Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





Eu, meu corninho e nosso novo macho - Final


Eu, meu corninho e nosso novo macho - Final

O negão percebeu que eu olhava para a porta e também viu o meu corninho. Foi logo falando: - Entra viadinho! Tá tocando punheta ai na porta vendo a sua mulherzinha levar cacete né? Vai corno! Vem mamar no caralho que vai foder todinha a sua mulherzinha! Para o meu espanto ouvi meu corninho enquanto entrava: - Eu mamo mesmo neste caralho negro, quero deixar ele bem duro, molhado e gostoso, pra enfiar lá no fundo do cuzinho da minha esposa! Quero que ela sinta o que eu já senti! E o negão continuou: - Viadinho boqueteiro, é disso que você gosta não é corninho? Gosta de um pau bem duro no cu e na boca né? Então ele falou da sua tara por um cuzinho. E o meu corninho mentindo, disse que o meu cuzinho ainda não havia sido invadido por um cacete tão grande. Dai, ele ficou mais interessado respondendo que iria adorar tirar o cabaço do meu cuzinho! Naquele momento, imaginei o meu cuzinho sendo arrombado por aquele cacetão negro enquanto ele fodia a minha xana.
Ele falou pro meu corninho: - Vem aqui e experimenta o pau que tá fudendo a tua mulherzinha! Sente na boca o que ela tá sentindo na buceta! Meu corninho sentou na beirada da cama e o negão tirou o cacete da minha xana e foi levando pro lado dele. Meu corninho colocou aquela tora negra que mau cabia na sua boca e começou a mamar. O negão continou: - Tá vendo putinha! Além de corno ele é viado! E eu respondi: - Nossa, eu não sabia! Então ele só é viadinho para os machos que vem me comer! Mas vou te falar heim, que boquinha gulosa que ele tem! Tá chupando o seu cacete melhor que eu! Fui me aproximando do meu corninho e também segurei naquela tora negra e dividi com o meu corninho por alguns minutos aquele mastro. Era lindo ver o meu corninho chupar lamber e engolir comigo aquela vara enorme só pra nois dois. Olhei pro nosso macho e ele gemendo me falou: - Tá gostando de ver o seu maridinho chupando a minha pica? Porque depois eu vou fazer ele de mulherzinha, o seu corninho viado vai tomar no cú! Me fazendo de boba eu olhei pro meu corninho que ainda mamava aquela tora negra e disse: - Aiiii, amor! Você ouviu o que ele disse? Ele vai te comer!
Meu corninho com aquele mastro todo na boca só olhou pra mim, esboçou um sorriso como se estivesse aprovando. O negão com um sorriso safado falou: - Isso, vai rindo, vai! Primeiro vou deflorar o cuzinho da sua mulher e depois vou estourar o seu! Eu corninho fez cara de assustado, mas o negão continuou: - E, se você se comportar bem eu deixo você lamber o cú arrombado dela depois! Naquela hora eu resmunguei: - Credo, amor! Olha só o jeito que ele fala! Meu corninho tirou rapidamente aquela vara negra da boca, balançando ela com uma das mãos, olhou pra mim e depois pro nosso macho e disse: - Assim, quem não vai aguentar sou eu! Quero primeiro chupar esse seu caralho negro bem chupado pra deixar ele bem molhadinho, pra você enrabar mehlor a minha esposa! A essa altura, meu marido parecia que media o tamanho do cacete do negão, estimando o quanto ele poderia entrar em meu cuzinho. Nosso macho se abaixou, estendeu a mão e entregou para o meu corninho a minha calcinha e mandou ele ir ao banheiro e vesti-la, que queria que ele se sentisse uma putinha, assim como eu!
Enquanto o meu corninho foi ao banheiro eu fiquei passando os lábios, colocando na boca, beijando, sentindo a pulsação daquelas veias, por um longo tempo, tudo como o nosso macho gostava e ouvindo, morrendo de tesão das palavras safadas, que ele ficava falando colado ao meu ouvido: - Vou te foder muito, vou inaugurar seu cuzinho, vou te fazer de puta, você vai se sentir uma cadela!
Eu estava encharcada, já tinha gozado nem sei quantas vezes, completamente a disposição daquele macho delicioso, chupando, alisando seu saco e aquele cacetão negro. Nisso ele passou o braço pela minha cintura me puxando pra sentar no colo dele, eu coloquei meus braços no pescoço dele, colei meu rosto no dele, e senti aquela cheiro forte de suor, que me excitou.
Não demorou e senti o cacetão duro se esfregar nas minhas polpinhas, o que me fez arrepiar toda. Depois de algum tempo meu corninho chega feliz, e entra vestido com a minha calcinha. Adorei tanto vê-lo assim que me esfreguei no colo do nosso macho e dei-lhe muitos beijos na boca, agradecendo tudo o que ele estava pela gente. Fazendo do meu maridinho um corninho manso e viadinho, e de mim uma fêmea obediente e feliz. Nos braços do nosso macho, com seus carinhos e beijinhos, ouvindo sacanagens no ouvido, mais aquele cacetão todo duro grudado no meu bumbum, senti que estava me apaixonando por aquele homem. Aquele negão então, se levantou comigo no seu colo, como se faz com uma noiva em lua-de-mel, me colocou de quatro na cama e mandou o meu corninho me preparar pra ele.
Meu corninho se posicionou atrás de mim e começou a dar intensas e demoradas lambidas no meu cuzinho, o que me deixava alucinada de tanto tesão à espera pelo cacetão negro do nosso macho. Depois de algum tempo ouvi ele perguntando pro negão se estava bom. O negão disse que sim e veio pra trás de mim colocando a cabeçona daquele cacete na entrada do meu cuzinho e eu fiquei esperando agarrada no travasseiro. Senti quando o nosso macho colocou as mãos na minha cintura e foi puxando o meu bumbum na sua direção. Também, foi empurrando o cacete na direção do meu cuzinho que já piscava de medo e tesão.
Aquele mastro negro começou a entrar no meu rabinho e eu gemi de prazer. Eu senti aquela tora vagarosamente abrir as pregas do meu cuzinho e alargar o meu anelzinho, entrando dentro de mim. Tentando facilitar pra nois dois, empurrei minha bundinha em sua direção e o seu cacetão ultrapassou as minhas pregas e a sua cabeça entrou no meu rabinho. Por alguns instantes ele parou de enfiar para que eu me acostumasse. Sentia o meu anelzinho apertar aquela tora negra dura e grossa feito uma pedra. Depois, sem eu esperar ele com violência atolou de uma só vez o aquele cacetão no meu cuzinho me fazendo enfiar a cabeça no travesseiro e berrar desesperadamente, as lágrimas escorriam dos meus olhos enquanto eu pedia pra ele parar! Enquanto tudo isto acontecia meu corninho ficava me perguntando: - Está doendo amor? Está gostoso? Está bom? Eu mal lhe respondia, somente gemia de dor prazer e satisfação. Mas, logo fui me acostumando até ele colocar todo o cacetão e começar a bombar. Que gostoso. Que delícia. Como foi bom sentir aquela enorme tora negra deslizando pra dentro e quase pra fora da minha bundinha! E quando senti as suas bolas grandes do saco tocando a minha xana, logo gozei, gozei, gozei, profundamente sentindo um calor gostoso tomar conta do interior do meu cuzinho, como se estivesse pegando fogo! Olhando para trás eu vi que meu corninho tinha ficado fascinado pela penetração do caralho do negão no meu rabo. Ele chegava a sua cara bem perto da minha bundinha para olhar bem de perto, passava as suas mãos nas minhas nádegas e chegava mesmo a passar os seus dedos na beirada do meu cuzinho, encostando no cacete do nosso macho. Senti várias vezes os seus dedos em volta do meu anelzinho como que medindo o quanto do cacete daquele negão havia me alargado e entrado dentro de mim.
Dai, ele acabou perguntando de novo: - Tá gostando, amor? E eu gemendo respondi: - Tô sim!, Tô achando uma delícia esse pauzão no meu cuzinho! Mete, mete, enfia tudo nela, eu ouvia o meu corninho dizer e olhando de lado eu o vi se masturbando, olhando fascinado para mim com aquela pica enfiada no cu.Os movimentos foram aumentado e derrepente comecei a sentir seu aquela tora jorrar sua porra quente dentro do meu cuzinho e aproveitando a gozada dele acabei gozando outra vez. Era tanta porra que acabou saindo entre o meu anelzinho e o cacetão dele.
Passamos algum tempo descansando e então o negão se levantou e foi tomar um banho. Nesta hora tive mais uma surpresa, mais uma de tantas daquela noite. Meu corninho falou: - Amor, eu gostei de te ver tomando no cu e gostaria de tomar também. Não vejo a hora dele enfiar aquele cacete na minha bunda. Respondi: - Mas querido, aquele cacete é muito grande e iria machucar o seu cu! Fazendo cara de suplica ele continuou: - Eu quero, eu preciso ter o cacete dele enfiado no meu rabo. Peça para ele, por favor! Com o cuzinho ainda cheio de porra, Levantei-me e fui tomar banho com o nosso macho, ainda sem saber o que eu iria fazer. Entrei no box e abracei ele que já havia se lavado todo. O cheiro de sabonete espalhado em seu corpo me excitou novamente. Nisso, ele me colocou na sua frente, me encoxando, e começou a me ensaboar. Eu mesma fui lavando o meu buraquinho enquanto ele perguntou no meu ouvido: - E ai? Gostou de dar o cu? Amolecida nos braços dele eu respondi que sim! E, aproveitei para perguntar: - Você vai mesmo enrrabar o meu maridinho? E, então eu adorei ouvir aquele macho dizer: - Vou! Vou abrir o cu dele e fazer dele um viadinho!
Não demorou muito e eu estava adorando aquele macho dominando a mim e a meu maridinho. Você não imagina a delicia que é ver seu marido segurando o cacete de um macho, alisando, chupando, sendo enrrabado, totalmente dominado, sendo feito de fêmea, corninho e viadinho. Ele nos fodeu a noite toda! Quando pela manhã ele foi embora, eu e meu corninho estávamos exaustos, trêmulos, e ainda surpresos pelo acontecido. Nossos cuzinhos estavam abertos, vermelhos e cheios da porra do nosso macho. Depois, saímos da cama de mãos dadas, nos sentindo duas putinhas felizes e fomos tomar banho juntos.


Beijos                

Foto Perfil Debora40

Ficha do Conto

Escritor:
debora40

Nome do conto:
Eu, meu corninho e nosso novo macho - Final

Codigo do conto:
28672

Categoria:
Traição/Corno

Data do Envio:
30/04/2013

Quant.de Votos:
32

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Ultimos Comentários
Comentado por: mestre_domador em: 26/04/2014
SHOW absoluto, adoro tratar assim um corno também - mando muitooooooooo, você escreve e descreve como ninguém PARABENSTESÃO SEU CONTO - beijos DOM JONAS
Comentado por: rainhadocorno em: 27/12/2013
Conto super excitante, mas sorri muito com a falta de dois dentes do negão mordendo o pescoço! Beijos e lambidinha no seu rabinho safadinha!
Comentado por: paulojk em: 22/12/2013
Nossa esse ta melhor ainda parabens votado
Comentado por: beto65 em: 22/12/2013
parabens,por todos os contos e as fotos maravilhosas,na proxima bota uma do corninho tamb.bjss minha linda.
Comentado por: JOCA17 em: 21/12/2013
parabens , uma delicia de conto e bela fotos tb
Comentado por: Dudu 65 em: 11/12/2013
Débora parabéns pelas as tres sequência de contos ,maravilhosos os contos, adorei todos os contos beijos a vcs dois teve meu voto
Comentado por: carinhososacana em: 30/11/2013
VOCÊ É O MÁXIMO.
Comentado por: jlobo55 em: 05/10/2013
SÓ PRA VC SABER SOU FÃ DE VCS SEMPRE VENHO LER VOTAR E GOZAR VCS SAO ÓTIMOS BJOS TUDO DE BOM PRA VCS
Comentado por: treinador em: 17/08/2013
bom demais
Comentado por: Beto rober em: 21/07/2013
Débora , seus contos são uma delícia, é ler e ficar tomado pelo tesão. bjs
Comentado por: gustavoo.r em: 27/06/2013
delicia vc debora, adoraria participar de uma foda de vcs, me escreva
Comentado por: jeguinho em: 19/06/2013
hummm que delicia
Comentado por: lpocbj em: 16/05/2013
Que delicia de conto. Me add ae; cancerianocbj
Comentado por: amoputaria em: 03/05/2013
Só faltou uma foto de vc e seu marido no pau desse macho sacana. Estou quase tendo o mesmo prazer de vcs.. 2 Putas de um macho roludo que merece derramar toda porra pra vcs.. E claro.. Sempre que possível massagear o saco dele junto dela.. Vc é foda.. Queria muito que minha esposa estivesse puta como vc.. Vc é uma delícia.
Comentado por: gatoreno em: 02/05/2013
delicioso esse negão tem muita sorte em comer dois cuzinhos adoraria ser eu adorei bjs em vc todinha
Comentado por: antoniolobo em: 01/05/2013
Debora, vc nao tem limites, muito bom seu conto! bjjs

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
21499 Nosso começo Traição/Corno 180
21614 Nosso começo (2) Traição/Corno 97
21732 Nosso começo (3) Traição/Corno 70
21856 Nosso começo (final) Traição/Corno 54
23496 Cumplicidade Traição/Corno 51
23808 Cumplicidade1 Traição/Corno 33
24035 Cumplicidade 2 Traição/Corno 28
24228 Cumplicidade 3 Traição/Corno 28
24502 Cumplicidade final Traição/Corno 47
27037 Eu, meu corninho e nosso novo macho Traição/Corno 47
27253 Eu, meu corninho e nosso novo macho -1 Traição/Corno 28
27544 Eu, meu corninho e nosso novo macho -2 Traição/Corno 39
27943 Eu, meu corninho e nosso novo macho -3 Traição/Corno 22
28412 Eu, meu corninho e nosso novo macho - 4 Traição/Corno 29
39957 FAZENDO A MINHA VONTADE! Traição/Corno 66
40210 FAZENDO A MINHA VONTADE! (1) Traição/Corno 53
40359 FAZENDO A MINHA VONTADE (2) Traição/Corno 32
40625 FAZENDO A MINHA VONTADE (3) Traição/Corno 43
41124 FAZENDO A MINHA VONTADA(4) Traição/Corno 40
41685 FAZENDO A MINHA VONTADE (5) Traição/Corno 33
42033 FAZENDO A MINHA VONTADE (6) Traição/Corno 40
42706 FAZENDO A MINHA VONTADE (7) Traição/Corno 25
43284 FAZENDO A MINHA VONTADE (8) FINAL Traição/Corno 27
47257 O CHURRASCO Traição/Corno 55
47688 O CHURRASCO (1) Traição/Corno 43
48245 O CHURRASCO (2) Traição/Corno 38
48590 O CHURRASCO (3) Traição/Corno 48
49036 O CHURRASCO (4) Traição/Corno 32
49557 O CHURRASCO 5 Traição/Corno 33
50444 O CHURRASCO FINAL Traição/Corno 49
54053 MEU CORNINHO, NEM SUSPEITA Traição/Corno 37
54356 MEU CORNINHO NEM SUSPEITA (1) Traição/Corno 42
54514 MEU CORNINHO NEM SUSPEITA (2) Traição/Corno 19
54636 MEU CORNINHO NEM SUSPEITA (FINAL) Traição/Corno 23
55164 LOUCO PRA COMER A MINHA BUNDA Traição/Corno 44
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA