Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





Meus irmãos me arrombaram


Ola leitores, sempre tive vontade de contar como iniciei minhas relações sexuais, hj tomei coragem. Bem, vamos as apresentações, meu nome é Melissa, podem me chamar de Mel, atualmente estou com 15 anos, sou loira, olhos claros, 1,66 altura, 55 Kg, seios médios, bundinha durinha e bem gostosinha. Tenho dois irmãos hj um tem 20 anos (Marcelo) e o outro 17 anos (Felipe) e uma irmã de 13 anos (Lívia), que tb é uma lindinha. Fomos criados com um clima de respeito dentro de casa, nossos pais são severos, moramos em uma cidadezinha do interior de MG. O fato que vou narrar aconteceu a dois anos atrás, estava com a idade que minha irmã tem hj, 13 anos. Sempre gostei de brincar com meus irmãos, nós íamos para a casa de nossos avós que fica em uma zona rural e ficávamos brincando, brincadeiras de criança e a tardezinha voltávamos para nossa casa na cidade. Na minha casa na cidade nós brincávamos também, mas eles nunca me deixavam mexer nas suas coisas, eles dormem no mesmo quarto. Nós estudávamos de manha e a tarde quando não tinha trabalho da escola ficávamos jogando vídeo game. Um dia fiquei doente e não pude ir a aula e fiquei em casa sozinha, pois meus pais trabalham fora, fiquei jogando vídeo game no quarto de meus irmãos, resolvi trocar de jogo e fui pegar um CD no guarda roupas deles e achei uma caixa bem escondida entre algumas roupas, quando abri uma surpresa, a caixa estava cheia de revistas pornográficas, tinha de todo jeito, play boy, sexy, revistas de sexo, etc. Eu fiquei maravilhada com aquelas coisas, era por isso que eles não me deixavam mexer nas coisas deles. Eu gostava mais das revistas de sexo explícito, gostava de ver os pênis daqueles homens, que eram enormes, ficava imaginando como aquelas mulheres agüentavam uma coisa daquele tamanho dentro de suas xotas, como elas engoliam com a boca de cima e com a debaixo aqueles monumentos extraordinários e algumas até em suas bundas. A partir deste dia comecei a sentir sensações que nunca havia sentia, era um fogo que queimava dentro de mim, minha vagininha ficava toda em chama, foi aí que comecei as minhas siriricas. Neste dia peguei uma revista e escondi no meu quarto e todo dia que chegava da aula me trancava no meu quarto com a revista e ia acariciar minha bucetinha. Comecei a ir mais a noite, qdo meus irmãos não estavam em casa, para olhar as revistas no quarto deles, acho que els começaram a desconfiar porque sempre sumia alguma revista e depois aparecia e eu não me preocupava para deixar organizado como estava. Um dia Marcelo fingiu sair e ficou escondido debaixo da cama, eu pensando que não tinha ninguém entrei no quarto e fechei a porta e pegei uma revista, eu sempre ia de saia para o quarto para ficar mais fácil se chegasse alguém, tirava minha calcinha e levantava minha saia e ficava alisando minha xoxota. Neste dia peguei a revista deitei na cama de Marcelo e comecei a folear a revista, foi me dando um tesão enorme e eu tirei minha calcinha e joguei no chão e comecei a gemer baixinho, de repente levo um baita susto, o Marcelo sai debaixo da cama com minha calcinha na mão e me pega em flagrante. “Então é vc mesmo que pegava nossas revistas, eu e o Felipe já desconfiávamos.” Então desesperada eu comecei a chorar, “Por favor não conte para mamãe”. Ele começou a me dar lições de moral , me perguntava se eu ainda era virgem e coisas do tipo. De tão nervosa não tinha percebido que ainda estava com a saia levantada, só fui perceber qdo Marcelo começou a baixar o tom da voz e não parava de olhar para minha vagina, que na época tinha um pouco de pentelhos mas que ainda estavam nascendo, e reparei no volume que formava em seu calção. Eu não sabia o que fazer na hora, de repente me bate uma loucura na cabeça, comecei a passar a mão sobre minha xoxota e a lamber o meu dedo e disse para o Marcelo: “Se vc não contar para mamãe eu deixo vc ser o primeiro”. Ele ficou sem palavras na hora, sentou na cama e começou a passar a mão em minha buceta, quase fui ao delírio era a primeira vez que alguém tocava minha buceta, ele então tirou a camisa e o calção e ficou só de cueca na minha frente, fiquei paralisada ao ver o volume em sua cueca, ele ainda de cueca desabotoou minha saia e tirou minha camiseta, como eu estava sem soutien fiquei totalmente nua, meus seios ainda estavam m desenvolvimento e eram pequenos, como o Marcelo mesmo gostava de dizer, eram dois pêssegos deliciosos que eu tinha e que a partir daquele momento estavam a sua disposição. Quando ele tocou com a língua em meu grelo pela primeira vez, não demorou dez segundos para eu gozar em sua boca, foi uma delícia meu primeiro orgasmo com um homem. Depois de me chupar durante uns cinco e memoráveis minutos ele disse que era minha vez de chupar e foi tirando a cueca e saltou aquela pica de 17 cm na minha frente, a primeira pica ao vivo de minha vida. Fiquei impressionada com as veias e a cabeça vermelhona de sua piroca, ainda um pouco tímida e sem saber o que fazer coloquei minha mão naquela vara pulsante e pegou na minha mão me ensinando a bater uma punheta para ele, a primeira de muitas, depois ele pediu para eu colocar na boca o que atendi de imediato, ainda meio sem jeito por ser a primeira chupeta ele foi me dizendo para lamber a cabecinha e chupar as bolas e logo fui pegando o jeito. Fiquei chupando meu irmão e inexperiente não sabia a hora que ele ia gozar, qdo ele percebeu que iria gozar segurou minha cabeça e gozou na minha boca e me engasguei, ele começou a rir de minha cara. A primeira gozada que eu levei já foi logo na minha boca, eu senti aquele gosto incomparável de leitinho humano. Depois de nos recompormos, meu irmão disse que já era hora de eu virar mulher de verdade e me mandou deitei em sua cama e abrir as pernas, confesso que na hora eu tremi com medo daquele pinto enorme achei que não iria agüentar. Deitei com as pernas abertas e ele logo veio para cima de mim e começou a dar pinceladas em minha grutinha que já estava inundada e foi forçando devagar aquela cabeça em mim que entrou com dificuldade, depois que a cabeça entrou ele parou um pouco e me disse que era agora e deu uma estocada forte para arrancar meu cabaço e parou, eu comecei a chorar e ele foi colocando e tirando devagar até eu me acostumar. Depois pediu para eu ficar de 4 na cama e ele ficou em pé no chão e começou a mandar ver me dando tapas na bunda me chamando de vaquinha, cadela, irmã putinha etc. Comecei a gostar e fui empurrando minha bundinha contra seu quadril até que ele tirou seu pinto e gozou na minha bunda. Quando percebemos, o lençol estava todo sujo de porra e sangue e o pau dele vermelhinho de sangue, tivemos que jogar o lençol fora. Em outro conto digo como o Felipe entrou na brincadeira. Beijos.


Ficha do Conto

Escritor:
melissa

Nome do conto:
Meus irmãos me arrombaram

Codigo do conto:
4124

Categoria:
Incesto

Data do Envio:
20/02/2005

Quant.de Votos:
1

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA