Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato

SITES PARCEIROS
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web
   Videos Porno
   Porno Tube

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





VIZINHA E VIZINHO QUE GOSTAVA DE DAR O CÚ





Morava em uma casa grande com minha familia em um bairro aqui de são miguel paulista, uma vila muito gostosa, tenho uma vizinha já de idade hoje deve esta com uns 67 anos mais na epoca tinha uns 60anos, morava sozinha pois seus dois filhos eram casados e moravam muito longe, eu morava com minha mãe e dois irmãos menores minha irmã mais velha morava no interior de são paulo, até ai tudo bem morava nesta casa desde que tinha 5 anos de idade, e dona Marilza já morava lá quando mudamos para lá, me viu crescer e era muito amiga de minha mãe as duas trocvam confidencias e num belo dia quando cheguei do tampo, por volta das 3 horas da tarsde, entrei devagar sem fazer barulho queria dar um susto na minha mãe que fazia costura para fora, ouvi umas vozes era a dona Marilza, a vizinha do lado minha mãe e dona Sueli a vizinha da frente que també era muito coroa por volta de unas 63 anos, as três conversavam animadamente e ouvi dona Marilza dizer que estava com saudades de uma pica no meio de sua buceta, fiquei assustado pois nunca vi minha falar um palavrão na vida, ouvindo uma senhora respeitavel pois assim eu achava que fosse dizer isto sem rodeios, dona Sueli também disse que seu Alfredo seu marido não estava comparecendo estava com a buceta até seca de vontade de trepar, se arrumasse um cara até pagaria, minha mãe somente ria e disse que sentia saudade de meu pai pois este tinha uma pica, de fazer inveja a um cavalo, fiquei ali ouvindo e pensando como faria para pecar aquela coroa ou aquelas coroas, pois dona sueli dava um caldo, tinha um belo corpo apesar da idade, como sou vidrado em coroa, corri ao banheiro e bati uma bela punheta, minha mãe me avisou que iria com os meninos meus irmãos para a casa de minha irmã, no interior e só voltaria domindo iria sexta de manha, fui trabalhar e voltei por volta das três horas da tarde como sempre, dona Marilza estava deita na rede de sua casa, com um vestido bem fino e um pouco transparente, brincando com sua cadela suzi que estava no cio, e logo que me vio veio correndo para meu encontro ficava babando e virando a sua bunda para o meu lado levantava o rabo, uma pastora alemã, linda e grande tive vontade de enfiar o deno no seu cuzinho, mas dona Marilza percebendo o estado de sua cadela, levantou-se e pegou ela pela coleira levando para sua casinha, voltou e me disse que minha mãe havia pedido para ela tomar conta de min, pois só voltaria domingo a noite e estavamos somente na sexta feira, disse que agradecia e que ela poderia ficar tranquila que eu já estava crescidinho não precisava se encomodar, ela sinplesmente disse que iria fazer a vontade de minha mãe daria tudo o que eu precisasse,eu respondi tudo mesmo, sim tudo, olhei nos seus olhos e percebi que tinha más intenções, mesmo assim pedi licença e entrei dizendo que iria tomar uma banho, e mais tarde compraria uma pizza, ela me disse que a muito tempo não comia uma pizza, pois ela não conseguia comer uma sozinha, se ofereceu para comer comigo se não me importasse, disse-lhe que não que poderia vir mais tarde por volta das 20 horas que estaria pedindo a tal pizza, perguntei se tinha alguma preferência de sabor, ela disse que estava afim de outra coisa mas a pizza eu poderia escolher, as 20 horas ela me chega em casa com um vestido transparente mostrando sua caçola grande e sem sutiã, pois dava para ver nitidamente afereci a tal pizza e pequei uma cerja que estava bem gelada no frezzer,começamos a tomar e ela falolu se tinha vinho pois ela gostava muito, falei que não pois não costumo a tomar vinho, ela me disse que em sua casa tinha e iria buscar, fui com ela em sua casa estava tudo escuro e ela deu uma tropeçada na cadeira e caiu pequei ela no colo e levei até o sofá estava com cara de dor, me ofereci para leva-la no hospaital não quis disse que estava melhor mas estava tonta, me media para deixala no sofá mesmo que ela precisava dormir um pouco, e foi o que fez, deixei ela dormindo no sofá e fui para casa, já pensando que tinha dado tudo errado, pois a cerveja deu sono na mulher, acabei comendo a pizza sozinho foi quando para minha surpresa dona Sueli a vizinha da frente tocou a capanhia, quando atendi ela perguntou pela minha mãe lhe disse que ela tinha viajado para o interior, sabe o que é tico, estou com um probleminha, minha acabou o gás la de casa e estou sozinha não sei trocar vim aqui para falar com você mesmo você pode trocar para mim, claro que sim Dona Sueli, sem nenhum problema, cadê seu Alfredo, onde ele esta, ele esta dormindo bêbado até o pescoço, como não tenho filhos tenho que recorrer a você meu filho, fique tranqüila que faço isto num segundo fomos até a sua casa e pude observar que seu Alfredo estava dormindo profundamente no sofá, fomos para a cozinha e dona Sueli me mostrou o gaz e pediu licença para tomar um banho, falou para ficar a vontade, e saiu, troquei o tal gaz e já ia saindo quando ouço dona Sueli me chamar la de dentro , ]tico você pode vir aqui regular o chuveiro para mim, pois o Alfredo deixou no frio, não gosto de banho frio, fui até o banheiro e dona Sueli estava coberta somente com uma toalha, logo que entrei no Box do chuveiro ela deixou a toalha cair e eu ali vendo aquela senhora totalmente pela fiquei meio sem jeito ela olhou para minha bermudo e disse posso ver o que você tem ai dentro e foi logo metendo a mão dentro do meu shorts, não aquentei e falei para ela que ali não daria pois o seu Alfredo estava dormindo na sala, se ela quisesse teria que ser na minha casa, estaria esperando por ela lá, mas ela não me deu ouvido e foi abaixando o shorts e pegando no meu pau que estava estourando de duro, disse que estava com muita saudade de chupara um belo pau como o meu, caiu de boca e como chupava gostoso o meu pau, estava quaze gosando e pedi para ela deixar eu chupar a sua buceta, fomos para o seu quarto, deitei ela na cama abri as suas pernas e meti a língua a velhas delirava de tesão, chegava a chorar pedindo para mim meter o pau logo, virei ela de costas para mim e meti no seu cu a língua ela somente me pedia para meter o pau na sua buceta, delirava muito, quando resolvi colocar o pau na buceta ela já tinha dado varias gosadas chegava a pingar no lençol,meti o pau que entrou sem nenhuma dificuldade, fiquei ali metendo muito gostoso mas ainda não tinha gosado virei ela de costa novamente, e lubrifiquei o seu cu com saliva, e comecei a colocar o pau bem devagar, ela pedia para mim parar pois o seu Alfredo nunca tinha colocado o apu ali, nem dei importância para sua s reclamações coloquei com mais força foi entrando bem apertado ele chegou a chorar pedindo para mim tirar mas nem liguei pois o meu tesão era encontrolavel fui colocando e tirando sem parar, ela ai começou a gritar que estava muito bom que estava muito gostoso, não para por favor que estou gosando, mais uma vez nisso quando olho na porta do quarto estava o seu Alfredo olhando a gente ali de pé sem falar uma só palavra, fiquei com medo dele me fazer alguma coisa mas ele ali quieto somente olhando eu ali de pau enterrado no cu de sua senhora, gemente de tesão, me pedindo para não para de meter no seu cu , que estava diga de passagem muaito bem quentinho, seu Alfredo me disse para fazer a sua senhora gosar bastante pois só assim ela daria um pouco de sossego para ele, pois com o problema na próstata não conseguia levantar o seu pau, foi chegando perdo da gente eu com um pouco de medo continuei ali meu pau foi subindo novamente dentro do cu de dona Sueli, que me peida para continuar, seu Alfredo cheogu perto de mim e começo a alizar o meu peito, fiquei sem jeito me pedio para tirar o apu de dentro do cu de dona Sueli, o que eu abedeci, ele vendo o meu pau brilhando foi logo pegando, e abaixou e começo a chupar o meu pau não estava acreditando no que estava vendo, seu Alfredo um hjomem rude chupando um pau tão gostoso assim, tinha uma boca de veludo,dona Sueli dizia para ele chupar gostoso um pau como aquele, seu Alfredo subiu na cama e pediu para mim colocar o pau no seu cu, pedi a dona Sueli que desse uma chupada no cu dele e desse uma chupada no meu pau também, no que ela obedeceu no mesmo instante, coloquei o pau na entrado do seu cu que foi engolindo bem devagar, acho que já tinha dado bastante, ele ali rebolando no meu pau e pedindo para colocar sem dó, no que obedecia sem questionar, um cara velho rebolando no meu pau e dona Sueli ficava embaixo chupando o meu saco como foi gostoso acabei gosando dentro do cu de seu Alfredo, quando tirei o pau estava até esfolado de tanto que meti, dona Sueli ainda vendo meu pau mole e pingando veio e chupou o resto de porra que escorria do meu pau e do cu de seu Alfredo, depois fomos para a sala ainda pelados e sentamos no sofá onde dona Sueli continuou a chupar o meu para ate ele crescer novamente e sentou-se novemnte nele e ficou cavalgando bastante e seu Alfredo somente olhando e dizendo para ela aproveitar bastante, foi ai que fiquei sabendo que seu Alfredo gostavao de dar o cu enquanto dona Sueli ficava chupando o eu pau,
Quem quizer me mandar um imail somente mulheres acima de 50 anos ou casais que o marido goste de ver a sua mulher gozar.
POR FAVOR ME MANDE UM IMAIL DIZENDO GOSTARAM
                                


Ficha do Conto

Escritor:
rela108932

Nome do conto:
VIZINHA E VIZINHO QUE GOSTAVA DE DAR O CÚ

Codigo do conto:
3286

Categoria:
Heterosexual

Data do Envio:
03/11/2004

Quant.de Votos:
0

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA