Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





A filhinha do papai


Óla, Depois de ler muitos contos dessa página resolvi escrever contando minhas esperiências.Tenho 21 anos e sou estudante de Direito de uma faculdade em Belo Horizonte. O que vou contar aconteceu quando eu tinha 18 anos.Sou filha única,minha mãe morreu quando eu era muito nova e por isso sempre tive tudo que quiz.Meu pai é um homem alto, moreno de olhos azuis;Dessa forma desde de a morte de minha mãe a casa vivia cheia de amigos e "amigas" do meu pai. Um dia cheguei em casa e havia um bilhete do meu pai avisando que ia passar o fim de semana fora.Eu já era uma putinha...Sempre em academias,corpinho perfeito,tipo exótico,morena queimada de sol com olhos azuis.Bem assim que li o bilhete liguei para uma amiga e companheira de trasas e combinamos de sair com uns amigos dela...Coloquei um vestidinho preto justinho e fui chegando no local fui apresentada à Henrique,que seria meu par naquela noite.Ele era um Homem e tanto depois de alguns minutos já estávamos nos beijando loucamente então sussurei no ouvido dele:"Eu não estou usando nada por baixo."Foi como jogar um fósforo num barril de pólvora , fomos para um canto e ele começou a abrir minhas pernas em busca da minha xana, que já estava molhadinha , enquanto ele enfiava os dedos na minha xaninha molhadinha eu gemia e ia em direção ao seu pau, foi quando um segurança da boate nos viu e pediu para pararmos depois daquilo eu estava implorando para ser comida. Então chamei Henrique para ir para a minha casa onde poderíamos terminar o que tinhamos começado.Já no carro abri a calça dele e comecei a dar uma chupeta bem gostosa nele,Henrique gemia e apertava a minha cabeça contra o membro dele Já no elevador eu estava semi-nua,Herique já estava mamando gostoso quando entramos em casa indo direto para o quarto do meu pai onde ficava a cama de casal,Henrique me encostou no marco da porta e jogou meu vestido longe, eu só não esperava ver meu pai olhando estarrecido a cena. Pobre do Henrique levou mais susto que eu, quase morreu se não tivesse corrido muito meu pai teria enchido ele de porrada. Bom, depois do meu pai voltar da corrida atrás do Henrique olhou para min e disse muito sério:"Agora eu sei, quem você é e você nunca mais será tratada como a princesinha do papai" Fui para o meu quarto pensando o que aconteceria dali para a frente, meu pai sempre foi muito carinhoso e realmente me tratava como uma princesinha.Acabei dormindo quando acordei estava nua e amarrada na cama, fiquei assustada e comecei a gritar por socorro então meu pai abriu a porta e me mandou calar a boca;embora eu seja uma putinha estava envergonhada de estar daquele jeito na frente do meu pai e pedi que ele parasse de me olhar então ele falou:Cala a boca sua puta, agora o papai vai te mostrar o que é comer uma ninfetinha que nem você.Ele começou a mamar nos meus peitinhos passava a lígua em cículos , mordia e rapidamente os biquinhos estavam tão duros que pareciam de borracha.Mas eu estava com medo e comecei a pedir para ele parar , chorava e implorava para ele parar. Ele não disse nada e começou a enfiar dois dedos na minha xana, aí eu comecei a gostar e remexia enquanto ele ia enfiando a mão inteira dentro de min.Eu não aguentava mais estar ali amarrada queria chupar a pica enorme do meu pai, mas ele não deixava ,de repente abriu minhas pernas e começou a meter gostoso, até que ele estava todo dentro de min e começou a bombar cada vez mais rápido ele ia bombando e mamando meus peitinhos,ia cada vez mais rápido até que numa explosão de gozo me inundou com seu leite.Ele me desamarrou e me colocou de quatro no chão , eu gritei:"Não pai ,eu nunca dei o cuzinho!!!Não faz isso!Vai doer muito." Mas ele só riu e disse :" Fica quieta que eu vou te rasgar todinha e te comer de todas as maneiras possíveis."Eu tentei sair correndo mas ele me agarrou pela cintura e começou a enviar aquela pica enorme em min, eu chorava, conseguia sentir ele entrando e saindo de min enquanto meu cuzinho piscava , mas quando senti seu saco encostar na minha xaninha molhadinha comecei a gostar, aí ele começou a bombar e saí de min ; dizia:"Me enrraba, come a sua filhinha puta,rasga o o meu cuzinho,aperta forte meus peitinhos acaba comigo, me come , me fode!Tira o cabaçinho da sua princesinha" Ele começou a bombar com força tirava quase tudo e colocava de novo, com uma mão apertava meus peitinhos enquanto a outra enfiava na minha xaninha. Ele começou a gemer e dizer:"Sua vadiazinha, eu sempre quiz te comer , esses peitinhos durinhos, essa bundinha gostosa, agora vou te comer todos os dias."Ele tirou aquela ferramenta enorme do meu cuzinho e gozou na minha boca, eu como uma boa vadia que sou engoli até a última gota.Meu pai saiu do quarto dizendo: "Está foi só a primeira vez, amanhã uns amigos meus vão vir aqui e eu vou mostrar para eles a vadiazinha gostosa que você é." Depois disso transei com muitos amigos do meu pai e de muitas formas diferentes, porque a nossa casa se abriu para qualquer tipo de perversão e eu também.Espero que tenham gostado.

                                



Ficha do Conto

Escritor:
Fernanda

Nome do conto:
A filhinha do papai

Codigo do conto:
68

Categoria:
Incesto

Data do Envio:
11/12/2009

Quant.de Votos:
50

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA