Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





Mãe Grávida Excitada


Mônica estava no 8º mês grávido. Seu marido Greg era um homem muito trabalhado e ficava fora até seis dias por semana. Os hormônios de Mônica estavam na ultrapassagem. E tudo a excitava, via uma cena na TV e já ficava excitada, via um casal se beijando e já ficava excitada. Assim, no dia em que sua empregada não veio trabalhar, ela não se conteve e começou a juntar as roupas sujas, ao acaso, enquanto colocava as roupas na máquina, lembrou-se do roupeiro do banheiro. E de uma forma muito natural entrou no banheiro, para poder pegar estas roupas, eis que ao abrir a porta ela de u de cara com seu filho Jeff, ele havia acabado de tomar banho, e estava secando os cabelos, e seu pau estava um pouco mole. Sua buceta grávida e inchada latejou enquanto prestou atenção ao pau grande do seu filho saltar enquanto secou seu cabelo com uma toalha. Mônica não podia retirar lhe os olhos do seu pau magnífico. Jeff estranhou como a sua mãe olhava seu corpo despido novo. Tentou pensar em nada, mas não podia, não podia s negar a situacão, afinal sua mãe o olhava de uma forma, sexual, e vendo a sua mãe grávida, olhar fixamente para o seu pau, por instinto, ele começou a ter uma ereção enquanto sua olhava para ele. Ela, por sua vez prestava atenção na ereção do seu filho. Afagando muito não se conteve e disse: MINHA NOSSA, QUE PAU GRANDE. Dizia, ela, ou melhor, pensava ela em voz alta. Sua buceta grávida estava gotejando agora enquanto, ela olhava fixamente no pau duro do seu filho. Mônica sabia que devia sair do banheiro e se esquecer de tudo sobre os pensamentos de desejo em sua cabeça, mas a sua buceta excitada controlava agora sua mente. E ela não podia lutar contra a força de sua excitação.Jeff caminhou para próximo a sua mãe, enquanto. Segurava em seu pau. A SENHORA ESTA GOSTANDO DO QUE VE MAMAE? OH SIM, JEFF, VOCE AGORA É UM HOMEM. Dizia ela ainda espantada e excitada ao mesmo tempo.Jeff percebendo a fraqueza de sua mãe segurou delicadamente a mão dela, e de forma muito sutil, a dirigiu até o seu pau, Mônica podia sentir o quanto estava molhada quando ela segurou aquele pau duro e quente.Jeff deslizou sua mão dentro da blusa de sua mãe, e começou a tocar os seios inchados, fazendo ela gemer, e ela, por sua vez, apertava cada vez mais o pau quente que estava em suas mãos, Jeff, gemendo colocou suas mãos nos ombros dela, e foi abaixando seu corpo, de forma, que sua mãe ficasse ajoelhada na frente de seu pau.Ela não podia nada fazer, não podia lutar contra o seu desejo, ela não podia e não tinha forças de lutar contra a sua excitação, e logo foi beijando aquela cabeçorra quente e roxa do pau ainda mais quente do seu filho. MINHA NOSSA, COMO A SENHORA CHUPA, MAMAE.Jeff dizia, enquanto prendia os cabelos de sua mãe, e empurrava lentamente a cabeça dela contra o seu pau. VAMOS MAMAE, VAMOS PARA O QUARTO. Dizia ele, SERÁ CERTO? SERÁ ISSO QUE VOCE QUER REALMENTE FAZER? Ele nada respondeu, e então foram caminhando para o quarto.Jeff começou a desabotoar a blusa de sua mãe.Deslizou e já podia ver os peitos eram grandes e inchados. Desabotoou seu sutiã, e jogou ao assoalho.MINHA NOSSA QUE PEITOS MARAVILHOSOS QUE A SENHORA TEM! Jeff pegou com cuidado cada um dos seios brancos e inchados enormes em suas mãos. Olhou fixamente nos bicos escuros, inchados e grandes dos seios da sua mãe.Jeff começou a sugar os bicos inchados da sua mãe. Provou o doce leite da sua mãe que escapava dos seus eretos bicos marrons. Mônica gemendo e prendeu a cabeça e afagava os cabelos do seu filho enquanto amamentava em seus peitos. Sua mão deslizou para baixo sobre sua barriga grávida enorme. O pau dele pulsava, latejavam enquanto sua mão deslizou abaixo da cintura dela, enfiou a mão dentro da calcinha dela, até que sentiu seu monte de pentelhos, pelos negros e fartos Seu dedo encontrou rapidamente o clitóris inchado da sua mãe. Estava assim tão molhada, que deslizou facilmente um dedo para dentro dela. COMO A SENHORA ESTA MOLHADA! O pau de Jeff estava ficando cada vez mais duro, quando seus dedos fodiam a buceta grávida de sua mãe.Ela por sua vez, apenas gemia e pegava e apertava o pau do seu filho cada vez mais forte, e à medida que era fodida pelos dedos do seu filho, mais ela apertava o pau dele.Jeff, a conduziu até a cama e ao sentar, ele retirou com cuidado as calças e a calcinha branca dela, e fez com que ela deitasse na cama e abriu as pernas de sua mãe. Ele começou a beijar a barriga dela, e começou a deslizar a ponta de sua língua na barriga dela. Mônica quase desmaiou quando a língua do seu filho tocou em seu clitóris molhado. ISSO MEU FILHO. Jeff empurrava sua língua cada vez mais forte dentro da buceta de sua mãe, ela o prendia com suas pernas e puxava a cabeça dele de encontro a sua buceta, quando mais rápida a língua de seu filho invadia sua buceta, mais ela gritava. O orgasmo de Mônica batera como uma tonelada dos tijolos. Debulhou descontroladamente como seus sucos doces de sua buceta jorravam na boca do seu filho. NAO PARE MEU FILHO, VOCE ESTA FAZENDO A MAMAE GOZAR, gritava ela, Jeff apenas lambia com muita vontade o gozo de sua mãe.Apos gozar Mônica empurrou seu filho longe da sua buceta. AGORA, VOCE VAI METER ESTE TEU PAU EM MIM, ME FODA MEU BEBE, ME FODA. Eram as ordens dela. Quando Jeff ficou em pé, ela se virou rapidamente, e ficou de quatro e disse, com uma voz baixa, quase sussurrando, METE ELE EM MIM, DE O QUE A MAMAE, PRECISA. Jeff pressionou A sua cabeça grande do seu de encontro aos lábios grávidos inchados da buceta de sua mãe. Ela tremeu e saiu de si quando sentiu o pau do seu filho lentamente deslizar para dentro dela. META TUDO MEU FILHO, EU PRECISO DE TODO O SEU PAU! Gritou ela. Então ele enfiou todo o seu pau dentro dela, com todo o pau dentro de sua buceta Mônica, soltou um grito de satisfação, e gritava, METE MEU FILHO, METE! Jeff ouvindo os apelos de sua mãe, em poucos segundo estava socando na buceta grávida de sua mãe, e a cada estocada, Mônica, gemia e gritava mais e mais, quanto mais fortes eram as estocadas mais ela gritava, diante de toda excitação de sua mãe, jeff, não se conteve e começou a bater na bunda de sua mãe, e ela gritava mais e mais. O barulho que se ouvia no quarto era o das bolas de jeff na bunda de sua mãe, e o barulho dos tapas que ele dava na bunda de sua mãe. Mônica gemia e gozava muito. Jeff diminuiu o ritmo e Mônica aproveitou e sentou na beirada da cama, pegou o pau de seu filho e começou a chupar ele. Chupava e sugava aquele pau como se fosse a ultima coisa que ia fazer em sua vida, agora, quem gemia era o jeff, ela chupava as bolas e punhetava fortemente seu filho quando as bolas de seu filho incharam, ela não se conteve, GOZA FILHO, GOZA NA BOCA DA SUA MÃE, GOZA. E Jeff gozava cada, esporreava profundamente na boca de sua mãe, por mais que ela se esforçasse, ela não dava conta de engolir toda a sua porra, e foi inevitável que o gozo do seu filho começasse a escorrer pelos cantos de seus lábios. Após gozar, ela com a porra de seu filho escorrida pelo pescoço, FILHO, OBRIGADA!


Ficha do Conto

Escritor:
peter weinberg

Nome do conto:
Mãe Grávida Excitada

Codigo do conto:
2611

Categoria:
Incesto

Data do Envio:
27/06/2004

Quant.de Votos:
5

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
2580 Um Conto de um Amor Proibido Incesto 7
2612 Não consegui resistir ao meu filho. Incesto 4
2613 A descoberta proibida de meu filho Incesto 4
2614 A FORMATURA DE MEU FILHO. Incesto 5
2615 Vontades de Mãe e filho Incesto 5
2616 E POR QUE NAO COM MEU FILHO? Incesto 4
5832 Gozei com meu filho. Incesto 8
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA