Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web
   Videos Porno
   Porno Tube

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





COMI A BUNDINHA DA MAMÃE


   Eu sou o Marcelo, tenho vinte anos de idade, sou filho único, tenho 1,82 de altura e peso 95 kilos de pura massa muscular, sou moreno claro e sou viciado em sexo.
   Quando eu nasci a minha mãe tinha dezoito anos e era solteira, sem ter o apoio do meu pai, eu fiquei morando com a mamãe num quarto, na casa do meu avo a casa era pequena, mas vovô deu um quarto para a minha mãe morar comigo, o tempo foi passando, mamãe trabalhava para me criar, eu estudava e brincava com as minhas priminhas e os priminhos.
   Eu já estava com dezoito anos, quando comecei a me interessar por sexo, eu sempre foi tímido, eu sentia muita vergonha, quando minhas primas vinham conversar comigo, mas com o tempo eu fui me soltando, primeiro foi com a minha prima, com quem eu tinha mais intimidade, covidei ela para ir ao cinema comigo, ela aceitou e num fim de semana, nós fomos ao cinema do shopping, durante o filme minha prima por diversas vezes, de mostrou a vontade de me beija, mas eu com a minha timidez, sentia medo e vergonha de beija La.
    Eu sentia que a Natalia estava impaciente, derrepente ela segurou o meu rosto e me deu um beijo na boca, ela continuou segurando o meu rosto e olhando nos meus olhos perguntou, você não gostou?, eu demorei um pouco mas respondi e claro que gostei, ela rio e falou agora é a sua vez me beija, eu todo sem jeito e envergonhado, segurei no rosto dela igual ela vez comigo e dei um beijinho na boca dela, Natalia me segurou de novo e falou é assim ó com aquela boquinha delicada, ela colocou a minha boca inteirinha dentro da boca dela e sugou a minha língua pra dentro da sua boca, nessa hora eu acho que fiquei roxo de vergonha.
   Natalia me saltou depois de uns cinco minutos, eu estava ficando sem ar para respirar, olhando bem seria pra mim perguntou aprendeu como que faz? Eu cai na real que não sabia nada mesmo, olhei pra ela e falei, eu quero aprender tudo com você porque eu te amo, Natalia falou quer aprender mesmo? eu falei eu quero aprender tudo, ela chegou mais perto de mim e falou então me mostra que você aprendeu, eu dei lhe um beijo na sua boca e fiz o mesmo que ela vez comigo, coloquei a boca dela dentro da minha e suguei a sua língua, Natalia até respirou fundo e falou, bom beijar você já aprendeu, agora vamos sair daqui.
   Ela pegou na minha mão e saímos do cinema, lá fora eu perguntei você não gostou do filme, Natalia me respondeu eu não vim aqui para ver filme, eu vim para ver você, eu fiquei roxo de novo, ai nós fomos embora pra casa de mãos dada, no caminho Natalia falou me leva até perto da minha casa, que já é tarde e esta escuro, ela colocou o meu braço no seu ombro e segurou na minha cintura, antes de chegarmos na casa dela, tinha um moro bem comprido e não tinha luz naquele trecho.
    Estávamos andando numa boa, naquele trecho escuro quando a Natalia parou e me falou quero mais um beijo encostou se no moro e eu comecei a beijar a sua boca, ela colocou a sua língua na minha boca e começou a se esfregar em mim, meu pau ficou duro, para ela não perceber eu me afastei dela, mas ela me encostou no moro e continuo se esfregando em mim, derrepente eu senti a sua mão, abrindo a minha calça e tirando o meu pau pra fora, eu não sabia o que fazer estava confuso, Natalia pegou a minha mão e colocou embaixo da sua saia, bem em cima da sua boceta, eu apertei e senti aquela coisa quentinha na minha mão.
   Como eu não fazia nada Natalia largou o meu pau e abaixou a sua calcinha, depois ela levantou a saia e colocou o meu pau no meio da sua coxa, em seguida ela levantou a sua blusa e seu sutiã e colocou a minha mão nos seus seios, que estavam com os bicos durinhos, enquanto ela rebolava no meu pau, ela gemia e pediu pra eu chupar os seus seios, Natalia deu uma gozada bem gostosa, depois ela bateu uma punheta pra mim gozar também.
   Depois desse dia eu me acostumei e todos os dias, nós saiamos para ir lá ao muro e darmos uma trepadinha, um dia Natalia foi na minha casa para visitar a vovó, quando vovó descuidou Natalia entrou no meu quarto e ficou peladinha, me empurrou na cama eu fiquei deitado ela veio por cima de mim e colocou a sua bocetinha na minha boca, tirou o meu pau pra fora e começou a chupar, eu estava chupando bem gostoso, quando a vovó entrou e deu um grito com a Natalia, o que é isso meninos vocês estão loucos, eu vou falar pra sua mãe.
   Ainda bem que a vovó não falou o que nós estávamos fazendo, ela só falou que nós estávamos namorando, minha tia me proibiu de ver a Natalia e não deixou mais ela sair de casa, depois de um mês o meu tesão estava explodindo, ai comecei a reparar na mamãe, quando ela trocava de roupa eu via a bunda gostosa que ela tinha, que até então eu não tinha observado, mamãe estava acostumada a trocar de roupas na minha frente, coisa que ela fez desde que nasci, até hoje que já sou um homem.
   Aquilo foi me dando uma vontade de apertar a bundinha da minha mãe que só eu sei, todos os dias ela tomava banho e vinha enrolada na toalha, para se trocar no quarto, ali ela ficava com aquela bunda linda toda de fora, nosso quarto era pequeno e nós dois dormíamos numa cama de casal, mamãe era acostumada a dormir de calcinha e camiseta, muitas vezes eu acordei e estava de conchinha com a mamãe, mas ela nunca reclamou comigo, não sei se ela gostava ou se ela achava que era uma coisa normal.
   Um dia eu estava deitado na cama e ela estava peladinha, passando creme pelo corpo, eu fiquei doidinho para passar a mão, naquela bunda pelada e deliciosa, então eu me ofereci para passar creme na sua costa, ela aceitou a minha ajuda numa boa, ela despejou creme na minha mão e ficou de costa esperando eu passar, comecei na nuca e fui descendo, quando cheguei na bunda, ela me deu mais creme e falou capricha, na massagem que eu gosto.
   Mamãe se abaixou rebitou aquela bunda gostosa bem na minha frente e começou a passar creme nos pés e nas pernas, eu continuei com a mão na sua bunda, depois desci a mão até a sua coxa, voltei com a mão pelo meio da sua coxa e toquei com os dedos na sua bocetinha, mamãe se arrepiou inteirinha e falou desse jeito você mata a mamãe de tesão, nessa hora eu jóquei ela na cama, fui pra cima e soquei a língua na sua bocetinha, mamãe rebolava e gemia igual a uma gata no cio.
    Ela segurou a minha cabeça e apertava a minha boca, contra a sua boceta, ela rebolava cada vez mais rápido, gemia e gritava sem parar, derrepente eu senti uma gosma quente escorrendo na minha boca, ela tinha acabado de gozar na minha boca, depois ela ficou paradinha com o corpo molinho e os olhos fechado, eu fui subindo pra cima dela e coloquei o meu cacete na sua boceta, mamãe deu uma gemida e um suspiro profundo, eu soquei o meu cacete até o fundo, mamãe rebolava e eu socava o cacete sem dó, depois de uns dez minutos socando, cada vez mais fundo dei uma gozada espetacular, mamãe que estava rebolando e gemendo deu um grito de tesão e gozou junto comigo, me deu um beijo na boca igual o que a Natalia tinha me dado, fiquei feliz da vida com aquele beijo, me virei pro outro lado e dormi.
   Dois dias depois lá estava mamãe, com a bunda arrebitada passando creme no corpo de novo, sem falar nada peguei o pote de creme da sua mão e comecei a passar creme na sua costa, dessa vez eu fui direto ao cuzinho dela, passei a mão com bastante creme no seu cuzinho e coloquei dois dedos, dentro daquele cu gostoso como ela não falou nada e continuou a passar creme nos pés, com aquela bunda arrebitada na minha frente, eu tirei os dois dedos e coloquei o cacete no cuzinho da mamãe, ela começou a rebolar no meu pau e falava, vai devagar meu filho bem de vagar, eu fui empurrando ela rebolando, eu empurrando e ela rebolando, depois que o cacete estava inteirinho dentro do seu cu, eu soquei varias vezes, bem fundo e bem rápido, mamãe rebolava e falava, soca mais filho da puta, rasga o cu da mamãe, rasga o cu dessa vaca que te ama eu sou puta, mas sou a sua mãe, goza, goza no cuzinho da mamãe, eu gozei e deixei o cuzinho da minha mãe cheinho de porra, depois que gozei bem gostoso, mamãe olhou pra mim e disse, porra filho como você é gostoso em, agora toda sexta feira á noite mamãe, passa creme no corpo e eu passo o cacete nela, sou foda NE.   

Foto Perfil fofoqueiro

Ficha do Conto

Escritor:
LOUCOPORELA

Nome do conto:
COMI A BUNDINHA DA MAMÃE

Codigo do conto:
32112

Categoria:
Incesto

Data do Envio:
12/07/2013

Quant.de Votos:
16

Quant.de Fotos:
5

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us
Foto 1 do Conto erotico: COMI A BUNDINHA DA MAMÃE

Foto 2 do Conto erotico: COMI A BUNDINHA DA MAMÃE

Foto 3 do Conto erotico: COMI A BUNDINHA DA MAMÃE

Foto 4 do Conto erotico: COMI A BUNDINHA DA MAMÃE

Foto 5 do Conto erotico: COMI A BUNDINHA DA MAMÃE




Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Ultimos Comentários
Comentado por: Dudu 65 em: 09/12/2013
Delicia de conto , adoro conto de incesto ,entre mãe e filho teve meu voto
Comentado por: big dog cwb em: 18/11/2013
Gostei demais de seu conto. Sua mãe parece ser mesmo especial. Votado
Comentado por: mak19x5 em: 18/10/2013
belo conto, tem meu voto
Comentado por: Falcão em: 17/09/2013
Sua mãe é muito linda não pra resistir uma mulher desse nua na frente sem deseja nada, não tem como.
Comentado por: Falcão em: 17/09/2013
Muito bom uma delicia de conto continue com essa gostosa parabéns.
Comentado por: querosexo em: 16/09/2013
gozei gostoso lendo o conto, muito bom, tb faço incesto
Comentado por: mariojr em: 18/07/2013
fiquei com mto tezao
Comentado por: kadudopauduro em: 15/07/2013
mto bom. Tem meu voto
Comentado por: henriqueadvsp em: 15/07/2013
Realmente, delicioso conto este que acabou de relatar, adoraria ver as fotos de sua mãe e prima ilustrando o conto
Comentado por: apeduardo em: 15/07/2013
delicia de conto, parabens fofoqueiro
Comentado por: coxagrossa em: 14/07/2013
seu safadinho, porque você não me chamou em gostosão.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
22782 DOIS POLICIAIS COMERAM A MINHA ESPOSA Grupal e Orgias 18
22891 O PAPAI MANDA A MAMÃE DA Incesto 22
23484 COMI A MINHA PRIMA EM BAIXO DA PONTE Incesto 9
29175 A MINHA IRMÃ ESTAVA BEBADA Incesto 7
30570 UMA MULHER BONITA E GOSTOSA Heterosexual 5
31026 MINHA FILHA DE CRIAÇÃO Incesto 15
32148 BAUDASGATAS ( MANINHA BISCATE) Incesto 9
35430 EU CONFIO NA MINHA ESPOSA Traição/Corno 35
36938 UMA CUNHADA MUITO GOSTOSA Traição/Corno 11
37211 MEU AMIGO COMEU A MINHA ESPOSA NA MINHA FRENTE Traição/Corno 11
41419 COMENDO AS IRMANZINHAS GOSTOSAS Incesto 13
45455 MINHA FILHA É UM TESÃO DE MULHER Incesto 13
47631 EU CONFIO NA MINHA ESPOSA = DOIS Traição/Corno 10
50781 COMI A MINHA NORA GOSTOSA Incesto 12
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA