Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





Transei com meu primo enquanto meu marido dormia


Esse fato aconteceu de verdade, no ano passado, no apartamento de minha irmã ...
Bem, tudo começou quando minha irmã me ligou avisando que ela e mais outra prima que faz aniversário na mesma época que ela, iriam dar uma festa pra comemorar o aniversário delas. Naquela época, as duas dividiam o apartamento ...
Eu e meu marido, que adoramos uma badalação, aceitamos o convite mais do que depressa.
Fiquei sabendo que ela havia convidado também, mais dois primos nossos que também moravam em outra cidade. Sem contar os amigos e amigas das duas.
Chegou o fim de semana em que ia rolar o festerê e eu e meu amor nos preparávamos para ir pro apartamento de minha irmã, que ficava numa cidade há mais ou menos três horas de onde moro. Fomos numa sexta a noite, e só voltaríamos no domingo.
Chegamos lá, jantamos, pegamos um cineminha, nós quatro: eu, meu marido, minha irmã e minha prima ...
No sábado, acordamos e já foi uma correria total, com os preparativos da festa, estávamos todos atarefados ...
À tarde, meus primos chegariam ... como estavam todos ocupados, tive que ir buscá-los na rodoviária, já que preferiram ir de ônibus, ao ter que dirigir horas pra ir e depois pra voltar ...
Fiquei meio constrangida, já havia tido uma 'história' com um dos meus primos, e revê-lo depois de tanto tempo, me deixou um tanto envergonhada ...
Vamos chamá-los de Bruno e Fabrício ...
Quando era mais nova, vivia brincando de médico com Bruno, e depois, quando adolescentes, tínhamos tido um caso tórrido (que como a maioria dos namoros entre primos, acabou porque a família foi contra) ... o que me deixou constrangida, ao encontrá-lo novamente. Faziam aproximadamente uns 6 anos que não nos encontrávamos, desde a última vez que o havia visto.
Tudo bem, tentei agir com naturalidade, já que ele também, tentava se portar da mesma forma.
Demos uma passadinha no salão para eles comprimentarem o pessoal e conhecerem o lugar, e de lá fomos até o apartamento de minha irmã, para deixarmos as coisas deles lá.
Não demorou muito, e minha irmã, meu marido e minha prima também vieram, afinal tínhamos que nos arrumar pra festa.
Nos arrumamos todos e fomos pro salão. A festa foi uma maravilha, o lugar ficou lotado de amigos e todos estavam se divertindo muito ...
Acabei me excedendo um pouquinho na bebida, já que não estou acostumada a beber, e fiquei mais na mesa do que na pista de dança que eles montaram ...
Meu marido sempre vinha ver se eu estava bem, se precisava de alguma coisa ou se queria algo pra comer ou beber ... atencioso ao extremo, como sempre e até hoje.
Apenas disse que me sentia um pouco tonta por causa da bebida e por isso não queria ficar na pista junto com ele ...
Então, já despreocupado, ele ficou mais sossegado e foi se divertir com o pessoal que ele já conhecia ...
Nisso, meu primo sentou junto comigo e perguntou se eu estava bem, expliquei que sim e ficamos conversando um pouco ...
Ele começou a lembrar da época do nosso namoro, e disse que nunca mais tinha conseguido amar outra pessoa com a mesma intensidade, na hora gelei, já que ele também tinha sido o primeiro e grande amor da minha vida ... amo meu marido, sou muito feliz com ele, mas não sinto toda essa euforia que sentia pelo Bruno ... com o meu marido, é um amor sereno, e já com meu primo, era aquela coisa louca, incontrolável ...
Fiquei bem na minha, até porque, trair meu marido e me envolver outra vez com o Bruno não fazia parte dos meus planos. Quanto mais eu tentava mudar de assunto, mais ele tentava me lembrar dos momentos que passamos juntos ...
pedi licença a ele, e voltei pra pista, junto com meu marido, tão tonta que tive que ficar escorada nele o tempo todo ...
Aquela festa parecia que não tinha fim, e aquela conversa que tivemos ficou martelando em minha cabeça ...
Pedi pro meu marido pra que fôssemos embora antes, alegando que não me sentia muito bem ... Ele que também havia bebido um pouco, concordou e fomos na frente.
Chegamos no ap da minha irmã, tomamos um banho e fui pra cozinha beliscar algo, já que não havia comido quase nada na festa, enquanto isso meu marido foi se deitar ...
Quando entrei no quarto, gelei ... o quarto era bem pequeno, e vi dois colchões de casal encostados um no outro ... e meu marido já dormia tranquilamente no canto esquerdo de um dos colchões, deitei ao seu lado, e rezei pra que minha irmã e minha prima dormissem no outro colchão e meus primos no outro quarto, que era de minha irmã.
Não demorei a pegar no sono, por causa da bebida, e nem estranhei dormir do lado direito, já que sempre dormi do lado esquerdo na nossa cama ...
Nem vi a hora que o restante do pessoal chegou ... estava apagada mesmo ...
Durante a madruagada, me encostei em Bruno, crente que era meu marido (já que smepre dormia do lado esquerdo, lembram?) ...
Ele então começou a me acariciar e colocar a mão por baixo do meu babydoll, passava a mão em meu peito e alisava o biquinho que já estava duro ... começou a descer a mão até chegar em minha bucetinha que já estava pingando de tesão ... começou a me bolinar, a tocar meu clitóris, já estava me contorcendo e gemendo, então ele colocou sua mão em minha boca, pra mim não gemer e não acordar nem meu marido e nem meu outro primo que dormia na outra ponta do outro colchão.
Coloquei a mão em seu pau, e estava duro feito pedra. Eu ainda tonta com o efeito da bebida, estava ficando extasiada, excitadíssima com aqueles toques na minha buceta ...
Ele então foi tirando a parte de baixo do meu babydoll e seu short também, por incrível que pareça, ainda estava crente que era meu marido ...
Começou a puxar minha calcinha pro lado e esfregar seu pau na minha xaninha molhadinha, foi então que tirei minha calcinha e me virei de frente pra ele, coloquei uma perna sobre sua cintura e quando ele me beijou que constatei que era Bruno, tentei fugir, mas ele de uma vez só me penetrou com força e me arrastou até o chão, se continuássemos ali no colchão, acordaríamos os dois ...
Já no carpete do quarto, ele me fodia gostoso, e nem tentei mais fugir, estava adorando sentir aquele cacete dentro de mim outra vez ...
Ele então sussurrou em meu ouvido que eu ainda pertencia a ele, e que meu casamento não ia acabar com aquele fogo que queimava nossa pele, aquele tesão que só nós dois sabíamos o que era ...
Aquela voz rouca, num sussurro, me excitou mais ainda ... virei-me de quatro e ele mandou ver ...
Estava quase gozando quando ele tirou seu pau de dentro de mim, deitou-se no chão e começou a me chupar e bater punheta ao mesmo tempo ...
Gozei na boca dele e ele também gozou ... ele sugava minha buceta, lambia tudo, e eu ali gozando feito louca, calada e me contorcendo toda com os espamos que estava tendo ...
Levantei e fui ao tomar uma banho, ele veio atrás de mim e acabamos tomando um banho juntos ...
Saímos, e sentamos no sofá, no escuro, e ele pediu pra voltarmos, que eu me separasse do meu marido pra ficar com ele ... nos beijamos muito e acabamos transando ali mesmo no sofá ...
Me lavei novamente e me deitei ao lado esquerdo do colchão, abracei meu marido como se estivesse me protegendo das investidas de Bruno.
Essa foi a última vez que nos vimos, não quis acabar com meu casamento que me faz tão feliz ...
Me arrependo muito do que fiz com meu marido, ele não merecia, mas a carne foi mais fraca ... e além do mais, quando vi que era o Bruno, ele já estava dentro de mim, metendo como louco, não tinha mais como fugir ...


Ficha do Conto

Escritor:
cínthia

Nome do conto:
Transei com meu primo enquanto meu marido dormia

Codigo do conto:
2164

Categoria:
Incesto

Data do Envio:
20/03/2004

Quant.de Votos:
7

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA