Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web
   Videos Porno
   Porno Tube

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





Prazeres carnais iniciados em um banheiro.


Nosso relacionamento, meu e do Heitor, estava ótimo, tínhamos sempre ótimas transas, quase sempre chegavamos a orgasmos, porém como não podia ser diferente, nosso relacionamento era aberto, bem liberal, podíamos transar com outros sem culpa e até pq curtíamos mulheres tbm. Falo isso pq esse conto não é sobre o Heitor, então vamos lá!
Na época eu tinha 18 anos, estava cursando Arquitetura na universidade federal daqui, muita curtiçao como sempre, ia a bares tomar umas cervejas com amigos, muito sexo com o Heitor, garotas e garotos. Era um sábado, começo de mes, eu estagiava ja numa empresa de Arquitetura, ganhava um sálario razoavel e havia recebido pagamento no dia anterior. Meu sábado começou como qualquer outro, acordei ja na hora do almoço, pensem na dor de cabeça... Culpa das bebidas da noite anterior. Fui tomar um banho e aproveitei pra bater uma punheta, dar uma relaxada; Desligo o chuveiro e fico lá, varios minutos de olhos fechados pensando em alguma cena bem gostosa, geralmente com outro(s) homem(ns); Meu pau tem 18 cm ereto, ele é reto, pouco curvado pra cima e algumas veias bem aparentes, como podem notar no meu nome, sou circuncidado. Gozei gostoso, dei até uns gemidos de tesão como sempre. Depois do banho, desci pra almoçar, sozinho, meus pais ja haviam almoçado hehehe. Pela tarde lavei meu carro, tinha uma saveiro na época. Capotei depois, tava cansadão e acordei la pelas 18 hrs com um amigo ligando, chamando pra assistir um filme com a galera, aceitei e marcamos de se encontrar no shopping mais tarde, o filme começava as 22 hrs. Fui tomar outro banho já, iria mais cedo pq queria comprar umas roupas antes das lojas fecharem. No banho, fiz a barba e dei uma aparada nos pelos lá de baixo; Corto com a tesoura os acima do penis e deixo no zero o saco e a região do ânus; Por falar em ânus, dei uma lavada já nele com a mangueirinha que vcs devem conhecer... Fico de pau duro na hora toda vez que enfio ela... Banho tomado, desci pra avisar minha Rainha que ia dar um rolê; meu Rei estava roncando em seu quarto, peladão, acho que puxei ele no jeito de dormir...
Era por volta de 19:15 parti pro shopping, jantei por lá msm, comprei umas roupas e sapatos e os ingressos da galera, que chegaram lá pelas 20:30. Três amigos da facul, bonitos, são gente boa; Tomamos uma torre de chopp e ficamos dando bobeira até o filme começar; Nessa altura nem me lembro que filme era... Na fila conheci uma garota, iria assistir a outro filme mas até rolou um beijo antes de entrarmos, ela me passou seu telefone, coloquei no bolso e fui pra minha sala.

Assistimos o filme, de boa, se não me engano era Anjos da Noite; Sessão acabou, nós saímos e não encontrei a mina lá fora, descobri que o filme dela acabava antes... Po, perdi meu lanchinho...

Fui com a rapazeada, pagamos o estacionamento e ngm chegou a um acordo do que fazer, era umas 00:20, eu daria a ideia de uma foda grupal, um gang, mas nem rolava, sei que não curtiam... Os três tinham vindo juntos, num carro só, então nos despedimos e fomos em direçao aos nossos carros, que estavam em estacionamentos diferentes do shopping. Indo pro carro, deu aquela vontade de mijar, que quase não segurei hhehehehe entrei no banheiro, tava até meio cheio com o pessoal que tava no cinema, pq o shopping ja havia sido fechado faz horas. Fui no penúltimo mictório, e de acordo com a Lei de Murphy, vc entra no banheiro e fica de pau duro, é incrível, sempre acontece comigo; Tirei o pau pra fora e nem sinal do mijo vir... Fiquei "batendo uma punheta muito devagar" enquanto esperava meu amigo amolecer. Tinha um homem no último, ao meu lado, ja quando cheguei, tava na mesma: dando uma brincada com um amigo, provavelmente esperando o mijo aparecer... Ele devia ter uns 45 a 50 anos, alguns fios grisalhos em meio aos cabelos pretos, uma barriguinha aparente de cerveja e era alto também, devia ter 1,78 1,80; No geral era um Homem bonito, bem cuidado e notei uma aliança em sua mão esquerda, era casado.

Ele puxou assunto, perguntando se tava tudo certo, respondi que sim e perguntei com ele, me disse que sim também. Nessa hora o banheiro ja estava ficando vazio. Penguntei a ele se estava assistindo Anjos da Noite também, disse que sim. Nisso chegou mais um cara, parou em frente ao mictório pulando um do meu, ficando um entre a gente. Comecei finalmente a mijar, ainda estava meia-bomba meu pau, quando ocorreu algo que não esperava... Este Homem que estava ao meu lado, começou olhar fixamente a urina saindo de mim, mordeu o lábio inferior, suavemente, esticou o braço e substituiu minha mão, segurando-o pra mim. Fiquei meio sem reação no momento, apenas deixei ele segurar enquanto ainda mijava e olhava pra ele, já acelerando sua punheta com sua mão esquerda. As últimas gotas saíam enquanto ele sacudia pra cima e pra baixo, devagar, e aquilo me deixou de pau duro novamente, senti endurecer na mão dele que me deu um sorriso enquanto espiava o outro Homem; foi aí que o outro se aproximou (ja se encontrava só nós tres no banheiro) se abaixou dobrando as pernas ao meu lado, pegou meu pau em suas mãos e enfiou com gosto na boca enquanto apalpava minha bunda; Ele chupava com muita vontade, fazendo barulhos com a boca enquanto me sugava e lambia ao msm tempo; O outro, meio inacreditado, igual eu, começou me apalpar também enquanto se masturbava, já insanamente também, quase na msm velocidade que o outro colocava e tirava meu pau de sua boca e me masturbava ao mesmo tempo; O que me chupava, parecia ter uns 20 e poucos anos, cabelos loiros escuros, arrepiado, sobrancelhas bonitas puxadas para o loiro tbm, tinha o rosto bonito, bem masculino, corpo parecido com o meu, definido, alto e usava 212 Sexy Man, reconheci o perfume hhehehe; Acariciava-o na cabeça enquanto estava receioso se entraria alguém. O quarentão chamava-se Edgar e o loiro, Renan. Enquanto ousei um beijo ao Edgar, molhado, quente e ofegante, Renan parou para respirar, dando uma última sugada em minhas bolas...
Ele se levantou e dei-lhe um beijo também, sentindo o gosto da baba que já saía do meu pau, querendo algo mais. Enquanto guardavamos nossos penis em suas devidas cuecas, Edgar disse: - Vamos para minha casa, minha mulher está viajando e quero terminar o que comecei. Enquanto saíamos dos mictórios, notei o volume na calça do Renan, estava para rasgar seu jeans, dei uma pegada com jeito no seu documento e ele soube na hora que eu recompensaria-o pelo delicioso boquete, enquanto lhe direcionava uma piscada... Fomos cada um para nossos carros, eu e Renan seguiriamos Edgar até sua casa.

Chegamos na casa dele, num bairro muito afastado do meu, mas sem problemas, o motivo valia a pena. Edgar nos disse que era sua primeira vez, queria tomar os cuidados necessários e apesar do tesão de todos, pediu-nos paciência... Renan me disse: - Tu ajuda ele com a higiene? Respondi: - Claro, sem problemas... Enquanto íamos para o banheiro, em seu quarto, vi Renan pegando uma cueca de Edgar e cheirando-a, aquilo me excitou...
Já no banheiro, peladões, pude apreciar o penis de Edgar, era bonito, cabeça rosada, tinha cerca de 14 15 cm, duro, e bastante pelos. Disse a ele que por questões de higiene, costumamos limpar o ânus antes de relações, e como previ que também transaríamos sem camisinha, mais um motivo para tal; Ele fez certinho, até gostou da mangueirinha jorrando água dentro dele; Me pediu que o penetrasse primeiro, antes do Renan e logo em seguida me confidenciou que na ausência de sua mulher, costumava se masturbar analmente, pq sentia um prazer inexplicável... Que Homem não sente, né?! :D
De volta ao seu quarto, encontramos Renan peladão também, deitado na cama; Corpo bonito, liso, tinha uma pimenta tatuada no osso do quadril e comprovei o volume que havia visto e pegado em sua calça, o cara tinha uma verdadeira tora, se não do mesmo tamanho do de Edgar, pouco maior, mas bem grosso principalmente no meio. Ele disse: - Vem cá cachorrão, balançando o pau, chamando Edgar que subiu na cama e caiu de boca na tora do Renan; Chupava meio sem jeito, deixando todo lambuzado de baba, do jeito que gosto... Subi na cama também, por trás do Edgar e comecei lamber seu cuzinho, que o contraía, desacostumado com tanto prazer... Enfiei o dedo médio nele que gemeu ao mesmo tempo, começou a subir o corpo do Renan, beijando e lambendo-o, principalmente o peito, enquanto eu o penetrava com o dedo; Chegou a boca dele e ficaram se beijando sem receio e pudor, ouvindo o barulho das línguas se enroscando me aproximei também e demos um delicioso beijo triplo, muito gostoso. Fui até minha calça pegar umas camisinhas, sempre carrego onde vou, voltei pra cama e dei um belo tapa na bunda do Edgar que soltou um gritinho, seguido de um filho da puta hehehhehee, perguntei se ele tava preparado, ele respondeu manda ver; Coloquei a camisinha, fiz a primeira tentativa e não entrou... Dei umas cuspidas no seu cuzinho, no meu pau (nunca falha essa), tentei de novo e começou entrar, lentamente, enquanto ele chupava o Renan, gemia, mas sem qualquer pedido para que eu parasse; Continuei penetrando ele, ia e voltava, cada vez mais rápido, alternando tapas em seu bumbum e ouvindo os mais variados tipos de xingamentos. Fiquei bombando forte em seu cuzinho por cerca de 4 minutos, quando ele pediu que eu gozasse, queria logo sentir a sensaçao e o gosto de porra quentinha; Tirei a camisinha, dei mais umas estocadas, aí deitei em cima de suas costas, apertei forte seus peitos e gozei como um animal dentro ele, enquanto ele gritava e se contorcia tendo um delicioso orgasmo, o qual compartilhei com ele, respirando quente e ofegante em sua nuca; Tirei meu pau de dentro dele e ele começou jorrar meu gozo para fora, caindo quase tudo em minha barriga... Virei-o e segurei sua cabeça enquanto lambia o gozo dos poucos pelos de minha barriga. Ele se deliciou com isso. Enquanto Edgar recuperava o ar, deitado, quis sentir a tora do Renan dentro de mim, sentei no seu colo, ele deu um sorrisão e perguntou: - E aí, vc aguenta? Respondi: Sem problemas. Ele colocou uma camisinha xl, posicionei na entrada do prazer masculino e fui sentando enquanto aquilo me rasgava... Me senti perdendo a virgindade novamente, com aquela dor inicial, enquanto o órgão é penetrado pra dentro da gente... Mordia os lábios e gemia enquanto ele sorria. Fiquei subindo e descendo, bem gostoso, com meu pau, já duro novamente, batendo em sua barriga; Aí fiquei parado e ele começou a movimentar o quadril, subindo e descendo, quando cansou, trocamos de posição, deitei no lugar dele, ele ficou segurando meus pés no alto enquanto metia sem dó, fazendo barulhos com o choque dos nossos corpos; Ele começou a lamber meus pés, chupar meus dedos (algo que eu percebi que gostava, e muito), ele disse que tava perto de gozar, e me perguntou com um sorriso safado: - Tu engole ou cospe??? Respondi: - Engulo com prazer, mas e vc, já sentiu o gosto da sua porra??? O sorriso ficou maior, tirei a camisinha dele e comecei a chupar aquela pica deliciosa, com a cabeça puxada pro roxo, e circuncidado também; Ele contraiu a barriga e soltou não muitos jatos dentro da minha boca, era bem líquido seu gozo, porém suficiente para eu lhe dar um beijo e compartilhar com ele seu próprio esperma enquanto escorria por nossos queixos.... Meu cuzinho estava ardido de prazer, tesão e loucura. Edgar foi pegar umas cervejas para nós, Renan estava deitado de bruços; Me passou pela cabeça e vi ali a oportunidade perfeita de "forjar um estupro", algo que ja havia feito com o Heitor.... Deitei por cima dele, mordi sua orelha e disse em seu ouvido: - Sou eu que vou te rasgar agora... Ele respondeu: - Me come sem dó então cachorrão... Posicionei meu pau na entrada do seu cu, sem camisinha msm, entrelaçei nossas pernas, segurei seus braços e comecei a comer ele, devagar, ele tentou sair, sem chances, e riu... Edgar voltou falando: - Essa eu quero ver, ja se punhetando e tomando uma garrafa de cerveja. Comecei a meter mais forte, enquanto ele fazia força pra sair e não conseguia. Eu estava metendo com tanta força e tão profundo, que meu pau ja estava começando doer enquanto ele gemia alto, deixei um braço seu escapar... Ele colocou na minha nuca, puxou minha cabeça até sua outra orelha, e enquanto eu a mordia, deixando as marcas de meus dentes, gozei forte dentro dele, que gritava e me xingava ao msm tempo... Edgar ria e gozava também em cima da cama. Renan acredito que teve um orgasmo também, pois sorria enquanto respirava pela boca... Deitei ao seu lado, e dessa vez era eu que recuperava o fôlego, com uma garrafa de cerveja ja na mão e ouvindo Edgar dizer que aquilo tinha sido incrível.... Acredito que havia acabado meu estoque de leite já, e enquanto tomava minha cerveja sentado na cama, Edgar chupava e lambia meu peito todo suado, onde eu havia deixado crescer pouco os pelos; Aquilo foi uma delícia....
Edgar nos convidou para dormir lá aquela noite, Renan disse que depois de ser estuprado, iria tomar um banho e queria sua mãe... Todos rimos... Não pude negar o pedido, e enquanto Renan foi embora após tomar banho, fiquei para dormir com Edgar.

Tomamos mais umas cinco garrafas de cerveja, e só me lembro de ter capotado, de conchinha com ele....

Pela manhã, acordei sozinho na cama, era umas 10 horas; Ao lado, um bilhete que dizia: Alex, tive que dar uma saída e não tive coragem de te acordar... Se eu chegar e vc já tiver ido, espero que volte sempre, fique com meu telefone (...)! Espero ser sua refeiçao novamente, seu animal gostoso!
Bati uma punheta, tendo flashes da noite anterior. Peguei minha cueca no chão, boxer branca, e gozei nela.... Fui para o banheiro tomar um banho, passando por inúmeras garrafas de cerveja no chão :P Saí do banho, vesti minha calça, sem cueca msm, iria deixar a minha de lembrança para ele, toda gozada; Peguei a chave do carro, uma cueca dele no cesto de roupas sujas, cheirando a Homem, tinha até uns pentelhos hehehheh, levei em troca da minha... E fui embora, digirindo sem camisa, com um cigarro na boca e o bilhete de Edgar guardado na carteira....

Foto Perfil circuncidado

Ficha do Conto

Escritor:
circuncidado

Nome do conto:
Prazeres carnais iniciados em um banheiro.

Codigo do conto:
25509

Categoria:
Gays

Data do Envio:
04/02/2013

Quant.de Votos:
7

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Ultimos Comentários
Comentado por: caze em: 11/02/2014
muito bom me deixou de pau melado tesão da porra .
Comentado por: dougnog em: 16/01/2014
muito bom o texto. muito boa a vivência. hmmm.
Comentado por: falo16x4 em: 06/03/2013
Caralho, cidadão que história maravilhosa, fiquei com pau até doendo de tão duro e gozei pra caralho.
Comentado por: terranova em: 05/02/2013
Que delicia isso,maravilhosoooooooo, deu agua na boca , kikk ,bjs
Comentado por: JECROSA1 em: 05/02/2013
GOSTEI CARA! VOCÊ É MUITO BOM ESCREVENDO E NÃO TEM ERROS DE PORTUGUÊS E DE GRAFIA, COMO A MAIORIA DOS CONTOS AQUI ESCRITOS... MEUS PARABÉNS... CONTINUE ESCREVENDO, VC TEM FUTURO GAROTO!!! UM GRANDE ABRAÇAR... DO AMIGO, JECROSA

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
25258 Primeira experiéncia, com melhor amigo. Gays 16
25398 Atitude, coragem e tesão. Gays 5


© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA