Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





meu professor


Oi, aqui é a Naty, Estudo num colégio tradicional em aqui em bento. Nesse conservador estabelecimento de ensino vivi experiências marcantes, muitas delas para lá de excitantes. Meu prof d Química è mto gostoso, ele é bem bravo e é meio velho já tem uns 35 anos. Certo dia, depois da aula, eu estava "estudando" na biblioteca sozinha, pensando no meu professor. Comecei a ficar super excitada, os biquinhos dos meus seios começaram a ficar inchadinhos e a minha xoxotinha toda molhadinha. Olhei para os lados certificando-me de que não havia ninguém para me perturbar. Segura de que estava só, fechei os olhos e comecei a me apalpar pelos seios. Apertando os biquinhos, desci a mão até a calcinha toda molhadinha, suspendendo um pouquinho a sainha do uniforme. Decidi ser mais ousada, me levantei, desci a calcinha até o meio das minhas coxas voltando a sentar na cadeira. Abri as pernas e comecei a tocar na minha bucetinha com meus dedos ficando toda melada. Sem que eu esperasse, aparece alguém, me dando um susto. Então morta de vergonha, toda vermelha, abaixo a cabeça na mesa, fingindo estudar. Parerce coisa d novela o cara aparece na hora em q tocava uma siririca pensando nele. "Fernandinha, até agora aqui!?", disse ele, puxando conversa comigo, deixando claro que não tinha percebido. Eu me virei um pouco para conversar com ele de modo que ele não visse minha calcinha no meio das pernas. Ele estava carregando uma pilha enorme de livros e depois de passar por mim ele derrubou um meio perto d mim. Ele para e se abaixa sorrindo para recolher e pede desculpas pelo barulho olhando para mim. Inevitávelmente e ele vê minha calcinha. Seu sorriso se transforma em rancor, ele se levanta e vem em minha direção perguntando o que é aquilo, dizendo que lá não era lugar pra isso. E eu sentada de cabeça baixa, morrendo de vergonha, quase chorando. Ele viu o estado em que me deixou e saiu. Voltou logo depois e trancou a porta, pegou na minha calcinha dizendo que aquilo não poderia ficar assim. E eu olhando com cara de arrependida. Quando ele pegou na minha calcinha, viu o tanto que ela estava molhada e terminou de tirar. Depois começou a cheirar e lamber minha calcinha, na minha frente, passando a mão no pinto. E que pinto, pelo volume armado dentro da calça, parecia ser enorme. Então ele se abaixa e me força a abrir as pernas, exibindo toda minha bocetinha melada. Começa a me lamber mordendo meu clitóris, passando a língua no meu cuzinho me deixando louquinha e toda arrepiada. Sem conseguir me conter, escancaro as pernas para ele fazer o que quiser. Então ele se levanta me erguendo junto, tira minha blusinha e apalpa meu seio dizendo que há muito tempo queria fazer aquilo. Diz para mim abrir a calça e chupá-lo, o que eu faço com muito prazer. Primeiro aperto seu pinto por cima calça, beijando sua boca, vou descendo para seu peito, barriga e cueca. É quando seu pinto salta para fora. Então eu começo a chupá-lo inteirinho, como se fosse um picolé. Então ele senta na cadeira, me puxando para si mesmo, erguendo minha saia. Quando sinto seu pinto imenso na entrada da minha xoxotinha eu amoleço e tenho um orgasmo. Vou descendo bem devagarinho, gemendo de dor e tesão, olhando nos seus olhos. Ele com a maior cara de sacana, como se dissesse: Sua vagabunda, piranhinha, vou castigar essa sua xoxotinha, vou deixar ela todinha esfolada, você vai receber o que merece. Apertando meus peitinhos bem gostoso. Vou descendo até entrar tudo, então dou um gemido mais alto. Começo a subir e descer bem gostoso, enquanto suas mãos fortes vão guiando meu bumbum e enfiando um dedo no meu cuzinho. Vou subindo e descendo, rebolando só com a cabeça dentro da minha xoxotinha. Então começa a entrar tudo de uma vez. Dou um grito de tesão e ele me beija deliciosamente na boca. Depois de castigar minha xoxotinha naquela posição, ele me coloca deitada em cima da mesa, de barriga para baixo, com as pernas abertas e meu bumbum bem para o alto. Então ele coloca seu pau entre meus lábios vaginais, esfregando ele na minha xoxotinha, fazendo vai-e-vem, até melecá-lo bastante, voltando a me penetrar na xaninha. Dá duas estocadas, tira e começa a penetrar meu cuzinho. Eu grito, esperneio, mas ele me segura e abre meu bumbum, com as duas mãos. Vai cuspindo na minha bundinha para facilitar a penetração. Enfia até a metade e dá um tempo, colocando a mão nos meus ombros, descendo até as minhas costelas e dirigindo para a lateral dos meus seios, para logo depois apertar os biquinhos com bastante força e dizer: - Você tá vendo o que dá fazer coisa errada, biscatinha. Eu gemendo gostoso, suspirando como se estivesse nas nuvens, ele começa a forçar novamente o pau na minha bundinha, sem deixar de apertar meus peitinhos, e continuando a dizer:- Você não pode ter esses pensamentos obscenos. Eu estou aqui, para tirar essa vontade de você, sua putinha. Esse seu cuzinho é um sacrilégio, sua bucetinha é um pecado, sua bruxinha, vou te exorcizar e acabar com esse seu poder de dominar os homens. Vou te curar com meu crucifixo de carne. Rebola putinha, rebola cadelinha. Dezessete aninhos com esse corpinho de diabinha. Deu uma nova e decisiva estocada, que fez seu membro se alojar inteirinho dentro de mim. Começou a se movimentar bem rápido. Meu cuzinho tava queimando, e seu saco batia na minha buceta que começava a pingar. Enquanto ele estocava no meu cuzinho, dava tapinhas no meu bumbum e eu acariciava o grelhinho, que me conduziu a mais um forte orgasmo. Ele era incansável, e metia cada vez mais rápido, com mais força. - Vou te comer sempre agora, você vai vir sempre confessar seus pecados comigo... ahhnnn... rebola mais, vagabundinha... ahhnn... rebola que eu vou encher seu cu de porra.... ahhnnnn... rebola...uhnnn... que eu vou... ahhnn... gozaaaarrrrrrr..... Ele explodiu, gozando como nunca. Gozou um pouco dentro do meu cuzinho, então tirou o pau para acabar de melecar meu bumbum e minha xoxotinha. Depois ele me deu um delicioso e molhado beijo e disse que por ultimo, naquele dia, queria ver minha calcinha se molhar com sua porra no meu bumbum e xaninha. Então pediu para que eu me apoiasse na mesa e empinar bem o bumbum. Então ele começou a vestir a calcinha, mordendo minhas coxas e meu bumbum e só parou quando viu a calcinha toda melecada no bumbum da garotinha que ele tinha arrombado, esfregando o pinto melado na minha perna. Infelizmente ele é casado, mas isso não impede que ele me exorcize de vez em quando. Essa foi uma de minhas inúmeras aventuras um beijo a todos os homens gostosos do mundo.


Ficha do Conto

Escritor:
naty

Nome do conto:
meu professor

Codigo do conto:
5852

Categoria:
Incesto

Data do Envio:
09/09/2005

Quant.de Votos:
1

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA