Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web
   Videos Porno
   Porno Tube

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





O Adolescente e a Vizinha - com fotos



O Adolescente e a Vizinha 1

Tinha 14 anos na época, moreno claro, 1,72 de altura, 68 kg, olhos verdes, menino atraente, sedutor, educado e bastante tímido. Época em que comecei despertar para o mundo fantasioso do sexo, revistas playboy, revistinhas de venda de lingerie, coisas de muleque mesmo, eposa em que o banho era bem mais demorado, em fim........os hormônios estavam la em cima......... Morava na zona leste de São Paulo, bairro tradicional de classe media alta, estudava em bons colégios, tinha uma vida estável. Ao lado de sua casa morava Márcia, loira natural, olhos verdes, seios lindos, belas coxas grossas, uma bunda maravilhosa, não empinada, mas larga......grandes ancas.....Márcia deve medir 1,78 de altura, 70 kg bem distribuídos, tinha uma breve semelhanca com Maite Proenca ......tinha 35 anos na época, casada com Marcio, bom sujeito porem no gostava muito de trabalhar e bebia demais. Eles eram casados há uns 4 anos onde tiveram 1 filha. Márcia começou a ficar muito amiga de minha família, coisa de vizinho mesmo, sempre em minha casa. Márcia andava sempre bem vestida e arrumada, gostava de usar saias e vestidos. Como já disse na época já havia me despertado para o sexo....me masturba muito como qualquer adolescente e sempre tive muito respeito por Márcia e confesso não tinha muito interesse nela como mulher. Morava em um sobrado de casas geminadas e um dia estava na janela do quarto de minha mae quando vejo no quintal da casa da Márcia ela lavando roupa no tanque, ela estava com um pijaminha bem curto amarelinho composto de um top e um shortinho......bem pequeno mesmo, o que mais me despertou foi que a calcinha dela estava aparecendo....como o shortinho estava bem enfiado, parte da calcinha rosinha aparecia, aquilo me despertou de uma maneira que não sei explicar, veio um calor, meu rosto ficou quente e rosado, meu pau ficou duro na hora.......fiquei ali observando ela mexendo no tanque, abaixando......rebolando as vezes....enquanto observava ficava encostando meu pau na parede.............ate que gozei...gozei tanto q tive de inventar uma desculpa para tomar banho e me masturbar pensado nela novamente. Deste dia em diante comecei a observar Márcia.....suas coxas......seus seios.....aquilo tava me enlouquecendo. O que mais adorava era quando ea ia em casa de minissaia.....ele tinha uma minissaia branca....justa que realçava suas coxas.......claras....grossa.........mas o que mais ficava observando era sua calcinha, como ela não imaginava minha tara por ela e na maioria das vezes que ia em casa so estava minha mãe ela se descuidava muito e cruzar as pernas ou fecha-las.........adorava ver aquele triangulo no meio de suas pernas....aquelas calcinhas uma mais excitante que a outra, me lembro que ela tinha uma branquinha....bem transparente que dava para ver os pelinhos.........eu sempre dava um jeito de sentar na frente dela. Certa vez ela foi com um vestido não muito curto, eu estava deitado no sofá......ela sentou na escada que da para os quartos e como o degrau era baixo ela tentou puxar o vestido para cobrir seu reguinho mas não teve como.....fiquei hipnotizado olhando aquele reguinho maravilhos....os pentelhinhos saiam para fora da calcinha....uma calcinha não transparente mas de cor champagne.......linda......imagine o que fui fazer depois. Tenho inúmeras situações que se fosse contar daria umas 10 paginas. Comecei a ficar tarado por Márcia, freqüentava mais sua casa, sempre prestativo. Uma vez observei algumas calcinhas dela no varal de sua casa e aquilo me tentava a pegar uma mas como pegaria ? Então pensei, vou aproveitar uma hora que ela não estiver em casa, vou fingir que vou na laje ver alguma coisa, pulo mno quintal, pego a calcinha e subo novamente bem rápido, mas sempre que tentava ou ela estava em casa ou minha timidez falava mais alto, enquanto isso observava aquele triangulo maravilhoso através de suas visitas em casa. Ate que um dia ela saiu com minha mãe e fiquei so em casa, quando lembrei subi no quarto e observei varias calcinha dela, não pensei 2 vezes, pulei peguei e voltei rapidamente......aquilo foi como um sonho.....como um orgasmo maravilhoso, imaginem eu com uma calcinha cor de rosa da Márcia comigo, fui para meu quarto e me masturbei a tarde inteira....gozei muito, cheirava a calcinha....imaginava ela na calcinha....imaginava o que ela escondia por trás daquela calcinha.......me masturbei uns 3 dias direto junto a calcinha. Isso virou vicio, quase toda semana pegava calcinhas em seu varal. Márcia sempre que ia em casa confidencializava muitas coisas a minha mãe, sobre o marido, eu escutava escondido que ela não a procurava mais, ela senti-se carente, mas na época eu nem entendia isso muito bem, so entendia e sabia roubar suas calcinhas no varal, admirar seu belo corpo e masturbar muito pensando nela. O tempo foi passando, já estava com uns 15 anos e estava mau em matemática na escola, Márcia era professora de matemática, dava aulas pela manha, minha, minha mãe veio falar comigo pra mim fazer reforço com ela e não pensei 2 vezes. Nas aulas ela era muito atenciosa comigo, sempre linda, cheirosa.....ela encostava o braço no meu e meu pau despertava....as vezes ficava viajando pensando em como seria sua buceta.....tentava de tudo para ver....ela ia ao banheiro e tentava olhar na fechadura...mas nunca dava.......o tempo foi passando e eu acumulando calcinhas suas em meu quarto. Um belo dia fui a tarde em sua casa para ter mais uma aula de matemática, tudo normal, quando estava indo embora Márcia disse:
- Espera Ri, preciso falar com você, senta ai

As aulas eram um quarto de estudo que ela tinha em casa e eu já estávamos descendo para a porta na sala de visita.

Sentei no sofá e sentou ao meu lado.

- Eu preciso te fazer uma pergunta e peco que seja sincero comigo,

Respondi:

- Pode perguntar

- Eu tenho observado e notado que tem sumido muitas calcinhas de meu varal

Nesta hora não tinha como disfacar, meu rosto e minha fisionomia respondeu, fiquei sem ação, sem reação e ela continuou

- Um dia fiquei observando da janela e vi você pegando calcinhas minhas do varal

So tive reação de responde gaguejando:

- Márcia, pelo amor de deus me desculpe, não conta nada pra ninguém, te dovolvo todas as calcinhas, pelo de deus

Ela dizia:

- Calma Ri, calma....so quero saber porque voce faz isso, estou curiosa.

- Sei que você esta numa idade difícil, entendo que esta em fase de transformação, mas ta demais, daqui a pouco estou sem calcinha em casa.

Disse novamente:

- Desculpe Márcia, não conta pra minha mãe por favor.

- Não vou fazer nada so se você me prometer 2 coisas, devolver minhas calcinhas e me contar o que faz com elas.

- Tudo bem Márcia, você não vai contar nada mesmo ?

- Não vou se você fizer isso

Aquilo foi um alivio pra mim

No outro dia fui a sua casa para a aula e minha mochila cheia de calcinhas gozadas, ela estava diferente.....estava com um vestido curtinho branco......bem excitante, mas nem olhei muito em seus olhos, pois ainda estava com medo de algo.

- Trouxe o que você me pediu de volta

- Ok, vamos para a aula e depois conversamos sobre isso

A Aula parecia nunca acabar, eu encostava minha perna na dela e dava choques, no final da aula e ela disse:

- Vamos para a sala

Quando abri a mochila e comecei a tirar as calcinhas, ela começou a ficar espantada, tinha umas 15 calcinhas todas gozadas.

- Nossa Ri, como conseguiu fazer isso ?

- Desculpe Marcia

- Não precisa pedir desculpas !

Ela ficou espantada com tanto de porra que tinha, aquele cheiro de porra no ar, ela ficava pegando uma por uma e eu so observando, percebi que la estava começando a gostar daquilo pois cheirou uma tambem.

- Agora me conte por que faz isso ?

- ah......eu te admiro, sinto coisas por você

- Coisas ?

- Que coisas Ri ?

- Fico imaginando você nestas calcinhas, pensado em como deve ser o que você tem por trás das calcinhas.

- Tesão ? Isso e Tesão Ricardo.

- Isso mesmo, tesão.

Percebi que ela interessou-se no assunto, perguntou onde eu fazia isso, se ágüem já tinha visto estas calcinas, onde eu escondia etc

Ela ficou espantadissima e percebi que o bico de deus seios estavam saltados, pareciam que iria furar sua blusa.

- Mas que graça tem você se masturbar cheirando minha calcinha se elas não estão com meu cheiro, estão limpas Ricardo.

- Ah Márcia, nunca consegui pegar uma usada, bem que queria.

Márcia ficou pensativa por um tempo, olhando, pegando as calcinhas...cheirando algumas.....percebi que as coisas estavam sobre controle........pareciam estar, enquanto isso admirava suas pernas....suas coxas, pois ela estava tão espantada que estava totalmente descuidada, com as pernas bem abertas.

- Faz assim, na próxima aula voltamos a falar sobre isso, tenho que lavar algumas e jogar fora outras.

No outro dia estava eu novamente na minha aula particular, ao lado da mulher que inconscientemente tinha me seduzido. No final da aulas, fomos para o sofá novamente, ela vestia uma minissia bege e sentou de frete pra mim e disse:

- Vou te fazer uma proposta

- Pode dizer

- Se você for bem nas aulas de matemática e fizer o que você faz como minhas calcinhas aqui na minha frente pra mim ver, te dou uma calcinha usada para você aproveitar na sua casa

Aquilo me deixou louco, maluco, confuso e sem ter o que responder.

- Mas isso são coisas pra ficar entre agente, posso confiar ?

Estava sem reação, respondi

- sim, pode ficar tranqüila............

- você já transou ri ?

- Não, nunca

Ela apenas olhou no volume que se formara em minha bermuda.........e falou

- Topa mesmo ?

- Topo

Ela pediu para esperar e subiu no para o quarto, neste momento meu pau queria sair pela bermuda pois apesar de 15 anos meu pau já era bem formado de seus 19 cm e grosso, cabeça bem vermelha, veias saltadas...........

Ela desceu com uma calcinha na mão e disse

- toma

Peguei a calcinha e percebi que estava quente, uma calcinha branquinha de algodão, levei ao nariz por habito e senti o cheiro mais delicioso da minha vida.......cheiro inesquecível......cheiro de bucetinha excitada. Ela disse:

- Vai, começa

Na hora fiquei meio tímido, mas o tesa que estava em ver aquela mulher, minha fantasia sexual pedindo para que eu me masturbasse para ela, com ela observando foi maior. Levantei e baixei minha bermuda e a cueca junto.......ela ficou espantada quando viu meu pau......seus olhos se arregalaram.....

- Puxa Ri.......nossa senhora heim

Sentei no sofá, coloquei sua calcinha em meu nariz e comecei a ma masturbar bem devagar, fiquei alisando meu cacete..........ela ficava olhando, seus olhos espantados, arregalados.....percebia que ela estava excitadíssima também........comecei a aumentar os movimentos com muito tesão e ela disse:

- calma, não goza agora

me masturbava bem gostoso...cheirava sua calcinha....passava sua calcinha em meu pau........ela começou a ficar inquieta..........cruzava e descruzava as pernas,,,,abria lentamente........eu ficava olhando sua seu triangulo coberto por uma calcinha rosa bem transparente que ela tinha trocado para me dar a que estava usando....comecei a aumentar mais os movimentos e so pedia para não gozar.......De repente ela levantou e veio ao meu lado e disse no meu ouvido bem baixinho:

- posso fazer pra você ?

Nossa .......aquilo era a coisa mais tesuda que já havia ouvido.........ela sentou ao meu lado colocou uma pernas por trás de mim e outra no chão.........sua buceta encostou na minha coxa e pude sentir o calor e a umidade que estava por cima de sua calcinha..........pegou no meu pau com maestria e começou um movimento lento e gostoso.........fui aos céus..........ela estava ofegante bem próximo de meu ouvido....sentia sua respiração, seu hálito.......e sua mão me masturbava bem gostoso........ela dizia próximo ao meu ouvido bem baixinho:

- vai Ri, vai.......ta gostoso ? ta pensando em mim ? sente o cheiro de minha calcinha...........sente meu cheiro......ta matando sua vontade ?

eu so balançava a cabeça afirmando.............comecei perceber que ela estava tocando sua bucetinha com a outra mão..............e rebolando de olhos fechados.......márcia estava competamente louca de tesão também.......deveria estar carente e aproveitou o vizinho adoslecente, roludo e inocente para matar seu tesão..............Ela parou de me masturbar, tirou as pernas de trás de mim e me deitou no sofá......levantou um pouco sua saia e sentou em cima do meu pau........começou a rebolar e disse:

- ta gostando safadinho ? ta ? quer sentir o cheiro da minha buceta ?

- quero Márcia, fica pelada pra mim te ver....fica

- Não, não podemos fazer isso.........

Conversávamos enquanto ela rebolava em cima do meu pau

- quer sentir ?

- quero

Ela laventou e ficou quase agachada com a buceta na minha cara.......tentei tirar sua calcinha ou puxar de ladinho mas ela não deixou e disse que não podíamos fazer isso. Comecei a cheirar aquela buceta quante, molhada....dava pra ver o grelo saltado pela tranparencia da calcinha e pelo fato de estar molhada, enquanto cheirava...passava a língua por cima da calcinha, ela gemia bem baixinho...........

- Vai Ri........ai que delicia..........

De repente ela virou de costas e sentou na minha barriga e começou a me masturbar novamente..........puxei ela pela calcinha na bunda e constinuei a cheirar sua calcinha so que por trás agora, sempre que tentava puxar de ladinho ela não deixava.........quando percebo que sua boca esta sugando meu cacete..........ela chupava e gemia ao mesmo tempo....então não consegui agüentar....não deu tempo....explodi em um gozo delicioso..........foi muita porra......muita porra mesmo....em seu cabela...na sua boca...no sofá...........foi uam delicia......fiquei uns 20 minutos deitado para me rocompor.

Ela saiu de cima de mim , olhou pra mim rindo e disse:

- isso que era vontade heim ?

- pois e , respondi

Ela levantou mais a minissaia, virou de costas pra mim, abaixou a calcinha........pude admirar aquela bunda maravilhosa..........baixou a saia e disse:

- toma, leva com você e me devolve na próxima aula............esta ta com cheirinho gostoso, mas me devolve cheia de porra ta ?

Entao me vesti e fui embora..........para me recompor e voltar e claro, mas isto e outra parte de muitas destas historias que vão depender se vocês gostaram desta parte e se vão querer mais.

Bjs

                                

Foto Perfil rick_sp

Ficha do Conto

Escritor:
rick_sp

Nome do conto:
O Adolescente e a Vizinha - com fotos

Codigo do conto:
14384

Categoria:
Heterosexual

Data do Envio:
23/11/2011

Quant.de Votos:
6

Quant.de Fotos:
2

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us
Foto 1 do Conto erotico: O Adolescente e a Vizinha - com fotos

Foto 2 do Conto erotico: O Adolescente e a Vizinha - com fotos




Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Ultimos Comentários
Comentado por: gatoreno em: 26/03/2012
nossa q vizinha da hora belo conto amigo queria uma vizinha dessa
Comentado por: bellinha26 em: 24/11/2011
delicioso conto..adorei os detalhes]

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
12500 O Adolescente e a Vizinha 1 Heterosexual 4
12581 O Adolescente e a Vizinha 2 Heterosexual 5
14385 O Adolescente e a Vizinha 2 - com fotos Heterosexual 3
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA