Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





FÉRIAS COM A TITIA


Há varios meses leio os contos desse site. Por isto vou descrever uma das várias transas que já aconteceram comigo. Vou passar as férias na casa da minha tia,em Santos. Ela tem uma filha chamada Rosana,e é casada com o irmão de meu pai.Por coincidência meu tio viajava e minha prima Rosana tinha ido passar as férias de Julho na casa de uma amiga em São Paulo. Quando cheguei à casa da minha tia Rita,estava fazendo um calor de 40 graus. Ela veio me receber com um short curtinho e uma camiseta branca transparente. Logo percebi que a minha tia estava carente. Fiquei louco de tesão quando à vi com aquela roupa. Eu já estav sem sexo já há algum tempo e precisava me "saciar". Minha tia nunca tinha se comportado daquele jeito de puta e safada,e comecei a desconfiar que titia estava a perigo e eu era a sua única salvação...
Quando entrei na sala,fiquei até mais à vontade,pois estava rolando no ar algo bastante excitante e sedutor. Suas calcinhas estavam espalhada pela sala toda. Ela pediu que eu sentasse,pois iria preparar um suco de limão. Eu não sou bobo e fui tirando logo minha camiseta e meus sapatos. Quando ela voltou da cozinha,trazendo o suco e alguns cubos de gelo,estava pelada. Minha tia é o seguinte: uma morana balzaquiana de 43 anos,de seios durinhos,coxas grossas e uma bunda grande e macia e com marquinhas de praia. Ela se sentou ao meu lado e entrou diretamente no assunto,dizendo: " Eu quero você,meu sobrinho gostoso,tesudo! Estou louca de tesão,meu menino,para transar com você. Vem cá,me abraça,me fode,meu lindo". Eu passei minhas mãos por sua cintura e puxei-a para mim. Chupei seus seios deliciosos e suculentos peitinhos,que já estavam durinhos e pontiagudos de tesão. Comecei a beijá-la e acariciar suas nádegas e ela começou a gemer com uma voz louca para que eu mamasse sua buceta. Fiz o que ela pediu,pois sou abediente. Abri suas pernas e chupei com gosto sua buceta lisinha,aproveitei para enfiar a língua em seu cuzinho quente e virgem,senti que a pele de minha tia se arrepiava e ela abria cada vez mais as pernas. Enfiei bem fundo em seu cuzinho e fiz um delicioso funfal. Ela gemia,se contorcia toda,revirava os olhos toda vez que eu encostava a língua em sua caverna quente. Ela então pediu que eu chupasse com mais vontade. Titia gozou umas três vezes em minha boca,se afastou,pegou em minha mão e me levou para o seu quarto,dizendo:"Na cama é melhor,sobrinho". Então,pediu que eu deitasse para fazer um boquete. Ela deitou-se,puxou minha cueca com a boca,até retirá-la. Quando conseguiu o que ela queria,reparei que titia não desgrudava os olhos do meu cacete. Depois de dar uma espiada no meu cacete,segurou-o com as duas mãos,iniciando uma punheta maravilhosa. quando tentei beijá-la,ela afastou a boca e começou a deslizar pelo meu corpo. Com sua língua quente,abocanhou meu caralho como se fosse um picolé. Logo meu pau estava envolvido por uma língua que percorria a glande e passeava por todo o tronco do meu pau. Eu tinha a sensação de que iria gozar. Titia agasalhava minha pica até a metade e mamava gostosamente como uma puta profissional. também lambia as bolas e a parte de trás do saco. Ela tirava minha pica de sua boca e passava por todo o seu corpo,era uma delícia. Minha pica começou a dar pinotes de tesão e logo jorrei uma porra quente e viscosa em seu rosto,espalhando esperma por todo o seu rosto. Titia sugou tudo,deixando meu pau limpinho. Decidir então partir para o ataque. Se ela queria foder de verdade,eu era a pessoa certa. Coloquei-a de quatro em cima da cama,chupei seu cuzinho moreno e sua xota lisinha durante 15 minutos. Então,eu tive uma idéia: peguei um cubo de gelo e coloquei-o na entrada de sua xoxota. Comecei a chupá-la e enfiar a pedra de gelo em sua xana,até que ela se derretesse completamente. Ela sentia calafrios e pedia para eu passar mais gelo,agora em todo seu corpo,fiz isso e ela foi às nuvens,gozando deliciosamente. Mas titia ainda não estava satisfeita...Peguei minha pica e atolei a cabeça na entrada de sua buceta. Depois,fui colocando tudo,investindo cada vez mais com ardente e profundas estocadas. Tia Rita rebolava de tanto tesão,gemia como uma gata no cio,gritava e enterrava as unhas na cama,dizendo:"Ah...gostoso!Me come,me rasga,ai,põe,põe,tudo,gostoso,mais,mais,mais...meu sobrinho garanhão,goza meu lindo,me fode inteira,não tenha pena,vamos gozar juntos". Pedido feito e aceito.Agarrei seus ombros,acelerei os movimentos e numa estocada depositei nas profundezas o mais puro dos leites. Com nossos corpos colados,trocamos carícias,carinhos e descansamos um pouco,e logo depois titia já estava de quatro,me implorando para que eu metesse em sua bunda virgem: "Quero que você coma meu cu,agora! Entra com tudo na minha bunda,vai,mete,não aguento mais esperar. Pode meter,mas vá devagar,pois nunca deixei ninguém entrar aí". Disse ela com a voz mais sensual do mundo. Sem pressa e com amor,fui colocando a minha língua naquele cuzinho,nunca antes explorado,tentando relaxá-la,passei um pouco de mel em seu cu,pois não havia vaselina. Então,beijei cada pedaço de sua bunda macia e passei a língua em seu rego,deixando-a maluquinha de tesão. Após toda a melação,comecei esfregando a cabeça da minha pica no seu cu e fui enterrando lentamente meu caralho naquele ânus,até então virgem. senti as entranhas da titia se abrirem,ela gritava e uivava,como uma cadela no cio,pedia que batess na bunda e a chamasse de puta e gostosa. Então perguntei se ela estava gostando e ela me respondeu que era maravilhoso dar a bunda,daí comecei a bombar mais forte. A princípio lentamente,mas depois aumentei o ritmo até os bagos. Sentia sua bunda macia latejar. O gozo chegou e eu acelerei ainda mais os movimentos até despejar um rio de leite quente naquele cuzinho. dormir sobre ela,com a pica entre suas coxas. Acordamos à tarde e ela me deu um suco,convidando-me depois para um banho. Ficamos os dois debaixo do chuveiro deixando a água cair. Estávamos entregues a ardentes beijos até sentir sua mão descendo à minha virilha. Ela começou a massagear meu cacete até ficar duro. Qunado saímos do banho,enxuguei-a de uma modo bem sacana,roçando a toalha em seu clitóris. Tia Rita levou-me rapidamente para sua cama. Parti para sua xoxota,coloquei suas pernas em meu ombro e meti pra valer,sentia meu pau lá no fundo. Tia Rita espremia e soltava o meu pau dentro de sua gruta,como se fosse um espremedor de limão. Estava esgotado,mas meu pau continuava firme como um bastão.Tirei meu pau de suas pernas e coloquei-o entre seus peitos,fazendo uma espanhola,até titia ficar de quatro novamente na cama. Foi uma reação inenarrável:chegamos ao gozo juntinhos e tia Rita não permitiu que o intervalo de tempo para outra fosse muito longo. tirou uma corda da gaveta e pediu que amarrasse na cama. Amarrei-a com as pernas abertas e abunda para cima,como ela disse para fazer. Então pediu que eu fosse até a gaveta e pegasse um consolo,e que eu enfiasse aquele cacete enorme em sua bunda durante dez minutos e que eu chupasse sua buceta. Fiz o que titia mandou:enfiei o consolo no seu cu,e quanto mais eu atolava meu cacete ,maior era o tesão e o grito de titia. Mamei seu clitóris até sentir o gozo da danada em minha boca. Dava para notar que estava tendo orgasmo múltiplos há bastante tempo. Quando terminamos tudo,ela ficou massageando minhas costas,passando suas unhas afiadas em mim. No dia seguinte,acordamos e tomamos café da manhã e voltamos a repetir a dose por várias vezes e em todas as posições possíveis por vários dias de minhas férias. Estou comendo minha tia até hoje e minha família nem desconfia.
         
    Gostaria de fazer contatos com mulheres solteiras,casadas,viuvas ou separadas que goste de muito sexo e que queiram ser minhas tias,professoras ou amantes. Sou moreno,tenho 1.76 altura,78 kg, tenho 26 anos,sou discreto e sigiloso,todas serão bem-vindas.

Obs: que sejam da capital de SP
                                


Ficha do Conto

Escritor:
anjo_solitario

Nome do conto:
FÉRIAS COM A TITIA

Codigo do conto:
5673

Categoria:
Incesto

Data do Envio:
29/10/2005

Quant.de Votos:
1

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA