Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web
   Videos Porno
   Porno Tube

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





Meu meio-irmão


Minha mãe é a mulher do segundo casamento do meu pai(já q ele é viuvo do primeiro). Nisso eu sou a caçula de todos e única menina. Tenhu um meio-irmão de 31(Caio) e outro de 28(Daniel) e apenas um irmão mesmo de 20 anos(Fernando), sendo q eu tenho 17. O Caio é professor de informatica em um colegio. No ano em q ele começou a dar aula eu tinha 14 anos, sendo que teve uma festa junina no colegio q ele ensinava e eu fui junto. Faltava poucos dias pra q eu fizesse 15 e nós iriamos pra praia logo depois da festa.O resto da familia só iria 2 dias depois.
Eu, q nunca fui santa, havia pegado a chave da sala do meu irmão, sendo q estava ficandu com um aluno dele.
Eu era virgem, estava apenas brincando com o menino quando o clima esquentou, eu fiz um boquete nele, ele começou a me chupar. Quando ele terminou de por a camisinha e disse q ia tirar meu cabaço, meu irmão entrou na sala berrando- Larga minha irmã seu tarado. Falou um monte, me fazendu pagar o maior mico. Sai da sala puta da vida, ele resolveu ir pra praia naquele momento. No caminho veio me dando o maior sermão sobre sexo. Não aguentei -Vc é o maior mala, porra eu qria da pra ele, caramba sou uma das unicas da minha sala q são virgem... porra pq vc fez isso...
Falei um monte msm, num aguentava. Chegamos já d noite, peguei minhas coisas e coloquei no quarto dos meus pais. Nisso o Caio entrou - Eu vou durmi aqui. Olhei com uma raiva:- Num vai mesmo, cheguei primeiro, agora xô daqui.
Ele ficou puto mais saiu. Me troquei, colocandu soh uma camisola branca d algodão com uns desenhos (coisa d criança msm) e como tava sem calcinha, fiquei daquele jeito mesmo. Meu irmão entrou no quarto, sentando-se do meu lado e fazendu carinho no meu cabelo enquanto sussurava q tentou fazer d tudo para me proteger, senti me olhandu, meus seios (q sinceramente eu amo, grandes, com o biquinhu chocolate e as aureolas mais clarinhas, uma marca d biquine q num adianta nada jah que sou bem clarinha) e minhas coxas (grandes, durinhas, grossas, claras tbm... odeio sol). A mão dele foi pro meu joelho e ele se inclinou, me dando um celinho. Levantei num pulo e comecei a rir.
Ele me olhou com uma cara, não entendi, nunca havia o visto com aquela cara. Segurou meu braço forte e me beijou, um beijo louco de desejo, me soltandu assustado com o que tinha feito. Eu num sei o que me deu mais puxei ele de novo e falei baixinho:- Vc até tentou me proteger, mais consegue fazer isso d vc msm? e o bjei, puxandu o corpo dele pro meu, deitando e puxandu pra cima d mim aquele homem. Não o via como irmão, estava louca de vontades. Senti ele relutar e o virei na cama, subindu em cima dele.passei uma perna d cada lado e senti o pau dele duro em baixo d mim. Peguei as mãos dele e as coloquei nas minhas coxas, apertando. Voltei a beijado, agora sem ele relutar e ao inves disso, instigava falandu no meu ouvido enquanto beijava o pescoço dele sempre as mesmas frases- Vc tem q perder a virgindade com alguem que te ame, tem q ser um homem que saiba cuidar de vc, tem q ser eu...Não aguentei e deitei na cama do lado dele, pondu uma das mãos dele na minha xaninha. Ele começou a tocar, mais ficou pouco tempo. Do nada senti a bok dele na minha menina, lambendu devagarzinho, dando pequenas sugadas. Senti a mão dele subindo, levantando minha camisola. Sentei na cama e a tirei. A mão dele me empurrou d novo, me fazendo deitar. Ele começou a subir me beijando, lambendu cada milimetro da minha pele, se deliciando nos meus seios.
Me assustei qndo ele olhou nos meus olhos e me beijou, logo senti o pau dele entrar td em mim, me abrindo. tentei berrar, mais a lingua dele estava na minha bok. Ele deixou parado um pouco e começou um movimento vai e vem bem leve. segurrou meus braços, mordiscava meus biquinhos.
De repente ele segurou meu quadril, me puxandu para beira da cama e começandu a meter bem forte....... me fazendo chorar na pica co meu irmão. Via ele me olhando, uma mistura de desejo e loucura em seus olhos, suas mão me apertando, eu comecei a gemer. Ele notou que comecei a gostar e foi aumentando a velocidade, doia, mas eu gemia. Quanto mais eu gemia, mais rapido ele ia, até tirar td. Me puxar pelo braço e falar:- Vira de 4 como a cadela que vc é? Odiei ele ter me xingado, mais ele me virou a força, começandu a raspa o pau na entrada dela e passandu um dedo no meu cuzinho. Enfiou os dois de uma vez só, soltei um berro, senti q havia machucado muito e deviria estar sangrando, mais ele mordeu minha nuca, e começou a meter, bombar, estocar aquele mastro em mim. Não sei o que aconteceu mais a dor se tornou prazer, berrava na pica dele q me puxava pelo cabelo e mandava berrar mais. O dedo dele já tinha sido tirado, e quando ele avisou que ia enfiar o pau dele no meu cú, disse q não. ele apenas respondeu-num vou gozar nessa bucetinha né?. - Mas não precisa ser no cú Caio. Me soltei dele e feitei virada d frente pra ele q riu- Vc sabe onde qro goza entaum. Empurrei-o na cama- mais antes qro fica por cima. e comecei a descer no pau dele, rebolandu, gemendu,, cavalgandu enquano ele me segurava pelacintura e fazia eu descer até o talo, enfiando td a pica dele em mim. Gozei como louca e sai daquela delicia. me ajoelhei na frente dele e comecei a lambe a piroca dele. Ele apenas sorriu- Vi vc fazendu isso no meu aluno, será que eh tão bom como pareceu? Depois disso cai d bok na pica dele, lambia, chupava a cabecinha, punha quase td na bok. Até q parei, levantei e fiz ele deitar d novo. Me posicionei fazendu ele chupa minha xana e coloquei o pau dele na bok. Ficamos um 15 min, até eu gozar d novo. Sai d cima dele e pus a pica dele no meio dos meus seios, uma espanhola, lambendu a cabecinha. Quando vi, tinha começado a cair porra por cima dos meus seios, abocanhei a cabecinha e engoli td a porra. Levantei e fui me limpar.
Depois disso deitei do lado dele e durmimos gostoso. Passamos o resto dos dias antes dos meus pais chegaram transado em td quanto é lugar. Mais conto o resto depois.


Ficha do Conto

Escritor:
rela110543

Nome do conto:
Meu meio-irmão

Codigo do conto:
3749

Categoria:
Incesto

Data do Envio:
03/01/2005

Quant.de Votos:
1

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
3750 Meu meio-irmão Incesto 0
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA