Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web
   Videos Porno
   Porno Tube

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





Minha doce irmãzinha.


Quando meus pais saíram de Porto Alegre-RS pra São Paulo onde meu pai que é engenheiro civil iria trabalhar, eu fazendo faculdade de Administração de Empresas acabei ficando na casa dos meus avós. Só que ao terminar minha faculdade acabei que continuei em Porto Alegre por ter (graças ao meu avó) uma oportunidade de trabalhar numa grande empresa multinacional. Com 28 anos terminei um noivado pra poder agarrar uma oportunidade que surgiu na firma pra trabalhar como gerente na filial da cidade do Rio de Janeiro... Além de um bom salário eu teria um apartamento (quitinete): Quarto, sala, cozinha e banheiro bem próximo a praia de Copacabana. Passei poder ir visitar mais vezes meus pais e minha irmã Dulce utilizando a ponte aérea Rio-São Paulo em finais de semana e feriados prolongados. Depois de praticamente 3 anos sem vê-los, ao chegar na casa onde meus pais moravam fui recebido por Dulce que pulou no meu pescoço me deixando todo sem jeito na frente dos meus pais lascando um beijo bem descontraído na minha boca... Ainda bem que meu pai rindo comentou que nem com o namorado Dulce demonstrava tamanha euforia. Dulce tinha feito recentemente 18 anos e aquela menina magrela e toda sardenta tinha virado um piteuzinho: 1,62 mt, 56 kg, cabelos ruivos curtos, peitinhos volumosos e uma bundinha cheinha e arrebitada. Mas foi quando fomos pra sala e sentamos no sofá pra botarmos nossa conversa em dia é que Dulce voltou a me deixar constrangido ao vir sentar no meu colo me abraçando a ponto de encostar seu rosto no meu... Novamente meu pai rindo:
- Desse jeito você vai sufocar seu irmão Dulce... Isso tudo é saudade?
Ela me dando vários beijos no rosto:
- Hahahahaha... Eu sou apaixonada por esse meu irmão lindo!
E Dulce passou a me encher de beijos e abraços sempre que eu ia visitá-los. Qualquer pessoa estranha que a visse junto comigo com certeza pensaria que éramos namorados. Mas meus pais pareciam achar normal Dulce ter aquela idolatria por mim a ponto de muitas vezes me dar selinhos na boca... Cheguei ao ponto de ter que me controlar quando Dulce ficava muito tempo sentada no meu colo. Acabei, quando tirei minhas férias em janeiro foi passar alguns dias com meus pais. Dulce que terminava o ensino médio também estava de férias... Aí é que tudo começou a desandar. Ainda era cedo, eu deitado no quarto de hospedes Dulce entrou trajando um baby doll curtinho e muito fino que dava pra notar que ela estava sem sutiã pulando sobre a cama e entrando rapidamente debaixo do lençol se aconchegando me fazendo obrigatoriamente abraçá-la. Eu que estava sem camisa senti um calafrio percorrer meu corpo ao sentir aqueles peitinhos sendo pressionados sobre meus peitos... No fundo eu gostava das atitudes daquela pivete; mas parece que Dulce leu meus pensamentos sobre minha preocupação com minha mãe já que eu sabia que meu pai devia ter saído pra trabalhar:
- A mãe acabou de sair pra ir ao supermercado e deixou o seu café pronto!
Aquelas palavras foram me deixando mais relaxado e resolvi aproveitar aquele carinho que minha irmãzinha me proporcionava... Ao fazer com que ela ficasse praticamente deitada sobre meu corpo, ela por contra própria se ajeitou deixando onde estava sua xoxota bem sobre onde estava meu pau. Resolvi também não me preocupar com meu pau que começava a ficar duro... Dulce percebeu, deu uma esfregada discreta movimentando seu corpo pra cima me beijando na boca e voltando pra posição anterior:
- Dulce; acho melhor você sair de cima de mim hein?
- Porque Vando; não está gostando?
- É lógico que estou... Mas é perigoso já que você é minha irmã!
Ela voltou a esfregar seu corpo lascando um beijo a ponto de enfiar a língua na minha boca:
- E daí que sou sua irmã? Você já devia saber que sou louca por você!
Fui perdendo o controle... Ela me beijando prolongadamente, levei a mão por cima do seu corpo e fui enfiando-a pra dentro do seu short passando por baixo da calcinha, pela bunda até achar sua xoxota. Encontrando sua bucetinha já bastante úmida enfiei um dedo e comecei a brincar... Ela soltando minha boca:
- Hummmm! Hummmm! enfia mais... Hummm! Hummm!...
Ela descendo seu corpo de sobre o meu também enfiou sua mão por dentro do meu short segurando meu pau duro... Atolei todo meu dedo da sua bucetinha e fiquei socando:
- Aaaah! Aaaah! Hummmm! Hummmm! Mais rápido! Mais rápido! Hummm! Hummm! vou gozar! voouuuuuu gooooooooozaaaaarrrrrr!!!!!
Sabia que era uma loucura o que estávamos fazendo, mas qual homem não sentiria tesão tendo uma moleca daquela ali toda insinuosa e toda libertina mesmo sendo sua irmã?... Puxei seu rosto e a beijei com vontade enquanto ela tremia todo seu corpo num delirante orgasmo. Eu estava a ponto de correr todos os riscos e enfiar meu pau na bucetinha de Dulce... Mas foi ela que arriando meu short e voltando a segurar minha piroca deu umas três lambidas:
- Tenho uma amiga que diz que adora chupar seu namorado!...
- Comigo você pode fazer o que quiser... Quer chupar?
Dulce foi aos poucos pegando o jeito e logo estava com um bom pedaço do meu pau dentro da boca chupando tão gostoso que em menos de dois minutos tive que pedir pra ela parar de chupar pra gozar sobre meu short. Mesmo achando que minha mãe poderia ainda demorar a voltar pra casa, consegui fazer Dulce me mostrar seus peitinhos e sua bucetinha... Dulce demonstrando não ter um pingo de vergonha levantou a blusinha do baby doll e chegando seus lindos peitinhos:
- Quer chupar um pouquinho Vando; chupa?
Dei algumas lambidas e chupei os dois biquinhos duros alternadamente... Ela deitando na cama tirou seu short e sua calcinha me mostrando sua bucetinha pequena e carnuda abrindo suas pernas descaradamente:
- Meu sonho é me entregar pra você meu irmão... Quer meter na minha xoxota agora?
Aquela bucetinha linda merecia eu correr todos os riscos; ainda mais que minha pica estava ficando novamente dura:
- Nossa mãe pode chegar a qualquer momento Dulce!
- Ela ainda demora Vando; vem!
- É melhor a gente não arriscar Dulce... Vamos deixar pra outra hora!
Ela não se conformando, dizendo que tinha uma idéia me fez levantar e ir com ela até a sala... Dulce nua da cintura pra baixo me fez ficar com o pau mais duro ainda olhando sua bundinha redondinha andando na minha frente. Dulce abrindo somente uma fresta na janela que dava pra rua:
- Daqui dá pra ficar espiando se chega alguém Vando... Vem meter em mim; vem!
Quando ela arrebitou sua bundinha pra ficar olhando pela janela, primeiro fui passando a mão nas suas nádegas e quando estava pronto pra meter:
- Sem camisinha é perigoso Dulce!...
- Você tira antes Vando... Vem que eu sei que você consegue!
Resolvi parar de ficar pensando nos prós e contras... Com minha mão segurando meu pau duro dei algumas pinceladas pra achar a portinha e logo fui empurrando pra dentro. Entrou tão apertado que tive dúvida que ela realmente já não era mais virgem... Ainda mais que Dulce parou imediatamente de olhar pela janela arriando mais o corpo:
- Ai Jesus... Aaaaiiii! Tá entrando Vando; tá entrando! Mais! Ennnfiiiiia Maaaiiiiiiis!...
- Você já transou antes com seu namorado ou é sua primeira vez?
Foi quando Dulce falando aos trancos e barrancos, me revelou que não fazia nem dois meses que ela tinha perdido sua virgindade e que desde esse dia ela brigou com o namorado... Fui forçando pra conseguir enfiar todo meu pau fazendo-a gemer cada vez mais alto:
- Então é sua segunda vez?
Novamente Dulce sem parar de gemer disse que não tinha nem deixado o namorado terminar direito, que ela tinha feito ele parar quando começou a sentir dor e percebeu que sangrou um pouco... Percebi que eu estava terminando o que o Ex namorado dela tinha começado. Me senti um crápula socando meu pau na bucetinha apertada da minha irmãzinha; mas acabei chegando a conclusão que nenhuma das que eu já tinha levado pra cama era tão gostosa como ela. Tive sorte que Dulce gozou rapidamente e pude tirar pra também gozar no chão da sala. Vendo a felicidade estampada na cara da Dulce acabei tendo uma brilhante idéia... Perguntei se ela gostaria de passar alguns dias comigo no Rio de Janeiro. Dulce quase explodiu de felicidade e logo no dia seguinte bem cedo fomos pro aeroporto. Da casa dos meus pais até meu apartamento levamos praticamente quatro horas... Eu estava ansioso, mas Dulce estava parecendo uma fogueira de tão ansiosa... No táxi do aeroporto até Copacabana ela começou a me beijar com nítida tara, sussurrando:
- Ainda demora? Estou doida pra ficar sozinha com você!
Disse que estávamos chegando, e quando entramos no apartamento largamos nossas malas e já começamos a nos agarrar e um ir tirando a roupa do outro enquanto caminhávamos pro quarto... Ao vê-la peladinha fui eu que fiquei louco. Coloquei-a delicadamente sobre a cama e fui beijando, mamando e chupando os biquinhos dos seus peitos... Mas Dulce procurando e segurando meu pau:
- Vem Vando... Quero seu pau na minha buceta; vem!!!
Sabendo que ninguém poderia nos perturbar naquele momento, deitei sobre seu corpo e fui beijando sua boquinha enquanto que ela mesma segurando meu pau tentava colocá-lo na portinha da sua buceta:
- Hummmm... Empurra Vando! Aaaaahhhhh! Iiiiiisso... Enfia tudo; vaaaaai!
Novamente fui sentindo meu pau entrando apertado, e quando senti meu saco encostando na sua bundinha comecei um vai-e-vem bem lento... Queria aproveitar o máximo com meu pau dentro da bucetinha da minha irmã. Dulce sorria, gemia e gritava:
- Aaaai! Aaaaaiii! Maaaiiiis! Maaaaiiiis!... Nãããooooo pára que essstouuuuuu goooooozannnnnndo!...
Sentindo que ainda tinha fôlego pra dar mais algumas socadas antes de gozar, comecei a socar com força:
- Isso Dulce; goza... Goza bem gostoso!...
Somente quando vi Dulce ficando toda largada sobre a cama é que tirei meu pau e fui esporrando sobre seu corpo. Ficamos na cama pelo menos umas três horas: Dulce parecia uma criança que tinha ganho um presente novo... Mesmo com meu pau mole ela ficava balançando, beijando e colocando-o na boca. Com isso, consegui dar uma nova e gostosa trepada de mais de dez minutos socando meu pau na sua bucetinha que Dulce chegou a ter mais dois orgasmos seguidos... Duas horas da tarde, antes de sairmos pra almoçarmos num restaurante, Dulce ainda mamou no meu pau até fazer com que eu gozasse na sua boca.
Foi a melhor férias que eu tive na minha vida; duas semanas com minha irmãzinha só pra mim: peladinha, gostosinha, taradinha e muito safadinha. Até no dia em que resolvi comer sua bundinha (cuzinho ainda virgem), Dulce demonstrou o quanto estava gostando de fazer sexo comigo... Depois de tomarmos um banho, fomos pra cama e com ela deitada de bruços fui massageando suas nádegas e passando a ponta do dedo no seu cuzinho. Não resistindo aquele buraquinho rosadinho, levei a boca e fui passando a língua... Dulce pareceu ter sido ligada numa tomada de 220 volt´s:
- Uuuuiiii! Uuuuiiiiii! Que gostoso Vando!...
Depois de molhar bastante com minha saliva coloquei um dedo e enfiei:
- Nooosssa!... Estou adorando; enfia mais!
Puxei Dulce pela cintura fazendo com que ela ficasse de quatro e depois de molhar bastante a cabeça da minha pica fui colocando no seu cuzinho... Como ela não fez nenhuma objeção, forcei até que seu cuzinho abriu engolindo a cabeça do meu pau. Dulce soltou um berro, mas logo estava só gemendo enquanto eu ia empurrando cada vez mais meu pau pra dentro do seu cuzinho. Nunca antes tinha comido um cuzinho virgem... Foi simplesmente maravilhoso ficar socando meu pau até parar e gozar feito um cavalo dentro daquela bundinha gostosa. Dulce passou a sempre que surgia uma oportunidade de querer vir pro Rio pra ficar comigo... Assim, Dulce acabou fazendo com que nossos pais desconfiassem que existia algo mais além de simples amor de irmãos. Tudo foi ficando tão evidente, que não demorou pra que eles consentissem que ela dormisse comigo quando eu ia visitá-los, e dela passar mais tempo comigo no Rio.


Ficha do Conto

Escritor:
baudoscontos

Nome do conto:
Minha doce irmãzinha.

Codigo do conto:
21192

Categoria:
Incesto

Data do Envio:
18/10/2012

Quant.de Votos:
23

Quant.de Fotos:
5

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us
Foto 1 do Conto erotico: Minha doce irmãzinha.

Foto 2 do Conto erotico: Minha doce irmãzinha.

Foto 3 do Conto erotico: Minha doce irmãzinha.

Foto 4 do Conto erotico: Minha doce irmãzinha.

Foto 5 do Conto erotico: Minha doce irmãzinha.




Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Ultimos Comentários
Comentado por: Silvafredo em: 10/12/2013
Espetacular. També comi minha irmã que não ficou nada atrás da sua.
Comentado por: fernando59 em: 17/05/2013
show conto espetacular pene que não era a minha irmã comigo
Comentado por: Marcia Fernan em: 10/03/2013
cuida bem dela.......
Comentado por: Pescador em: 12/11/2012
Parabéns, mereceu o meu voto Leia e comente meus contos, vote se gostar
Comentado por: chele em: 19/10/2012
adorei seu conto. ate queria esta no lugar dela so pra sentir seu pau no meu cuzinho... delicia
Comentado por: Marujogja em: 19/10/2012
Show Um tesão seu conto.
Comentado por: jordanel em: 19/10/2012
Sua irmã não é gostosa, ela é uma delicia, e você tem sorte pra caralho, trepar com a irmã com a cumplicidade dos pais.Parabéns conto excelente.
Comentado por: jeguinho em: 19/10/2012
hummm muito gostosa delicia.
Comentado por: Giacom em: 19/10/2012
Bom conto.tem meu voto

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
14584 Virei o viadinho do meu tio. Gays 9
14685 Pai probre e tio rico... Descobrindo um segredo. Incesto 20
15190 Papai... Meu melhor amigo. Incesto 12
15434 Fiel ao primo e ao amigo. Gays 9
15632 Tia popuzuda. Incesto 12
16115 Meu pai foi meu primeiro macho. Incesto 11
16606 Minha filha Zara. Incesto 15
16641 Minha esposa virou atriz pornô. Traição/Corno 10
17136 Sobrinha gostosa e safadinha. Incesto 13
17287 Minha filha peladinha na webcam. Incesto 25
17532 Minha filha de criação. Incesto 14
17635 Ganhei outra amante... Minha filha. Incesto 16
17915 A melhor sogra do mundo. Incesto 14
17994 Depois dos 45, voltei a dar a bunda. Gays 14
18080 Se minha filha gosta, não vejo problema... Incesto 16
18422 Meu padrasto me iniciou. Gays 9
18823 NASCI HOMEM E CRESCI MULHER. Travesti 29
19674 Meu bebezão. Incesto 12
19756 Eu mesmo me enrabei na primeira vez. Gays 15
20087 Amigos da onça. Gays 8
21533 Meu irmão me fez gostar de um pau bem grande. Gays 16
22093 Tem muito macho que gosta de bundinha masculina. Gays 22
24067 Final de ano na cama com minha filha. Incesto 34
25826 Amigos pra sempre. Gays 14
26167 Corno - primeira vez foi em família. Traição/Corno 27
28462 A FAMÍLIA MARRETA... Incesto 13
31019 Dona Dalva e seu filho Igor. Incesto 21
32750 Minha filha Mariana. Incesto 34
34452 Filha e esposas puta. Incesto 39
35961 FILHÃO DO PAPAI... Incesto 32
36643 Meu irmão sabe que eu como sua mulher. Traição/Corno 30
40065 Troca de chifres. Traição/Corno 17
41385 Não resisti minha filha fogosa. Incesto 30
42069 Transformando o filho em amante. Incesto 24
43310 Pai careta & filha maluquinha. Incesto 19
45352 Filha ninfomaníaca. Incesto 25
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA