Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





Traçando a veterinária safada (REAL)


Como já disse em outro conto estou com 25 anos, 1,75 de altura, 85 kg, sou moreno claro, olhos e cabelos castanhos e um cacete de 19x136 cm.
O que vou relataer ocorreu qaundo eu tinha 23 anos. Tudo começou com um mal entendido causado por um casal de amigos meus que disseram que queriam me apresentar a uma amiga que queria muito me conhecer, como não dispenso a chance de traçar uma bocetinha aceitei de cara.
Me pediram que fosse ao seu consultório numa tarde num horário que não houvesse muito movimento para não atrapalha-la pois ela trabalhava demais. Pedi que passassem meu telefone pra ela pois gostaria de conversar com ela antes e assim o fizeram. numa manhã ela me ligou e perguntou se eu não poderia ir a seu consultório no dia seguinte (sábado) por volta das 15 horas, como não estaria fazendo nada aceitei. E uestava muito afim de conmhece-la pois esse casal amigo meu a descreveram como uma loira de 30 anos chamada Pricila 1,70 alt e uns 60 KG muito bonita. O sabado chegou e no horário marcado lá estava eu na frente do seu consultório ( o consultório funcionava no andar térreo do sobrado onde ela morava).
Abri o portão e entrei, ela estava fazendo uma consulta então aguardei, quando ela terminou veiuo até mim. A primeira vista fiquie muito decepcionado pois achei ela um tanto feinha de rosto e nã opude ver muito do seu corpo pois ela usava um avental muito grande que exalava um odor desegardavel pois ela tinha acabado de atender um cão de rua que um motorista havia atropelado e trazido até ela. Seus cabelos estavam muito bagunçados também.
Nos apresentamos e então ela me perguntou se o Val e a Marta (o casal de amigos) haviam me adiantado a situação, eu respondi que gostaria de ouvir dela própria. Ela começou a me contar que havia terminado com seu namoraod a pouco tempo e que o mesmo a estava esnobando com outra menina e que haveria uma feira agropecuária na cidade na qual ela seria a responsável por cuidar da saúde dos animais e se ex estaria trabalhando lá, ela pediu a esse casal amigo nosso que conseguisse pra ela alguem que topasse fingir seu namorado por alguns dias. Quando ouvi isso fiquei puto de raiva, expliquei que eles haviam me dito que ela gostaria de me conhecer e estava interessada em mim, ela também ficou muito brava e disse q para ela eles haviam dito der um amigo que toparia fazer isso. Me desculpei e fui pra casa, no caminho liguei pro casal e falei um monte pra eles.
Vários dias se passaram e numa noite recebi uma menssagem no meu celular, era ela me perguntadno como eu estava, respondi que bem e começamos a converssar por msg.
Diziza que havia desistido daquele plano de arranjar alguem para fingir ser seu namorado. Conversamos varias horas até que fui me deitar.
Na noite seguinte lá estava uma msg dela novamente, eu respondendo sem segundas intençoes quando percebo que ela esta falando coisas com duplo sentido. Num dado momento começou a falar que tinha uma cadelinha que estava no cio mas nã oencontrava nenhum macho para dar conta dela, na hora disse que tinha um cachorrão bem grande que com certeza daria um bom trato naquela cadela, ela respondeu que iria adorar ver aquele cachorrão fodendo a cadelinha dela, que a cadelinha adora brincr com um pintão grande e grosso e que gostaria de ser judiada por ele.
respondi, vamos marcar então cadela safada.
Ela disse, próximo domingo 14:00HRS no meu consultório, sua cadelinha via estar esperando com uma essencia de baunilha na bucetinha pra ver se esse cachorrão sabe lamber bem. Na hora fiquei de pau duro.
O domingo chegou e corri pro seu consltório, estava tudo fechado, entrei e encostei o portão, a porta se abriu, Pricila estav me aguardando com um vestidinho floriodo, estava linda, um pouco de maquiagem, cabelos muito bem alinhados, estav descalça, entrei e ela trancou a porta, se sentou em uma mesa de pernas abertas, entrei no mei odelas e comecei a beija-la loucamente, seu corpo estava com uma aroma delicioso. ela mordia meus lábios e sugava minha lingua como uma louca. eu usava uma calça jeas cinza e uma camisa social listrada de laranja, branco e bege. Pricila começou a morder meu pescoço e apertar minha bunda, me pegou pela camisa e arrebentou os botões, arranhava meu peito, enfiou as mãos por baixo da camisa e começou a arranhar minhas costas enquanto isso eu loambia e mordia suas orelhas. Do nad aela me empurrou e disse - ei esqueceu da essencia de baunilha?- ela levantou o vestido e me mostrou a bocetinha, estava sem calcinha, me ajoelhei e cai de boca naquela delicia toda depiladinha, molhada e suculenta, comecei lambendo sua virilha e depois os grandes lábios, ela gemia e se contorcia feito uam louca, comecei a mamar em seu grelinho e niss oela começou a gritar.
" vai seu cachorro safado do caralho chupa minha bucetinha, quero goza na sua boca seu puto . . .ai que delicia seu vagabundo prova que você é macho, hoje eu sou sua cadelinha faz tudo que quiser comigo. . .aiiiii seu filho da puta. . . isso seu safado." ela puxava meus cabelos e aranhava minahs costas as vezes se agachava e me dava mordidas na orelha que doiam mas eu estava adorando aquilo. chupei aquela buceta até que ela gozou na minha boca. Fiz questao de chupar tudo que ela gozou, enfiava a lingua naquela grutinha quente e ela não parava de gritar de tezão. Me levantei e rasguei todo seu vestido, ela tinha seios greandes e branquinhos, chupéi forte cada um deles e dei vários tapas neles o que a deixava ainda mais cheia de tezão. A peguei pelos cabelos e a coloquei ajoelhada, ela fez o melhor boquete da minha vida, chupava a cabeça e depois o pau todo, enfiava tudo na boca até engasgar, chupou minahs boplas e arranhava minahs coxas e eu batia naqueles peitos. a levantei e a debucei sobre a mesa com a bunda pra cima, fiquei maravilhado com aquilo, uma bunda redondinha, branquinha e no tamanho certo, dei varias palmadas nela até ela ficar toda vermelha. fui colocar um preservativoi quando a vadia disse
"eu tomo pilula seu cachorrão safado, quero sentir esse cacetão todo me rasgando, me fode toda e depois goza dentro de mim, quero sentir tua porra dentro de mim, hoje você vai me transformar numa verdadeira cadela".
Atolei meu pau de uma vez, comecei a meter como um louco, minha vontade era rasgar aquela puta e ela gritava que meu pau era uma delicia e me chavamava de cachorro, puto e coisas assim. Cada vez que ela dizia isso eu lhe dava umn forte tapa na bunda.
A peguei pelos cabelos e a fodi muito forte, ela dava gritos muito fortes e arranhava a mesa. Em dado momento ela começou a latir como uma cadela de verdade, depois começo a gritar " VGai seu filho da puta tô gozando, me rasga toda seu cachorro. . . aiiiiiiiiii tô gozando aiiiiiiii deliciaaaaaaaaa".
A tirei de cima da mesa e me deitei bem no meio ela veio por cima de mim e chupou meu pau mais um pouco e depois sentou, começou a cavalgar no meu pau como uma louca, arranhava meu peito e me xingava sem prar, dizia que eu era o cachorrão dela e que eu devia fode-la sempre, começo a me dar tapas na cara o que só aumentava meu tezão. Ela disse que etsava quase gozando então a tirei de cima de mim (o que deu um certo trabalho pois a puta não queria sair) a coloquei de 4 no chão e comecei a lamber seu cuzinho que piscava pra mim, fui atolando meu pau nele, ela gritava "aiiiiiiiii seu filho da puta tá doendo" e eu forçava ainda mais até que entrou tudo, ela rebolava como uma louca e eu puxava seu cabelo e lhe dava tapas fortes, meti até que gozei naquele cu gostoso. a peguei pelos cabelos e a levantei, dei tapas na sua cara e a chavama de veterinaria cadela e ela respondia com latidos. Fui a um banheiro lava meu pau e quando sia ela estyava de 4 me esperando com uma coleira no pescoço, a peguei pela coleira e a fiz chupar meu pau de novo que em poucos instantes já estava duro novamente. a sentei na mesa e entrei entre suas pernas, fui mtendo e ela entrelaçou as pernas por tras da minha cintura, a segurei e a tirei da mesa ela ficou pendurada em mim, eu andava com ela por todo lado enquanto metia, a fodi gostoso e ela me xingando e lambendo minahs orelhas e meu pescoço. Ela gozou e eu já estava próximo então a soltei e a fiz se deitar no chão. me ajoelhei sobre seu peito e dei meu pau pra ela chupar, quando vi que não aguentaria mais segurar me levantei e deixie toda minah porra cair sobre seu rosto e seus seios.
a sala de espara e a recepçaõ do consultório ficaram destruidas, estava tudo uma bagunça muito grande, ela tomou um banho rápido e nos despedimos.
Depois disso tivemos outros encontros mas não passou disso pois devido ao seu trabalhoela sempre acabava tendo que atender emergencias no meio de nossos encontros.
Foto Perfil notreimon

Ficha do Conto

Escritor:
notreimon

Nome do conto:
Traçando a veterinária safada (REAL)

Codigo do conto:
15490

Categoria:
Heterosexual

Data do Envio:
30/01/2012

Quant.de Votos:
0

Quant.de Fotos:
4

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us
Foto 1 do Conto erotico: Traçando a veterinária safada (REAL)

Foto 2 do Conto erotico: Traçando a veterinária safada (REAL)

Foto 3 do Conto erotico: Traçando a veterinária safada (REAL)

Foto 4 do Conto erotico: Traçando a veterinária safada (REAL)




Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Ultimos Comentários
Comentado por: roludo22 em: 02/09/2012
que gostosa manda mais fotos dela quero me tornar seu amigo
Comentado por: putinha gostosa em: 01/03/2012
Muito bom seu conto. adorei!

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
15366 Tirando o cabaço da crentinha ( REAL ) Virgens 9
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA