Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





CASADO, CORNO E VIADO



       Caros amigos,

       Este não é um conto e sim algo de veridico em minha vida. Sou casado, tenho 46 anos e sou um cara muito legal e muito liberal. Desde pequeno sempre fui muito sacana e nos meus troca-trocas percebi que gostava mais de dar do que comer. Dei muito o cú quando pequeno, depois de casado conhecemos uma cara chamado João que se tornou nosso amigo e até frequentava nossa casa. Certa noite estava sózinho em casa (minha mulher tinha ido pra noitada) quando ele chegou, conversamos um pouco e ele pediu pra ir ao banheiro. Tinha muita vontade de dar pra ele (sabiamos que era gay) então perguntei de precisava de ajuda no que ele respondeu se não me importasse gostaria sim. Não me fiz de rogado, fui até o banheiro, abracei-o por tras e peguei em sua vara, acariciei e masturbei ele legal. Fomos para o quarto onde disse que sempre teve vontade de me comer e eu também disse que sempre quis dar pra ele, juntou a fome com a vontade de comer. Deitou-se não cama com a vara pra cima (não é muito grande + ou - uns 17, 18 cms, mais grosso) e pediu que chupasse. Caí de boca, mamei gostoso, passava alinga na cabecinha, beijaca, engolia quase todo, dei o maior trato, ele gemia muito e dizia que eu era demais. Quando não aguentava mais pediu pra me comer, fiquei de quatro na beirada da cama e ele em pé a tras, arrebitei bem, ele ficou louco com minha bunda, alisou, acariciou, cuspiu em meu cuzinho e começo a me provocar enfiando um dedo, depois dois e mexeu gostoso. Não aguentei e pedi pra enfiar logo, ele passou mais saliva, pois na portinha e deu estocada forte, doeu muito, pulei pra frente e pedi pra ir devagar, ficamos naquele joguinho de tentativas, até que ele molhou bem, firmou eu relachei e a cabeça entrou, então paraou um pouco pra que eu acostumasse com a dor que logo passou e ai só foi prazer, me comeu com gosto até não aguentar mais e encher meu cú de porra, gozei junto batendo uma bela punheta. Depois disso continuamos até hoje, pois ficou cada vez melhor.
Quem gostou, quiser comentar e fazer contato me escreva no e-mail abaixo. quem sabe não acontece algo de bom com a gente.

um abraço,

Sil.   

siltv@ubbi.com.br


Ficha do Conto

Escritor:
Sil

Nome do conto:
CASADO, CORNO E VIADO

Codigo do conto:
6198

Categoria:
Gays

Data do Envio:
19/10/2005

Quant.de Votos:
1

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking


© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA