Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web
   Videos Porno
   Porno Tube

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





A Loira e o Japones


Tudo começou num belo dia de sol, fui para a praia me encontrar com uns amigos e enquanto esperava no local combinado não pude deixar de notar uma loira de olhos verdes, uns 23 anos gostosa perna grossa, peitinho tipo pêra, dentro de um micro biquini, uma graça. Comecei a paquera-la e tinha a impressão de estar sendo correspondido, quando chegou um japones de aproximadamente uns 38 anos de forma bastante atlética a beijou e ficou por ali, ela parecia ter contado sobre os meus olhares, pois os dois agora me observavam. Em dado momento já cansado de esperar me sentei na areia, foi quando o japones que estava com ela se levantou e veio me perguntar se eu me encomodava de olhar as coisa deles pois os mesmos iriam para a água e tinham medo de deixar as coisas sozinhas, pediu para eu me acomodar em uma das cadeiras e que ficasse a vontade, disse que não tinha nenhum problema me levantei e sentei em uma das cadeiras. Fiquei olhando aquela mulher linda entrar na água, que corpo; uns 10 minutos depois ela retornou só, e pediu para eu ficar um pouco mais com ela pois o seu marido tinha ido dar uma volta; de pronto me prontifiquei e permaneci por lá até que bem a vontade, ela se deitou na toalha em frente a cadeira que eu estava sentado com aquela bunda empinada bem na minha cara e depois de algum tempo já mais descontraídos me revelou que estava casada a uns três anos, que moravam na Capital e que só estavam ali para passar o fim de semana, perguntei se o marido dela voltasse não iria ficar irritado por eu ainda estar ali e ela me disse que pelo contrario, pois foi ele mesmo que sugeriu que eu ficasse pois não gostava de deixa-la sozinha, enquanto falava me deu o óleo de bronzear para passar nela, a principio fiquei tremulo pois a desejara a manhã toda e agora teria a chance de toca-la na medida que ia passando o óleo comecei a alizar seu corpo e como era macio, minhas mãos percorreram cada parte desde as nuca até os pés, foi quando ela se levantou e disse que iria passar um pouco em mim, para retribuir a gentileza, começou pelo meu peito, passou pela barriga e forçou o meu shorts para baixo e percebeu que eu estava de tanga de praia por debaixo do shorts, arrancou meu shorts e começou a passar o creme em minhas coxas, meu pau parecia que ia estourar de tanto tesão ela me olhou com um olhar safado e continuou resvalando a mão toda hora na cabeça do meu pau me levando a loucura, foi quando de longe percebi que o seu marido já estava voltando e procurei me acalmar, já entrosado fiquei por ali e depois de um longo papo me convidaram para subir até o apartamento deles que ficava de frente a praia chegando la a loirinha foi tomar banho e fiquei na ampla sala admirando a vista do mar com meu novo amigo, uns 15 minutos depois ela saiu só de roupão e começou a beijar o marido como se eu não estivesse ali, o clima começou a esquentar e perguntei se eles queriam ficar a sós e ela super determinada me pegou pela mão e me fez sentar em um sofá de frente para eles, se ajoelhou na frente dele tirou o pau do japones para fora e começou a chupa-lo, e como chupava bem, passava a lingua da cabeça ao saco e engolia com vontade e como seu pau não era muito grande ia com a boca até encontrar os pentelhos, foi quando ele se levantou tirou o roupão dela, a colocou de quatro bem na minha frente e começou a come-la por traz, comforme ele fazia o movimento para frente e pra traz ela aproximava a cabeça de mim e o marido parecia ajudar, já com a cabeça no meu colo ela começou a morder meu pau por cima da tanga, quase à rasgou arrancando-a com os dentes e logo em seguida senti o calor da sua boca chupando meu pau, eu já estava tão excitado que não demorou muito gozei na sua boca melando sua cara e parte do pescoço, foi quando seu marido mudou de posição para papai e mamãe e passou a língua em toda a porra que eu tinha derramado nela, nunca tinha vivenciado uma foda daquele tipo e meu pau continuava duro, foi quando ela se levantou e pediu para mim fode-la, deitou de barriga para cima levantou bem as pernas e arreganhou aquela bocetinha linda anciosa por pica, como era apertada meu pau foi entrando como faca quente na manteiga ela me agarrava e falava coisas absurdas em meu ouvido... mexe... , enfia..., me come...., come minha buceta pra esse corno ver..., de repente ela me virou sentou em cima do meu pau e começou a cavalgar como louca chamou o marido que batia uma ardorosa punheta e colocou o cacete do marido na boca, quando sentiu que iria gozar pediu para o marido deitar no chão deitou sobre ele e pediu que eu ajoelhasse na frente dela para poder me chupar enquanto ela enfiava o meu pau na boca seu marido passava a língua no meu saco, adorei aquilo, de repente ela abaixou e começou a beijar o marido sem tirar o meu pau da boca suas línguas se revezavam pelo meu pau, a principio fiquei com um pé atras quando vi seu marido com meu pau na boca mais estava tão gostoso que resolvi liberar, foi quando ele se levantou colocou ela de quatro e começou a lamber o seu cuzinho rosado depois de bem melado ele pegou meu pau e forçou contra aquele cuzinho apertado ela relutou um pouco mais como meu pau também não era muito grande, ela só pediu que eu fosse com calma, ele abria a bunda dela e na medida que ia entrando comecei a mexer no seu grelinho ela foi relaxando e logo já estava todo dentro dela, ela começou a ficar descontrolada, pediu para marido deitar na sua frente começou a chupa-lo e enfiou dois dedos dentro do cu dele fazendo um vai-e-vem inacreditável, gozei forte enchendo aquele cuzinho de leite, na mesma hora que ela se desvairava de gozo com a boca cheia de porra do marido. A loirinha nos pegou pelo pau e nos levou para tomar banho, no banheiro ambos se ajoelharam e ressuscitaram meu pau, ela se levantou e falou que adoraria me ver comendo o seu marido pois sabia que ele quando pequeno fazia muito troca-troca e estava louco para ser enrrabado de novo apesar de nunca mais ter dado o cu, fiquei meio sem jeito pois nunca tinha vivido uma relação homosexual, mais com jeitinho ela me convenceu, colocou ele de quatro colocou dois dedos dentro dele e começou a relaxa-lo, quando sentiu que ele estava pronto ela me puxou e colocou a cabeça do meu pau no rabo dele foi por traz de mim e começou a me empurrar contra ele, meu pau foi deslizando e só parou no fundo das suas entranhas, o japones pedia para mim ficar parado pois era tão boa a sensação que ele estava sentindo que se eu desse mais uma bombada ele iria se desmanchar em gozo, confesso que fiquei curioso para saber a sensação, mais a loirinha queria mais me pegou pela cintura e começou esfregar a xana em minha perna tendo multiplos orgasmos, me fazendo mexer o pau e fazer o japones gozar como louco, percebendo que ele já tinha gozado, se ajoelhou ma minha frente lavou bem o meu pau e começou a chupa-lo como se dele saisse o elixir da vida, me chupava com vontade com uma mão segurava meu saco e com a outra me punhetava simultaneamente com a boca, em dado momento levou a mão até a portinha do meu cu e com a pontas dos dedos começou a me bulir sem enfiar os dedos, a sensação desconhecida me deixou louco e gozei na hora como nunca havia gozado antes golfando jatos de leite em sua garganta. Passeia a noite toda la transando de todas as formas possiveis e imaginaveis, mais o fim de semana acabou e eles foram embora, e adorei tanto esse tipo de transa que ainda procuro casais bonitos e liberais, de caracteristicas parecidas, para aventuras parecidas sem envolvimento, Tenho 28 anos, não fumo, não bebo, sou casado ( ela não participa e nem sabe ), 1,71m, 67 quilos, moreno queimado de sol, de cabelos lisos e curtos ( traços bonitos). Descarto obesos, homo, sadomasoquistas, sadicos, fumantes e usuarios de drogas, responderei a todos, se enviarem fotos melhor.                                 


Ficha do Conto

Escritor:
Santysta

Nome do conto:
A Loira e o Japones

Codigo do conto:
16

Categoria:
Heterosexual

Data do Envio:
11/12/2009

Quant.de Votos:
1

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA