Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato

SITES PARCEIROS
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web
   Videos Porno
   Porno Tube

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





dei para minha prima lesbica


Ola estou de volta para contar outra historia que aconteceu comigo, dessa vez foi com minha prima que tinha dezenove anos na época.
Eu sou moreno, 1,80 de altura, moreno de olhos verdes, e adoro toda a vestimentas femininas, principalmente calcinha e sutiã, moro numa cidade no interior de São Paulo. Certa vez,tive que viajar para Santo André SP, e fiquei na casa de uma tia por uns dias, La mora uma prima que vou chamar de Ju, ela é loira, olhos também verdes, e muito gostosa, pernas grossas, cintura fina, bunda carnuda, e uma buceta muito, mais muito gostosa, sabe aquela de dar água na boca, enfim, na época ela tinha dezenove anos de idade e eu tinha vinte e três, meus tios e meu primo trabalhavam o dia inteiro, e minha prima só estudava, já que a casa era grande, tinha quatro quarto, sala, copa, um quintal enorme e uma bela de uma piscina,já que a casa era grande, eu fiquei sozinho num quarto, e aproveitei para ficar o tempo todo de calcinha por baixo da roupa, e quando ia dormir, vestia sutiã, que eu tinha levado escondido dentro da minha mala. Num desses dias numa quinta feira, de manhã, minha prima me chamou para ir com ela fazer compras num shoping, aproveitei para dar umas voltas, fomos a varias lojas, mas a que mais me chamou a atenção foi a loja de langerie, onde ela fez questão que eu entrasse com ela, fiquei meio sem jeito mas entrei. Ela olhava vários conjuntinhos e me perguntava o que eu achava, eu só dizia que era bonito e mais nada, acho que a vendedora pensou que éramos namorados, te que minha prima me disse:
- Eu acho que vou levar esse aqui, vou dar de presente para alguém especial.
- Sera que vai gostar, me perguntou?
Eu muito sem jeito respondi, como eu vou saber, se eu não conheço a pessoa?
Ela deu uma risadinha muito sacana, e me disse:
- vou levar sim.
Não entendi nada, fomos até o caixa, onde ela pagou e saímos da loja, era um conjuntinho de calcinha fio dental e sutiã, com detalhes em renda na cor vermelho, eu comecei a prestar mais atenção, e reparei que ela estava me olhando de maneira diferente, fazendo perguntas estranhas, tipo, o que eu achava de mulher com mulher, homem com homem, respondi que se tiver respeito entre eles, e com as pessoas, que se divirtam, desde que me trate com respeito. Mudamos de assunto e fomos em borá.
Voltamos para a casa de seus pais, por volta das duas da tarde, estava apertado e fui ao banheiro, quando sai ela estava em seu quarto e eu avisei que iria tomar banho, fui ao quarto peguei uma calcinha limpa e enrolei nomeio das minhas roupas e fui tomar meu banho, quando sai, vi minha prima com cara de assustada saindo de fininha do meu quarto, mas nem me toquei, jamais pensei que ela fosse mexer nas minhas coisas, e para minha surpresa, percebi que minha mala estava diferente do que havia deixado, meu coração foi a mil, logo pensei, será que ela descobriu minhas calcinhas, corri olhar a mala, e me espantei de novo, o conjuntinho que ela acabava de comprar estava dentro da minha mala com um bilhete dizendo:
Espero que tenha gostado da surpresa, vista e venha até meu quarto, Ju.
Meu coração quase parou quando li seu bilhete, fiquei completamente sem noção do que fazer, minha cabeça passava tanta coisas, que fiquei atordoado, quando menos espero, ela me aparece na porta do quarto e diz:
- Então, estou esperando, ou prefere que eu conte para alguém? Vista e vá até meu quarto, sem demora antes que meus pais cheguem do serviço. Afinal esse será nosso segredinho.
Ao mesmo tempo que estava assustado, fiquei mais tranqüilo, quando ela disse, nosso segredinho. Pensei comigo, estou na chuva então vou me molhar, tirei minha roupa, e vesti o conjuntinho, me olhei no espelho e fui ao seu quarto, confesso que comecei a ficar com tesão com a situação, imaginando o que a minha prima iria fazer.
Vesti uma calça de moletom, uma camisa preta e fui, até o quarto da minha prima.
- Ju? O que você quer comigo? O que você vai fazer?
- Calma fica tranqüilo, que não vou fazer nada que você não queira. Ontem a noite fui até seu quarto, para dar um recado da minha mãe, entrei bem quietinha, pois não sabia se estava dormindo ou não, foi quando eu vi que você estava de sutiã, pois sutiã branco com camisa branca dessas bem fininha, fica transparente, sai correndo do seu quarto, e fui pro meu, você já pensou se minha mãe ou me primo, ou pior se meu pai tivesse entrado no quarto e visto? Com certeza você estaria enrolado, ainda bem que fui eu.
Eu fiquei pálido com o que acabava de escutar, minha prima descobriu tudo, e conversa numa boa, como se fossemos duas amigas, e ainda me da um conjuntinho?
- Ju, me diz uma coisa, porque você esta fazendo isso?
- Eu confesso que na hora que te vi de sutiã, me magoei um pouco, corri para meu quarto e fiquei pensando no que ia fazer. Passou mil coisas na minha cabeça, mas confesso, a que mais chamou minha atenção foi em ver você vestido por completo, por isso de dei aquele conjuntinho, você esta vestindo ele né?
- Sim estou.
- Então venha cá, vamos fazer isso direito.
- E pode ficar tranqüilo, que seu segredo, agora é nosso segredo, não vou contar a ninguém.
Então me mandou tirar a roupa, e ficar só de calcinha e sutiã, para ela poder ver como tinha ficado, se tinha acertado no tamanho, morri de vergonha mas fiz o que mandou, fiquei todo vermelho quando ela me pediu para virar, e escutei um fiu fiu.
- Acho que esta faltando alguma coisa, disse ela.
E abriu seu guarda roupas e começou a revirar, até que pegou uma mini saia branca de coton e me mandou vestir, depois mandou eu vestir uma blusinha também branca, e disse ainda esta faltando alguma coisa, e parou como se estivesse pensando, e de repente pegou alguns par de meias, separou pé com pé, e depois enrolou, fazendo duas bolas de meias, veio até mim, levantou a blusinha, e colocou uma bolinha em cada lado do meu sutiã, abaixou a blusinha me olho e disse:
- Agora sim esta parecendo uma menina, da uma voltinha para eu te ver, e de novo ela veio com um fiu fiu.
Ela disse que eu estava era muito gostosa, que parecia melhor que muitas amigas dela, me mandou ficar daquele jeito, que ainda tínhamos tempo para ficarmos só em sua casa, mas que logo teria que tirar tudo pois seus pais chegariam do serviço. Fomos até o quintal fumamos um cigarro, e confesso que fiquei mais a vontade com a situação, vi que podia confiar na minha prima, e o tempo foi passando, e eu tive que tirar aquela roupa, que meus tios estava para chegar, minha prima me disse, para guardar a roupa comigo, que me queria desse mesmo jeito amanhã cedo, assim que estivéssemos sozinhos, e me emprestou um short doll cor de rosa bem clarinho para dormir, mas que era para eu trancar a porta para não ser pego de surpresa por outra pessoa.
Na hora de dormir, vesti o short doll da minha prima para dormir, eu estava com tanto tesão que não agüentei, bati uma bela punheta me olhando no espelho do guarda roupas, e fui dormir, não via a hora de amanhecer o dia, e ficar só com minha prima, para poder vestir as roupinhas dela de novo.
Acordei com minha prima batendo na porta, acorda bela adormecida, o pessoal já saiu é hora de se levantar e se vestir de novo, me levantei abri a porta do quarto para que ela me visse como fiquei com seu short doll, e ela adorou, e me disse que tinha outra surpresa para mim, que eu ia adorar, fiquei curioso perguntei o que era, mas não quis me falar, para não estragar a surpresa. Tomamos café da manhã, e fomos para o quintal, e depois de uns trinta minutos, ela me disse para ir vestir a mini saia com a blusinha que minha surpresa já estava chegando, fiquei assustado e pergunte:
- Como assim minha surpresa já esta chegando? O que você esta aprontando?
- Fica tranqüilo, e vai se vestir, acho que você vai adorar, e dava uma risadinha sínica.
Fiz o que me mandou, vesti de novo o conjuntinho que ela me deu, vesti a mini saia, a blusinha, coloquei as bolinhas de meias dentro do sutiã, e então a chamei. Ela me mandou ir até seu quarto, assim que entrei qual foi minha surpresa, ela estava só de calcinha e sutiã, então eu pude ver como ela era gostosa, e perguntei a ela:
- É essa a minha surpresa?
Ela me responde:
- É só a metade, a outra metade já esta vindo. E me perguntou
- Você já teve relação com outro homem?
- Eu não, nunca me passou pela cabeça tal coisa, apesar de gostar de vestir calcinha, nunca pensei nisso.
- Teria coragem?
Respondi que não sabia, mas depois dessa pergunta, fiquei imaginando, será que ela contou para alguém, ou vai trazer um homem para me foder?
Ai então escutei o toque do seu celular, ela atendeu e mandou eu ficar no quarto que ela já voltava, e saiu, depois de uns minutos ela volta, e para meu espanto, estava com uma amiga.
Imagina a minha reação, eu vestido como mulher, fio dental, sutiã com duas bolinhas de meias que me deixava parecendo que tinha seios de verdade, mini saia e blusinha, ela só de calcinha e sutiã, e de repente ela me aparece com uma amiga. O chão desapareceu de debaixo de meus pés, fiquei assustado sem reação, sem saber o que fazer, me deu vontade de sumir de desaparecer. Ela vendo minha reação, foi logo me dizendo.
- Primo essa aqui é a Flavia, ela é uma amiga muito intima, fica tranqüilo, pode confiar nela, assim como eu confio, ela é uma amiga muito especial.
Eu sem entender mais nada só pergunte, como assim.
- Nós somos especial porque nos amamos, é como se fossemos namoradas, sempre que fico só em casa, ela vem aqui e nós brincamos de uma maneira diferente, e queria que você participasse da nossa brincadeira, você topa?
Eu fiquei surpreso, jamais pensei que minha prima fosse lésbica, que gostasse de mulher, mas não estava entendendo qual seria minha participação.
- Eu topo, apesar de não saber direito qual é a brincadeira de vocês, topo sim.
- Você vai gostar, e assim que começa
Então as duas começaram a se beijar, eu não acreditava no que estava vendo, a minha prima, com outra mulher. E foram se beijando de repente, minha prima começou a tirar a roupa da Flavia, a deixando só de calcinha, então eu pude ver, que assim como minha prima, sua amiga também era muito gostosa, tinha um lindo par de seios, volumoso com a aureola toda rosadinha, uma pele branquinha parecia seda, de tão lisa que era, as duas foram se beijando, se acariciando até caírem na cama, e eu ali só olhando, com meu pau querendo dar sinal de vida, mas como estava escondido dentro da calcinha, sem chance de endurecer.
Minha prima olhou para mim e fez sinal com a tipo me chamando, e eu fui, ela começou passando a mão nas minhas pernas, e foi subindo a minha saia, sua amiga foi passando a mão na minha bunda, foram me despindo até que eu fiquei só com a fio dental, nós fomos nos beijando, hora eu beijava minha prima, hora beijava a Flavia, ficamos algum tempo nesse beija beija, nós três só de fio dental, até que minha prima tomou a iniciativa e começou a chupar a bucetinha da Flavia, que fez sinal para mim fazer o mesmo com a Ju, não resisti, vendo a Flavia deitada na cama com as pernas aberta sendo chupada por minha prima, e a mesma ali quase que de quatro, parti pra cima. Puxei a fio dental da minha prima de lado, e cai de boca na sua bocetinha, era Doda depilada, rosadinha, seu grelo não era muito grande, mas os grandes lábios era bem carnudo, como era cheirosa, ficamos assim por um tempo e trocamos de posição, a Flavia veio puxando minha calcinha pro lado e começou a me chupar, enquanto a minha prima era chupada por mim, de repente a minha prima se levantou e foi até seu guarda roupas, retirou uma das gavetas, e pegou um pênis de borracha, que estava preso a uma sinta, vestiu o em sua cintura, colocou uma camisinha e foi para traz de Flavia, e foi logo a penetrando. Flavia se contorcia toda de tesão, sendo penetrada por minha prima, e chupando meu pau, eu não estava mais agüentando disse que ia gozar, minha prima mandou eu gozar na boca da Flavia que também ia gozar, gozamos os dois juntos, e agora era a vez da minha prima gozar e eu de comer alguém. Vesti uma camisinha e foi comer a becetinha dela, ela estava de quatro pra mim, fui bombando e a Flavia se enfiou por baixo da minha prima e começou um 69 nove com minha prima, que era penetrada por mim ao mesmo tempo, não demorou muito e minha prima gozou, dando mitos berros, ficamos assim por um bom tempo, hora eu comia a minha prima, hora eu comia a Flavia, eu e a Flavia até fizemos uma dp na minha prima, ela se sentou encaixando meu pau no seu cuzinho, e a Flavia vestiu a cinta com o pênis de borracha, e foi penetrando a bucetinha da minha prima até que ela gozou mais uma vez. Demos um tempo para recuperar as energias, e pensando que já tinha acabado toda a brincadeira, minha prima me diz:
- Agora é a sua vez.
- Como assim?
- Você comeu nós duas,comeu meu cúzinho, agora é a nossa vês de comer você.
Pronto, eu sabia que tinha alguma coisa errada quando disse que era minha vez, mas no clima que estávamos, o quarto cheirando a sexo, os três ainda com tesão, e meu segredo nas mãos das duas, aceitei com um pouco de receio, mas aceitei a idéia. Minha prima mandou a Flavia pegar o gel, enquanto ela colocava a cinta com o penis, colocou uma camisinha nele,enquanto a Flavia enchia meu cuzinho com gel, ela ia acariciando tentou colocar um dedo, mas meu cuzinho deu uma piscadinha, tentou de novo, até que eu fui relaxando e ela conseguiu colocar um dedo, ela continuou passando gel quando me dei por mim ela já estava com quatro dedos enfiado no meu cu, dois de cada mão, ai ela disse para minha prima que já estava pronto.
- Vou colocar bem devagar para você ir se acostumando primeiro.
E ela veio, forçou um pouco a ponta no meu cu e parou, forçou mais um pouco até que entrou, eu senti uma dorzinha muito chata e reclamei:
- Vai com calma que esta doendo, nunca dei o cu antes.
- Relaxa priminho, eu vou te foder com jeitinho.
Ee foi enfiando e parando, enfiava mais um pouco e parava, até que meu cu se acostumou, ai ela começou a fazer movimentos de vai e vem, no começo bem devagar, e depois foi acelerando.
- Viu primo, seu cuzinho já se acostumou, agora esta entrando mais macio, suave, olha como meu pau de borracha desliza pra dentro do seu cu olha.
E ela enfiava e tirava aquele pau do meu cu, Flavia que até então estava só olhando, entrou por baixo de mim, se encaixando para um 69, a sensação, era muito gostosa, chupando a buceta da Flavia, que me chupava e minha prima comendo meu cu com seu pau de borracha, eu não agüentei dez minutos e avisei que ia gozar, Flavia parou de fazer movimentos sem tirar meu pau da sua boca, e apertava minha cabeça contra a sua buceta, minha prima aumentou ainda mais os movimentos no meu cu, até que gozei, enchendo a boca da Flavia com minha porra, foi ai que percebi que ela também estava gozando com minha língua massageando seu grelo.
Paramos com a brincadeira, todos os três cansados, fomos todos juntos tomar um bom banho, e descansar um pouco.
Ficamos nessa brincadeira por mais uns dois dias, até que tive que voltar para o interior, até hoje quando tenho chance, me encontro com minha prima para brincarmos um pouco, só é uma pena que a Flavia sofreu um acidente de carro e se foi, até hoje sinto saudades dela, mas se o destino quis assim.
Espero que tenham gostado, assim que der relato outra historia da minha vida
tchau


Foto Perfil morenocd

Ficha do Conto

Escritor:
morenocrossdresser

Nome do conto:
dei para minha prima lesbica

Codigo do conto:
13612

Categoria:
Gays

Data do Envio:
03/09/2011

Quant.de Votos:
5

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Ultimos Comentários
Comentado por: gatoreno em: 25/03/2012
beleza de conto muito bem detalhado adorei e gozei gostoso

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
13402 minha primeira vez no cine windsor com um travesti Travesti 4
13838 Eu e Dalva uma puta de programa Gays 1
14721 uma travesti mineirinha em campinas Travesti 2
14956 fora de temporada na praia levei vara Gays 4
16466 viagem pra chacara com a prima e seus amigos Gays 2
16753 meu sobrinho me flagou de langerie e me fodeu Gays 11
25119 comprando brinquedinhos Gays 2
32823 de mulher com um travesti Travesti 3


© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA