Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web
   Videos Porno
   Porno Tube

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





Comi a mulher do meu melhor amigo


Conheço o Ricardo desde que me conheço por gente, sempre nos demos bem, na verdade é como ele sempre diz "somos irmãos de mães diferentes". Crescemos juntos estudamos juntos e bagunçamos muito quando eramos solteiro, sempre respeitamos muito a namorada um do outro, era uma especie de codigo entre nós dois, um não podia nem sequer chegar perto da namorada ou da ex namorada do outro. E não foi diferente com a Renata na epoca namorada do Ricardo hoje esposa. Uma loira muito linda, com um corpo irresistivel que todos falavam o quanto era gostosa e eu sempre me reservei a dizer que ela era apenas linda. Nunca tinha olhado para ela com olhos de malícia, nunca sequer tinha reparado direito nela, até um belo dia em passei na caso do Ricardo para agente beber uma cervejinha, a Renata ainda não tinha chegado do serviço então o Ricardo falou que era só para agente beber uma cervejinha para ele voltar para casa antes da Renata chegar. Estavamos no bar bebendo a décima cerveja, quando eu e o Ricardo saia para beber nunca era apenas uma cerveja, quando a Renata apareceu com um vestidinho bem colado, com um decote bem generoso que dava para ver o quando era enormes os seus seios. E não sei se foi a cerveja ou se foi o fato dela ficar conversando com eu e o Ricardo ali, numa coversa bem discontraida onde ela contava algumas particularidades dela e do Ricardo que derrepente eu reparei o quanto ela era gostosa, ela ficava em pé entre eu e o Ricardo que estava sentado no banco perto do balcão e em vez e quando ela virava para o Ricardo ficando de costa para mim onde eu podia ver aquela enorme bunda deliciosa que fazia meu coração acelerar.
Tomamos mais umas cervejas e me despedir deles, mesmos porque minha esposa não parava de ligar para eu chegar logo em casa, mas no caminho eu me esforçava para não pensar na Renata e de como eu não tinha reparado o quanto ela era gostosa. Bem tive que me esforçar muito para não ficar pensando nela. Eu também não sei dizer se apartir daquele dia eu comecei a olhar a Renata diferente, eu só sei que me esforçava muito para não me pegar distraido olhando para ela. Eu só sei que dentro de mim uma agonia crescia dia a dia, sem saber o que fazer para sair desta situação, tinha medo até de minha esposa percebesse alguma coisa diferente, do tipo reparar que tinha ficado estranho derrepente. Mais ai que num golpe do destino meu amigo um dia me ligou e pediu para eu passasse sem falta na casa dele depois do serviço. Eu fui meio preocupado, afinal de contas se eu continuasse sentindo pela Renata tudo aquilo que eu vinha sentindo uma hora ele ia perceber, mas para o meu alívio ela ia chegar mais tarde em casa, eu estava numa fase de evitar encontrar com ela. Então quando cheguei na caso do Ricardo ele logo veio me perguntado se ele poderia confiar em mim, caramba deu um friozionho na barriga, caramba como é que ele percebeu que eu tava afim da Renata eu pensei, então eu disse olhando bem nos olhos dele que é claro que ele poderia confiar em mim, então ele disse cara o que vc acha desses casais liberais? Eu respondi não sei, porque vc está me perguntado isso, ele disse é que eu e a Renata estamos querendo experimentar coisas novas! Eu falei caramba que tipo de coisas, ai para minhaq surpresa ele disse que como somos amigos e ele só confiava em mim. Então ele continuou falando que só para mim que ele poderia propor alguma coisa desse tipo porque ele sabia que mesmo que eu não aceitasse pelo menos eu não iria contar para ninguem. Foi então que ele disse que a fantasia da Renata era transar com dois homens e como ele a amava muito ele iria realizar essa fantazia desde que se a Renata concordasse que o outro cara fosse eu. Na hora eu não acreditei, parecia um sonho, fiquei ali tentando ver se era verdade, se não era uma pegadinha ou coisa do tipo. A unica exigencia do Ricardo era que eu em epótese alguma poderia ficar dando em cima da Renata depois, que seria apenas uma unica vez e numca mais. È claro que eu topei na hora. Quando a Renata chegou ela deu um selinho no Ricardo e um beijo no cantinho da minha boca e foi logo perguntado pro Ricardo se ele já tinha me perguntado. Ele já respondeu dizendo para ela ir logo tomar um banho e chamar agente no quarto quando ela estivesse pronta.
Eu quase fiquei louco, nem acreditava que o eu tanto queria finalmente fosse acontecer. Ela demorou um pouco no banho os segundos parecia uma eternidade, até o grande momento que ela gritou para a gente ir para o quarto, meu coração parecia que ia sair pela boca. Quando entrei no quanto e vi ela sá de calcinha eu nem acreditei, a vontade era pular em cima dela e foder ela bem gostoso, mas eu segurei a onda e deixei o meu amigo ir conduzindo a situação. Ele falou para ela chupar o pau de primeiro enquando eu fui logo tirando a calcinha dela e chupando aquela bucetinha deliciosa, eu enfiava minha lingua com tanta vontade que ela se contorcia toda, e quanto mais ela se contorcia mais eu enfiava lingua num ritmo alucinante até ela chegar no orgamos. Meu amigo vendo que a mulher dele chegou no orgamo tão rápido começou a ficar estranho, que tava tirando meu pau pra fora para começar a comer aquela bucetinha toda encharcada, fui interrompido com ele me dizendo que ele que ia enfiar a rola primeiro na buceta dela, de qualquer forma eu nem esquentei aproveitei que meu pau estava duro que nem uma pedra coloquei na direção do rosto dela, que imediatamente começou a chupar minha rola com toda vontade. Ele atras dela que tava de quatro mandando ver na bucetinha dela e eu na frente dela recebendo uma chupada deliciosa, só pensando na hora de enviar meu pau naquela bucetinha e se desse sorte ainda ia comer o cuzinho daquela safada. Meu amigo também não conseguiu se segurar por muito tempo e logo gozou dentro dela. Foi quando ele saiu pro banheiro, eu pensei é agora ou nunca, deitei ela na cama e ia por cima dela mas ela me segurou e fez eu deitar na cama então ela veio por cima segurou meu pau com toda força colocou na entrada da bucetinha dela que tava toda gozada e começou a calvagar no meu pau que nem uma louca, num ritmo frenético logo de cara como que se fosse a ultima trepada que ela iria dar na vida. Eu tava chegando nas alturas com ela calvagando no meu pau daquele jeito, mas quando meu amigo voltou do banheiro paresse que ele tava meio inciumado com cena e começou a apressar, falando pra agente ir logo. Então eu aproveitei a oportunidade e pedir para ela ficar de quatro que assim eu consegueria gozar mais rapido, então quando ela ficou de quatro eu coloquei a cabeça do meu pau na reta daquele cuzinho que não parava de piscar, claro que disfarçando para que o Ricardo não percebesse, para ele não interrompesse meu grande momento. A safada da Renata na hora disfarçou bem, eu tenho certeza que a vagabunda tava louca pra dar o cuzinho mesmo pra mim. E quando eu enfiei meu pau dentro daquele cuzinho ela tentou segurar o gemido, mas eu não tive dó, cada vez enfiava com mais força e percebendo que meu amigo estava para acabar com o minha festa eu finalmente gozei muito naquele cuzinho que depois eu descobrir que o Renato nunca tinha comido. Não era que ela era virgem do cu não afinal outro sortudo foi que tirou o cabaço do cú dela, é que eu descobri que o Ricardo é que tinha nojo de comer o cú da mulher dele, bem mais até ai foi melhor para mim, porque aquele cuzinho apertadinho fazia anos que não via uma rola, e neste caso ela matou a vontade com a minha.
Depois disso tudo eu fui tomar um banho, afinal eu não podia chegar daquele jeito em casa. Antes de ir embora dei um abraço no meu amigo, agradeci por ter sido o escolhido, dei um beijo demorado na boca da Renata, o que foi o ultimo também, porque depois disto agente nunca mais falou sobre o assunto.


Ficha do Conto

Escritor:
carlosapsoares

Nome do conto:
Comi a mulher do meu melhor amigo

Codigo do conto:
33195

Categoria:
Traição/Corno

Data do Envio:
02/08/2013

Quant.de Votos:
5

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Ultimos Comentários
Comentado por: escopiao em: 07/08/2013
Mulher de amigo é nossa tabém, jóia.
Comentado por: Sol45ma em: 03/08/2013
isso é que é amigo beijos ja votei

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA