Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web
   Videos Porno
   Porno Tube

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





Ajudei meu homem ser comido pelo vizinho - Parte 1


Vivo com um homem encantador, sedutor e muito desejado, não é um homem lindo, mas, é muito charmoso, tem um cheiro delicioso misto de macho, perfume e cigarro, é bastante assediado, portanto, tenho que ficar atenta ao assédio que advém destas e outras qualidades do meu homem. Sei que sou uma mulher desejada, tenho os dotes físicos bem comuns nas brasileiras (bunda, seios e boca carnuda), nenhuma beleza estonteante, é verdade, (sou uma mulher de carne e osso, aliás, bastante carne), mas para quem tem feeling, é fácil perceber quem sou pela minha safadeza, oculta no meu jeito de moleca. Não sou nenhuma garotinha, aliás estou no ponto...nem verde, nem passada...adoro sentir o olhar de desejo dos homens sobre mim...do “coroa” ao garotão.

O meu homem é bem safado, assim,como eu, e isso é um ingrediente a mais que apimenta a nossa relação. Há tempos desejávamos realizar uma fantasia: transar com um travesti, mas, no local em que vivemos, embora, seja uma cidade relativamente grande, havia uma certa dificuldade, advinda do desejo de querermos preservar a nossa privacidade. Algumas vezes chegamos a viajar com o intuito de realizar a tal fantasia, mas, nunca dava certo e voltávamos para casa com nosso desejo mais aguçado. Nas nossas fantasias trazíamos o “tal travesti” para nos acompanhar, e nossas transas ficavam magistrais, quase sempre terminavam comigo “comendo” o cu do meu homem com a língua ou o dedo, por isso, ele me chamava de meu “travestizinho” preferido. Por tudo isso resolvemos até mesmo comprar um “consolo”, que até então nunca tinha sido usado.

A realização de nossa fantasia, no entanto, estava mais próxima do que eu imaginava. Moramos num pequeno prédio, e há tempos o apartamento em frente ao nosso estava desocupado. Mas, justo neste final de semana em que eu não queria movimento chegou um novo vizinho gestos delicados, (colocar algo que dê a pista para gay)é verdade, mas, também muito simpático e divertido, tanto que logo fizemos amizade, e com o passar dos dias já estávamos “íntimos”, indo de um apartamento para o outro na maior familiaridade. Nestas idas e vindas achei haver flagrado alguns olhares “gulosos” entre meu gato e meu novo vizinho, mas ficou por isso mesmo e logo esqueci o fato.

O tempo se encarregou de tornar mais estreita a amizade entre eu e meu vizinho, e como meu gato costuma chegar do trabalho depois de mim, sempre ficávamos de papo até a sua chegada. Entretanto, ultimamente notei que meu vizinho sempre dava um jeitinho de cruzar com meu gato no saguão e puxar conversar. Por sua vez o meu homem a cada dia vinha elogiando mais os “atributos” do vizinho, que como vocês já devem ter percebido é gay. É jovem, bonito e faz questão de usar os cabelos longos, que por sinal, são muito bonitos, usa shortinho e francamente nasceu homem por acaso. Notava a cada dia uma maior intimidade entre os dois, que são fumantes e a pretexto disso saiam para fumar no saguão, comecei a achar que demoravam mais que o tempo necessário para fumar. Até que um dia eu os segui e os peguei no ritual do cigarro, o meu vizinho sentado no degrau da escada, com os longos cabelos soltos, o meu homem em pé diante dele e na chama do cigarro percebi o olhar guloso do meu vizinho se alternando do rosto para o pau do meu homem, que também se deliciava com aquilo, foi então que confirmei o que já desconfiava, que o meu homem, também, estava desejando o meu vizinho. E resolvi entrar na “brincadeira”, porque percebi que se poderia concretizar a nossa fantasia. Passei a preparar o terreno para que isso acontecesse, deixando-os cada vez mais “à vontade”.

Fui amadurecendo cada vez mais a idéia de comer os dois, e também de vê-los transando. Comecei os preparativos para um final de semana, mas, não disse nada ao meu gato. Tratei de ficar ainda mais gostosa, afinal eu teria que seduzir o meu homem e o meu vizinho-gay, loquei filmes eróticos com travestis, comprei vinho, e dediquei-me a preparar um delicioso jantar. Nesta noite, acendi velas perfumadas pela casa toda, joguei pétalas de rosas pela sala e pelo quarto, realmente, montei um cenário de sedução, e caprichei na roupa e no perfume. Quando meu homem chegou do encontro de final semana com os amigos, encontrou o cenário armado, não o deixei nem raciocinar, rapidamente o levei para o banheiro, enquanto, falava que iria ver o jantar que estava no fogo. Com a desculpa de pedir ajuda, corri ao apê do meu vizinho, que parecia estar adivinhando o que iria acontecer, pois, estava arrumado e perfumado. Ao vê-lo, naquele momento, constatei, admirada, ser uma mulher que estava na minha frente, vestida como homem. Puxei-o para o meu apartamento e pedi que terminasse os preparativos para mim, porque eu queria dar mais atenção ao meu gato e parti para o quarto, onde encontrei meu homem se enxugando, cheguei por trás dele e o beijei na nuca, arrancando-lhe um longo suspiro, então, sussurrei ao seu ouvido:hoje teremos uma noite especial. Excitei um pouco mais meu homem brincando com a sua pica, com as mãos e a boca, ele começou a se “assanhar”, mas parei por ali mesmo, não queria estragar a festa que ainda estava por vir.

Quando voltamos para a sala o nosso vizinho já tinha arrumado tudo, estava nos esperando para se despedir, e então, eu com a cara mais inocente o convidei para ficar. Senti o olhar de surpresa dos dois, do meu homem e dele, mas, sem lhes dar tempo de pensar, rapidamente, puxei a cadeira e os convidei a sentar-se. Segui para a cozinha, a “caça” me acompanhou para perguntar se eu tinha certeza mesmo de que queria que ele ficasse, e após minha afirmativa disse: “vc deve saber o que está fazendo” e passou a me ajudar a levar o jantar para a mesa. Sentamos para jantar e fiz questão de colocá-los frente a frente, além de servir aos dois. Vi então que tinha acertado na mosca quando flagrei o olhar guloso entre os dois, e o meu macho mirando o rabo do vizinho toda vez que este levantava. Bebericamos bastante, conversamos, rimos e passamos a falar de sexo, claro que fui eu quem iniciou a conversa, e quando já estávamos bem excitados, os chamei para a sala de tv, dizendo que tinha locado uns filmes, mas, não sabia se prestavam. Pus o filme no DVD e chispei para fora da sala com uma desculpa qualquer, pois, previa o que iria acontecer, após a quantidade de vinho e as conversas picantes que tivemos. Queria mesmo era deixar os dois a sós, para chegar no auge da fogueira. Para isso deixei a porta entreaberta, fui até o quarto pegar o que poderia ser necessário para aquela noite, (estava inquieta e ardendo de tesão) e passados alguns bons minutos voltei pé ante pé...o filme, claro estava a pleno vapor, com todos os gemidos e sussurros. Percebi que meu macho estava um pouco incomodado, mas, o nosso vizinho, estava bastante à vontade, tinha soltado os longos cabelos, cruzado as pernas numa pose bem sensual, e passava a língua nos lábios, olhando para meu gato, que se remexia desconfortavelmente no sofá, porém, deu para perceber que já estava bastante excitado, pelo volume que notei pulando de sua calça.
(continua na Parte 2)


Ficha do Conto

Escritor:
Gitana

Nome do conto:
Ajudei meu homem ser comido pelo vizinho - Parte 1

Codigo do conto:
2681

Categoria:
Fantasias

Data do Envio:
09/07/2004

Quant.de Votos:
1

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
2682 Ajudei meu homem ser comido pelo vizinho (Parte 2) Fantasias 2
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA