Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





orgia com minha mãe e minha tia puta


Meu nome é fernando e desde   anos percebi ser bem diferente dos meus amigos.
No meio das minhas pernas tinha um pau de tamanho considerável que não tinha como esconder.
Meu pau com essa idade já tinha 16 cm, grosso, cabeçudo e ficava duro praticamente o dia inteiro.
E como nessa idade dificilmente se arrumava mulher vivia me masturbando constantemente.
Perdi meu cabaço com D. Rosa uma viúva de 46 anos que morava na chácara onde íamos nadar nos fins de semana. Ela me viu nadando pelado e ficou toda entusiasmada com o tamanho do meu pau e me chamou na casa dela e foi tirando a roupa e todo tarado soquei a pica na coroa safada.
Praticamente quase todo dia visitava a D. Rosa e adorava sentir o calor daquela buceta peluda que me fazia gozar que nem louco. Demorou um pouco, mas consegui comer o cu da coroa tarada.
Ela gritou, esperneou, chorou, mas apesar de contrariada acabou dando o cuzinho e pude sentir aquele buraquinho apertadinho na minha pica grossa. Depois de algumas fincadas naquela bundona a coroa começou a gostar de levar pau no cu e então viciei no sexo anal.
Também apareceu uma outra coroa, tia de um amigo que também gostava de dar pra garotão pauzudo e passei a foder a safada e aprendi com ela um monte sacanagens deliciosas.
Só que em função da minha cara de moleque e também não ser nenhum galã, as garotas não davam bola pra mim e passei a ser o fodedor de coroas carentes.
Quando completei 18 anos meu pau já media 21 cm, bem grosso e sacudo.
Morava com minha mãe Sandra que tinha 35 anos e era divorciada.
Ela ficou casada com meu pai durante 3 anos e depois que se separaram nunca mais ficamos sabendo noticias dele.
Eu era obcecado em mulheres e prestava atenção em tudo que me chamava a atenção e de uma maneira quase natural desde que comecei a sentir tesão passei a reparar no corpo da minha mãe.
Minha mãe aos 35 anos era uma tremenda gatona e chamava a atenção de todos os homens.
Morena de cabelos longos, seios médios, coxas grossas e bundão arrebitado deixavam qualquer homem com tesão e mesmo com toda discrição com que ela se portava dentro de casa por muitas e muitas vezes bati punhetas pra ela. Por varias vezes ela se deitava no sofá ou na cama do seu quarto com vestidos ou shorts curtinhos e bastava eu ver sua calcinha aparecendo que corria pro banheiro e batia uma deliciosamente. Apesar de ter tentado varias vezes nunca tinha visto minha mãe nuazinha.
Sandra minha mãe era muito carinhosa comigo e vivia beijando meu rosto e trocando abraços quando chegava em casa.
Logicamente que mamãe saia com homens, mas nunca fiquei sabendo de nada. Com certeza isso acontecia durante os fins de semana quando ia para os bailes e nos barzinhos com as amigas do supermercado onde trabalhava.
Foi então que o destino resolveu dar uma ajuda nas minhas safadezas.
Já passava das duas da manhã de uma véspera de feriado quando escutei tocarem a campainha de casa e quando fui atender vi que mamãe estava sendo carregada pra dentro de casa por duas amigas.
Fiquei preocupado, mas logo me tranquilizaram dizendo que ela tinha apenas tomado umas cervejas a mais em uma festa de despedida de solteira e acharam melhor trazê-la pra casa antes que piorasse.
Deixaram-na recostada na poltrona da sala e uma das amigas me disse que devia fazer com ela tomasse um banho gelado pra melhorar do pilequinho de vez.
Mamãe estava bem alegre e ria muito. Ainda bem que ela não era daquelas que ficava bêbada e começavam a chorar.
Quando tentei convencê-la a tomar um banho ela caiu em gargalhadas dizendo que não conseguiria fazer isso sozinha, sua cabeça estava rodando demais e a conversa ficou cheia de brincadeiras:
-vamos então mãe...eu te ajudo a tomar banho...fica tranquila...eu não deixo vc cair!
-humm...então meu filhão vai ajudar a mamãe a tomar banho é?
-claro que sim...assim...vc melhora mais rápido...vc escutou sua amiga mandando vc tomar banho!
-opa...então agora meu filhão vai retribuir os banhos...que a mamãe deu em vc é? Rss.
Ela abraçou meu pescoço e segurei-a pelos quadris e fomos para o banheiro e em segundos já comecei a imaginar que ia ver minha mãe peladinha tomando banho e meu pauzão já começou a dar sinal de vida.
Foi então que lembrei que estava com um short de malha branco sem cueca, afinal estava deitado em minha cama quando mamãe chegou. Nem me importei com isso e assim que entrei no banheiro fiquei atrás dela e abri o zíper de seu vestido nas costas. O vestido era de alcinha e como num passe de mágica ele caiu no chão e mamãe ficou só de calcinha toda enfiada no rego de sua bunda arrebitada.
Minha boca secou olhando aquele corpo maravilhoso por trás e então falei:
-quer...que ajude a tirar a calcinha mãe?
Ela virou o rosto pra trás e dando um riso alto disse:
-claro que sim né...se me agachar acho que não consigo levantar de novo!
Ela colocou as mãos na porta do box e deu uma empinada no corpo tipo "tira minha calcinha" e em segundos enfiei os dedos pelos lados e comecei a abaixar aquela pequena peça. Em segundos ela foi jogada de lado. O chuveiro estava ligado e ela entrou comigo junto.
O jato de água do chuveiro era forte e respingava em mim deixando meu short todo molhado.
Não consegui conter a excitação mas aproveitei pra pegar o sabonete e comecei a esfregar o corpo de mamãe pelas costas tentando disfarçar a barraca armada no meu short.
Ela colocou as duas mãos na parede e sua bunda toda empinada era majestosa e sem pudor nenhum desci o sabonete entre suas nádegas e antes que ela falasse alguma coisa ensaboava sua buceta depilada por trás.
Minha pica parecia que ia furar o short principalmente porque mamãe com uma voz toda safada sussurrou:
-nossa...como meu filhão sabe dar banho...gostoso...assim desse jeito...vou querer de novo!
Foi incrível quando ela se virou de frente e sorrindo disse:
-continua...meu querido...termina...o que vc começou...acho que vc sabe como fazer isso...depois vou querer saber...quem ensinou meu filhão a fazer isso tão gostoso!
Nem titubeei e deslizei minha mão com o sabonete pelos seus seios mas logo o sabonete estava entre suas coxas ensaboando sua linda buceta depilada.
Mamãe deu um sorriso bem sacana e disse:
-nossa filhão...to vendo que vc ta adorando dar banho na mamãe hein...garoto...se quiser...pode tirar o short...querido...mamãe deixa!
Em instantes fiquei nu e meu pau batia no meu umbigo de tão duro.
Eu estava adorando mostrar minha pica enorme e grossa pra minha mãe e sem dizer nada ela abaixou as mãos e pegou nele com vontade. A minha excitação era tão intensa que ao sentir as mãos da minha mãe deslizando pelo meu pau duro como aço dei um gemido e comecei a gozar esguichando porra que nem um cavalo. Tive o gozo mais fantástico de todos e quando recobrei os sentidos mamãe já estava se enxugando e sorrindo saiu do banheiro dizendo:
-acho que vc tá precisando de um banho também meu querido...vou me deitar...obrigado por ajudar a mamãe...durma bem filhão!
No outro dia quando acordei mamãe me disse bom dia e me tratou de um jeito que parecia que não tinha acontecido nada demais na noite anterior e deu pra notar que não queria tocar no assunto e resolvi ficar na minha.
Nada de diferente aconteceu nos dias subsequentes mas não consegui desviar os olhos do corpo da minha mãe sempre que passava perto de mim e até perdi as contas de quantas punhetas bati pensando na sua buceta depilada e na sensação de ter sentindo suas mãos na minha pica durante aquele banho.
O calor estava ficando cada vez mais intenso e para minha alegria os vestidinhos de minha mãe e seus shortinhos enfiados no rego diminuíram de tamanho e passei a ter visões mais privilegiadas de seu corpão e também de suas calcinhas.
Mas tudo ficou ainda melhor quando de uma hora pra outro mamãe disse que no outro dia cedo sua irmã Márcia que não se viam há 14 anos estava vindo nos visitar.
Tia Márcia tinha 2 anos a menos que mamãe e depois que se casou foi morar na Espanha e durante todo esse tempo só se falaram algumas poucas vezes por telefone.
Quando tia Márcia se casou e foi embora eu tinha apenas 4 anos e então nem me lembrava dela.
Porém quando ela chegou em casa foi uma surpresa muito boa.
Ela era morena bem parecida com mamãe só que tinha cabelos bem curtinhos, seios enormes com silicone, coxas torneadas e bundão também arrebitado. A maior diferença entre mamãe e tia Márcia era suas roupas bem provocantes e tinha uma cara de mulher bem safada contrastando com o jeito mais recatado de minha mãe.
Duas gostosas dentro de casa me deixaram ainda mais tarado e logo percebi que minha Tia Márcia tinha
uma coisa que me deixou mais louco de tesão que era quase não usar calcinha dentro de casa e a todo o momento quando se sentava sua bucetinha totalmente depilada igual da mamãe se mostrava.
Uma semana depois estava tomando meu banho a tarde e achando que estava sozinho em casa aproveitei pra bater uma punheta gostosa debaixo do chuveiro quando minha Tia Márcia entrou no banheiro e me pegou no flagra.
Percebi que ela ficou surpresa com o que estava vendo mas ela sorrindo antes de sair brincou dizendo:
-eita...que sobrinho mais taradão hein...batendo uma no chuveiro né safadinho! Vê se não demora...to louca pra tomar um banho também...to toda suada!
Por alguns segundos parei de me masturbar mas logo voltei ao que fazia e gozei deliciosamente.
Sai do banho enrolado numa toalha e ao passar pelo quarto onde tia Márcia dormia vi que a porta estava aberta e coloquei a cara pra dentro e foi uma surpresa vê-la só de calcinha fio-dental com a toalha de banho na mão e todo safado brinquei dizendo:
-oi tia...pode ir tomar banho... já terminei...to vendo que vc tava com pressa mesmo!
Ela nem se importou comigo ali na porta do quarto e se virando de frente mostrou seus seios enormes e imponentes e sorrindo disse:
-obrigado...meu querido...nossa...é mesmo...to louca por uma água gelada...estava acostumada com a Espanha...bem mais frio la...aqui tá um calor danado...da vontade de andar completamente nua!
Todo safado fiquei ali a encarando e continuei dizendo:
-bem tia...por mim...se quiser fazer isso...vou adorar...com certeza!
Ela deu um sorriso bem safado e vindo em direção à porta nem se preocupou em se cobrir com a toalha e saiu rebolando pelo corredor dizendo:
-to vendo que tenho um sobrinho...muito...muito safadinho...mas...eu gosto assim!
Depois desse acontecimento percebi que minha tia gostosa passou a me olhar com outros “olhos” e 2 dias quando voltava da rua quase na hora do jantar ao entrar em casa resolvi ir pelos fundos porque meu tênis estava todo sujo de barro e ao passar pelo corredor que dava na cozinha escutei um dialogo interessantíssimo entre minha tia e mamãe que me fez ficar estático e bem quietinho pra escutar tudo.
-Sandra...vou te falar uma coisa...mana...ando numa maré de azar com homem que dá dó...de quando cheguei aqui já sai com 3 caras e todos eram uns frouxos...nossa...to precisando de um macho com uma pica bem grossa e que me coma de verdade...tá doido! Um tinha um pintinho de merda...o outro nem colocou na minha xana já gozou...o outro então...acho que nunca pegou uma puta tarada que nem eu...o pau nem ficava duro direito! To precisando ir a uma benzedeira! Rss.
-Marcia...vou te falar uma coisa...acho que vou ter que ir junto com vc na benzedeira! Rss. Também to do mesmo jeito... já faz uns 6 meses que não arrumo um macho gostoso pra foder minha buceta tesuda do jeito que gosto e necessito...também só encontro homens meia-boca! Toda semana pego um nos bailes e nos barzinhos...mas...não da pra sair de novo com nenhum...não sabem como tratar uma puta tarada que gosta de trepar de verdade!
-Engraçado mana....a gente vai ficando mais velha e vai ficando mais tarada...nossa...parece que meu tesão tá mais intenso do que quando tinha 15 anos e ficava batendo siririca o dia inteiro! Nossa...to de um jeito que se o cara tiver cara de macho e me cantar...entro no carro e vou ao motel na hora!
-Marcia...realmente somos irmãs de sangue e de safadeza também...na verdade...eu ando tão fácil que na semana antes de vc chegar fui a uma festa de inauguração de uma boate e logo pintou um cara legal e saímos pra fora e dei pra ele dentro do carro no estacionamento...uma rapidinha...ele saiu e fiquei me arrumando quando apareceu o segurança do lugar perguntando se estava tudo bem...ele com certeza tinha visto e logo vi que o safado queria me comer...era bonitão...dei pra ele também...e antes de vir pra casa...encontrei outro cara interessante e acabei indo pro motel...trepei com 3 na mesma noite...só que nenhum...foi la essas coisas...mas...foi gostoso pela farra!
-Sandra minha irmã... já que estamos falando de sacanagem...vou te falar uma coisa...sobre meu sobrinho...seu filho! O rapaz é um cavalo hein...eu entrei no banheiro e peguei-o tomando banho e batendo uma punheta...que pau era aquele mulher...uma delicia...grande e grosso! Socorro! Rss.
-Nossa...que irmã mais puta que eu tenho! Não perdoa nem o sobrinho! Rss. Já ta de olho no rapaz é?
-Mana...vou te falar uma coisa...se ele quisesse era só ter me chamado pra dentro do box que não ia precisar bater punheta...dava gostoso pra aquele pauzão...nossa...do jeito que gosto...bem grosso...pra entrar rasgando...na minha xana! Menina...vc caprichou na hora de fazer ele...o rapaz vai fazer a alegria de muitas putas!
-é verdade...o pai dele tinha pauzão...mas o do meu filhão é bem mais grosso e cabeçudo! Lindão!
-sua safada...também já ficou de olho nele né? Me conta vai... já deu pra ele...sua puta?
-Claro que não sua tarada...mas...que já deu vontade...deu! Já o peguei se masturbando algumas vezes...mas...fiquei com receio...meu filho! Apesar de que há uns 10 dias atrás tomei umas a mais em uma festa e umas amigas me trouxeram pra casa e meu filhão teve que me dar banho pra curar meu pilequinho...ele tirou minha calcinha e esfregou meu corpo todinho...ele tava de short e molhou todo...e também ficou peladão...quando peguei naquele pau completamente duro...ele gozou...e eu também...na verdade teria dado pra ele a noite inteira...meu tesão foi a 1.000!
-deixa de ser boba...dá logo sua tonta...antes que outra puta pegue ele...com certeza todas as punhetas que ele bate...é pra vc...deve ser louco de tesão de te comer...dá logo...porque se vc bobear vou dar antes pra ele...alias depois dessa conversa...acho que nem vou esperar mais...essa noite vou fazer uma visitinha no quarto do meu sobrinho...a não ser que vc fique com ciúmes de sua irmã dar pra ele! Rss.
-Marcia sua puta safada...nem adianta falar pra vc não fazer isso...vc não vale nada mesmo!
As duas caíram em gargalhadas e então fui me dar conta que meu pau estava completamente duro de ter ouvido aquela conversa altamente reveladora.
Me dei conta que tanto minha tia quanto minha mãe eram muito putas e isso me deixou ainda mais excitado e tive certeza que ia comer as duas safadas.
Esperei um pouco e entrei em casa pela cozinha como se tivesse acabado de entrar e logicamente beijei as duas no rosto dizendo que ia tomar banho e mamãe sorrindo falou:
-Vai lá filhão...tava esperando vc chegar...to pensando em pedir uma pizza pra gente jantar mais tarde!
-humm...por mim...tudo bem...adoro pizza mesmo!
-então tá...vai tomar seu banho querido...to vendo que vc tá todo suado...e sujo de barro! Tava jogando futebol ou tomando banho de lama?
-é que choveu...a noite passada...virou um lamaçal danado...o banho vai demorar hoje!
Foi ai que tia Marcia toda safada deu um sorrisinho e disse:
-é...pelo jeito meu sobrinho vai precisar de ajuda pra ficar bem limpinho...se quiser a tia te ajuda!
Depois da conversa que havia escutado escondido entre as duas soube que podia dizer qualquer safadeza e falei:
-tia...com certeza...aceito tua ajuda...só que acho que o banho vai demorar mais!
Sai dali e fui direto para o banheiro e entrei debaixo do chuveiro já com meu pau completamente duro.
Até achei que minha tia poderia até vir ali, mas talvez ela tivesse falado aquilo só pra marcar presença e comecei a me ensaboar. Foi então que a porta do banheiro foi aberta e quando olhei achando que era tia Márcia, minha mãe surgiu ali em frente do box e com um sorriso safado no rosto tirou seu vestido bem lentamente e em seguida a calcinha e disse:
-acho que vou retribuir o banho que meu filhão me ajudou a tomar naquele dia...vc quer...ou prefere que chame sua tia Márcia?
Sem titubear olhei aquele corpo maravilhoso nu e pegando seu braço puxei-a pra dentro do box e disse:
-claro que não mãe...prefiro que seja vc...alias eu quero que seja vc...nossa...vou adorar!
Mamãe pegou o sabonete e deslizou-o por todo meu corpo e lavou bem devagar meu pau que parecia uma rocha e toda safada disse:
-filhão...meu querido...quero esse pau...todo enterrado na minha buceta...me come...todinha...quero matar o meu tesão de muito tempo...agora eu quero que vc seja meu macho...quero ser tua puta...me come...de verdade...acho que tá na hora de vc saber...que sua mãe adora ser tratada como puta...me fode...com essa pica maravilhosa!
Mamãe virou de costas e se inclinou empinando aquele rabo lindo e em segundos minha pica estava encaixada na entrada da sua buceta depilada e como ela havia pedido soquei tudo de uma vez...as coroas que eu trepava gostavam assim...e sabia que minha querida mãe gostaria também.
Segurei-a pelos quadris e passei a foder sua buceta com firmeza...ela em segundos rebolava como uma puta dizendo toda tarada:
-isso...filhão...assim mesmo...seu safado...fode...minha buceta com esse pauzão...arromba minha buceta...isso...assim...que macho gostoso...é meu filhão...ahhh...fode...com força...mete...na sua puta seu safado gostoso...ahhh...vou gozar...vou...vou...não para...ahhh....que deliciaaaaaaaa!
O tesão era tanto mas consegui me controlar pra não gozar e senti que podia tudo e sussurrei:
-ahhh mãe...que buceta gostosa...quente...rebola na minha pica...sua puta...gostosa...vou te foder muito...rebola...sua safada...ahhh...assim...que tesão...ahhh!
Eu metia com força e dei uns tapas de leve naquele bundão e mamãe toda tarada continuou dizendo:
-mete...tudo...ahhh...que pau gostoso...arromba minha buceta...seu tarado...come sua mãe safado...era isso que vc queria né...vivia batendo punheta pra mim...agora come...que eu to adorando sentir esse pauzão...enchendo minha buceta...pode...bater...na minha bunda...com força...eu gosto...muito! Ahhh.
Aproveitei e enchi aquela bunda empinada de tapas como vivia fantasiando.
Mamãe rebolava e jogava sua banda pra trás pra sentir a penetração mais profunda ainda...a água que jorrava do chuveiro fazia com que aquela trepada ficasse ainda mais gostosa e quando reparei naquele cuzinho rosado lindo decidi que não ia esperar mais nada e aproveitando o embalo tirei meu pau da buceta e encaixei-o na portinha daquele cuzinho e comecei a enfiar com firmeza.
Mamãe até tentou sair fora mas segurei-a firme pelas ancas e fui socando até o talo...ela deu um grito mas aguentou firme e quando senti os cabelos do meu pau encostando-se à sua banda me deu um arrepio pela coluna e tive certeza que meus desejos tinham se realizado. Eu estava com meu pauzão enterrado no cuzinho apertadinho da minha mãe e passei a meter com vontade dizendo:
-ahhh....que delicia...de cuzinho...nossa...sempre quis fazer isso...rebola na minha pica...sua safada...da gostoso esse rabo...vou te encher de porra...sua gostosa...puta...ahhh....vou gozar...vou...ahhh!
Dei um urro e gozei com um cavalo enchendo aquele cuzinho de porra.
Minha mãe gozava junto pedindo pra foder seu rabo com força e eu fazia sem dó.
Devagar fomos nos acalmando. Em seguida terminei o banho e sai do banheiro deixando mamãe se banhando e fui para meu quarto e assim que entrei minha tia Márcia estava completamente nua deitada na minha cama e sorrindo toda safada disse:
-será que meu sobrinho consegue comer a outra puta da casa? To louca de vontade querendo sentir essa pica enorme na minha xana!
Dei um sorriso e joguei a toalha no chão e disse:
-tenho certeza que sim...tia...basta vc começar!
Cheguei ao lado da cama e a safada já foi pegando meu pau entre os lábios e começou a me chupar.
Meu pau ficou duro em segundos e passei a foder a boca da safada e em instantes levantei suas pernas colocando-as em meu peito e soquei minha pica grossa na buceta depilada da safada.
Ela urrou de prazer com minha penetração e sussurrou:
-isso...seu tarado...fode assim...mete sem dó...soca tudo...meu sobrinho...faz sua tia gozar gostoso... mete seu safado...mete essa pica deliciosa...ahhh...nossa...assim...que delicia....ahhhh!
Logo trocamos de posição e coloquei a puta de 4 do jeito que gostava de foder...meti naquela buceta até deixá-la toda inchada...e fiz o mesmo que fiz com mamãe...sem pedir licença encaixei o pau no cuzinho e soquei até o talo. Tia Márcia gritou mais que minha mãe mas também depois de algum tempo rebolou como uma vadia se entregando ao prazer...eu sabia como foder um cuzinho apertado!
Tia Márcia também gostava de levar uns tapas no bumbum e isso me deixava mais tarado ainda.
Gozei deliciosamente em sua boquinha tesuda que engoliu toda minha porra.
Depois de toda aquela sacanagem a pizza foi pedida e jantamos alegres e felizes.
Passei a ter duas putas maravilhosas e insaciáveis pra me satisfazer na hora que desejava.
Logo realizei o maior desejo que era foder com as duas juntas na mesma cama...e foi bom demais.


gente por favor comentem e votem por favor a e me add
                                



Ficha do Conto

Escritor:
ciro

Nome do conto:
orgia com minha mãe e minha tia puta

Codigo do conto:
27641

Categoria:
Incesto

Data do Envio:
02/04/2013

Quant.de Votos:
26

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Ultimos Comentários
Comentado por: franthesca em: 05/09/2013
Que delicia de conto
Comentado por: bianor em: 04/09/2013
muito maravilhoso tesão puro só faltou fotos de sua tia e mãe metendo com vc
Comentado por: wil sr tesão em: 18/05/2013
putss aí rio isso que é vida duas taradas viciadas do sexo só pra você nem quer mais nada né. Gostei do seu conto vc votado
Comentado por: orlandjr em: 15/04/2013
Nossa quando foder as duas juntas n'ao deixe de relatar por favor...
Comentado por: orlandjr em: 15/04/2013
Sensacional... muito excitante mesmo, ficaria melhor se tivesse umas fotos das duas putas deliciosas
Comentado por: snyrfe em: 15/04/2013
que tesão de conto, e que tia e mãe gostosa..delicia
Comentado por: teodoro.16 em: 07/04/2013
nossa muito bom o seu conto adorei essas duas puta
Comentado por: c1 em: 05/04/2013
MUITO BOM, EXCITANTE.
Comentado por: andreferraz em: 04/04/2013
conto excelente
Comentado por: ordau em: 04/04/2013
muito bom o conto!!! manda a continuação!!!

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
27284 minha mãe é uma puta Incesto 12
28051 minha tia puta Incesto 12
28270 minha tia gostosa Incesto 7
30923 minha tia safada Incesto 8
34817 minha mãe gostosona Incesto 18
35538 mamãe e eu Incesto 5
50208 Mulata gostosona Heterosexual 4
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA