Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web
   Videos Porno
   Porno Tube

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





Minha mãe com os amigos.



Chamo-me Armando e tenho 19 anos. Como todo adolescente tenho minha turma de amigos do prédio que está sempre junta. Na turma somos 9 ou 10 amigos mas na realidade tem 4 que são meus melhores amigos e sempre freqüentam minha casa.
Meu Pai viaja muito, normalmente passa 3 a 4 dias da semana fora deixando minha mãe sozinha comigo (sou filho único). Minha mãe é deliciosa, foi mãe jovem e hoje tem 35 anos. Como não trabalha tem bastante tempo para cuidar do corpo e ficar sempre bela para quando meu pai chega.
Ela tem 1,76 altura, 59kg. (esbelta), cabelos loiros liso e olhos verdes... Malha de 2 a 3 horas em uma academia além de praticar esportes como correr e jogar vôlei no prédio.. Foi eleita pela turma a mãe mais linda entre nossos amigos e tenho certeza que é objeto de desejo de meus amigos.. Vou contar algo que aconteceu a cerca de 3 meses durante uma das viagens de meu pai.
Durante à tarde enquanto jogávamos bola no prédio acabou rolando uma aposta.. coisa de moleque.. quem perder faz QUALQUER COISA que o ganhador queira... e acabei perdendo... Tava esperando uma babaquice qualquer como pedido quando me surpreendi com o valor da aposta.. Marcio (o ganhador) me disse que ele queria ver a minha mãe nua... tomando banho... ele e a turma toda... Fiquei puto da vida e disse que não...mas como aposta é aposta acabei tendo que ceder conseguindo reduzir a turma para meus 4 amigos.. Marcio, Léo, Ricardo e Jader....
Como morávamos no mesmo prédio eles sabiam que dava pra ver o banheiro pela área de serviço e combinamos que quando ela chegasse da academia eu pagaria a aposta... Dito e feito.estávamos todos os 5 em casa vendo Tv quando ela chega da academia... roupa de lycra.... apertada... passou por nós e falou que voltava para conversar após o banho... Esperamos a água começar a cair e fomos para a área... a janela não era grande.. logo só 2 de cada vez podiam olhar... Marcio e Léo foram os primeiros... viram-na se despindo.. tirando cada peça de roupa... e quase gozaram...
Ela entrou no chuveiro e logo Jader e Ricardo tomaram seus lugares... quando ela saiu do banho começou a passar cremes... E de repente começou a se acariciar.. os seios... as coxas.. Entre as pernas... Ricardo não agüentou e acabou caindo da cadeira que estava fazendo um barulho na janela o que alertou a minha mãe.. ela perguntou quem estava olhando e se enrolou na toalha saindo do banheiro.. Quando entrou na cozinha estávamos os 5 com cara de culpados.
Olhando para o chão enquanto ela dava uma bronca coletiva... -Vocês não têm vergonha na cara? Olhando mulher pelada pela janela ? Ainda mais eu que trato bem de vocês. E foi por ai o fora... Ela coloca a mão na cintura e olha pra nós.. e aí? Não vão dizer nada? Vão ficar de cabeças baixas feitos uns covardes? Nisso o Jader olha pra ela e diz..- Olha Tia... eu tava olhando mesmo porque você é uma delicia.. A mãe mais gostosa que eu já vi. E digo mais.. Do jeito que a senhora tava se tocando no banheiro deve estar na maior carência. Precisando mesmo de uma boa trepada. Ele falou isso e foi na direção dela. Que ficou parada olhando sem acreditar no que estava ouvindo. Ele parou na frente dela e disse: -Agora quem é que é covarde aqui ? Quero ver a senhora ter peito de tirar esta toalha e mostrar este corpinho pra nós. Quero ver se a senhora agüenta ver a gente com cara de quem quer te comer e resistir a dar pra gente...
Minha mãe imediatamente deu um tapa na cara de Jader e nisso a toalha caiu. Jader pegou a toalha no chão e fechou a porta da cozinha. Rindo falou: E agora titia... Peladinha pros meninos... Mamãe tentava se cobrir com as mãos e gritava com Jader que queria a toalha. Eu fiquei puto e disse pra ele devolver. E que isso não tava na aposta. Minha mãe ouviu a palavra aposta e parou de gritar. Olhou pra mim e perguntou: -Que aposta é esta?

Eu sem graça disse:- Perdi uma aposta e tive que deixar eles verem a senhora pelada... (vermelho de vergonha). Ela olhou pra mim.. nua... e disse :- Ok... vamos pagar a aposta então... e encostou-se a pia.. Com os braços para trás se mostrando toda para meus amigos... E disse: - pronto.. to pagando a aposta. Olhem a vontade e depois sumam daqui.
Desnecessário dizer que estavam todos de pau duro e começaram a se acariciar. Como vínhamos do futebol e estava muito quente, ninguém tava de camisa. Só short... Ela se mostrava e notou os volumes em todos os shorts... ela se virou e mostrou a bundinha, se inclinando na pia... E disse: -Olha. O show ta acabando. Quero minha toalha. Quando ela se vira.. Ricardo e Léo estão com os paus pra fora tocando uma punheta. Ela olha com cara de zangada e fala: - Isso tava na aposta também? Só falta dizer que você ia deixar eles me comerem?
Nisso Jader pergunta...- E se ele deixasse? Você dava pra nós? Acho que você ta louca por uma piroca. E foi se aproximando colocando o pau pra fora do shorts. Ela se recuou e disse: -Acho melhor para a brincadeira por aqui. Dá-me a toalha... anda.... Jader já do lado dela fala:-ok. Eu devolvo a toalha. Só toca umazinha pra cada um de nós e acaba a conversa. E nós saímos daqui.... (já quase encostando o pau duro na mão dela)...
Ela olha pra mim com cara de puta da vida e diz: -Ta vendo a confusão que você apronta? Se seu pai tivesse aqui você ia ver. E disse: -Ta bom, um de cada vez. É só uma punhetinha, e vocês vão embora e a gente finge que nada aconteceu combinado? Meus amigos se olharam e todos tiraram os shorts. Quatro garotos pelados em volta de mamãe que manda pegarem uma cadeira da copa. Ela senta e na hora é cercada por meus amigos. Com uma mão ela pega no pau de Jader e começa uma punhetinha bem de leve. Olhando seu rosto noto que ela olha com vontade para aquele cacete jovem duro, como se controlando para não colocá-lo na boca.
Eu digo que acho melhor esperar do lado de fora e finjo sair, olhando pela fresta da porta. Isso parece ser a senha pois neste instante minha mãe resolve chupar o pau de Jader e com a outra mão alcança a pica de Ricardo. Marcio e Léo se aproximam e começam a alisar o corpo dela, apertando os biquinhos dos peitos e passando a mão na bucetinha dela. Léo fala:- Tia.. Do jeito que a senhora ta molhadinha na buceta ta parecendo que a punhetinha não vai te satisfazer. Ela olha para Léo com o pau de Jader na boca e sorri.... Ela para de chupar e fala: -Vamos pro meu quarto, aqui ta meio desconfortável.
Eu não acreditava no que tava ouvindo e nisso vejo minha mãe nua passar com meus 4 amigos indo para o quarto dela. Ela passa por mim e diz:-Quem mandou apostar? Pensa melhor da próxima vez. Eles vão pro quarto e minha mãe começa a organizar. Léo se senta na cama e ela senta no seu colo. Ele fica alisando a sua bucetinha enquanto ela começa a chupar o pau de Marcio. Com as mãos ela acaricia os paus de Ricardo e Jader. Eu fico olhando da porta imaginando como isso vai acabar. E vejo Léo enfiando o dedo dentro da buceta de mamãe. Ela geme com o pau de Márcio na boca e largando o de Léo.
Começa a segurar o pau dele e começa a chupar muito. O pau de Marcio entra todo na boca de mamãe que se delicia. Léo vai chupando seus peitos enquanto Jader segura o cabelo dela e tem seu pau acariciado por ela. Léo tira o dedo da buceta dela e começa a dizer no ouvido dela pra ela sentar na pica dele. Ela ri e diz que não. Rebola no colo dele e não o deixa meter tirando o pau de Marcio da boca ela diz:- Tão querendo mais? Eu falei que era só uma punhetinha, rindo com cara de safada. E diz: -Mas se vocês pedirem bem gostoso, quem sabe eu não ajudo vocês.
E recomeça a chupar o pau de Marcio que se segura pra não gozar. Ela chupa mais forte engolido a pica dele toda enquanto os três começam a pedir pra ela dar pra eles. Ela levanta um pouco do colo de Léo e com a mão arruma o pau dele na entrada de sua bucetinha, sem parar de chupar ela vai sentando no pau dele e com um gemido abafado ela sente a rola dele inteira dentro dela. Ela rebola no pau de Léo e chupa Marcio. Enquanto Jader e Ricardo ficam olhando...
Eu na porta não estava acreditando no que via. Minha mãe dando pros meus amigos e pelo jeito ainda ia durar bastante. Mas isso tava me deixando bem excitado, na verdade meu pau tava uma pedra. Ela rebola forte e começa a sentar no pau de Léo enquanto Marcio a segura pelo cabelo e soca o pau na boca dela. Ela geme alto e o gemido é abafado pela pica de Marcio que começa a gozar na boca dela. Ele segura o cabelo dela com força e com o pau enfiado na sua boca enche a boca dela de porra. Ela tenta tirar mas ele não deixa e joga tudo dentro da boca dela.
Ela olha pra ele com cara de safada e engole tudo e fica lambendo o pau dele até deixar ele limpo. Marcio recua e sem parar de rebolar no colo de Léo ela segura nas picas de Ricardo e Jader como que se apoiando nas picas deles, ela senta com força em Léo e grita, geme alto e goza loucamente ao mesmo tempo em que Léo. Ela continua o vai e vem e grita:-- ah que delicia de porra na buceta. A quero mais e cai deitada na cama ofegante. É quando Jader afasta suas pernas e entra no meio. Ela pede um minuto para descansar mas nem acaba de falar quando sente a pica de Jader entrar de uma vez em sua buceta melada. Foi uma estocada forte e ele começa a fude-la com vontade forte e rápido.
Ela nem respira direito quando Ricardo aponta seu pau na boca dela que o abocanha, como que com fome e começa a chupar Jader, louco de tesão mete rápido e goza caindo para o lado. Marcio toma o lugar rápido e mete o pau já duro de novo de uma vez na buceta de mamãe. Ela geme alto sentindo uma rola maior entrando e continua se deliciando com o pau de Ricardo na boca. Só Ricardo ainda não tinha metido com minha mãe. Esperando Marcio que mete sem parar. Ela rebola e recebe a piroca na buceta com maestria vai deixando todos alucinados. Marcio geme e goza de novo e porra escorre pelas pernas de mamãe que ainda com o pau de Ricardo na boca. Então Ricardo fala:- Tia, agora sou eu. Fica de quatro vai. Mamãe sorri e fica de quatro e empinando o bumbum segura no lençol e fala:- Vai Ricardinho mete na titia, mete. Agora que vocês começaram só saem daqui quando eu quiser.
Ricardo segura os quadris de mamãe e enfia. Ricardo tem o maior pau de todos e mamãe grita alto e ele enfia até o talo e diz: -Toma titia, hoje você vai dar muito esta buceta e começa a meter enfiando com força. Ela se segura no lençol e grita alto:-ah. Ta doendo Ricardinho. E Ricardo mete. Quanto mais ela grita mais meus amigos ficam com tesão e nisso já tão todos de pau duro de novo. Ricardo mete rápido com força e ela berra já não se controlando mais e rebolando enquanto Ricardo metia.
Ela manda todos ficarem em fila e assim que um gozar o outro entra direto. A cena é patética, meus amigos em fila de pau duro e minha mãe de quatro berrando. Ricardo mete mais forte e mamãe começa a gozar. Um gozo forte. Ela geme alto e berra: -ah to gozando. Ah que tesão. Ah Ricardo começa a gozar. E ele jorra porra dentro dela. Ele fica metendo e gozando. Dá pra ver a porra escorrendo da buceta dela e eu louco de tesão começo a bater uma punheta. Jader vai ao banheiro e pega uma toalha, e quando Ricardo tira a pica ele começa a secar a buceta dela que geme e pede para que não parem. E implora que metam logo. Jader joga a toalha de lado e começa a meter. Soca o pau nela com força e ela grita, geme. Derrepente para minha surpresa ela me chama e vendo que eu to batendo uma punheta pega no meu pau e coloca na boca. Minha mãe me chupando e levando vara. Jader que mete forte diz:- Titia putona queria pica né. E começa a dar umas bombadas com mais força e começa a gozar e eu na mesma hora começo a gozar na boca de mamãe.
Sinto-me mal. Mas não agüento. E ela absorve a minha porra com gosto e não para de chupar minha pica meio mole. Jader sai e Léo toma o lugar como ela mandou e mete fundo e começa a socar. ela abre bem as pernas e chupa minha pica, geme e pede mais:- Mete na titia. Mete. E o meu pau ficou duro na hora e ela começou a chupar de novo. Léo vai metendo e eles mexem nela. Enfiam a mão pro baixo dela pra pegar nos seus peitinhos. Léo para de meter com a pica dentro da buceta de mamãe e diz: -Tia, deixa eu meter no seu cuzinho? Ela para de me chupar, olha pra trás com cara de safada e diz: -Só se for devagarzinho e se eu não agüentar tem que tirar ok? Léo concorda. E posso ver a excitação na cara de todos. Ela empina bem a bundinha e Léo fica pincelando o rabinho dela. Eu olho pra ela e falo: -Mãe, você já deu a bundinha? Ela responde me olhando e rindo: -Morro de vontade, mas teu pai não quer, azar o dele e arrebita mais a bundinha abrindo as pernas o máximo que conseguia.
Léo treme de excitação e encosta o pau no cuzinho virgem de mamãe e começa a empurrar. Ela segura o lençol com força fechando os olho e eu vejo a pica de Léo desaparecer dentro do rabinho dela devagar pouco a pouco. Ela não fala nada só geme baixinho de olhos fechados com cara de dor. Quando entra tudo e Léo para lá dentro, ela abre os olhos sorrindo e diz: -Léozinho meu gatinho, mete no meu cu, mete. Mete na titia putinha. Ele sorri e começa a bombar no cuzinho de mamãe e os outros ficam olhando ela rebola, geme, mexer. E eu que estou mais perto noto uma lágrima descendo de seus olhos. Ela agarra meu pau e chupa enquanto toma rola na bundinha. Léo não agüenta e goza dentro do cuzinho de mamãe, que ao sentir a porra dentro de seu rabo pela primeira vez goza loucamente. Cada espasmo de gozo ela dá uma sugada louca no meu pau.
Léo tira e deixa Marcio tomar seu lugar, mamãe nem acredita que está a quase uma hora tomando pica sem parar e pela disposição dos meninos ainda vai rolar muito. Marcio começa a bombar na buceta de mamãe que não para de me chupar e acaricia meu saco, chupa, suga, lambe e recebe a pica de Marcio no cuzinho rebolando gostoso. Jader e Ricardo começam a cochichar enquanto Léo vai tomar uma chuveirada. Eu olho para eles e começo a imaginar o que vem por ai. Marcio começa a bombar com força. E excitado explode no cuzinho de mamãe que goza de novo. Posso sentir ela tremendo com meu pau na boca enquanto Marcio derrama litros de porra em seu cuzinho arrombado. A porra corre pelas coxas dela e ela rebola gostoso enquanto Marcio vai tirando. Ela olha pra trás procurando quem será o próximo quando Jader deita ao seu lado e manda-a montar na pica dele. Ela sorri e obedece. E cavalgando a pica de Marcio manda-me chupar seus peitinhos.
Eu não acredito, minha mãe me fazendo chupar seus peitinhos e sendo fodida pelos meus amigos. Ela rebola na pica de Jader quando Ricardo atrás dela sussurra em seu ouvido: -Tia, agora arrebita a bundinha, você vai levar duas picas ao mesmo tempo. Ela se assusta e olha pra trás e diz: -ah Ricardinho ai eu não agüento, vamos continuar assim que ta bom, ou vocês não tão gostando? Ele sorri diz: -Titia, se doer eu paro, juro! Ela para sentada na pica de Jader e sorrindo se curva pra frente arrebitando a bundinha. Eu bem de perto não posso acreditar. Ricardo encosta a pica no rabinho de mamãe. Ele foi o único que ainda não tinha metido no seu rabo e enfia a cabecinha. Mamãe abraçada em Jader fecha os olhos geme e pede para Ricardo parar que doía demais. Ricardo para e fica só com a cabecinha.
Ela repete sem muita convicção: -Para Ricardo, não to agüentando, para vai, tira. Ricardo segura a cinturinha de mamãe com força e começa a empurrar a pica toda pra dentro dela. ela grita, berra e chora: -Ah seu puto para porra! Jader a segura com força e Ricardo enterra sua pica inteira em minha mãe que fica imóvel. Chorando e gritando de dor as lagrimas correm de seus olhos: -Seus filhos da puta, eu pedi pra parar, tira esta porra. Quanto mais ela pede, mais eles riem e a seguram firme. Jader manda Léo calar a boca dela com uma pica bem dura e Léo obedece na hora, segurando os cabelos de mamãe e empurrando sua pica na sua boca. Ela relaxa e começa a chupar com vontade.
Nisso Ricardo começa a meter no cu dela com mais força e ela rebola na pica de Jader e sente Ricardo arrombando de vez seu cuzinho. Os gemidos de dor viram prazer e derrepente ela explode no maior gozo que já vi. Ela larga a pica de Léo e começa a gritar. Ricardo e Jader esporram dentro dela na mesma hora e Léo segurando seu cabelo com força bate uma punheta jogando porra na cara dela. Os três gritam, gemem, loucos de tesão. Ela cai deitada em cima de Jader que nem respira direito. Ricardo tira sua pica de dentro dela e deita na cama e eu fico em pé ao lado de Marcio olhando a cena. Com o pau mais duro feito uma pedra. Ela deita no meio de Jader e Ricardo sorrindo com a cara melada de porra e diz: -A única pica que não me fudeu foi você meu filho, vamos acabar a festa agora.
Ela abre as pernas sobre as pernas de meus amigos e diz: -Vem filho, mete em mim mete. Eu fico sem ação. Marcio e Léo me empurram e eu vou indo para a cama. Paro na frente dela jogada na cama com cara de puta e pernas abertas pego a toalha que Jader já usou para secá-la e começo a passar em sua bucetinha. Quando olho a toalha a marcas de sangue, eu olho pra ela e entro no meio de suas pernas e encosto meu pau em sua buceta e ele desliza para dentro dela.
Não posso acreditar que estou comendo a minha mãe e começo a meter nela afobadamente. Ela ri me abraça com as pernas fortes e eu rapidamente gozo dentro dela. E minha mãe diz: -Pronto. Festa completa, todos me comeu. A aposta está bem paga? Meus amigos riem e gritam. Ela se levanta vai para o banho e olhando para trás avisa: -Agora que eu gostei se preparem porque tem que ter sempre, ok? E fechou a porta do banheiro deixando pra trás 5 adolescentes saciados.
A experiência de ver minha mãe trepando com meus amigos e até comigo foi meio complicada, conversamos muito e ela me convenceu que deveria ser um segredo nosso, que ela precisava disso devido à ausência de papai. Ela sempre foi minha grande amiga e por isso concordei. Depois daquele dia meus amigos vivam indo lá em casa, sugerindo que rolasse de novo, mas mamãe explicou a eles que foi um momento, e acabou. Eles ficaram meio contrariados mas deixaram rolar. Meu pai continuava a viajar muito deixando minha mãe sozinha, notei que ela andava mais sensual, roupas mais curtas, enfim... Aquela suruba meio que despertou a mulher que andava meio adormecida. Mamãe malhava em uma academia perto de casa e as roupas estavam cada vez mais ousadas, shorts de lycra, tops bem curtos, ela provocava os desejos mais íntimos de qualquer homem.
Um dia resolvi fazer uma surpresa e fui à academia para que voltássemos juntos. Lá chegando tenho a surpresa de ver minha mãe numa aula particular de jiu-jitsu. Ela tava de quimono e estava naquela posição de guarda com o professor no meio de suas pernas. Fiquei olhando a aula que ia rolando. O professor passava a guarda e voltava. Ele roçava pacas, ia deixando ela excitada e dava pra notar que ele tava de pau duro. Nisso chegam mais 2 professores e eles começam a se revezar em “ensinar” ela. Um a um os três se revezam em roçar nela e ela nota os 3 de pau duro. Sentada e suada ao final da aula ela tira o casaco do quimono e fica olhando os três. Estou escondido olhando atento e entre uma brincadeira e outra eles vão chegando mais perto dela. Um deles senta atrás dela e começa a ensinar como se faz mata-leão o outro entra na guarda dela e ela o abraça com as pernas o terceiro vai pra porta e fica meio de vigia, ele pisca pros amigos e diz que ta limpeza.
O que está atrás dela, imobiliza ela pelos braços e ela se assusta e tenta se livrar e começa a dizer que não tem graça. O que está na frente fala: -Que isso gata, você provoca a gente há um tempão e agora vai fazer jogo duro? Vai dizer que num ta louca pra dar uma trepada? Ela olha pra ele sem acreditar e fala: -Vocês querem meter em mim? Aqui? A força? Vocês tão loucos? Vou berrar e ferrar vocês, seus loucos. Ela nem terminou de falar e tomou um tapão na cara e ficou chorando baixinho. O cara na frente dela então fala: -Aí gostosa, você colabora e a gente deixa você na boa, beleza?
E começam a tirar a calça do quimono de mamãe. Por baixo mamãe tava com um minúsculo de biquíni de lacinho fio dental que não oferece resistência. O carinha tira a calça dele e vai tirando o biquíni da mamãe o outro a segura pelos braços e chorando ela tenta manter as pernas fechadas. Derrepente ela ta sem o biquíni. O carinha tira o pau pra fora e fica em pé se aproxima dela e encosta o pau na boca dela. Ela relutante começa a chupar o pau dele. E começa a chupar com mais vontade e então o que tava imobilizando ela solta seus braços. Ela agarra o pau do cara com as duas mãos e de joelhos engole com vontade a pica dele o outro vai tirando a roupa e com o pau pra fora a manda ficar de quatro sem parar de chupar mamãe obedece e afasta as pernas.
O professor abre um pacote de camisinha e coloca na pica e encosta-se a mamãe e enfia com uma só estocada na bucetinha dela. Ele enfia nela que geme e chupa mais. Eu fico olhando sem acreditar e o terceiro cara que está vigiando vai ficando bem louco. Noto que o cara ta muito excitado e pelo jeito tem um pau enorme além de ser um negro muito forte. Mamãe segue chupando enquanto o outro mete na buceta dela e vai socando a pica com força e rápido e vejo ela gemendo e gozando. Ela chupa tanto que quase toda a pica do cara entra na boca dela. O que esta fudendo aumenta o ritmo e goza. O cara sai rápido de dentro dela e dá uma camisinha pro que tava sendo chupado.

O cara veste a camisinha e mamãe deita no tatame com as pernas abertas. Ela já ta curtindo e eu nem acredito. O cara entra no meio das pernas dela e sai metendo. Ela o abraça e geme baixinho, sinto que ela quer gritar mas se segura enquanto o cara mete sem parar. Ele vira ela por cima dele e ela começa a cavalgar feito louca. Os outros trocam o vigia, o primeiro a meter vai pra porta enquanto o negão vai pra dentro da sala. Ela cavalga feito louca, senta na pica do cara e goza de novo, fica rebolando no pau do cara e começa de novo a cavalgar e o cara vira ela pra baixo de novo socando rápido ele goza também e sai de cima dela e o negão se ajoelha ao lado dela. Ela se assusta como tamanho da pica dele mas com um sorriso safado ela começa a acariciar e lamber o pau dele. Ela tenta abocanhar mas não cabe na boca dela. Ela chupa, lambe se põe de quatro e pede: - Mete negão, rasga minha buceta, vai.
O negão sorri e se ajoelha atrás dela e encosta a cabeçona na buceta dela e empurra. Ela geme, rebola e pede mais. E o negão segurando os quadris dela com força empurra a piroca de uma vez, ela dá um gritinho e rebola, o negão mete com força e vai socando a piroca nela enquanto ela geme e goza feito louca, ele acelera, mete rápido e ela goza de novo seguido. Os caras mandam ele acelerar pois daqui a pouco chegaria alguém. O negão mete forte, rápido e vejo ele dando umas estocadas fortes, ela quase desmaia e goza de novo junto com ele. O negão tira a pica de dentro dela e começa a se vestir. O professor pega o minúsculo biquíni e manda-a vestir rápido. Ela nem entende, meio zonza vai se vestindo e coloca o biquíni e a calça do quimono. Fica sentada no tatame encostada na parede. Com a cara de saciada.e feliz.
O professor chega pra falar com ela: -Ai. Silencio falou, quarda pra você que nada vai acontecer e os três saem da sala deixando ela sozinha. Eu fico olhando pela janela e depois de uns 5 minutos resolvo entrar e a encontro na mesma posição. Sorriso nos lábios, olhos fechados. Eu chego e a chamo: -Mãe! Ela se levanta assustada e diz: -O que você ta fazendo aqui filho? Eu digo que vim fazer uma surpresa e lhe dou um abraço, sinto o cheiro de suor e o cheiro de sexo nela mas não falo nada. Ela se levanta e sinto que ela tem dificuldade em andar, acho que o negão acabou com ela.
Fomos caminhando e quando ela passou pelos caras ela deu um sorriso grande e beijou o rosto dos três e se despediu. Nisso o professor vem falar com ela: - Amanhã tem uma hora pra aula particular mas é bem tarde, nove e meia da noite você pode? Ela sorri e diz: -Claro, mas que horas fecha a academia? Ele fala: - Às dez, mas eu fico com a chave. Ela olha pra mim e diz: -Amanhã então venho à noite, você combina de ir jantar na casa de algum amigo, ok? Eu concordo e ela se despede. Eu não paro de pensar no dia seguinte.
No dia seguinte e como ela pediu, marquei de jantar na casa de um amigo, o Jader. Ela foi pra aula e eu tive que chamar o Jader pra ir comigo, íamos espiar o que ia rolar desta vez. Arrumamos um canto no jardim que dava pra ver a sala de jiu-jitsu sem sermos notados e notamos que a academia tava cada vez mais vazia, ela ia fazendo a aula com o professor dela, cheia de risinhos e até beijinhos e as outras aulas de ginástica e natação iam acabando. Deu dez horas e a menina da secretária se despediu dos professores e foi embora, logo depois os últimos alunos. Enquanto mamãe já estava se beijando e rolando com o professor na sala de tatame eu observei na recepção os outros 2 professores conversando com mais 3 caras, 2 de ginástica e um de natação. Um deles mostrou a câmera de filmar e foi pro jardim, quase onde a gente tava e se escondeu para filmar.
Os outros quatros foram pra sala e já encontraram mamãe só com uma minúscula tanguinha branca chupando a pica do professor. Ela sorriu e perguntou se os outros dois eram brinde, todo mundo riu e ela ficou de quatro. E disse que queria um de cada vez, em fila metendo nela. Ela abriu as pernas e o professor de natação caiu dentro, enfiou e começou a meter. Ela gemia alto e rapidinho o negão do jiu-jitsu meteu o pau na boca dela. Ela chupava e o cara socava na buceta dela. Ele gozou rápido e o cara da ginástica entrou metendo, os outros que já tinham comido no dia anterior ficaram só olhando e rindo. O cara socava com força e ela lambia a pica do negão e gemia. Derrepente o cara deu uma gozada na boca dela. Ela tremia e gozava junto. O cara de trás esporrou ela inteira dava pra ver a porra escorrendo pelas pernas dela.
Ela encostou o rosto no chão e com a bundinha arrebitada, um dos caras que ainda não tinha metido se ajoelhou, lambeu o cu dela e começou a comer a bundinha dela. O cara metia e ela gritava, o outro ofereceu a pica e ela chupava. Um dos caras saiu e trocou com o que tava filmando, e ela nem notou. O cara que tava no cuzinho deu uma gozada forte e ela gemia gostoso lambendo o pau do outro. O cara que filmou já chegou com uma toalhinha deu uma limpada na buceta dela e socou com força, o cara tinha um pau enorme e ela gritava feito louca, pedindo pro cara parar. O outro segurava ela pelo cabelo esfregando o pau na cara dela. O cara socava aquele caralho enorme e ela gritava e os caras riam. Mas ficavam de longe pro cara poder filmar bem. Ela tomava pica na bucetinha e gritava. O cara despejou a porra na buceta dela e ela gritava mais ainda, gritava que tava gozando e o cara que ela tava chupando disse que era a vez dele e mandou ela não se mexer, ela obedecia ficando de quatro e o cara meteu no cuzinho dela.
Era a sexta pica seguida que ela recebia em meia hora, o cara foi socando e ela gozava feito louca e o cara gozou nela e tirou. Ela ficou esparramada no tatame deitada de bruços. Os caras arrumaram uns tatames perto da janela e um ficou deitado com o pau duro. Ela ficou em pé e um dos caras foi beijando a boca dela, abraçando ela e outro por trás ensanduichando. Levou ela até o cara que estava deitado e mandaram ela sentar na pica dele. Ela passou a perna por cima do cara e sentou com tudo, deu pra ver de onde a gente tava a piroca do cara sumindo na buceta dela. Ela começou a rebolar segurando a pica de dois caras do lado. Lambia uma depois a outra, feito uma putona. Jader do meu lado já tava na quinta punheta. O cara que tava em baixo puxou ela e deu um abraçou bem apertado. A bundinha dela ficou arrebitada.
O cara da filmagem até chegou mais perto da janela, o professor de pau grande chegou atrás dela e começou a roçar no cuzinho dela. Ela olhou pra trás e arregalou os olhos e falou que não ia caber. Mas os caras estavam segurando ela com força e o cara começou a meter, dava pena ver aquela tora entrando e ela berrando, chorando e o cara socando. Ela foi relaxando e começou a gemer mais baixo e chamou um pra meter o pau na boca dela e começou a chupar. Ela tava alucinada. O cara trocou a fita e já ia quase uma hora de sacanagem. O cara gozou e tirou e ela rebolava e sentava com força na piroca do de baixo que gozou logo. Ai começaram a troca, entrava um em baixo e um atrás e foram fodendo ela de todas as maneiras quem gozava vinha filmar e o outro voltava, já eram 2 da manhã e ela ainda estava sendo fudida.
Quase 4 horas sem parar. Só parava pra ir tomar uma chuveirada se limpar e voltar. Os caras tinham feito 4 fitas quando ela não agüentou mais e pediu pra parar. Eles estavam todos sentados no tatame e ela encostada no professor dela com as pernas abertas. A buceta vermelha, cabelo molhado do ultimo banho. Ai o cara pediu mais uma vez, saideira. Ela riu e deitou com as pernas abertas e falou que tinha um limite de 10 metidas. Era meter, socar, gozar e sair. Os caras riram e começaram a meter. Um saia outro entrava. Eles iam revezando e ela adorando, deram uma volta completa começaram de novo, mamãe ria e gozava, pedia mais e eles foram gozando. Um gozava e outro já ia metendo. Depois de todos gozarem ele foram se vestindo.
Quando ela levantou e disse que ia ao banheiro. Os caras não deixaram, disseram que ela tinha que ir pra casa com o gozo de todos eles dentro dela e a gente aproveitou que o cara da filmagem tava junto deles, catamos as quatros fitas e se mandamos pulando o muro. Chegamos em casa e ficamos na sala vendo TV. Mamãe chegou logo depois com uma cara de cansada e ficou surpresa em ver a gente ali. Deu um oi e foi direto pro banho, a gente se olhou e pensamos a mesma coisa. Mas isso é no próximo conto...

                                


Ficha do Conto

Escritor:
Nabucodonosor

Nome do conto:
Minha mãe com os amigos.

Codigo do conto:
2594

Categoria:
Traição/Corno

Data do Envio:
02/08/2004

Quant.de Votos:
2

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
2099 2 meses de casada e já trai meu marido. (Completo) Traição/Corno 6
2100 VIREI PUTA DO RAPAZ DA ACADEMIA Traição/Corno 2
2108 O inimigo de meu marido 3 (a vingança) Traição/Corno 1
2377 Subindo na vida Traição/Corno 2
2379 O amante de minha mãe Traição/Corno 2
2395 O chefe do meu marido Traição/Corno 3
2396 Trai meu marido sem querer, querendo Traição/Corno 1
2397 Meu marido dormiu e o negro me faturou no onibus Traição/Corno 10
2398 Um negão na minha vida de casada Traição/Corno 3
2399 O inimigo de meu marido. Traição/Corno 1
2400 O inimigo de meu marido 2 Traição/Corno 2
2401 Traí meu maridinho sem dó !!! Traição/Corno 4
2402 Dois meses de casada e já trai meu marido. Traição/Corno 2
2403 FUI A VADIA DE QUATRO RAPAZES Grupal e Orgias 1
2421 Traindo meu marido sem querer mas adorando! Traição/Corno 1
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA