Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





ME COMERAM NO MATINHO



Na época do colégio, costumávamos voltar para casa pegando um atalho no meio de um grande terreno baldio cheio de mato e árvores. Um desses dias, eu estava acompanhado de dois meninos mais velhos, o Marcelo e o Abreu. Quando estávamos no meio da mata, eles me pararam e pediram para eu colocar o material escolar no chão.

Eu logo desconfiei:

- O que vocês querem?
- Te acalma, cara. A gente só quer se divertir um pouquinho...
Fiz menção de ir embora, mas eles me seguraram:
- Relaxa, cara, a gente não vai te machucar. E se não estiver gostando, Pode ir embora, palavra de honra.
- Vocês deixam eu ir embora mesmo?
Os dois me olharam.
- Fica frio. Se você não gostar, pode ir embora. Agora coloca a mochila no chão e vem aqui.
Coloquei as coisas no chão e me aproximei deles. Os dois abaixaram a calça do colégio e as cuecas e pularam dois cacetes enormes.
- Vem mamar, vem!
- É, vem tomar leitinho...
Eu me abaixei e peguei a pica do Marcelo. Ela pulsava na minha mão. Timidamente, coloquei na boca. O Marcelo pegava minha cabeça e apertava na direção do seu pênis.
- Isso, chupa minha rola, chupa, seu viadinho. Chupa com essa tua boca gostosa...
– Ei, eu também quero. – reclamou o Abreu. Vem chupar a minha pica, vem!
Troquei de lugar e comecei a chupar a pica do Abreu, enquanto o Marcelo alisava a minha bunda por cima da calça.
- Abaixa a calça que eu quero ver o teu cu. – ordenou ele.
Sem tirar o cacete da boca, abaixei a calça e empinei a bunda.
- Olha só que bunda branquinha e lisinha... parece bundinha de bebê.– dizia o Marcelo, acariciando minha bunda e metendo o dedo na direção da entrada do meu cu. Vem chupar o meu pau, vem, viadinho...
Mais uma vez troquei de pau e comecei a chupar a pica de Marcelo enquanto ele dizia:
- Molha bem pra facilitar eu meter no teu cu...
Quando ele achou que já estava bem lubrificado, foi para trás de mim e começou a meter no meu cu. O Abreu aproveitou e colocou o pau de novo na minha boca.
- Caralho, que cu gostoso! Rebola, rebola na minha pica, seu viado, rebola! – dizia isso e dava pequenos tapas nas minhas nádegas.
O Abreu devia estar na secura há muito tempo, pois logo gozou, lambuzando a minha cara e a minha boca de porra. Ele começou a apertar o caralho para tirar o resto de esperma enquanto dizia:
- Lambe para tirar o resto de leitinho, lambe, seu viado...
Lambi tudo, até deixar o seu pênis completamente limpo, enquanto o Marcelo metia no meu rabo.
- Viado do cu gostoso! Rebola para o seu macho, rebola!
Eu respondia rebolando o cu na pica dele, até ele não agüentar mais e me puxar na direção dele, inundando o meu rabo de porra.
Nisso o Abreu já estava recuperado e atacou o meu cu assim que o Marcelo tirou. A penetração foi mais fácil por causa da porra que enchia o meu cu, mas o pau dele era maior e ele estocava com tanta força que eu tive de me segurar em uma árvore para não cair.
- Você ta gostando, né? Ta gostando da minha jeba enfiada no teu rabo.
Eu gemia que sim ele enfiava mais fundo.
Devia estar há um ano sem gozar, pois quando tirou o pau de mim, a porra escorreu pela minha perna. Depois disso, o Marcelo gamou na minha boca e sempre pedia para eu chupar ele na hora do intervela da escola, mas eu conto depois.

Se você gostou desse relato, entre em contato comigo. Moro em Macapá e não sou afeminado. Dou preferência a homens com mais de 30 anos.


Ficha do Conto

Escritor:
Casado bi

Nome do conto:
ME COMERAM NO MATINHO

Codigo do conto:
2565

Categoria:
Gays

Data do Envio:
17/06/2004

Quant.de Votos:
4

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
2338 Meu macho me transformou em boneca I Travesti 1
2339 Virei boneca para passar de ano Travesti 5
2340 Marido e mulher me comeram Gays 3
2341 Marido e mulher me tranformaram em menininha Travesti 5
2342 Minha primeira vez como boneca Travesti 5
2343 Virei putinha pelo telefone Travesti 1
2558 Ela me convenceu a dar o cu Gays 3
2559 Menage bi Gays 3
2560 Swing bi Grupal e Orgias 4
2561 Meu macho e minha mulher me comeram Grupal e Orgias 4
2562 Estuprado no banheiro da escola Gays 2
2563 Arregaçaram o meu cu no escurinho do cinema Gays 3
2564 LEITE MOÇA COM PEPINO Gays 2
2566 Leitinho na hora do intervalo Gays 2
2892 Suruba bi - parte 1 Grupal e Orgias 0
3554 ANINHA, A NOSSA CROSSDRESSING Travesti 2


© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA