Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web
   Videos Porno
   Porno Tube

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





Eu, minha noiva e minha cunhada ... gêmeas


Estes fatos se passaram em 1994 ... são reais!
Na época eu estava com 27 anos, era executivo de uma multinacional de tecnologia, morava sozinho em São Paulo (toda minha família é do Rio de Janeiro), inclusive minha noiva, a Fernanda (nome fictício) e sua irmã gêmea Flavia. Eu estava noivo da Fernanda, com casamento marcado para meados de 1994 e, por morar em São Paulo (havia sido transferido em 1993 para lá) estava sempre na ponte aérea, porém, algumas vêzes eu era obrigado a ficar em SP e minha noiva sempre vinha ficar comigo nos finais de semana. Fernanda era uma morena linda, cabelos pretos e longos, seios tipo pera, uma bundinha arrebitada e uma bucetinha maravilhosa, quase que totalmente raspadinha ... a irmã era exatamente igual ...
Num destes finais de semana Fernanda me disse que Flavia estava querendo ir com ela a SP, tinha brigado com o namorado e queria sair um pouco do Rio ... eu concordei numa boa, sem pensar em nada mais, achei que seria divertido sair com as duas, iríamos pregar uma peça nos meus amigos.
Elas chegaram em uma sexta-feira pela manhã, eu estava no trabalho, assim que chegaram minha noiva me ligou e disse que iria a um shopping com a irmã e depois ficaria na piscina do prédio e que eu as procurasse lá. Por volta de 2 da tarde eu cheguei e fui direto para piscina. As duas estavam lá, minha noiva com um maiô e minha cunhada com um biquine daqueles bem de carioca ... pequenininho ... Ao chegar perto delas minha noiva veio correndo e se jogou em cima de mim, molhando todo o meu terno e minha cunhada veio logo em seguida, nào se jogando, mas me dando aquele abraço e um beijinho no canto da boca ... meu pau subiu na hora. Ficamos papeando e minha noiva foi para a piscina, enquanto minha cunhada estava tomando sol deitada de costas. De repente ela se vira e me pede para passar bronzeador nas sua costas e pernas ... mais do que depressa eu peguei o tal e tasquei no meio das suas costas, esfregando bem firme, ao que ela respondia com um "hum" a cada forçada que eu dava. Fui descendo pela bundinha até chegar nas pernas, fiquei passando na coxa e aos poucos fui subindo para a polpinha da sua bunda e passando pelo lado de dentro da coxa, a esta altura Flavia já soltava suspiros, abrindo um pouco mais as pernas, deixando aparecer todo o seu reguino e alguns pelinhos. Quanto terminei ela falou "isto é que é cunhado, além de me passar bronzeador me faz uma massagem que me deixa relaxada, ai que bom ..." Ficamos mais uma meia hora lá e subimos pro apartamento. Fui tomar banho com minha noiva no banheiro do meu quarto e minha cunhada no outro. Assim que entramos no banheiro minha noiva foi me agarrando, tirando minha calça e chupando meu pau, a menina estava louca pra fuder. Avisão daquele mulherão, agachada no chão do meu banheiro e chupando a minha vara era demais, o corpo todo queimadinho, com aquela marquinha de biquine, era uma loucura. Eu puxei ela pra cima, sentei ela na pia e comecei a chupar sua buceta encharcada, a cada chupada ela gemia mais, e chupava os seios e pedia mais ... passei a enfiar um dedinho no cuzinho dela e brincar com o seu grelinho, ela foi a loucura, até que gozou na minha boca. Levantei e enfiei até o talo, ela quase morreu de tesão, gritava muito, sem se importar ou se lembrar da irmã ... e gozou de novo ... tirei ela da pia e coloquei ela de costas, meti no seu rabinho bem devagar e comecei a bombar forte, ela pedia para dar tapas nela (adora apanhar na cama) e eu enfiava, até que eu disse que ia gozar, na mesma hora ela se virou, agachou e meteu meu pau na boca, engolindo tudo que saia dele. Depois tomamos banho e fomos encontrar Flavia na sala. Fernanda foi colocar meu prato e eu fiquei conversando com Flavia na sala, ela estava linda, com uma mini-saia e uma camisetinha sem sutiã ... toda risonha, mas com um sorriso diferente, meio daquele tipo ... quero te dar! A mesa de jantar tem um tampo de vidro e quando sentei Flavia olhou diretamente para o meu pau, levantou os olhos e passou a lingua na boca, como que se limpasse alguma grão de arroz, sorrindo. Como havia acabado de almoçar, se levantou da mesa, abrindo bem as pernas para sair dela ... o que me deu a visão completa da sua bucetinha totalmente raspadinha (a menina estava sem calcinha) e foi pra cozinha. Nisso chega Fernanda e almoçamos. Vencida pela viagem, a piscina e a foda, logo após o almoço Fernanda foi dormir um pouco (é boa de cama em todos os sentidos) e eu fiquei vendo um vídeo com Flavia, o show dos BeeGees. Ao começar tocar Immortality ela levantou da poltrona e veio na minha direção, disse que queria dançar ... mais do que depressa eu me levantei e abracei a cunhadinha, apertei ela bem pertinho, mas sem muita pressão ... porém o meu pau já estava nas alturas. Ela deitou a cabeça no meu ombro e colocou a boca colada no meu pescoço, o que me fazia sentir o ar quente da sua respiração e o geladinho dos seus lábio ... de repente senti ela se mechendo um pouco mais, raspando sua xotinha no meu pau e um geladinho maior no meu pescoço, tinha passado a lingua nele, enquanto me acariciava a nuca com as unhas ... que tesão! Fiquei preocupado com Fernanda mas ao mesmo tempo estava intorpecido pela Flavia ... comecei a descer minha mão e apertei de leve sua bundinha, ao que ela respondeu com um gemidinho, desci mais a mão e tateei sua bundinha por baixo da sai, ao que ela não teceu a menor resitência, aí não prestou, puxei a cabeça dela com minha outra mào e dei-lhe aquele beijo, enquanto meus outros dedos cuidavam do seu reguinho, passando no seu cuzinho e na sua bucetinha, encharcadérrima ... ela me puxou pro sofá, me sentou nele, tirou meu short e comeceu um boquete de rainha, muito melhor que o que a Fernanda me fazia, a menina gostava mesmo de uma pica, me olhava o tempo todo. Puxei ela para o sofá e começamos um 69 ... nem 2 minutos depois de ter começado a chupar sua bucetinha, ela gozou violentamente e esfregava com força sua buceta na minha boca, falando palavras que eu não entendia. Depois de um tempo ela se virou e veio de frente pra mim, sentando no meu pau, começando uma cavalgada daquelas, abriu bem as pernas, jogou a cabeça pra trás e me pedia pra foder, chupar os seus peitos, enfiar o dedo no seu cú, estava descontrolada. A esta altura eu nem me lembrava de Fernanda, só pensava em comer a Flavia. Quando Flavia sentiu que ia gozar, me agarrou e enfiou com tudo meu pau dentro da sua buceta, ficou com ele lá dentro e começou a rebolar rapidamente, chupando minha boca e gemendo, até que explodiu ... e como ... deve ter gozado umas três vêzes seguidas ... eu já quase gozando tvirei ela ao contrário, ficou ainda no meu colo mas de costas para mim, levantei-a um pouco e direcionei meu pau pro seu cú. Ela não mostrou nenhuma resitência e ainda empinou um pouco a bunda. Como não seria o primeiro, decidi enfiar de uma vêz, pois o cuzinho já devia estar acostumado a levar pica ... a menina gozou imediatamente e começou a pular com o meu pau dentro do seu cú, se encostou em mim e me pediu para masturbar ela enquanto comia o cú. Ficamos assim, até que senti uma lingua no dedo que masturbava Flavia ... sim, era Fernanda chupando a irmã. Flavia estava em êxtase. Fernanda chupava Flavia e de vêz em quando tirava meu pau do cú da irmã para chupar e o recolocava lá. Depois de um tempo, Fernanda ficou em pé, com a buceta na altura da boca de Flavia e a irmã lhe retribuiu a chupada, Fernanda gozou. eu já não estava aguentando mais e avisei que ia gozar. Flavia pulou do meu colo e se colocou ao lado de Fernanda, agachada na minha frente, com a boca aberta, ambas sedentar por pôrra. Bati a punhetinha final passando a cabeça do pau nas boquinhas e jorrei na boca de Flavia, depois terminei na boca de Fernanda. As duas começaram a se beijar, engolindo pôrra, limpando os rostos com as linguas e depois ainda vieram limpar o meu pau ...
Não preciso dizer como foi o sábado e o domingo. Depois deste final de semana Flavia vinha de vêz em quando para SP e transávamos os três. Isto durou uns 8 mêses, até que eu fui transferido novamente, só que para outro país e nosso noivado não resistiu ... uns 4 mêses depois de mudar, acabamos tudo e nunca mais vi as duas. Tenho saudades daquelas fodas.
Se você mulher, quiser se corresponder comigo para amizade, ou quem sabe, algo mais, me mande um e-mail. Tenho 38 anos, moro nos Estados Unidos (mas sempre vou ao Brasil), sou moreno, 1,89 de altura, olhos verdes (não é mentira), cabelos curtos e lisos, solteiro, cançado da vida solitária de boêmio. Se me enviar foto, mando uma minha.


Ficha do Conto

Escritor:
Duca

Nome do conto:
Eu, minha noiva e minha cunhada ... gêmeas

Codigo do conto:
5819

Categoria:
Heterosexual

Data do Envio:
06/09/2005

Quant.de Votos:
0

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA