Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web
   Videos Porno
   Porno Tube

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





-=[ As Quietinhas São as Melhores ]=-


Tenho 26 anos e minha namorada, 25. Já estávamos juntos a um bom tempo e ela sempre se mostrou bastante "santa".
Certa vez, ela estava sozinha em seu AP e passei por lá para dizer oi. Acabei ficando.

Nós dois estavamos vendo TV. Eu sentado e ela deitada no meu ombro. Quando o progama terminou, ela se levantou e me olhou. Me pegou pelo rosto e começou a me beijar.

Ficamos nos beijando bastante, até que deitei-a na cama. Ela usava uma blusinha (regatinha) vermelha com um decote generoso. Fui beijando-a no rosto, na boca e no pescoço e aos poucos fui descendo até seu colo. Passei a beijá-la em parte do seio. Eu nunca tinha feito isso nela. E como ela não estava me impedindo, eu continuei.

Percebi que aquilo tava exitando ela, pois ela começava a dar gemidinhos de anciosidade. E eu, claro, com o pau duro roçando nas coxas dela.
Beijei parte do seio dela com mais força e deslizava a língua e passava por cima do bico (ainda por cima da roupa). Cada vez que eu fazia isso, ela gemia baixinho...um respirar mais forte. Isso tava me deixando louco. E ela também estava.

Foi nesse momento em que ela pegou minha mão e arrastou-a para as coxas delas. Ela estava de calça jeans, mas não teve problemas. Comecei a alisar aquelas pernas e juntamente com os beijos nos seios, tornou-se uma combinação exitante para ela.
Eu passava a mão de leve nas coxas e pegava firme quando passava entre as pernas dela, na buceta. Ela tremia.

Fiquei alisando-a daquela forma por alguns instantes e em seguida, fui abaixando e levantando a blusinha dela. Beijei a barriga e fui abaixando até próximo a buceta dela. Abri a calça jeans e dei uma assopradinha de leve lá dentro. Subi novamente e voltei a beijar os seios dela.

Aos poucos, a mão que eu usava para alisar as pernas e a buceta dela, foi subindo e delicadamente, fui enfiando dentro da calça dela. Ela tremia, gemia baixo e me segurava forte. Quando encostei no buceta dela, quase gozei.

Ela estava molhadíssima e o seu gemido foi tão gostoso que eu fiquei louco. Nesse momento ela me agarrou e me beijou forte e foi me alisando até enfiar a mão na minha calça. Agarrou meu pau e começou a massagear. Eu tava pirando. E ela se contorsia enquanto eu a penetrava com o dedo delisiosamente.

Fui abaixando a calça dela, juntamente com a calcinha. Ela estava ali, peladinha na minha frente, deitada na cama, toda molhada. meu pau pulsava de tanto tesão.
Antes que eu pudesse deitar em cima dela, ela se levantou e enfiou a boca no meu pau. Chupou... mas chupou gostoso..com vontade. Lambia, chupava, sugava... Era uma senssação fora do normal. Eu não tava aguentando.

Então deitei-a na cama e para amenizar um pouco meu tesão (eu tava quase gozando), começei a chupar a bucetinha dela. Ela se contorsia o tempo todo. Lambia fundo. A cada lambida, a bucetinha dela ficava ainda mais molhada.

Parei de chupá-la e deitei-me em cima dela, sem penetrar. Ela tava linda. Toda tremendo e gemendo baixo. Era um tesão fora do normal. Eu fui me arcando em cima dela e encostei a cabeça do meu pau na entrada da bucetinha dela. Meu deus...como tava quente, molhada e delisiosa. Quando fiz isso, ela chega perto do meu ouvido e me diz: "Vai devagarzinho..... por favor" (ela é virgem).
Nossa..aquilo foi o ápice. Juro que eu quase gozei...sem ao menos fazer nada. Apenas por ter ouvido aquilo.

Fui introduzindo meu pau na bucetinha quente e molhada dela deagar. Eu queria que ela sentisse cada pedaço dele. Coloquei tudo. Ela deu uma gemidinha. Não de dor, mas de prazer. Começei a fazer movimentos constantes, acelerando gradativamente. Estava delisioso. Gostoso. Eu tava comendo-a com gosto. Ela me agarrou pelo pescoço e pediu mais forte. Eu tava doido.

Foi então que ela cruzou as pernas em volta da minha costas e me apertou. Foi o grau. Gozei. Mas gozei muito. Putz.... e quase perdi as forças, mas o tesão era tanto que meu pau ainda permanecia num estado semi-duro. Continuei com força a foder ela. Ela gostava.

Levantei e ela sentou em cima de mim. Ficamos sentados, um olhando pro outro. E ela, vagarosamente sentou no meu pau. Tirei a blusinha dela e começei a chupar seus peitos e ela começou a rebolar. Rebolava gostoso. de todas as formas.

Abracei-a, chupei os peitos e segurei firme em sua bunda e começei a forçar ela a fazer os movimentos com mais força. Foi ai que ela começou a gemer baixo novamente. Ela me apertava...cravava as unhas. Eu senti que ela ia gozar....e gozou. Não gemeu... deu apenas um gritinho....como se segurasse o gemido. Aquilo foi delisioso.

Ela deitou..cançada. Não da foda, mas dos movimentos. Deitou de lado. Achei que ela queria parar..então deitei atrás dela e fiquei alisando-a. Foi quando ela pegou no meu pau e me trouxe para perto...perto da bunda dela. Com a mão, ela colocou meu pau novamente na bucetinha dela. Agarrei firme e comecei a foder ela ali, deitado de ladinho, na bundinha dela. por trás.
Ela não se mexia... apenas descançava e gemia baixinha. Parecia se entregar a mim...... ou então, que estava descançando para algo...maior.

Comi ela por trás por um tempo. De ladinho, ela começou a rebolar. NOssa, aquilo foi gostoso. Eu tava quase gozando....falei pra ela que ia gozar e ela rapidamente me empurrou.

Ficou me olhando e então se levantou e ficou de joelhos. Andou até a beirada da cama e se apoiou na janela e arqueou a bunda em minha direção. Me olhou de rabo de olhou e lambeu os lábios.

Fui até ela e comecei a beijar seu pescoço e lentamente, voltei a penetrar aquela buceta gostosa. Meti por alguns segundos. Ela me empurrou novamente.

Fiquei sem entender. E ela....começou a se tocar. Se masturbar na minha frente. Passava a mão na bucetinha, como se pegasse toda a lubrificação. Não entendi o que ela fazia. Foi então que ela começou a passar a lubrificação da buceta no cuzinho. Passou e alisou gostoso.

Me aproximei novamente e ela disse: Goza lá
Fiquei maluco. Com uma mão, segurei-a pelos peitos (eu estava por trás). Com a outra, desci até a bucetinha e a penetrei com o dedo e molhei o máximo minha mão. Alisei o cuzinho dela e coloquei a cabeça do meu pau na entrada.

Meu pau tava muito molhado. Do primeiro gozo meu e do dela. Fui empurrando e ela cerrava os punhos mas não gemia. Isso me dava um tesão fora do normal. enfiei tudo no cuzinho dela e ela deu uma gemida forte. Comecei a comer ela por trás. Ela rebolava, se dobrava, e apoiou as mãos na cama e ficou de quatro. Meti forte. Muito.

Nãoa guentei muito... gozei dentro do cu dela. Foi delisioso. Ela deitou do lado, cançada.

Eu deitei também, mas eu ainda tava exitado. Ela percebeu e mesmo cançada, continuou.

Virou-se por cima de mim e começamos a fazer o 69. Ela, com aquela bucetinha na minha cara e eu com o pau na boca dela.

Chupei ela com força, pentrando-a com a língua profundamente. E ela ainda tinha força pra chupar meu pau com força.

Ficamos um tmepo assim e eu quase gozei de novo. Mas eu queria que ela gozasse também.

Peguei ela nos braços, apoiei na escrivaninha, abri bem as pernas dela e enfiei na bucetinha de novo. Ela ficava massageando os próprios seios. Eu, com uma mão, acariciava e estimulava com força o clitórios e com a outra, enfia no cuzinho dela.

Não dei outra. Em pouco segundos, ela gozou. Gozou forte que até se estirou na escrivaninha, exausta.
Nesse momento, meti nela com força. Com gosto. E ela, cançada e exausta, me deixava ainda mais com tesão.
Gozei gostoso na bucetinha dela.

Deitei-a na cama e capotei no chão. Estava o pó. E ela também.
Dormimos. Hibernamos, melhor dizer.

...quando eu acordei? Não sei ao certo qe horas eram, afinal...fui acordado com ela chupando novamente o meu pau.

O que rolou ems seguida....

..fica pra próxima.


Ficha do Conto

Escritor:
Oregon

Nome do conto:
-=[ As Quietinhas São as Melhores ]=-

Codigo do conto:
3763

Categoria:
Virgens

Data do Envio:
03/01/2005

Quant.de Votos:
0

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA