Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Entrar em contato   Bate Papo
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato

SITES PARCEIROS
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web
   Videos Porno
   Porno Tube

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





Transei com minha sogra gordinha


Sempre respeitei bastante a minha sogra, e nunca havia nem pensado em ter alguma relação com ela. Na verdade eu sempre a vi como uma 2ª mãe, e ela como um filho. Depois que casei com C. minha esposa, passei a freqüentar menos a casa da minha sogra. Geralmente íamos visitar nos finais de semana. Certa vez numa sexta, eu e minha esposa chegamos cedo na casa da minha sogra, por volta das três da tarde, meu sogro não estava, tinha saído junto com minhas cunhadas. Lá por volta das quatro horas da tarde, minha esposa saiu para um compromisso, mas eu decidi ficar na parte de fora da casa lendo um livro, e é aí que tudo começa.
Juro, esqueci completamente que tinha alguém além de mim na casa. E pelo visto, minha sogra também esqueceu. Dez minutos de pois que minha esposa tinha saído, lembrei de um livro legal que tinha no quarto da minha sogra e fui lá pegar. Quando abri o quarto, minha sogra estava deitada na cama só de camisola. Minha sogra é bem gordinha, mais muito bonita. Quando eu a vi deitada na cama com a camisola levemente levantada (aquelas coxas enormes à vista), o fundinho da calcinha (?) dela aparecendo, fiquei louco. Já li vários contos e quase todos é assim, a pessoa fica meio que hipnotizada, totalmente louca quando está excitado, e faz coisas que não faria se estivesse normal. Comigo fui assim, fiquei olhando minha sogra durante uns cinco minutos morrendo de medo que alguém batesse no portão.
Ela estava dormindo pesado, então fui me aproximando devagar para olhar mais de perto, aquelas coxas me enfeitiçavam, e aquela bunda enorme então... Fiquei com a consciência pesada, mas mesmo assim fui me aproximando, sentei na cama devagar, e passei a observar aquele corpo fartudo de 37 anos (eu e minha esposa temos 21). Pensei em fazer uma besteira, pensei em comer minha sogra, mas como? Seria loucura! Seria o fim do meu casamento! Mas como eu estava louco mesmo, levei minha mão até as coxas da minha sogra, ela estava dormindo bem pesado e nem sentiu. Tomei coragem e acariciei novamente, que tesão que eu sentia, com a mão ali nas coxas daquela mulher tão séria.
Desci minha mão até a boceta da minha sogra, a calcinha não era apertada, então eu cheguei no clitóris e passei a massagear. Minha esposa fica louca quando eu acordo ela assim, com certeza funcionaria na mãe dela. Foi assim mesmo, passei alguns minutos acariciando o clitóris e logo ela começou a dar sinal de vida, pude ver que a sua pela se arrepiava, ela estava quase gozando (assim como minha esposa ). Aproveitei e enfiei um dedo na boceta dela, nossa, ela já estava molhada. Meu tesão era tanto, que tirei meu pau, dei uma cuspidinha na glande, subi em cima dela e empurrei. Logo comecei o vai e vem, ela ainda estava meio sonâmbula, meu pau não conseguia entrar todo por causa da bunda enorme dela e a posição não era muito boa, mesmo assim eu estocava com força na boceta dela, dando lapadas nela como meu saco. Minha sogra acordou, percebi que ela ficou horrorizada e ao mesmo tempo excitada, começou a falar algumas coisas. Nesse momento eu comecei a apalpa-la, apertei aqueles seios e aquelas coxas com vontade.
Senti que ia gozar, tirei meu pau, virei ela de frente para mim e nós nos olhamos nos olhos, confesso que na hora deu um peso na consciência, mas o tesão era tanto que antes dela reagir (gordinhas são lentas) deitei em cima dela e enfiei, dessa vez tudo, e enquanto ela dizia coisas como: “Meu Deus o que é isso?”. “o quê que tá acontecendo?” Para agora com isso!” Minha sogra começou a tentar me empurrar mas eu só lembro que eu estava como um doido em cima dela, enchia minha boca com os seios dela. Ela me arranhava com as unhas, tentava me empurrar chorando, mas ao mesmo tempo estava gostando e sem querer (ou querendo ?) gemia: “aaai saai de cima de miiiim”. Logo gozei literalmente um rio de porra na boceta da minha sogra, e fiz questão de gozar lá bem no fundo dela, e deitei meio morto em cima dela
Minha sogra me mandou sair de cima dela. Me chamou de tarado e de outras coisas. Fingi que não sabia porque ela estava me chamando daquilo e menti dizendo que foi ela quem me chamou. Ficamos discutindo durante um bom tempo até ficar claro que foi ela que sonâmbula tinha chamado, até que ela disse: “Meu Deus, eu só podia estar possessa por espíritos”. (minha família é bem religiosa).
Depois disso, ela me pediu que não falasse para ninguém sobre isso, e que fosse embora do quarto. Eu já estava de pau duro de novo, por isso disse que iria contar tudo para minha esposa, fiquei ameaçando, até ela me pedir por favor. Então eu disse que não contaria nada para ninguém se ela me desse mais uma vez. Ela não aceitou e nós ficamos discutindo, como ela viu que eu não iria mudar resolveu me dar novamente, mas estava muito chateada. Baixei a calça e a cueca e pedi que ela chupasse bem gostoso, ela ficou negando, insisti de novo até ela topar (mais chateada ainda). Minha sogra dava leves lambidinhas no meu pau, disse a ela que se não fosse do meu jeito eu ia contar tudo. Aí a velha caiu de boca e começou a chupar legal, segurei nos cabelos dela e passei a fuder na boquinha dela, estava muito gostoso, eu estava louco para encher a boca dela de porra mas prometi que ia ser só mais uma gozada e como estava querendo comer o cú dela, parei antes de gozar e pedi que ela ficasse de quatro pra mim. Tudo ela fazia reclamando e chorando. Ficou de quatro, baixei a calcinha dela, tirei o soutiam, e tirei a camisola, deixei ela nuazona na cama, que visão linda, nunca tinha imaginado que uma gordinha era tão deliciosa, fiquei louco. Coloquei o pau na vagina e fui bem devagar saboreando cada parte daquela mulher. Tirei meu pau da boceta, estava bem lubrificado com porra. Acho que ela estava esperando na boceta, mas eu aproveitei o cuzinho dela piscando e o meu pau duro como rocha, enfiei de uma vez no cuzinho dela. Nossa, era tão apertado que só entrou a glande, e ela deu um grito tentando escapar, mas antes que ela tirasse (e com certeza não ia deixar colocar de novo) eu enfiei mas um tanto, ela ia se afastando e eu me aproximando ao mesmo tempo, até que o pau entrou inteiro e fundo. Que cuzinho apertado (era totalmente virgem pois meu sogro tem nojo) minha sogra era bem mais apertada do que minha esposa ( o cuzinho da minha mulher já acostumou) Gente, eu fiquei estocando ali durante quase meia hora, toda vez que me dava vontade de gozar eu enfiava no fundo e parava para me recompor, ao mesmo tempo lambia as costas dela e apalpava ela toda, dos pés à cabeça. Quando gozei tirei meu pau de uma vez do cuzinho dela, estava todo melado (até de sangue), gozei a costa dela toda, poucas vezes tinha gozado tanta porra na minha vida, sinceramente, tinha esperma desde a bunda até a nuca dela.
Depois disso eu queria continuar beijando e etc. Mas ela me mandou sair e estava chorando, levantei e fui ao banheiro, e depois fui para a varanda da casa. Só então passei a pensar no que tinha acontecido. Minha sogra ficou na casa e não falei mais com ela durante noite. Só quando chegamos em casa é que minha esposa falou que sua mãe estava chorando, perguntei o que era ( atemorizado), mas ela não sabia. Passaram-se dois meses e até hoje não nos olhamos nos olhos, na verdade, está uma clima bem estranho entre a gente, minha sogra morre de vergonha de mim, minha esposa não percebeu, mas sente que há um distanciamento entre eu e sua mãe. Mas o bom disso é que eu nunca tinha traído minha esposa, mas depois desse dia com a sogra, transei com algumas mulheres colegas da minha esposa e da faculdade. Numa outro oportunidade eu vou contar pra vocês


Ficha do Conto

Escritor:
Tf

Nome do conto:
Transei com minha sogra gordinha

Codigo do conto:
3810

Categoria:
Incesto

Data do Envio:
03/03/2005

Quant.de Votos:
2

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA