Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





fui doada num bar


sou morena, magra de cabelos negros e cumpridos como redeas e por sinal adoro dar de 04 e que fiquem puxando o meu cabelo com se eu fosse uma verdadeira egua no cio. Vou contar como foi que começei a ficar safada assim, na verdade sou uma verdadeira puta, e sou viciada em qualquer tipo de sexo. Eu estava ficando com um amigo meu "Guilherme" e ja no primeiro encontro fomos para a cama porque ja nas conheciamos e nos desejavamos.Quando iamos as feiras essas de Domingo de manha, feiras bem cheias, ele pedia para eu ir de saia bem larguina e curta com calcinhas pequeninhas, eu aceitava e na feira ele vinha andando atras de mim e sempre dando umas roçadas no meu rabo e eu ficava excitadissima. As vezes ele andava na frente e eu sentia outros homens roçando em mim, eu gostava mas ficava sem graça e nao falava nada com o gui (hoje vou a feira e quase dou o rabo para todos de tanto que fico disponivel para ser encoxada). Um dia o gui me chamou para ir no bar de MPB destes que ficam na penumbra tipo lugar romantico e pediu para eu colocar uma calcinha de rendinha branca e uma saia rodadinha e meio curta tb branca praticamente transparente. Eu claro, aceitei. Chegando la ele escolheu uma mesa bem no canto e começamos a beber, davamos aqueles beijos quentes e ele me acariciava debaixo da mesa, foi quando o gui percebeu 02 caras na mesa em frente a nossa nao parava de nos olhar, o gui entao me falou sobre sua fantasia que era de ver outro me comendo, a principio fiquei assustada e ele me disse para ficar calma porque ele estaria comigo, entao relaxei. Ele pediu para eu fazer tudo que ele mandasse e claro, obedeci. Ele me beijava e mandava eu abrir bem as pernas para que os caras pudessem ver bem direitinho, colocava a mao na minha xaninha (que ja estava pingando) e forçava um pouquinho o dedo na entrada da minha xaninha por cima da calcinha isso me enlouquecia. foi quando ele olhou para os caras e chamou um deles, o rapaz meio assustado chegou na mesa e o gui disse: _ Gostou da minha gata. O rapaz disse prontamente que sim. Entao o gui os chamou para sentar em nossa mesa, eu tremei de medo mas estava escorrendo perna abaixo de desejo. os caras sentaram em nossa mesa e se apresentaram como du e marcos, conversamos sacanagem o tempo todo, o Gui estava contando todas as nossas transas, o os dois estavam de pau duro em tempo de furar a calça. De repente o Gui fala com o du que estava do meu lado esquerdo: _e ai Du? Ta afim de ver o rabo da minha gata? O Du sem pensar responder: _ OH, claro. Entao o Gui me pediu para sentar de ladinho na cadeira e levantar a sais, ja que estavamos no canto so ele iria ver. Eu entao me ajeitei de lado e puxei a saia, o olho do Du me fritou a bunda, o Gui entao falou para ele dar uma pegadinha gostosa, ele mais que de pressa encheu a mao na minha bunda e eu so levantando para facilitar foi quando o seu dedo pressionou meu cuzinho por cima da calcinha e eu cheguei a gemer. Ele arredou minha calcinha e deu uma olhada gostosa no meu grelinho que estava inchado e pediu autorizacao ao Gui para me dar uma dedada, o Gui que a esta altura estava com o pau na minha mao e eu pagando uma punheta disse para ele ficar a vontade. Ele entao começou a fazer movimentos circulares no meu grelinho e colocando o dedao da mao bem de vagar, nao aguentei e gozei na mao dele, foi quando ele disse marcos essa puta e gostosa demais. O Gui que queria ver sua fantasia realizada nos chamou para sairmos dali e o Marcos aceitou rapido pois queria me provar tambem. O Du e o Marcos pagaram a conta e fomos para o estacionamento que era escuro so havia a luz de um poste um pouco distante, o Gui entao louco de prazer, disse para eles ficarem a vontade e fazerem o que quiser de menos me machucar ou fazer o que eu nao queria e me perguntou se estava tudo bem e eu disse claro louca para dar, paramos na porta do carro do gui e o Marcos me puxou pelo cabelo e me jogou no capu do carro, e falou: Eu to doido para comer essa puta,ele espero o Gui reprovar mas ele começou a bater uma punheta e se deliciar com a cena. O Marcos levantou minha saia e disse: que rabo e esse? vou te comer toda sua vagabunda, Quanto mais ele me chingava mais excitada eu ficava. O Du segurou meu bracos me mantendo de bruços no capu do carro e o Marcos abriu minhas pernas, puxou minha calcinha de lado e caiu de boca em minha xaninha molhadissima, eu gemia feito louca, a lingua dele era grande e roliça parecia um penis me penetrando, entao ele enfiou um dedo, dois, tres e dizia: ta gostando puta, piranhonha, vai dar muito hoje. De repente o Du me mandou ajoelhar em um jornal velho e me segurando pelos braços e pelo cabelo me encaminhou, o gui começou a botar lenha na fogueira: vamos comam esta vadia na minha frente, metam com força e isso que ela gosta. O Du respondeu: Pode deixar chefe, vou meter nessa buceta agora e com força. Soltou meus braços para que eu pudesse ficar de 04 e começou a passar o pau na minha xaninha, subindo e descendo, eu ja nao aguentava mais e pedi: Anda logo me come, mete tudo em mim. Foi quando ele meteu de uma vez na minha bucetinha que chegou ate a piscar fui logo gozando e pau dele durissimo entrava e saia. o Marcao ja me puxou pelo cabelo e meteu o pau dele na minha boca e chegou a bater na garganta. Eu chupava como se fosse um bezerro e levava estocadas cada vez mais fortes na mina bucetinha. Alguns minutos depois eles trocaram de posiçao, o meu gui ja havia gozado 02 vezes. O meu prazer era tanto que gemi muito alto quando o gerente do bar chegou e mandou parar com aquela putaria, eu entao falei: Vem brincar tambem, deixa eu chupar vc agora vem...
ele saiu dizendo que ia chamar a policia. Foi o tempo do marcao, tirar o pau da minha bucetinha e meter de uma vez no meu cuzinho, cuspi o pau do Du e soltei um grito o marcao tampou minha boca e deu mais umas 10 estocadas no meu anelzinho e me largou. o Gui, me levantou, me colocou no carro e entrou, deu tempo do Du jogar um cartao no carro e dizer. Falta eu comer seu cuzinho puta, vadia. Eles entraram no carro deles correndo demos re e fomos embora, rapido, antes que a policia chegasse. Dentro do carro eu abocanhei o pau no meu gostoso que tinha me proporcionado tanto prazer. essa foi a primeira de varias putarias que vivemos juntos.
espero que tenham gostado e me mandem e-mails com contos e fotos bem sacanas de qualquer forma de sexo. Eu adoro estes tipos de contos e fotos.
Beijos nos caralhos e linguas nas xaninhas...


Ficha do Conto

Escritor:
rela492292

Nome do conto:
fui doada num bar

Codigo do conto:
4491

Categoria:
Grupal e Orgias

Data do Envio:
11/04/2005

Quant.de Votos:
0

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
4490 fui puta na boate Grupal e Orgias 0
4492 Putinha dos passageiros e do motorista. Grupal e Orgias 0
4538 putaria na cachoeira Grupal e Orgias 0
4539 puta das amigas Grupal e Orgias 0
4577 alegria dos coroas Grupal e Orgias 0
4578 realizando putaria com um casal Grupal e Orgias 1
4580 03 garotas dando pra uma galera Grupal e Orgias 1
4592 Clube do sexo sem lei Grupal e Orgias 0
4595 me fuderam na obra Grupal e Orgias 0
4596 Festa de futebol so podia dar putaria Grupal e Orgias 0
4706 putas da faculdade Grupal e Orgias 1
4707 putas da faculdade 2 Grupal e Orgias 2
4708 dando pra amigos da amiga Grupal e Orgias 1
4709 Clube do sexo sem lei Grupal e Orgias 1
4710 Entrevista que virou putaria Grupal e Orgias 2
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA