Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web
   Videos Porno
   Porno Tube

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





Comi a amiga de infância da minha esposa.


Comi a amiga de infância da minha esposa.
O que vou relatar aqui é verídico, esta acontecendo comigo há seis meses, me chamo Marcos sou casado e minha mulher se chama Marília, nomes fictícios, morena clara com 1,65 e 65kg, com uma bela bunda e um par de coxas e com uma xoxota de dar inveja, muito deliciosa, não temos filho, mais vamos ao que interessa, ela tem uma amiga solteira que veio passar um tempo com a gente, o nome dela é Shirley também fictício tem 1,70 com + ou – 68Kg, branca mais bronzeada adora praia, sempre aparece a marca do biquine, que diga de passagem bem sacana, tem uma bela bunda e um xoxotão, digo isso pois quando vamos a praia fico reparando no volume e na racha da xoxota, que inclusive depois pude sentir o sabor dessa bela buceta. Ela sempre fica me abraçando beijando e minha mulher não tem ciúmes, pois sempre brinco com a irmã e as amigas delas desse jeito, só que desde que ela veio passar um tempo com a gente, fico reparando ela melhor, ela sempre usa camisetas e uma calcinha se é que posso chamar de calcinha, pois é um fio enfiado no rabo e na xoxota. Na nossa casa temos dois quartos o nosso e o de hospede, meus amigos às vezes levanto na madrugada vou ao quarto dela e ela esta nua imaginem a sena, ela deitada de bruços e com a perna um pouco dobrada para o lado e a xoxota e o cuzinho a amostra, que visão dos deuses, fico admirando e tirei fotos com o celular, várias e tem um seios maravilhosos, então como estava comentando anteriormente ela sempre fica me pegando e eu que não sou de ferro tiro uma lasquinha, dou uma encostadas nela, só que agora comprei uns shorts, tipo samba canção de seda e folgado para ficar em casa, e não precisa nem falar das minhas intenções, claro as melhores, a kceta sempre dura chega os ovos dói de tanto tesão, minha esposa teve que passar um final de semana na casa dos pais, e eu fiquei em casa com ela, foi muito bom, era sexta a noite comprei vinho e algumas cervejas em lata, e levei para casa, pois tinha acabado de levar minha esposa na casa dos pais que fica numa cidade próxima. Quando cheguei em casa que abrir a porta ela já veio me agarrando, me chama sempre de inho, aproveitei e agarrei ela dei um beijo no pescoço que ela se arrepiou todinha, fui colocar o vinho e as cervejas no frízer e tomar um banho e vestir o shot que comentei anteriormente, abrir o vinho e dei a ela coloquei uma musica bem gostosa tipo forró, que eu sei que ela adora dançar, e ela estava cheirosa e com uma camiseta sem sutiã e com os seios durinho, pedindo para que eu mamasse aquelas tetinhas maravilhosas, e uma saia curta branca tipo colegial e a calcinha como sempre enfiada. Começamos a beber e a conversar de tudo um pouco, aproveitei e comecei a falar sexo, eu estava sem camisa e só com o short e o volume avantajado, pois estava com a kceta dura como pedra, ela sentada com as pernas uma normal e a outra dobrada para cima que deixava eu ver a bela paisagem da coxa e a xoxota deliciosa, papo vai papo vem, ela me falou que tinha mais de dois anos sem namorar, e que estava com um fogo danado, subindo pelas paredes, quando ouvir isso fiquei louco, sem demonstrar nenhum interesse falei que devíamos dançar para que ela venha relaxar, peguei ela e começamos a dançar a esfregar a kceta nela, fazer movimentos para a saia subir, passando a mão de leve na bunda e que bunda deliciosa, e dando mais bebidas a ela, teve uma hora que não aguentei comecei a roçar nela, parei e fiquei esfregando a kceta na xoxota dela, a cheirar o pescoço e a apertar a bunda, ela se entregou de corpo e alma, me falou que já tinha ouvido de minha mulher que eu tinha um kcetão, modesta parte tem 22cm de nervo e puro prazer, começamos a nos beijar e que boquinha deliciosa, ela foi descendo ficando de joelhos e minha kceta já estava fora do short e abocanhou que delicia de boca, que língua, a menina chupava de uma forma deliciosa, também dois anos sem namorar, levei-a para meu quarto pois ela queria trepar na minha cama, então tirei as roupa dela e quando vi aquele rabo na minha frente cheirando, cai de boca, mais chupei da xoxota a te o cuzinho, e ela gozou deliciosamente, ela gritava de tanto prazer e nisso fazia o boquete, que de tão bom gozei na boca enchendo-a de sperma aquela boquinha deliciosa, dava varias dedadas no cuzinho em que ela me falou que nunca tinha dado, limpou toda a minha kceta e continuou chupando, que delicia o mastro ficou duro novamente, coloquei-a de quatro e que visão e introduzir a kceta bem devagar na xoxota dela, no vai e vem delicioso, depois enfiei com tudo dei varias enfiadas e ela no delírio me chamando de roludo, gostosa, que nunca tinha sido fudida daquele jeito, deixei a xoxota dela bem esfolada e ela dei várias gozadas, fizemos frango assado, de quatro, papai mamãe de ladinho de tudo que você imaginar, comi em várias posições, e não aguentando mais gozei, inundando aquela xoxota de sperma, ela me beijava, me apertava, falavas muitas sacanagem de todos os tipos, deixei-a mole deitada e ficamos agarradinhos nos beijando até passar o gozo, foi maravilhoso, relaxamos, então ela me falou que tinha vontade de dar o cuzinho a mim, mais que eu tinha que ser bem cuidadoso pois ela nunca tinha feito isso, então fiquei radiante com o pedido é claro que não vou recusar, de tirar o selinho do cuzinho dela, me levantei fui até a gaveta e peguei o gel lubrificante e o gel que adormece o cuzinho, ela quando viu falou você não é mole já tem tudo ai preparado, também com uma mulher com a bunda grande claro que você deve comer sempre, eu disse claro adoro um cuzinho mais agora é o seu que eu vou comer, coloquei ela deitada de bruço abrir a bunda e vi aquele cuzinho lindo me olhando passei a língua e comecei a chupar ela se contorcia toda de prazer, peguei o gel que adormece e passei junto com o lubrificante, meti um dedo depois outro e outro para abrir mais e facilitar a entrada do kcete, coloquei-a de quatro, mandei ela dar uma chupada na kceta, passei gel e coloquei na portinha do cu, comecei a empurrar, deu um pouco de trabalho pois era a primeira vez, até que a cabeça começou a entrar, e eu a empurrar nossa que delicia sentir a rola entrando devagarzinho sentido cada centímetro naquele cu delicioso ela ficou parada, vi a lágrima descendo do rosto mais ela ficou firme, pois queria sentir a rola pulsar n cu, comecei o vai e vem e quando a kceta entrou toda, segurei-a pela cintura enfiando com vontade, lascando cada vez mais, quando ela disse que estava adorando que não sentia mais dor e sim prazer, fiquei uns 20 minuto bombando o cuzinho dela, e quando gozei, fazendo o batismo com sperma naquele cuzinho, que já não era mais virgem, foi muito bom, lambuzei toda a bunda dela, que delicia, fiquei mais alguns minutos enfiado no cu, só que já comeu um cu virgem sabe o que estou falando, fomos tomar banho e na mesma noite fudemos mais vezes, várias gozadas, delicia de foda, passamos o final de semana todo fudendo e até hoje continuamos nossa foda, minha mulher voltou não desconfiou de nada, as vezes na madrugada vou ao quarto dela e fazemos a festa minha mulher dorme que nem pedra, tem vezes que acabo de comer minha mulher e depois que ela dorme vou ao quarto de Shirley para ela chupar minha kceta e sentir o gosto da xoxota da minha mulher, estou preparando o terreno para comer as duas juntas, vai ser maravilhoso, agora ela quer passar não só um ano e sim prolongar para dois, minha mulher disse que sim, não tem problemas, se ela soubesse das sacanagem que faço na ausência dela ou quando ela esta dormindo, seria um problemão, mais no futuro ela vai participar e irá adorar.
Espero que gostem, depois conto como comi as duas La em casa.
Foto Perfil PARANHOS

Ficha do Conto

Escritor:
PARANHOS

Nome do conto:
Comi a amiga de infância da minha esposa.

Codigo do conto:
16696

Categoria:
Heterosexual

Data do Envio:
09/04/2012

Quant.de Votos:
1

Quant.de Fotos:
1

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us
Foto 1 do Conto erotico: Comi a  amiga de infância da minha esposa.




Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Ultimos Comentários
Comentado por: Paulão 1 em: 12/04/2012
Além do conto ser muito gostos, me fez gozar bemm mesmo, a foto é muito boa linda bunda, parabens

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA