitado.

Uma de minhas mãos começa a acariciar seus mamilos beliscando com força.

Ela começa a morder seus lábios, sua respiração fica mais ofegante e suas mãos começam a beliscar meu peito.

Seu corpo todo estremeçe. Ela uiva e geme segurando o som mordendo seus lábios…….

Abro um pouco minhas pernas fazendo meu pau entrar mais fundo e forte.

Sem conseguir segurar mais, me deixo entregar e gozo.

Ela dá duas sentadas forte na minha pica susurrando.

“ISSO MEU HOMEM…. GOZA EM MIM….. ME ENCHE DE PORRA…….. ME DA SEU LEITE….. MEU MACHO”.

Ela se deita sobre mim e ficamos ali por alguns minutos………..

Delicademente ela se levanta e se vira….

Eu me sento na cama, pego minha cueca e me limpo tirando a camisinha.

Seguro seu pescoço e a abraço com força beijando aquela boca maravilhosa.

“TENHO QUE IR ME LAVAR……”susurro.

“FICA AQUI COMIGO????” ela pede susurrando.

“NÃO….. É PERIGOSO, MAS VOCÊ PODE VIR ATÉ MEU QUARTO”.

Nos levantamos e vamos para o meu quarto, ficamos a noite inteira brincando, por precaução trancamos o quarto de hospede por fora e o meu também.

Nessa noite quiz comer o rabinho da Ana, mas eu não tinha nenhum lubrificante e ela pediu que parasse pois estava doendo muito.

Na manhã seguinte levantei e vi se a area estava limpa.

Ela correu para o quarto de hospede e trancou a porta.

Fiz o café e tentei levar uma dia normal.

Elas desçeram as 11:00 a Ana Paula estava visivelmente abatida, por causa da noite de putaria que tinhamos tido.

A todo momento tinha que policiar-me para não chamada de cachorra ou algo do tipo.

Poucas semanas depois minha filha brigou com ela e terminou a amizade, acredito que ela deva ter desconfiado de algo.

Com isso ficou mais dificil nós nos encontrar-mos.

Mas várias vezes quando estamos “secos” nos encontramos e fazemos uma sessão de relaxamento.

Já comi no rabinho da Aninha, mas isso fica para um próximo conto.

--
jorge velasco

Foto Perfil velasco

Ficha do Conto

Escritor:
respeitaomoobigodegrossu

Nome do conto:
a amiga de minha filha...

Codigo do conto:
12408

Categoria:
Coroas

Data do Envio:
03/05/2011

Quant.de Votos:
2

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Ultimos Comentários
Comentado por: marcia fernan em: 26/10/2013
Adorei e votei... leia meus continhos.... bjusssssss...
Comentado por: helge em: 03/12/2011
Ai ai aiii! Este conto me deixou acabada! Chamarei minhas amigas pra votar nele!! Beijos.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
11038 eu e mãe de um aluno Heterosexual 7
11040 tranzei com a gostosa da mulher do caseiro matuto Heterosexual 5
11067 Eu e minhas 4 amigas malucas Heterosexual 4
11074 engenheira teimosa Heterosexual 3
11189 comendo a diarista.... Fetiches 2
11243 minha prima gostosa Fantasias 2
11244 a emprega mulatinha.. Fantasias 2
11278 A AMIGA DE MINHA ESPOSA Traição/Corno 2
11279 A AMIGA DE MINHA ESPOSA 2 Traição/Corno 2
11488 A ESPOSA CARENTE Traição/Corno 2
11542 comi a crentinha em pé na moto... Fantasias 3
11549 o sonho de MICHELLY Fantasias 2
11803 A BUNDA DE MICHELLY.. Traição/Corno 2
11978 CLUBE DO BOLINHA Virgens 2
11979 JOSUÉ Heterosexual 2
12066 A MELHOR AMIGA DA ESPOSA... Fantasias 2
12192 A MAZINHA...69.... Fantasias 2
12337 filha do caseiro.... Heterosexual 2
12346 comendo a quase chefe... Fantasias 2
12525 cinco e uma....gostosa..... Grupal e Orgias 2
12671 a cabeleleira.... Heterosexual 2
12940 sandra a divorciada.... Heterosexual 2
14488 um cuzinho virgem por 300,00 Heterosexual 7
14517 a mulher do meu primo Traição/Corno 2
14542 sendo a prostituta do meu proprio marido.. Fantasias 3
14687 DESEJO DE UMA MULHER.. Heterosexual 2
15071 PROFESSORA NOTA 10 Heterosexual 2
15142 a ex que virou amante... Heterosexual 2
15150 TRANZEI COM A MULHER DO PATRÃO Traição/Corno 2
15561 O MELHOR FERIADO..DE MINHA AMIGA.... Heterosexual 2
15616 PIRULITO DE PAPAI NOEL... Fantasias 2
15951 A SURPRESSA DE MICHELLY Heterosexual 2
15988 A minha corretora de imoveis.... Fantasias 2
16176 QUE DELICIA DE FOFA..... Heterosexual 4
16322 DOMINANDO CASADAS E DAS FOFA TB... Fantasias 2
16355 A AMANTE MORA AO LADO(VIZINHA) Traição/Corno 2
16427 Presente da aluninha, me deu a sua irmazinha Heterosexual 3
16730 Luana, a moça da farmácia Fantasias 2
17146 Comi o cuzinho da amiga gravida Heterosexual 2
17158 REENCONTRANDO O PRAZER NO PAU DE OUTRO HOMEM Traição/Corno 3
18963 COMI O CU DE UMA GATINHA... Heterosexual 3
19205 comi a lena, mulher do amigo cesar... Fantasias 3
19351 ESTA DE PREMIAÇÃO... Heterosexual 2
19562 Casada mais Tarada. Traição/Corno 2
19664 EU E A LENA ESPOSA DO CESAR CORNO... Traição/Corno 4
23261 NINFETINHA VIRGEM... Heterosexual 4
38596 No compasso do Samba, eu gozei com o guarda... Fantasias 2
39238 Fantasia só minha. Porém realizada.. Fantasias 0
39933 No Escurinho do Cinema Fantasias 2
41593 PROMESSAS DE PRAZER Fantasias 0
55859 Lourinha de Óculos tem o Cu Arrombado por vários n Heterosexual 3
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA