Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





BDSM, o início.


BDSM, o início.

Tenho mais de 40 anos, sou casada, e sempre gostei de sexo! Mas realmente achava que dor não combinava com sexo!

Tem alguns meses que frequento o chat dos contos foi onde conheci um homem que começou a falar sobre BDSM, e incluisive me enviou para alguns blogs, muito interessantes a esse respeito.

Desde então começei a incitar em meu marido o desejo de praticar algumas técnicas BDSM, o que faz com que meu tesão aumente muito. Assim, relato aqui a primeira sessão de velas.

Era um sábado a tarde! Estavamos os dois no quarto,:

- Amor, vamos experimentar esse lance de vela! eu disse.
- Você tem certeza? Vais querer sentir dor? respondeu ele.
- Tenho certeza, quero saber como é. Respondi.

Sai do quarto, tomei um banho maravilhoso, voltei toda cheirosa. Até aquele momento eu não sabia se nós iamos transar com ou sem velas, afinal, como submissa não sei as vontades do meu Dominador. A única certeza que eu tinha, era que como sempre iamos transar.

Estava deitada assistindo tv, ele disse:
- Coloca a borboleta nessa buceta pra voce gozar um pouquinho, amor!

Obedeci imediatamente! vesti minha calcinha borboleta e ela como sempre me levou a loucura com aquela vibração e suas antenas roçando no meu clitores... ai ai que sensação gostosa!
Ele viu que eu estava muito excitada, começamos a nos beijar, beijos profundos e intensos, beijos rapidos e mordiscados...
Com esses beijos fui ficando mais excitada, estava para voar sobre seu cacete, que parecia que ia pular pra fora do calção.

Ele continou me beijando, a boca, o rosto, o pescoço, os seios, eu estava muito excitada, minha buceta estava molhada e se contraia a cada vibrada da minha borboleta... foi quando ele me mostrou a vela, e perguntou: Queres mesmo?

Eu disse: sim, com uma voz que nem saiu direto de tanta excitação ao ver que ele iria fazer uma sessão de velas comigo.
Ele acendeu a vela, me beijou...

Começou a pingar a vela nos meus seios, nossa que delicia... que sensação... a cada gota que caia eu me contorcia num misto de dor e orgasmo..
E ele deixava aquele liquido quente da vela escorrer pelos meus seios... e desceu pela minha barriga... voltava aos seios... descia pela barriga... pensei que ia desmaiar de tanto tesão, estava louca, louca de tesao.
Olhei seu pau estava duro, muito duro mesmo, parecia até que ia explodir, peguei com minha mão pois estava com vontade de chupa-lo, ele me empurrou, e disse: ainda não! espera!
Eu vi em seus olhos o desejo, e o tesao que ele estava sentindo em dar esse prazer com dor, ele sabia que eu estava gostando.
Foi quando ele abriu minhas pernas, tirou a borboleta, me deu um a lambida e depois derramou a vela me meu clitores, berrei, aquela dor foi enorme, berrei, mas ao mesmo tempo que sentia dor sentia um prazer descomunal, era um prazer tao diferente, tão bom...
Não aguentei e gozei novamente....
Agora sim, coloquei minha boca no seu pau duro e chupei gulosamente, ele pulsava na minha boca, estava quase me engasgando devido ao tamanho que estava, e eu pensei, como posso adorar esse pau por tanto tempo, como ele fica tão duro pra mim até hoje??

De repente ele me colocou de quatro e introduziu todo aquele caralho duro de uma vez na minha buceta molhada, gemi, gozei, ele meteu, meteu, ate que senti aquele liquido quente invadir minhas entranhas.

Lá estava eu ... toda esporrada, com o corpo e a cama cobertos de vela! Satisfeita, com nossa iniciação BDMS.

Hoje, acredito que o tesão pode ser com dor também! Acho que posso gozar de qualquer jeito.

Um beijo!



Ficha do Conto

Escritor:
seihla

Nome do conto:
BDSM, o início.

Codigo do conto:
19063

Categoria:
Fetiches

Data do Envio:
13/08/2012

Quant.de Votos:
10

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Ultimos Comentários
Comentado por: SEXY50TAO em: 18/08/2013
Minha querida amiga! parabens pelo conto e pelo comentario pessoal. votado ( de uma olhadinha nos meus se gostar vote)
Comentado por: Sol45ma em: 04/08/2013
coitado do grelinho deve ter queimado ele, será que nao tirou a sensibilidade ? mas o seu conto foi nota 10 beijos ja votei
Comentado por: NEGRODOTADOSPZL em: 16/08/2012
Nossa que maravilha poderiamos fazer a 3 , o que voces acham,
Comentado por: gatoreno em: 16/08/2012
adorei muito bom conto essa pingada no grelinho foi demais gozei gostoso com vc bjs

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
17113 Exibicionismo, me dá um tesão louco! Exibicionismo 24
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA