Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web
   Videos Porno
   Porno Tube

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





Comi minha afilhada usando o Facebook


Olá! O que aconteceu, foi baseado num conto que li aqui, então resolvi investir...

Vamos lá: Sou casado a três anos e conheço minha esposa a seis, minha esposa cria sua afilhada desde seu nascimento, que vou chama-la de Cintia. Quando comecei a namorar com minha esposa, sua afilhada começou a me chamar de padrinho e assim foi até hoje. O tempo foi passando e minha afilhada se tornando uma linda jovem, sempre muita calada, tinha corpo definido, peitos grande e durinhos, pele morena clara (como vão ver nas foto), bunda redondinha e empinada linda, e gosta de ver sacanagem na internet, isso descobri por acaso.
Passado o tempo, comecei a sentir tesão por minha sobrinha, só que ela nunca me deu nenhuma abertura, sempre brincamos, na piscina, praia, park, mas sempre sem insinuações, só que como ela tava ficando muito gostosa, ficou difícil não sentir tesão por ela, minha esposa claro não desconfiava. Como sempre fui meio safado, sabia bem como fazer para não dar bobeira, e claro que os contos que lia me dava varias ideias de como fazer.
O fato é que: como ela fez um página no Facebook pra ela, tive a ideia de criar um fake, para adiciona-la e assim começar meu plano.
Criei um com o nome de Carol, adicionei outras pessoas e em seguida ela, que em minutos já aceitara. Apenas ficava online quando sabia que ela também estava, pois ela ficava no notebook e eu no celular, ela na sala e eu no quarto, assim sabia bem o que devia fazer. Logo após ela ter aceito o pedido de amizade, comecei uma conversa pelo bate papo, comecei com coisas normais, como tá, musicas, escola, filmes, revista e etc. Quando consegui um pouco mais de confiança, entrei fundo no meu plano...
Eu- tem namorado?
Ela- sim.
Eu- Há quanto tempo namora?
Ela- Três meses.
Isso me deixou espantado, pois não tínhamos conhecimento de namorado algum.
Eu- Como ele é?
Ela- Alto, Branco e Gostoso.
Eu- Como assim gostoso? Vocês já transaram?
Ela- Ainda não, ficamos apenas nas caricias...
Eu- E porque não rolou ainda?
Ela- Porque tenho medo de minha madrinha descobrir e me mandar ir morar com minha mãe.
Ela não gostava de morar com sua mãe, pois não tinha todas as comodidades que tinha em nossa casa.
Eu- Você mora com sua madrinha? Porque?
Ela- Ela me criou desde novinha, porque minha mãe não podia me criar, mas agora não largo daqui.
Eu- E seu pai?
Ela- É separado de minha mãe, não sei onde mora?
Eu- Sua madrinha é casada?
Ela- É sim.
Eu- Como ele é?
Ela- Também alto, forte, bonito e meio rígido.
Outro fato que me surpreendeu, porque sempre fui bem brincalhão e até liberal demais. Acho que falou pra parecer diferente.
Eu- Rígido como?
Ela- Haa! Não sei bem, sempre na dele, apenas trabalhando direto.
Eu- Ele tá ai perto?
Ela- Não, tá no quarto, deve tá transando com minha madrinha. rsrsr.
Eu- Ele é gostoso?
Ela- Sim, pratica esporte.
Eu- Você poderia fazer algumas coisas, pra se da bem com ele.
Nesse momento, Cintia ficou toda euforica e interessada.
Ela- Que tipo de coisa amiga?
Eu- Quem sabe você transando com ele você e ele se deem melhor no convívio.
Fui direto e seco, ela ficou um pouco perplexa...
Ela- Tá louca, minha madrinha me mataria.
Eu- Amiga, mas ela não precisa saber. Têm que fazer tudo bem feito.
Ela- E como seria isso?
Eu- Primeiro você tem que saber se ele toparia e se você não seria rejeitada a ponto de ele contar tudo pra sua madrinha.
Ela- Acho que ele aceitaria, ele é muito safado, tem vários vídeos de sexo no celular dele e ele sempre deixa a porta do banheiro aberta ou do quarto, acho que de proposito pra eu ver ele nu.
Eu- Você já viu ele nu?
Ela- Já, várias vezes.
Eu- E a rola dele é grande, pois você ainda é virgem.
Ela- mais ou menos, tava mole, mas acho que do meu namorado é do mesmo tamanho.
Em uma conversa, ela me relatou que ja tinha chupado a rola de seu namorado uma vez.
Eu- Você tá mesmo afim de fazer isso?
Ela- Não sei, diz ai o que você acha amiga?
Pensei, vou dar algumas dicas pra ver até onde vai...
Então comecei a falar para ela se insinuar para ele, sem sua madrinha perceber é claro, ficar de saia sem calcinha coisas do tipo...
No mesmo dia em que comecei a dar as dicas, percebi que ela logo fez. Foi no quarto e voltou, percebi ao ir na cozinha tomar água que ela estava de saia, assim como falei. Voltei para o quarto e voltei a falar com ela pelo o bate papo. Como era fim de semana, passava o dia quase todo no quarto relaxando, saindo apenas no fim da tarde para jogar.
Eu- Amiga, onde seu padrinho esta agora?
Ela- Ainda no quarto.
Eu- Ainda transando?
Ela- Não, ele acabou de passar aqui pra ir beber água.
Eu- E o que ele tá fazendo?
Ela- Acho que dormindo, vou ver.
De repente guardo o celular debaixo do travesseiro e finjo dormir, ela chega na porta e fica parada um tempo, eu estou de barriga pra cima com um short de cetim e sem cueca, não demora nada ela volta pro computador.
Ela- Tá dormindo ainda.
Eu- E sua madrinha?
Ela- Tá dormindo também lá.
Eu- Vai lá e acaricia a coxa dele pra ver se ele acorda.
Ela- E se ele acordar?
Eu- Você sai ou inventa alguma coisa.
Naquela hora, já tava com a pica dura feito pedra. Demora nada percebo ela em pé ao lado da cama, como minha esposa tava dormindo virada pro outro lado, ela foi bem mais rápida do que pensei. Alisou minha perna e subiu ate tocar de leve no meu saco, mas não demorou muito e saiu.
Ela- Amiga ele não acordou.
Eu- E ai?
Ela- Ele tava de pau duro, é bem maior do que eu pensei.
Eu- Você pegou?
Ela- Não, apenas alisei a perna e toquei de leve em seu saco, mais sai pois fiquei com medo de ele acordar ou minha madrinha.
Como minha esposa estava perto de acordar, fiquei com medo de ir mais além, e disse pra ela que a noite seria ideal, perguntei se ela tinha seu próprio quarto, que disse que sim, falei para ela deixar a porta aberta enquanto ela trocava de roupa pra ele ver, mas sempre tomando cuidado com sua madrinha, falei mais algumas coisas e me despedi.
Ao passar das hora, levantei e fui ao meu jogo, chegando umas oito da noite, todo suado e sujo, ao entrar em casa, Cintia ainda tava no computador, perguntei pela minha esposa, que respondeu que foi à missa, cheguei por trás dela e dei um beijo no seu rosto carinhosamente e disse que iria banhar.
Deixei a porta do banheiro aberta, como sempre faço, percebo uma presença na porta e vejo que é Cintia espiando, ela percebe que eu a vi e disfarça perguntando se eu ia demora, digo que não porque?, ela fala que também quer tomar banho, falo que to preste a sair e vejo ela saindo.
Termino meu banho e saio, em seguida ela entra e deixa apenas encostada a porta, na verdade eu não quis fazer nada pois minha esposa poderia chegar a qualquer momento, dito e feito, ela chega minutos depois de vestir meu calção de dormir, Cintia ainda tava no banho, minha esposa pergunta por Cintia que de uma forma mágica esta com a porta já fechada do banheiro, acho que ela deve ter ouvido sua madrinha chegando.
Vou me deitar no sofá e assistir tv, logo Cintia chega, vestida apenas com um camisola branco com desenho, minha esposa como acorda cedo, tomou banho e deitou umas nove e meia da noite, ficando apenas eu e minha afilhada acordados, eu assistindo e ela no computador.
O tempo passa e eu chamo Cintia, como sei que ela já tá no esquema, faço logo um jogo direto pra ver o que acontece...
Ela chega e pergunta o que foi, digo a ela que me machuquei jogando e queria uma massagem no joelho, ela vai pegar o gel e volta, deitado no sofá, apenas levanto a perna esquerda deixando a direita no sofá e ela sentando entre elas, como tava sem cueca e ficando excitado rapidamente, tento ajeitar meu pau para não chamar muita atenção ainda.
Ela então começa a fazer a massagem, pergunto se sua madrinha esta dormindo, ela responde que sim, peço então para ela subir a massagem até minha coxa, reparo que ela fica um pouco vermelha mas obedece meu comando, de repente pego em suas mãos massageando minha coxa e fico alisando junto com ela e pouco a pouco subindo, ela calada apenas fazendo junto comigo o movimento de massagem em minha coxas, rapidamente eu pego sua mão e levo até meu pau, que ela puxa de lá assustada, pergunto o que houve, ela fica calada e imóvel, pergunto se ela já fez aquilo, que responde timidamente que não, então pego meu pau e tiro do calção, ela vira o rosto em direção a tv, pego uma de suas mãos e levo em direção ao meu pau, ela tenta resistir mas acaba cedendo, então começo a punhetar meu pau junto com a mão dela, pergunto se esta com medo, e diz que sim, falo pra ela que ninguém pode saber daquilo, ela balança a cabeça afirmativamente, então fico de pé em sua frente e baixo meu calção, ela meio tímida pega com as duas mãos mas não põe na boca ainda com vergonha, digo, chupa, ela olha pra mim, já um pouco mais calma e fala que é muito grande, digo pra ela não se preocupar que não machucarei ela, ela então começou a chupar, com certa dificuldade mas ate que foi bom, pego ela pelos braços e levanto-a dou lhe um beijo no pescoço que na hora fica arrepiada, tiro seu camisola e vejo aquele corpo maravilhoso, deito-a no sofá, abro suas pernas e começou a chupa-la, ela nitidamente excitada começa a alisa minha cabeça pressionando contra seu clitóris, depois de um tempo chupando aquela delicia de buceta, me deito por sobre ela, colocando meu cacete em direção a sua xana, ela então fala ao meu ouvido que é virgem, pergunto então se ela quer continuar, ela afirma balançando sua cabeça e me abraçando, encosto minha pica na entrada de sua buceta, ela começa a gemer baixinho, vou penetrando aquele pequeno espaço aos poucos, quando de repente sinto romper o seu cabacinho, ela da um gemido mais alto e uma lágrima escorre de seu olho, fico então imóvel por alguns segundos e aos poucos vou enfiando e fazendo movimentos de vai e vem, ela ainda com expressão de dor, geme e aos poucos enrosca suas pernas em volta de minha cintura, percebo então que já não senti mais dor e sim tesão, bombeio então com mais força e rapidez naquele récem alargado buraquinho, pego-a nos braços sem tirar minha pica de dentro, ela ainda com suas pernas a me abraçar, fico de pé e me sento no sofá, fazendo com que ela cavalgasse em cima de mim, e vejo meu pau entrando e saindo de sua buceta lisinha e apertada, a melhor sensação do mundo, aperto e chupo seus peitinho grandes e duros, percebo que isso lhe dá mais tesão, coloco-a de quatro e meto de uma vez só naquela xana melada e com um pouco de sangue, de repente percebo suas pernas tremerem e sua respiração acelerar e depois diminuir, percebo então que teve seu orgasmo e acelero para temos quase no mesmo instante, tiro minha pica e goza em cima de sua bunda redonda e vejo seu cuzinho piscando parecendo pedir pica, ela cai exausta no sofá, levanto e vou me limpar em seguida ela vai, voltamos para sala e pergunto se ela gostou, muito mais tranquila ela responde que sim, e que eu não me preocupasse que não contaria pra ninguém, saiu e vou dormir, no outro dia no trabalho, acesso a conta do Facebook fake que criei pra saber o que ela tinha postado, e vejo que ela escreveu no inbox na mesma noite contando tudo, até hoje finjo ser amiga dela no face para saber o que ela anda fazendo e se ainda sente tesão por mim...

Espero que tenham gostado, votem e comentem, em breve mais aventura entre minha afilhada e eu, quem sabe eu conte como quase minha esposa nos pegou no flagra... Abrçs e Bjos...

Foto Perfil maotep

Ficha do Conto

Escritor:
desejos.e.paixoes

Nome do conto:
Comi minha afilhada usando o Facebook

Codigo do conto:
29559

Categoria:
Incesto

Data do Envio:
21/05/2013

Quant.de Votos:
22

Quant.de Fotos:
3

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us
Foto 1 do Conto erotico: Comi minha afilhada usando o Facebook

Foto 2 do Conto erotico: Comi minha afilhada usando o Facebook

Foto 3 do Conto erotico: Comi minha afilhada usando o Facebook




Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Ultimos Comentários
Comentado por: Karoliny em: 16/11/2013
Parabéns q conto excitante,queria ser sua afilhada kkkkk
Comentado por: tiozinho63 em: 14/06/2013
mais um esquema pra pegar as filhas e enteadas de plantão, obrigada
Comentado por: orlandjr em: 29/05/2013
Adoraria ter uma afilhada dessas... conte mais
Comentado por: Arianowam em: 24/05/2013
adorei o conto e a ideia. Parabéns . Votei .
Comentado por: terranova em: 23/05/2013
Fantástico!!! De alto nível, digno dos melhores contos...
Comentado por: Devassa da VP em: 22/05/2013
Fiquei extremamente excitada louca pra vc meter sua vara em mim tbm DELICIOSO CONTO!!!!!!!!1
Comentado por: Marujogja em: 22/05/2013
Perfeito, se deu bem...
Comentado por: notório em: 22/05/2013
Bom conto e de uma estratégia inusitada, Parabéns pela astúcia e pela afilhada gostosa !!!!!!!!
Comentado por: Pescador em: 21/05/2013
MUITO BOM, VOTEI
Comentado por: coroadojc em: 21/05/2013
caralho amigo,bem engenhoso esse seu esquema vc me deu uma otima ideia,não sei como eu um cara tão astucioso não bolei uma ideia dessa,vou fazer a mesma coisa pois tem umas peças que eu quero descobrir o que elas pensam e acham de mim,tem um chamego louco mais eu tenho medo de falar alguma coisa e dar rolo com minha mulher,parabens pelo conto e sua afilhada e um tesão toquei um vendo as fotos.kkkk

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
14910 MEU PRIMEIRO DIA DO ANO! Gays 4
14922 CHUPEI MEU AMIGO NA VESPERA DO VESTIBULAR Masturbação 2
24452 Meu Supervisor Gays 5
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA