Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web
   Videos Porno
   Porno Tube

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





Fui enrabada pelo meu pai e adorei....


Desde de pequena sou muito apegada ao meu, ele é um moreno tesudo, sempre brechei ele comer minha mãe, minhas tias e também várias vezes presenciei as brigas por causa das suas traições, quando tinha 10 anos eu só andava de calcinha, meu pai me pegava no colo e adora passar a mão na minha bundinha, aos 12 eu já estava com peitinhos e tinha uma bocetinha linda, eu passava muito tempo só com meu pai pois minha mãe era enfermeira, quando estávamos sozinhos ele tirava minha roupa e me deitava na cama e passava a língua na minha xaninha, depois ficava esfregando a cabeça daquela pica imensa na entrada da xaninha, eu não entendia direito mas sabia q não podia contar a ninguém, além do mais eu achava muito gostoso e o papai falava que esse era o nosso segredinho, quanto mais eu crescia mais o papai ficava doidinho pois estava ficando muito gostosa, ele me colocava de costa e esfregava com força a cabeça daquela pica na minha bunda, eu ficava toda molhadinha mas ele tinha medo de meter em mim, ele pensava que eu não ia aguentar aquele caralho. Passou a chupar meus peitinhos, enfiar os dedos, lamber enlouquecidamente, eu usava roupas bem provocantes de propósito quando estava só com ele para deixa-lo ainda mais excitado e já entendia a situação e gostava, mamãe não percebia nada, era a maior putaria quando estávamos sozinhos, ele me chamava de putinha do papai, certa vez ele estava comendo a mamãe e viu que eu estava observando na porta, mamãe não viu, ele gozou tudo na boca dela deixando ela sem fôlego, ele começou a me avisar que ia foder a mamãe e me pedir pra ficar olhando, ele pirava de tanto tesão ao me ver e depois quando começavamos a putaria, ele me pergunatava: Viu o que faço com a mamãe? E eu dizia vi e gostei paizinho, eu ficava excitada e já me masturbava sozinha e constantemente, mamãe ficava feliz pois papai não saía mais de casa nas horas vagas e me ajudava nos trabalhos da escola, mal ela sabia que os trabalhos terminavam em boquetes fabulosos, quase não conseguia engolir a pica do papai mas ele enfiava com força na minha boca, foi ficando cada vez mais tarado mas não me fodia. Certa vez eu arrumei um namorado mais velho, o Rogério, ele tinha 27, chamei-o para ir lá em casa num dos momentos em que eu ficava sozinha, eu já tinha 15 anos e era muito arretadinha, notava que o Rogério era doido pra me foder e comecei a provocá-lo, foi incrível, ele estava muito excitado, arrancou meu shortinho e meteu a boca na minha xaninha pois eu disse que ainda era virgem, quando ele soube disso ficou ainda mais doido de tesão, eu fiz um boquete muito gostoso, daqueles que aprendi fazendo com o papai, depois ele veio meter na minha boceta que estava toda melada, eu adorei aquela sensação de dor e prazer, quando estávamos fodendo muito, ele me colocou de quatro, entrava tudo na minha boceta, eu gemia e pedia mais foi quando papai chegou e ficou nos observando, seu pau já estava como uma rocha e era bem maior que o do meu namorado, papai fez um barulho e se escondeu, meu namorado saiu as pressas com medo que alguém estivesse na casa, foi quando papai veio terminar o que o Rogério começou, me pegou de quatro e começou a meter violentamente e falar: tu já fodendo é sua putinha, então vai levar muita pica daqui pra frente, gozou tudo na minha bocetinha mas seu pau não amoleceu, como eu estava toda melada, começou a lambusar meu cuzinho, e disse para eu aguentar que o papai ia foder meu cu, só pra fazer um charminho eu disse que não ia aguentar mas ele disse que eu ia aguentar essa rola sim e começou a meter, me segurando pela cintura com força e eu adorei ser enrabada pelo meu pai, eu gritava de prazer e rebolava como uma louca naquela pica, meu pai gozou e depois ainda passou a lingua na minha xaninha arrombada. Comecei a levar meus namorados pra casa, papai ficava escondido olhando e depois queria também, hoje estou com 24 sou muito bonita e gostosa e levo minhas amigas pro meu pai comer, levo muitos machos pra um apartamento que o papai alugou pra mim sem mamãe saber e ele fica sempre observando, depois que os caras saem ele adora me chupar e me foder melada com a porra de outro cara. Me tornei a mais vadia de todas e é assim que ele gosta.


Ficha do Conto

Escritor:
rela323570

Nome do conto:
Fui enrabada pelo meu pai e adorei....

Codigo do conto:
4793

Categoria:
Incesto

Data do Envio:
17/05/2005

Quant.de Votos:
1

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
4789 Meu namorado é gay Grupal e Orgias 1
4791 Não paro de trair meu namorado.... Traição/Corno 1
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA