Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





seu edu e minha esposa


Continuando com a publicações de contos q tenho salvo em meu arquivo pessoal - Este conto é de autoria de um escritor chamado "gnord"...
------------------

Meu nome é Renato, tenho 36 anos e minha esposa Mara, tem 32, somos casados há 8 anos temos dois filhos com 4 e 6 anos respectivamente, minha mulher é bonita e possui um corpo que chama muito a atenção dos homens, mas ela é uma pessoa muito tímida e discreta e só usa roupas bem comportadas o que não dá margem a piadas grosseiras ou insinuações masculinas por onde passa. Há três anos atrás nos mudamos para um condomínio de casas, aqui de Fortaleza, nossa casa fica no final do condomínio, na mesma época mudou-se também os nossos vizinhos, seu Eduardo(um senhor bem moreno quase negro de 67 anos) e Dna. Rita sua esposa, logo ficamos amigos e como as casas são vizinhas, andamos com freqüência na casa um do outro, seu Eduardo é aposentado e trabalhou muitos anos no ramo de informática, como eu não entendo muito de computador de vez enquado, ele vai lá em casa me dá umas dicas, e a Mara minha esposa, tava muito curiosa em aprender alguma coisa de informática e ficava toda hora fazendo perguntas e atrapalhando o meu aprendizado e eu dizia Mara assim não dá!, Depois seu Eduardo vem aqui e lhe dá umas aulas, no que ele concordou de pronto, ficamos tão íntimos, que até nossos filhos às vezes quando saiamos ficavam na casa deles, à noite eles vinha lá pra casa assistir televisão, ou então íamos para casa deles, quando eles vinham lá pra casa, dna. Rita normalmente ia embora mais cedo, já que gosta de dormir cedo e seu Eduardo fica até bem mais tarde, neste tempo conversamos sobre tudo, enquanto assistimos televisão, nesta ocasião, os meninos já estão dormindo e a Mara já tem terminado de organizar a casa e vem sentar com agente, às vezes, ela toma banho antes e já vem de camisola semitransparente, sentar no sofá ao nosso lado, às vezes ela sai do banheiro enrolada só na toalha e passa na nossa frente indo para cozinha, já cheguei até ver ela passando do nosso quarto para o quarto dos meninos só de calcinha com seu Eduardo na sala, más como ele é uma pessoa muito educada e devido a sua idade eu não me incomodava com este comportamento da Mara. Eu trabalho como representante comercial e viajo muito para o interior do estado, nessas ocasiões vem uma irmã da Mara dormir lá em casa, ou então a empregada da dna. Rita, quebra este galho, já que não temos empregada, alguns dias atrás viajei para uma cidade do interior com o objetivo de ficar três dias, mas como os problemas foram resolvidos com certa facilidade retornei no segundo dia chegando por volta das 23 horas, na rodoviária peguei um táxi até a porta do condomínio paguei e foi andando a pé até minha casa, abri o portão e percebi que a luz do nosso quarto estava acesa achei entranho devido ao horário, já que a Mara quando estar sozinha dorme cedo, foi andando de vagarinho até a janela ao me aproximar escutei uns ruídos como se fosse um gemido, fiquei meio nervoso e continuei quando olhei pelas venezianas abertas tive o maior susto de minha vida, minha esposa estava nua sentada na cama e chupando como se fosse um picolé, a pica enorme de seu Eduardo, ele em pé apertava os peitos dela que gemia como uma cadela, o pau dele é tão grande que dá uns dois do meu, como pode uma pessoa pequena como ele e daquela idade ter um cacete enorme daquele? Eu fiquei verde de raiva e com vontade de entrar e esganar os dois, mas fiquei ali parado sem ação, assitindo aquela sena, quando dei por mim notei que estava ficando com o pau duro, enquanto ela continuava a chupar aquela rola descomunal e ele massageando seus peitinhos de repente ele deitou-se na cama e ela veio por cima e começaram a fazer um 69 durante uns 15 minutos, nessas alturas eu não agüentava mais de tesão e comecei a bater uma punheta, eles continuavam na cama fazendo de tudo ele xingando ela de puta safada, cadela, égua, prostituta que adora chifrar o corno do marido, isso fazia com que ela gemesse cada vez mais alto, pondo em risco até acordar os meninos que dormia no quarto ao lado, ela saiu de cima dele e ele mandou ela ficar de quatro pé, que hoje queria comer o cuzinho dela já que fazia dias que não comia aquele buraquinho, foi ai que tomei outro grande susto, já que pra mim ela nunca me deu o cuzinho alegando que doía muito e agora dava sem reclamar para esse velho; que tem o pau o dobro do meu, ela ficou na posição e ele foi empurrando aquela rola enorme no rabo de minha esposa, a menos de dois metros do meu nariz, ela começou a rebolar a bunda grande dela enquanto ele a segurava pelos cabelos como se tivesse montando numa égua de verdade, em poucos minutos ele começou a gemer auto e gozou tirando a rolona ainda dura e enfiando na boca de minha esposa que acabou de chupar o resto da esperma como se fosse um sorvete, nessas alturas eu já tinha batido umas três punhetas e estava quase anestesiado com aquilo tudo, ele pegou a roupa dele e foi embora e ela foi para o banheiro tomar banho, enquanto tive que pedir um táxi e ir para um hotel, na portaria do condomínio expliquei ao porteiro que tava saindo para ir ao hospital ver uma pessoa da família que tinha se acidentado. No outro dia quando cheguei em casa por volta das 9 horas os três, Mara, seu Eduardo e dna. Rita batiam papo na calçada como se nada de anormal tivesse acontecido, entre os dois. Alguns dias atrás eu cheguei em casa por volta das 15 horas, os meninos estavam no colégio e seu Eduardo e a Mara estavam no gabinete, ela ficou um pouco assutada e estava bem suada apesar de não estar fazendo calor, ela vestia um vestidinho que ela tem de alçinha e tecido bem fino e dava para perceber que não estava usando nem calcinha, nem sutian, ela foi logo explicando que seu Eduardo tava lhe dando umas dicas como trabalhar com o Word o que foi confirmado prontamente por ele, entrei para cozinha para tomar água e ele apressou-se em ir embora, alegando que ia tomar um banho, pois estava sentindo muito calor, quando ele levantou-se dava para perceber que havia um volume bem acentuado entre suas pernas, demonstrando que ainda estava com a pica meio dura, isto me deixou enciumado, assim que ele saiu eu inventei para Mara que tinha voltado cedo porque estava com muita vontade transar e queria fazer isto agora, ela relutou um pouquinho disse que queria primeiro tomar um banho, mas eu insisti e disse que tinha de ser agora para o tesão não diminuir, ela então disse já que você quer assim então vamos, quando ela se aproximou que agarrei ela por trás com uma mão encima dos seus peitinhos razoavelmente grandes e com a outra por baixo do vestido em cima de sua buceta cabeluda, minhas suspeitas se confirmaram ela realmente não estava de calcinha nem com sutian, alem do mais sua xoxota que é muito grande e dessas bem estufada para fora estava completamente ensopada quase pingando descobri então a razão do volume grande entre as pernas do seu Eduardo. Acho que os dois continuam trepando quase que diariamente já que a Mara passa o dia em casa e seu Eduardo também, à noite quando chego, que chamo ela para da uma trepadinha, muitas vezes ela recusa, alegando cansaço e indisposição, vocês já devem ter descoberto qual é o motivo do cansaço dela, com certeza é o cacetão de seu Eduardo que ela deve estar mamando todas as tardes quando os meninos vão para o colégio, mesmo assim apesar do ciúme continuo adorando minha esposinha tesuda. não dá pra disputar em matéria de sexo,minha mulher com seu edu....

Foto Perfil Dr Hollywood

Ficha do Conto

Escritor:
drhollywood

Nome do conto:
seu edu e minha esposa

Codigo do conto:
36060

Categoria:
Traição/Corno

Data do Envio:
29/09/2013

Quant.de Votos:
11

Quant.de Fotos:
3

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us
Foto 1 do Conto erotico: seu edu e minha esposa

Foto 2 do Conto erotico: seu edu e minha esposa

Foto 3 do Conto erotico: seu edu e minha esposa




Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Ultimos Comentários
Comentado por: eu21 em: 01/10/2013
Abre logo pra ela que tu sabe. Aproveita e fode junto, e deixa ela aproveitar bem um pau grande. É o que toda mulher quer, pau grande e grosso.
Comentado por: jota stk em: 01/10/2013
Se vc gosta tanto assim dela fazer o que aceite o chifre e procure ser feliz e assim que der fale para ela que vc já sabe de tudo fas tempo mas fale durante a transa de vcs quando ela estiver gozando e vc tera uma liberal em casa ...

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
34128 Coroa vende carro e ganha minha mulher de bonus I Traição/Corno 12
34525 Mostrei minha esposa p/meu amigo e vizinho Exibicionismo 17
34700 Puta por um dia Traição/Corno 9
34866 Apostei minha mãe com meus amigos Incesto 12
34934 minha mulher e o garoto Traição/Corno 16
35102 enxugou minha mulher Traição/Corno 17
35218 Sushi erótico com minha esposa Fetiches 7
36091 Nosso velho vizinho rico comprou minha esposa I Traição/Corno 10
36092 Nosso velho vizinho rico comprou minha esposa II Traição/Corno 18
36279 A vagabunda que eu sustento e amo Exibicionismo 7
39881 Minha esposa, uma devoradora de garotos I Traição/Corno 32
40259 Minha esposa, uma devoradora de garotos II Traição/Corno 12
40357 Minha sogra coletou meu esperma Incesto 22
41707 Meu primo Renato comeu minha esposa! Traição/Corno 57
42303 Minha esposa nao resistiu e meu patrao pessou a ro Traição/Corno 7
43170 Trocando a esposa para terminar a casa Traição/Corno 32
48803 O chefe da minha esposa acabou papando ela Traição/Corno 32
50322 MINHA MULHER CONSEGUIU O EMPRÉSTIMO I Traição/Corno 12
50372 ASSIM PROMOVERAM A MINHA ESPOSA Traição/Corno 16
52024 MINHA MULHER CONSEGUIU O EMPRÉSTIMO II Traição/Corno 8
53468 O VIZINHO COMENDO MINHA MULHER Traição/Corno 12
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA