Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





a praia


Sua intenção desde o início era segurá-la pela cintura fazendo-a cavalgar em seu pênis.Ele a despia com o olhar, revia suas curvas sob a roupa, enquanto esforçavasse para prestar atenção no que conversavam. As palavras saíam da boca que no pretérito mais-que-perfeito beijara.
Seu membro já estava ereto, acompanhando seus pensamentos.
O ambiente era propício.Um crepúsculo em tons de azul e salmão, prenunciavam uma noite de estrelas naquela praia pouco movimentada.
Encontravam-se às escondidas entre pedras na areia.
Ela vestia uma saia curta e uma blusa evidenciando o colo.
Sentiam saudade e temor de que uma aproximação maior, os colocasse amantes novamente. Mas o tesão que sentiam sobrepunha o medo.
Ela sentiu sua vulva molhada quando por alguns segundos parou de falar e observou os contornos de quem ainda amava.Aquele sorriso ladino a fazia perder os sentidos.
Um vento gélido surgira parecendo querer aproximá-los.
Com alguns instantes de silêncio e uma troca de olhares, os lábios se tocaram.
As mãos traziam premeditação de jubilo de um deus e percorriam os corpos imitando heras sobre muros na tentativa da cobertura perfeita.
Desejavam tocar cada parte do tecido de pele que à semanas não sentiam a textura. Pareciam perdidos um no outro.
As estrelas já preenchiam o céu.
Ele percorreu a coxa até encontrar a vagina pulsando de prazer. Acariciou com os dedos fazendo movimentos que a seduziam.
O vento já não era perceptível.O desejo percorria o corpo em labaredas.
Ele desfez-se da camisa e abriu a bermuda sem perder os olhos dela dos seus.
Com movimentos leves e firmes, a colocou em seu colo.Arrancou a calcinha e penetrou-a devagar.
Com uma das mãos, ele segurava seu dorso, com a outra era livre para explorar os mamilos já expostos.Seu corpo de mulher fazia movimentos lascivos.
Ele tomou sua nuca com as mãos e beijou-lhe entre os seios.Sentiu seu adocicado odor.Percorreu o pescoço nu e chegou a boca com voracidade.
Em tom de sussurros ela proferiu palavras e pedidos.Ofegante pedia para que a penetrasse daquela forma e que preenchesse o corpo com o apogeu de seu prazer.
Nos gemidos descompassados e intensos, o pedido foi atendido e um gozo mútuo saciou dois corpos desejosos de amor líquido, naquelas pedras.


Ficha do Conto

Escritor:
papillon

Nome do conto:
a praia

Codigo do conto:
4985

Categoria:
Fantasias

Data do Envio:
07/06/2005

Quant.de Votos:
0

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
4912 quase a força Fantasias 0
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA