Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web
   Videos Porno
   Porno Tube

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





Relatos de Minha Mãe 7


Olá amigos demorei um pouco mas estou de volta, minha mãe Dona Marta continua furando muito, o Carlos sempre vem aqui em casa e da uma trepada com ela, mas como Carlos mora em Salvador demorava muito para ele vim aqui, só aparece de mês em mês, ela tem meu tio que fode ela também mas ele tem a família dele não é sempre que ele come ela, minha mãe está com 50 anos muitos conservados como disse a vocês conto anterior o seu corpo se parece com de Rita Cadilac só que ela é morena bem clara de cabelos lisos e bem preto, ela se exibi muito usa roupas coladas e curtas mostrando a calcinha minúscula que usa ela é muito exagerada em bunda e coxas, tenho a fantasia de ver ela transando com um garoto mas novo que eu que fosse menor de idade já tinha falo a ela sobre isso e ela concordado, o cara mas novo que ela tinha transado tinha 19 anos quando ela tinha 40 anos o nome dele é Rogério amigo de meu pai depois falo sobre ele, minha mãe tem uma tara por negros de rola grande sem importar a idade ela adora chupar uma rola adora porra na garganta quanto mais melhor, e a fantasia que tenho foi realizada, isso aconteceu semana passada 20 de fevereiro 2004, estávamos fazendo uma pequena obra na nossa casa meu pai me deixou tomando conta da obra e viajou como sempre, o pedreiro era um senhor de 40 anos e seu filho ajudante o Roberto vou chamá-lo de Beto, ele tem 19 anos é um negro alto forte de coxas grossas braços fortes bem simpático, logo no primeiro dia percebi que minha mãe começou a se exibir para ele, ela ficava só de calcinha com uma blusa por cima e de tamanco para empinar mais ainda sua bunda, colocava um chortinho bem curto e passava pela área de serviço onde Beto trabalhava, ela lavava roupa no tanque enquanto ele batia a massa de cimento, cheguei de surpresa e vi que ele não parava de olhar para minha mãe que rebolava a bunda escutando uma musica no radio, ele estava sem camisa com um short pequeno onde dava para ver o volume entre suas pernas um volume que não era pouca coisa, comecei a puxar assunto com ele e perguntei se ele tinha gostado da empregada que era minha mãe falei que era empregada para ele se soltar mais e falar o que pensava dela, ele ficou com uma cara de surpresa e disse: que empregada gostosa cara é a coroa mais gostosa que já vi, você já comeu ela? Quantos anos ela tem? Ela é casada? Só respondi que nunca tinha comido ela porque ela só gostava só de negros bem dotados e novo, ele deu uma risada e disse que ela tinha acabado de encontrar um negro de 19 anos e dotado de verdade e me perguntando como faria para fuder ela, eu disse que se ela gostasse ela daria em cima de você e perguntei quanto media o cacete dele ele disse que tinha 23cm e de grosso calibre, fiquei impressionado na hora com a idade e o tamanho, pensei esse é o cara que vai fuder minha mãe, falei a verdade disse a ele que ela era minha mãe ele ficou sem jeito mas eu disse para ele ficar tranqüilo eu não ligava estava acostumado, ele olhou para mim e perguntou rindo: ela gosta mesmo de negros bem dotados? Eu rir e disse que sim e sai andando ele continuou a trabalhar e a olhar para minha mãe, final de tarde quando ele estava indo embora ele parou e falou no meu ouvido olhando para minha mãe que estava com um short de cótom branco que mostrava a calcinha enfiada na bunda e disse: vou comer sua mãe na mão hoje, eu dei um sorriso e disse: vai fundo garoto, falei tudo pra minha mãe ela ficou toda animada e empolgada, disse que queria ver o pau desse garoto de qualquer forma queria ver se era isso tudo que ele tinha falo, no dia seguinte no sábado minha mãe queria provocá-lo colocou seu menor biquíni onde revelava seu corpo exagerado e foi tomar sol na área de serviço bem na frente de Beto que estava fazendo um pequeno serviço tapando uns pequenos buracos, só tinha vindo ele o pai dele ficou em casa, eu já tinha acertado com minha mãe que se rolasse algo levasse ele para o quarto do meu pai que eu já estaria no forro, minha mãe pediu a Beto que tapasse um buraco no quarto dela, ela depois me disse que ele não conseguia esconder o volume no short que deixava minha mãe cada vez mais molhada, quando chegaram no quarto Beto pergunta: onde é o buraco dona Marta? Ela responde desfazendo o laço do biquíni: aqui Beto tapa esse buraco de baixo mas primeiro quero que tape minha boca com sua rola, minha mãe sempre da uma chupada primeiro antes de dá a buceta ela diz que a primeira gozada tem que ser na boca, Beto imediatamente coloca o seu mastro pra fora que já estava no ponto e se aproxima da minha mãe, minha mãe abriu cada olho quando viu o cacete dele e sem pensar puxou com uma das mãos e começou a chupar chupava sem para com rapidez e habilidade a rola dele mal cabia na boca dela, minha mãe batia uma punheta enquanto falava: goza na minha boca meu negro lindo vou engolir sua porra todinha sem deixar cai uma gota se quer no chão, o Beto ouvindo isso pegou minha mãe pelos cabelos puxando contra sua rola gigante fazendo ela se engasgar, mas ela assim mesmo continuava o boquete que não durou 5 minutos ele começou a gozar na boca da minha mãe era tanta porra que saia dos cantos da boca dela que minha mãe começou a turcir, ele dizia: engole tudo sua puta safada como uma puta deve engolir porra de negro, e minha mãe engolia tudo sem parar e o pau dele não queria ficar mole ele deitou ela na cama abriu as pernas dela e foi enfiando bem devagar, minha mãe com a cara e cabelos melados ainda chorava de tesão ela já estava gozando antes dele meter inteira, ela dizia: vai Beto fode minha buceta meu gostoso chifra o corno do meu marido me come me fode enfia toda sem parar, ai Beto começou a estocar na buceta da minha mãe sem parar, acho que escutando isso ele gozou rápido jorrou mais porra agora dentro da buceta da minha mãe, mas minha mãe não estava satisfeita e começou a chupá-lo novamente até o cacete dele ficar duro novamente, Beto colocou ela de 4 e começou a forçar seu cuzinho que entrou com uma certa facilidade Beto a segurou pela cintura e começou a comer o cu dela com força dava pra escutar o barulho alto que as pernas dele fazia em contato com a bunda da minha mãe, minha mãe gemia feito uma cachorra Beto comeu o cu dela por 10 minutos depois ele passou para buceta dela ela ainda estava de 4, Beto comeu comeu os dois estavam molhados de suor minha mãe pedia mais e ele metia sem parar já tinha 30 minutos que comia a buceta dela no mesmo ritmo ai ele passou a comê-la de ladinho minha mãe mordia os lábios virava os olhos a cada gozada, era bonito ver o contraste da pele negra e branca, ele era minto exagerado não parava de comê-la, eu já tinha batido 3 punhetas, ele abriu as pernas dela a deixando parecendo frango assado e começou a estocar com mais força ai não demorou muito ele começou a gozar dentro dela um gozo demorado como nunca vi ele tirou o pau ainda meio mole mas banhado de porra e colocou na boca dela, ele dizia que minha mãe era a mulher mais gostosa da vida dele ele ria atoa, ele acabou dormindo minha mãe se levantou ainda nua e foi fazer a comida, eu desci do forro arrumei minhas malas e fui para o litoral afinal é carnaval, não sei o que mais rolou pois voltei hoje e hoje estou publicando o conto, quem quiser falar sobre minha mãe terei o prazer de falar sobre ela e quem sabe um encontro. Leiam os contos anteriores.
                                
                                


Ficha do Conto

Escritor:
rela846926

Nome do conto:
Relatos de Minha Mãe 7

Codigo do conto:
2121

Categoria:
Heterosexual

Data do Envio:
07/03/2004

Quant.de Votos:
1

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
1949 Relato de minha mãe Heterosexual 1
1950 Relato de minha Mãe 2 Heterosexual 1
1951 Relato de Minha Mãe 3 Heterosexual 1
1952 Relatos de Minha Mãe 4 Heterosexual 1
2119 Relatos de Minha Mãe 5 Heterosexual 1
2120 Relatos de Minha Mãe 6 Heterosexual 1
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA