Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





COMI MINHA CUNHADA CRENTE NA CAMA DELA!!!


A estória que vou lhes contar é 100% verídica. Aconteceu há 6 meses atrás, enquanto minha noiva dedicava-se inteiramente aos seus estudos. Vou chamá-la de Tatiana aqui, e minha cunhada de Thaís. E eu serei Ricardo.
Como disse anteriormente, Tatiana estava muito concentrada no seu objetivo profissional, e tinha que estudar muito para atingi-lo. A vida dela é um inferno! Sua irmã Thaís é casada e tem dois filhos, um de 5 e uma menininha de 1 ano e meio. Só que ela trabalha e seu marido tbm, por isso as crianças ficam com seus pais, seu José e Dona Marta. Mas quem realmente se responsabiliza por eles é a Tati. Além disso, minha cunhada não é muito feliz no casamento. Ela desconfia que seu marido a trai, e o relacionamento deles já não é mais o mesmo.
Na verdade, sempre senti um pouco de antipatia por eles, já que sempre usavam a minha noiva para fazer o que era obrigação deles. Mas não posso deixar de confessar que sempre senti muito tesão pela Thaís. Ela, embora tenha tido dois filhos, é um mulheraço! Minha noiva tem um belo corpo, mas ainda tem uma aparência de menina. A minha cunhada, ao contrário, tem uma bunda de mulher, daquele tamanho que te deixa louco.
Nunca fui de conversar muito com a família da minha noiva, mas um dia a Thaís veio me procurar pq o computador dela estava com defeito. Atualmente sou estudante de Administração, mas me formei como Técnico em Informática e trabalhei nessa área durante um bom tempo. Marquei com ela para a próxima semana, já que estava em provas e não poderia deixar de estudar. Não fazia a menor idéia do que me esperava.
Quando chegou a data combinada, liguei para minha noiva e avisei que iria visitar a sua irmã Thaís. Ela me desejou um bom trabalho, disse que me amava e desligou, pois estava estudando. Peguei o carro do meu pai e fui. Mesmo naquela hora, não poderia imaginar o que aconteceria!
Cheguei lá e ela me recebeu muito bem. As crianças na escola e o marido trabalhando. Estava vestida com uma camisa de malha branca bem grande, e com uma bermuda jeans curta. Não estava indescente, mas como ela era muito gostosa, me chamou a atenção. Enfim, consertei o computador dela, que muito me agradeceu. Tirou cinqüenta reais da carteira para me pagar, mas eu não aceitei. Afinal de contas, ela era a minha cunhada e eu não podia cobrá-la. E então ela decidiu que iria me pagar com um bom lanche. Comemos e conversamos durante um bom tempo. Foi quando ela abriu seu coração a respeito do marido. Cara, como ela estava carente! Sentamos no sofá e continuamos a conversar. Quando ela foi lavar a louça, resolvi ajudá-la. Enquanto fazíamos esse serviço, sem querer, nossas roupas foram ficando molhadas. Sua blusa já estava transparente, e ver aqueles seios fartos envoltos naquele belíssimo sutiã branco me deixou de pau duro! A cozinha do seu apartamento era pequena, e quase sempre fazia com que ela sentisse o meu membro em sua bunda. Comecei a perceber que ela estava ficando sem graça, embora também tenha reparado que seus mamilos ficaram durinhos. Quando terminamos, ela me pediu que esperasse na sala enquanto ela trocava de camisa. Nessa hora, eu tirei a minha camisa e pedi que antes ela me emprestasse uma outra. Modéstia à parte, tenho um corpo bonito. Não malho diariamente, mas tenho um biotipo forte. Percebi quando ela me secou com os olhos. Fomos ao seu quarto e ela me deu uma camisa de seu marido. O coitado não podia imaginar o que estava para acontecer com a sua esposa. No momento em que me entregou a camisa, pedi também um short para poder ficar um pouco mais à vontade enquanto esperava a Tati sair do curso. Ela virou-se para o armário enquanto procurava, e nesse momento eu tirei minhas calças e fiquei nu. Ela, curvada dentro do armário, deu um pulo quando sentiu minha vara roçar sua perna. No entanto, derreteu-se sem nenhuma resistência. Quase como se estivesse esperando por isso.
Coloquei-a deitada na cama e retirei sua bermuda. Estava com uma calcinha de algodão das "Meninas Superpoderosas". Tirei sua calcinha e comecei um lento e prazeroso sexo oral em sua bucetinha. Que, à propósito, já estava completamente molhada! Continuei até que ela não agüentasse mais e gozasse. E quando isso aconteceu, aproximei-me de seu ouvido, fazendo questão que meu pau duro tocasse em sua buceta, e disse-lhe que estava apenas começando! Tirei sua blusa e comecei a acariciar seu seios com movimentos circulares em seus mamilos. Continuava provocando seu desejo com meu pau, a esta altura já dolorido de tanto tesão! Esfregava-o na sua buceta, mas não a penetrava. Mamei em seus seios durante bons 20 minutos, e ela estava insaciável novamente. Não agüentei mais e decidi penetrá-la. Abri suas pernas e enfiei meu mastro até o fim! Ela deu um longo e alto gemido. Eu a fodia com vontade, e ela se entregava à mim gemendo muito, como uma puta! Rebolava sua buceta no meu pau e me pedia "mais"!
Sentei-me na cama e puxei-a pela cintura. Estava decidido a gozar dentro de sua grutinha molhada. Ela rebolava e gemia, enquanto eu a fodia e chupava seus peitinhos. E quando eu estava prestes a gozar, ela levantou-se e ficou de quatro para a minha pica. Implorava para que eu fudesse seu cú, o que fiz alegremente. Deslizei minhas mãos carinhosamente por sua bunda até atingir o ânus. Passei carinhosamente meu dedinho na entrada. Ela estava em uma espécie de transe de prazer, e nem ao menos se movia. Seu cuzinho piscava, como se me apressasse a adentrá-lo! Enfim, possuí esta fantástica bunda, que tinha muito prazer com a minha "visita". Ela continuava gemendo alto e gritava palavrões de todos os tipos! Chamava o marido, Renato, de "corno filha-da-puta"! Dizia que gostaria que ele visse como eu a fodia com prazer e a fazia gozar como ele nunca tinha feito. No fim, tivemos uma maravilhosa esplosão de orgasmo, e ficamos grudados um bom tempo ali, deitados no seu próprio leito nupcial...

Até hoje, nem minha noiva e nem o corno do seu marido desconfiam desse dia maravilhoso. Ainda houve um outro, ainda mais gostoso e perigoso. Mas deixo para depois.


Ficha do Conto

Escritor:
CARIOCA FELIZ

Nome do conto:
COMI MINHA CUNHADA CRENTE NA CAMA DELA!!!

Codigo do conto:
4224

Categoria:
Traição/Corno

Data do Envio:
05/03/2005

Quant.de Votos:
2

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA