Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





Meu Chefe Fodeu e Gozou na Buceta da Minha Esposa


Apesar da correria em que encontro-me por conta de uma promoção que recebi na Empresa onde trabalho, mais não podia deixar de dividir esta deliciosa aventura recente que rolou há dois finais de semana atrás, num evento para qual o fomos convidados.
Na verdade tratava-se do lançamento de um projeto social voltado para jovens que foi patrocinado pela empresa na qual trabalho, inclusive com a presença do Cesar, meu chefe, e aconteceu num salão de eventos em Moema, um bairro conhecido aqui em SP pela badalação noturna.
Minha esposa estava muito gostosa, maquiagem leve, batom cor de boca, unhas compridas pintadas de azul, cor da moda, usava um lindo vestido, pouco acima do joelho que destacava sua pele bronzeada pelos passeios recentes que fizemos as praias de São Luis e realçava seus lindos seios e pernas, a calcinha era bem minúscula e dependendo da luminosidade do local ficava aparente por baixo do vestido, uma sandália alta preta completava seu visual muito sexy.
Por ser muito simpática e risonha, mesmo não sendo sua intenção acabava chamando a atenção de algumas mulheres, e apesar dos seus 40 anos também de alguns rapazes da festa, que alias era a maioria dos convidados, e como qualquer mulher os olhares dos homens a deixavam de olhos brilhantes e excitada.
Bebemos, petiscamos e fizemos o social, pois como ocupo um cargo de alta gerência precisávamos fazer uma média com os convidados e com meu diretor que também estava presente.
Depois de algumas taças de vinho fomos dar uma volta pelo clube e subimos até o mezanino, onde havia algumas salas abertas e com as luzes apagadas, entramos em uma das salas onde havia um sofá e poltronas, começamos a dar uns amassos, deixamos à porta encostada, pois não havia chave nela, sentei numa poltrona e a Lúcia ficou com o joelho apoiado no braço dela e beijando-me, levantei o vestido dela deixando sua bunda lisinha exposta com sua minúscula calcinha enfiada no rego, eu passava a mão na sua bunda e ela pegava no meu pau por cima da calça, passei a mão na buceta dela e vi que estava molhadinha e perguntei a ela se ela gostando e ela respondeu que sim, continuamos nos amassos, ela estava inclinada em meu colo fazendo um belo boquete, enquanto seu lindo rabo ficava exposto para quem quisesse contemplá-lo, eu já estava quase gozando quando tomamos um susto ao ver que dois jovens pararam na porta para nos observar, os dois eram boys lá da empresa.
O mais ousado já foi passando a mão na bunda da minha esposa e em seguida foi descendo os dedos até sua buceta que já estava meladinha de excitação, ela parou de me chupar e começou a rebolar nas mãos do jovem e pelos gemidos e estava adorando as brincadeiras, eles entraram e foram despindo minha, que ficou peladinha, apenas de sandália, sentou-se com a buceta no meu pau, começou a cavalgar-me ao mesmo tempo em que punhetava e mamava na rola dos dois rapazes, um deles tinha uma rola grande e grossa, acima da média.
Ela chupava-os como uma puta safada, enquanto rebolava em minha rola, nem imaginava que veria minha esposa se comportar como uma puta novamente, afinal fazia pouco tempo que rolou toda aquela orgia em nossa recente viagem ao Maranhão.
A situação era muito louca e fiquei mais excitado, ela não perdia tempo e alternava as punhetas e chupadas entre os dois caralhos a sua disposição, aquele que era grande ficou maior e mais duro ainda.
Sabia o que à hora que desocupasse a buceta da Lúcia, aqueles tarados iriam arregaçá-la todinha, do jeito que minha esposa estava louca chupando com volúpia os dois rapazes não tinha mais volta resolvi sair de dentro dela para ver o que rolava e fiquei ali a vendo chupar os rapazes, colocava as duas picas na boca ao mesmo tempo e tentava chupa-las.
Dai ela virou-se para um dos rapazes, o de pau maior e oferecendo-se a ele ficou de quatro apoiada no sofá, ele não pensou duas vezes e posicionou sua ferramenta na entrada da buceta da minha esposa e penetrou-a rápido dando estocadas firmes e fundas, o que arrancava gemidos de minha fêmea.
O outro se posicionou por baixo dela e começou a chupar seus peitos e a cena era deliciosa, um jovem estocando a buceta da minha esposa com vontade e o outro por baixo chupando seus peitos, ficaram assim por alguns minutos ai o rapaz que estava por baixo ficou em pé ao lado dela e colocou seu cacete em sua boca para minha esposa chupar, ela sem perder tempo e com toda a habilidade de uma profissional abocanhou e mamou nele. Ela gemia feito uma vagabunda com uma rola na buceta e outra na boca, o jovem que a fodia acabou gozando logo, pois ela rebolava muito no pau dele, ele foi tirando devagar o pau da buceta da Lúcia e sua porra foi escorrendo pelas coxas dela, depois ele sentou-se extasiado ao lado dela.
O rapaz nem havia saído de dentro dela e o outro já tomou seu lugar dentro de sua buceta e começou a socar, este já era mais afoito, seu ritmo era mais rápido e violento e ela estava adorando, ele começou estocando-a por trás depois a colocou sentada em seu colo e dava estocadas vigorosas na buceta dela, depois abriu as pernas dela e a pegou na posição de frango assado, confesso fiquei até enciumado, pois minha esposa fazia caricias na nuca do rapaz e o beijava, em uma manifestação espontânea de prazer total, o cara era insaciável já havia fodido minha esposa em várias posições, mais ainda continuava a estocar seu caralho fundo dentro da sua buceta com bombadas firmes, ela gemia de prazer e pedia para ele meter mais, minha esposa estava trepando igual a uma puta. Neste momento o rapaz a fodia por trás, segurando-a pela cintura dando fortes estocadas nela, a cena era de um filme pornô, com a diferença que minha esposa era a atriz principal.
Lúcia ajoelhou-se na frente dele e recebeu uma grande quantidade de fera em sua boca e no seu rosto, e o que ela não engoliu foi escorrendo pelos peitos dela.
Depois os rapazes agradeceram à brincadeira e saíram da sala, como eu estava
em ponto de bala e não havia gozado ainda, não perdi a oportunidade e cai de boca nada minha esposa que estava com o delicioso e excitante cheiro e gosto de sexo.
Coloquei-a de pé apoiada com as mãos na parede e por trás comecei a foder sua buceta totalmente arregaçada e ensopada pelo mel do prazer, ela ainda estava muito excitada e implorou que eu esporrasse dentro dela.
Ficamos suados e cansados, rapidamente ela vestiu-se e saímos da sala, por sorte havia banheiros no mezanino aonde nos recompusemos e depois descemos para o salão onde ainda rolava a festa, que já estava no final.
Demos de cara com meu chefe, que com cara de sacana e um sorriso malicioso no rosto, olhou-nos dizendo:
“- Fiquei sabendo que vocês estavam aprontando lá no mezanino, verdade?”
Minha esposa ficou com o rosto rosado na hora e nada respondeu.
Ele já um pouco ”alto”, na maior intimidade segurou minha esposa pelo quadril e falou sorrindo: “-Também, com uma mulher gostosa assim tem de dividir com os amigos.”.
Eu sorri e concordei com ele.
Sem mais rodeios meu chefe nos convidou para terminar a noite num motel, e não deu chance de recusarmos.
Ele estava com carro e motorista da empresa e assim deixei nosso carro no estacionamento e seguimos no carro dele acomodados no banco de trás, um de cada lado e minha esposa entre nós.
No caminho para o motel começamos os amassos com ela.
Meu chefe foi tirando o pau dele para fora da calça e mandou a Lúcia punhetá-lo, ela comentou que o pau era grande e estava duro como pedra, fiquei mesmo espantando com o tamanho da jeba dele, apesar de já ter ouvido comentários na empresa que o César era muito bem dotado, fiquei só imaginando minha esposa levando aquilo tudo dentro buceta e meu pau também endureceu.
Começamos a fazer carícias pelo corpo dela, César a beijava e passava as mãos nas coxas, nos peitos e na buceta da minha esposa por cima do vestido e aquilo me dava um tesão danado, pois além de tudo o motorista lá na frente acompanhava tudo atentamente pelo retrovisor interno.
Ela pegou no meu pau e bem safada ficou punhetando os dois ao mesmo tempo.
Chegamos ao motel e com uma boa gorjeta a recepcionista arrumou o logo uma suíte para nós.
No caso o box da garagem era em baixo e a suíte sobreposta, descemos do carro e meu chefe disse ao motorista poderia ir embora e César segurando a Lúcia pela mão mandou-a subir as escadas e que fosse se despindo pelo caminho, e enquanto subia ela ia soltando as alças do vestido, meu chefe subia devagar atrás dela e quando ela chegou ao topo da escada seu vestido caiu aos seus pés, deixando-a apenas de calcinha, seus peitos estavam empinados e os bicos duros de tesão, ele a olhava de baixo para cima e dizia que ela era mesmo muito gostosa.
A camareira ainda preparava a suíte e como não podíamos entrar o César ficou sarrando minha esposa nua ali mesmo na escada.
Ainda do lado de fora ele começou a beijá-la e acariciar seus peitos e a mamar neles, mordendo os bicos fazendo-a gemer de tesão, daí ele arrancou a calcinha dela e a deixou peladinha, ficando agradavelmente surpreso ao ver a sua buceta todinha depilada.
Ele a agarrou, beijou-lhe a boca e os seios, deu um delicioso trato nela, masturbando sua buceta com os dedos, fazendo-a dar gemidos de tesão.
Ele tratava minha esposa como se fosse uma puta vagabunda, e ela estava adorando se mostrar para nós e excitada curtia as carícias e toques do meu chefe pelo seu corpo.
Minha esposa já no limite do tesão, tirou o pau dele para fora, punhetou e apoiando-se com as mãos no corrimão da escada ofereceu sua buceta para ele, que sem pensar duas vezes penetrou-a e começou a comê-la ali mesmo.
Assim que entramos na suíte não aquentei de tesão, sentei minha esposa numa poltrona e cai de boca na buceta dela, beijei e lambi gostoso aquela buceta com gosto e cheiro de sexo. Lúcia não resistiu e teve vários orgasmos seguidos deixando escorrer pelos meus lábios seu delicioso néctar.
Ao mesmo tempo em que o César enchia a boquinha dela com seu cacete, ela punhetava e chupava ele como uma profissional, da cabeça até as bolas do saco, descendo e subindo com sua língua ávida por rola.
Depois se posicionou atrás dela e numa só estocada guardou sua jeba dentro da buceta da minha querida esposa que dando um longo gemido jogou seu corpo para trás fazendo com que o pau dele ficasse todo atolado dentro da buceta dela.
Depois Lúcia pediu para o César masturba-la e enfiar seus dedos dentro da sua buceta dela enquanto ela me fazia um delicioso boquete.
Mudamos de posição e comecei a chupá-la, pude perceber o estrago que a jeba grande e grossa do meu chefe havia feito na buceta da minha esposa e o quanto a buceta estava arrombada, ao ver minha esposa assim arregaçada fiquei com mais tesão ainda.
Lúcia segurava o cacete do César e o punhetava com força, então disse a ele que fodesse a boquinha dela com a rola, meu chefe colocou seu cacete enorme e grosso na boca de minha esposa, que mal conseguia abri-la o suficientemente para abocanhá-lo por inteiro, pouco mais da metade passava pelos delicados e rosados lábios da Lúcia.
Mudamos de posição e enquanto eu metia nela na posição papai-mamãe ela mamava no cacete dele, nossos rostos estavam bem perto um do outro e minha esposa com uma rola na boca a poucos centímetros.
Lúcia tirava aquele cacetão da boca e me beijava gostoso com sabor de sexo, sai de dentro dela e dei o lugar para o César, que a levou para cama
enterrando seu cacete duro na buceta dela e a fodendo-a rápido e vigorosamente até explodir em gozo, ele saiu de dentro dela com o pau ainda jorrando e derramando na sua virilha e barriga formando uma poça de porra em seu umbigo.
Vendo minha esposa assim tratada com uma puta fiquei com tanto tesão que quis descarregar minha porra dentro da boquinha da minha esposa, que sem cerimônia bebeu e lambeu até a última gota do meu sêmen.
Fomos para o banho nos recompor-nos, depois de um tempo de relaxamento na ducha e na hidromassagem, voltamos para o quarto com muita fome e pedimos salmão ao molho de maracujá com vinho branco para acompanhar.
Minha esposa estava o tempo todo peladinha e o César elogiando-a e acariciando-a.
Fiquei excitado e resolvi apimentar a brincadeira, coloquei minha esposa apoiada com as mãos na mesa e mandei-a empinar a bunda e abrir as pernas, deixando seu cu bem exposto para o César, mostrei a ele que ela tinha um cu bem lisinho e rosado, abaixei-me e comecei a lambê-lo fazendo minha esposa rebolar na minha língua.
O César ficou louquinho pelo rabo da Lúcia aproximou-se e começou a enfiar o dedo no cu da Lúcia que gemia rebolava nos dedos dele, nesta altura já eram dois dedos dele enfiados no cu dela e ela gemendo e pedindo mais.
Ele enfiou o terceiro dedo e começou a dilatar aquele cu gostoso que quase não tem mais pregas, dai ela começou a gemer e pedir para ele colocar logo a rola no seu rabo, já querendo ser preenchido.
Ele ficou por trás dela e começou a forçar a cabeça da rola na entrada do cuzinho dela, achei que ela não agüentaria todo aquele mastro no rabo mais por incrível que pareça ela que começou a jogar o corpo para trás e fazer o cacete dele entrar aos poucos no seu cu já bem arrombado. Não demorou e a jeba do César já estava toda dentro dela, ela gemia e gritava como se fosse uma égua sendo fodida por um cavalo. Pelo tamanho da rola dele não estava muito longe disto, pois o porra do meu chefe tinha um cacete grosso e com mais de 20 centímetros e vadia não estava achando nem um pouco ruim.
Depois de pé ele mandou-a calçar a sandália para igualar a altura deles e a prensou de frente contra a parede, metendo com vontade a rola no rabo dela novamente, enquanto pegava e apertava os peitos dela por trás.
Ficaram assim até que ela pediu para ele deitar-se na cama de barriga para cima, pois queria cavalgar aquele mastro, ele atendeu e ela sentou-se no cacete dele e seu cu foi engolindo ele todo, quase não acreditei quando vi aqueles mais de 20 cm de rola sumirem dentro do rabo da minha esposa, dai gemendo muito ela começou a subir e descer deixando meu chefe mais louco de tesão ainda.
O César ficava dando tapas na bunda dela, chamando-a de puta, vagabunda e falando sacanagens para ela. Perguntava para a safada se ela estava gostando, ela mal respondia quase em transe gemia alto e cavalgava forte nele.
Eu tocava uma gostosa punheta imaginando o estrago que aquela jeba estava fazendo no cuzinho da minha esposa.
Mudaram de posição e ele mandou-a ficar na posição frango assado, dizendo que queria comer um cu dela e mamar nos seus peitos ao mesmo tempo.
Ela topou e ele enfiou a rola novamente no rabo dela e enquanto a beijava na boca chupava os peitos dela. Minha esposa gemia muito de dor e prazer, tendo orgasmos múltiplos, acho que ela não havia dando o cu nesta posição antes.
Ele dizendo que não estava agüentando mais de tesão pediu para gozar no rabo dela e ela deixou, logo ele começou a jorrar dentro dela inundando seu cu de porra, ela gemia e gritava querendo sair dele mais ele a segurava forte pela cintura, depois de esgotar-se dentro dela ele saiu deixando-a jogada na cama ainda contorcendo-se de tesão, com o cu arrombado e vertendo porra.
Que cena incrível, gozei muito melando minha mão e o carpete do quarto de porra.
Já era tarde da noite e fomos para o banheiro dar um banho relaxante na Lúcia, e na vez dela concentrou a espuma nas nossas rolas e a mamar nelas, como estávamos cansados ficamos os três relaxando na hidro e depois fomos dormir um pouco.
Acordei com o som da Lúcia mamando na rola do César, acho que ela já estava ordenhando ele fazia tempo, pois não demorou muito e ele jorrou seu leite morno no fundo da garganta da minha esposa safada, obrigando-a engolir toda a porra dele, provocando nela ânsias e quase vômito no pau dele.
Puxei-a para mim e por trás meti gostoso na buceta dela, a senti laceada e molhada e esporrando dentro dela.
Domingão cedo, após uma revigorante ducha tomamos um completo café da manhã, minha esposa estava radiante de cabelos penteados e maquiagem retocada e enquanto se vestida desfilava nua, apenas de sandália, pela suíte exibindo sua virilha e buceta depiladas e lisinhas, não havia um só pelo cobrindo sua gostosa racha melada e aberta, seu grelo vermelho e inchado estava deliciosamente exposto, muito excitante mesmo, uma perfeita vadia.
O César não resistiu, aproximou-se dela e beijou-a na boca, depois mandou ela apoiar uma das pernas na poltrona ficando com a buceta aberta para ele que começou a enfiar os dedos dentro dela e masturba-la, ela foi abrindo mais as pernas e pedindo que ele a fodesse com os dedos, de um em um ele acabou enfiando os quatro dedos da mão dentro da buceta da Lúcia, ficou masturbando-a até que por fim ele enfiou o quinto dedo junto, agora ele estava com sua mão direita quase toda enterrada dentro dela, minha esposa gemia de dor e tesão e tinha orgasmos seguidos, a buceta dela estava sendo totalmente arregaçada naquele momento.
Eu de pau duro novamente tocava uma punheta, perdi a conta de quantas vezes e posições meu chefe havia traçado minha esposa desde sábado à noite.
Lúcia terminou de vestir-se colocando apenas o vestido sobre o corpo e guardando a calcinha na bolsa, ela sorriu dizendo que estava com a buceta muito quente, quem a visse com certeza pensaria que ela era uma puta saindo da zona com dois machos pela manhã.
Saímos do motel e pegamos um táxi até o estacionamento onde estava nosso carro, deixamos meu chefe na casa dele e fomos para nossa casa curtir o resto do dia a dois e com muito tesão.
Foi isto que rolou ao final daquela ótima festa.
Abraços.
Alberto
Foto Perfil Alberto.

Ficha do Conto

Escritor:
Alberto.

Nome do conto:
Meu Chefe Fodeu e Gozou na Buceta da Minha Esposa

Codigo do conto:
13099

Categoria:
Grupal e Orgias

Data do Envio:
17/07/2011

Quant.de Votos:
6

Quant.de Fotos:
4

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us
Foto 1 do Conto erotico: Meu Chefe Fodeu e Gozou na Buceta da Minha Esposa

Foto 2 do Conto erotico: Meu Chefe Fodeu e Gozou na Buceta da Minha Esposa

Foto 3 do Conto erotico: Meu Chefe Fodeu e Gozou na Buceta da Minha Esposa

Foto 4 do Conto erotico: Meu Chefe Fodeu e Gozou na Buceta da Minha Esposa




Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Ultimos Comentários
Comentado por: giuser em: 03/04/2012
Delícia que era posso ir até aí onde estiver.... Bjs...
Comentado por: Paulão 1 em: 27/03/2012
Essa primeira foto é maravilhosa, que paisagem, que volume maravilhoso, está no jeito de por a boca e chupar bem gostoso, parabens, o conto é muito bom, aguardem meus relatos, postarei em breve, abraços
Comentado por: Uma só Carne em: 22/11/2011
Publique o seu celular no jornal amarelinho oferecendo os serviços de VCs pra nós usa-la onde Vc determinar. Com esta linda VC ganhará bastante dinheiro
Comentado por: linguado69 em: 22/10/2011
MEU AMIGO BETOVEM ACHO QUE MINHA AMIGA TEM SOFRIDO MUITO NO PAU DA GALERA CADE OS CONTOS NÃO TEM TEMPO MAIS PARA OS AMIGOS PARA UM POUCO DE FUDELANÇA PARA NOS DEIXAR COM A PICA ESTOURANDO COM SEUS RELATOS
Comentado por: tiago safado em: 30/07/2011
gostaria mto de comeu sua esposa sou novoo tenho 17 ano e uma imensa piica msn
Comentado por: advogato88 em: 29/07/2011
adorei o conto, me deu muito tzao, sua mulher e muito gostosa
Comentado por: linguado69 em: 23/07/2011
betovem meu amigo coloque datas nos seus contos e ano para que saibamos o mês e o dia da putaria,nos exita muito saber que o conto é saido do forono ok beijos na lu e uma abraço na filhota amigo linguado de brasilia df
Comentado por: linguado69 em: 23/07/2011
fala serio betovem mimha pica e maior e mais gostosa quye a tua a lú iria foder gostoso comigo rsrsrsr abraso amigo e deixe recADOS
Comentado por: Tatuador Safado em: 21/07/2011
Caramba Alberto Vc sempre se supera!!! Adoro gozar vendo as fotos da sua esposa!!!
Comentado por: silva e silva em: 19/07/2011
adorei seu conto estas de parabemz ,pelo conto ,pela gostosa e safada mulher e por serem liberais assim ,veja e leia nossos contos tambem,abraços e beijos na gostosa esposa.
Comentado por: gato loiro em: 18/07/2011
MARAVILHOSO ...... DEMAIS ...... ISSO SIM QUE ÉUMA PUTA GOSTOSA , QUE BUCETA É ESSA ??? SO UMA PUNHETA P/ACALMAR . BEIJOS CARINHOSOS NA LUCIA E UM FORTE ABRAÇO .
Comentado por: negaosafado23cm em: 18/07/2011
adorei so eu que nao tenho essa chance de pegar essa sua mulher!

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
11819 Minha esposa transando no estacionamento Traição/Corno 5
11831 Esposa e dois homens num cine porno no Arouche Grupal e Orgias 9
11832 A primeira vez da minha esposa e nosso cão Zoofilia 4
11846 Minha esposa fodeu com meu amigo em casa Traição/Corno 13
11862 Sacanagem com a esposa na sexta-feira de carnaval Grupal e Orgias 9
11874 Domigo Carnaval, primeira orgia com minha esposa Grupal e Orgias 5
11942 Transformei minha esposa numa Puta neste Carnaval Traição/Corno 5
11944 Esposa sendo fodida numa boate liberal no Carnaval Traição/Corno 10
12197 Esposa currada numa locadora de vídeos pornôs Grupal e Orgias 8
12372 Orgias com Minha Esposa no sitio do pai dela Grupal e Orgias 9
12933 Levei Minha Esposa a São Luis e Fiz Dela uma PUTA Traição/Corno 11
12935 Esposa Puta+Praia+4 Homens= Orgia e Muita Porra Grupal e Orgias 8
13882 Minha esposa foi PUTA novamente num cine pornô Grupal e Orgias 6
14399 ESPOSA PUTA ARROMBADA POR TRAVESTIS-REAL Travesti 20
16583 Ele Encheu a Buceta e Cu da Minha Esposa de Porra Traição/Corno 32
25699 Esposa Grávida de Outro Arrombada pelo Caseiro Grupal e Orgias 12
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA